Amargosa: Buscas por idoso desaparecido após casa desabar e matar esposa e filha continuam

Tragédia aconteceu na zona rural de Amargosa. Foto: Divulgação

Um idoso segue desaparecido há seis dias em Amargosa, no Vale do Jiquiriçá. O trabalho de busca segue nesta quinta-feira (16). O idoso, identificado como Gildásio Ribeiro, de 89 anos, não foi mais visto desde que a casa onde morava desabou na localidade de Ribeirão dos Caldeirões. Na ocasião, morreram a esposa dele, Elita Pereira, de 80 anos, e a filha, Eliana Pereira, de 40 (veja mais aqui).

O fato ocorreu na noite da última sexta-feira (10) quando choveu de forma intensa no município. Conforme a prefeitura, trabalham nas buscas pelo idoso o Corpo de Bombeiros Militar da Bahia, junto com a equipe do Núcleo de Operações da cidade.

Cães farejadores trabalham nas buscas. Com as chuvas, a prefeitura de Amargosa decretou situação de emergência. Segundo o prefeito Júlio Pinheiro, a estimativa é que o prejuízo causado seja superior a R$ 10 milhões. Com informações do site Bahia Notícias

Vale doJiquiriçá: Morador segue desaparecido após casa desabar em povoado de Amargosa

Júlio Pinheiro diz que buscas continuam. Foto: DivulgaçãO/PMI

Uma pessoa ainda está desaparecida após as chuvas intensas em Amargosa, no Vale do Jiquiriçá. Nesta terça-feira (14) completam-se quatro dias do desaparecimento. O fato ocorreu após uma casa desabar no povoado de Ribeirão dos Caldeirões e vitimar duas pessoas da mesma família (ver aqui).

Os corpos foram encontrados a três e a quase cinco quilômetros do imóvel. Ao site Bahia Notícias, o prefeito Júlio Pinheiro (PT) disse que equipes seguem na busca pela pessoa. Além do povoado e de outras comunidades rurais, bairros periféricos na sede do município foram os mais afetados. Nesses locais calçamentos foram destruídos e tubulações de água rompidas, entre outros transtornos.

Segundo o prefeito, a malha de estradas vicinais, de cerca de 1 mil km de extensão, ficou toda danificada. Nesta terça, a prefeitura deve fechar um relatório para envio às defesas civis do Estado e União, e o prejuízo público é estimado em mais de R$ 10 milhões, isso contando pavimentação de ruas, recuperação de estradas e assistência social aos afetados.

”Todas as estradas vão precisar de reconstrução, alguma delas vai ter que fazer do zero, porque abriram crateras enormes. O prejuízo deve superar 10 milhões, fora o prejuízo particular, de gente que teve casa danificada, mobiliário perdido”, relatou. Júlio Pinheiro disse ainda que há cerca de 50 anos o município não registrava chuvas tão intensas.

”Entre novembro e dezembro, o volume de chuva já representa o maior dos últimos 50 anos. Nós tivemos uma chuva parecida na década de 60. De lá para cá nós não tivemos nada próximo”, relatou. Foram quase 350 milímetros em novembro e na sexta-feira (10), já em dezembro, foram mais de 200 mm em quatro horas de chuvas.

Desde o domingo (12) não chove em Amargosa, o que melhora a situação para reconstrução de estradas e suportes a famílias afetadas pelas chuvas. O município registra nesta terça 48 famílias afetadas.

 

Prefeito vai ao local de tragédia e diz que chuva foi a maior dos últimos 50 anos em Amargosa

Júlio Pinheiro visita local de tragédia. Foto: Prefeitura

O prefeito Júlio Pinheiro, de Amargosa, visitou o local da tragédia provocada pelas fortes chuvas no município, durante o final de semana.

O gestor foi à localidade de Ribeirão dos Caldeirões, na zona rural, onde equipes da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e Guarda Municipal encontraram, com ajuda de populares, dois corpos das três vítimas que ficaram soterradas depois do desabamento de uma casa.

Os corpos de Elita Pereira, de 80 anos, e da sua filha, Gildete Pereira, 40, foram encontrados. As buscas continuam, agora pelo corpo do idoso Gildásio Ribeiro, de 89 anos. Em rede social, Júlio disse que a chuva de sábado (11) foi à maior dos últimos 50 anos em Amargosa. A Prefeitura decretou situação de emergência.

Erosão compromete tráfego na BR-420, entre Itaquara e Santa Inês, no Vale do Jiquiriçá

Barranco desmoronou na BR-420. Fotos: Blog Marco Frahm

A BR-420, rodovia que corta o Vale do Jiquiriçá, interligando as BRs 116 (Ent. De Jaguaquara) e 101 (Ent. De Laje) apresenta problemas aos usuários após as fortes chuvas que atingiram a região.

Na altura do KM 326, entre os municípios de Itaquara e Santa Inês, uma erosão às margens da estrada provocou a interdição parcial da via, que foi sinalizada com galhos de árvores, placas e cones colocados por equipes do DNIT, órgão federal responsável pela manutenção da rodovia, com sede na cidade de Cruz das Almas, no Recôncavo.

Erosão foi provocada por fortes chuvas na região do Vale do Jiquiriçá

Conforme acompanhou in loco o Blog Marcos Frahm, neste domingo (12), um barranco desmoronou e uma cratera foi formada, afetando a estrutura da pista, que também segue comprometida entre Jiquiriçá e Mutuípe, também depois de erosão nas proximidades de uma ponte na madrugada de sábado (11). Os motoristas precisam redobrar a atenção.

Encontrados corpos de mãe e filha soterrados após desabamento de casa em Amargosa

Tragédia ocorreu na localidade de Caldeirão. Foto: Prefeitura

Foram localizados, neste domingo (12), dois dos três corpos das vítimas das fortes chuvas na zona rural do município. Uma casa teria desabado na localidade de Ribeirão dos Caldeirões, no sábado (11), deixando soterrados os seus ocupantes, um casal e uma filha.

Uma força-tarefa foi montada pela Prefeitura de Amargosa, envolvendo equipes da Guarda Municipal, Polícia Militar e da Secretaria de Infraestrutura, com apoio de populares, que encontraram os corpos de Elita Pereira, de 80 anos, e da sua filha, Gildete Pereira, 40.

O corpo do idoso, Gildásio Ribeiro, 89, segue desaparecido. Uma equipe da Polícia Técnica de Santo Antonio de Jesus foi acionada para realização do levantamento cadavérico e perícia no local.

Homem com passagem pela polícia é morto a tiro na cidade de Cravolândia, neste sábado (11)

Um crime de homicídio foi registrado neste sábado (11) pela Polícia Militar de Cravolâdia, no Vale do Jiquiriçá e teve como vítima Erisvaldo dos Santos Lima, apelidado de Léo, que teria recebido um disparo de arma de fogo em uma via pública da cidade e não resistiu.

De acordo com a PM, autoria e motivação estão sendo investigadas. A vítima, conforme a polícia, possuía passagem sob suspeita de crimes como envolvimento em um assassinato de um jovem de 22 anos, em 2015.

Amargosa: Três pessoa da mesma família morrem após casa desabar com forte chuva na zona rural

Chuva forte fez riacho transbordar. Foto: Amargsa News

Três pessoas da mesma família morreram soterradas após fortes chuvas registradas no Município na madrugada deste sábado (11).

De acordo com informações, as vítimas, um casal e a filha, ficaram soterrados nos escombros de uma casa que desabou na localidade de Ribeirão dos Caldeirões, na área rural. Uma equipe do Departamento de Polícia Técnica de Santo Antonio de Jesus foi acionada para realização dos serviços periciais e levantamento cadavérico no local.

Segundo o site Amargosa News, a chuva também danificou a rede de distribuição de água e o abastecimento fica comprometido, conforme comunicado da Empresa Baiana de Águas e Saneamento. ”Em função das chuvas ocorridas, que danificou trecho da adutora de água bruta, o abastecimento de água encontra-se com vazão reduzida no município de Amargosa e na localidade de Tartaruga, município de Milagres”. A Prefeitura de Amargosa decretou situação de emergência.

Prefeito de Santa Inês diz que decisão de cancelar a festa de Janeiro foi necessária; ”período delicado”

Emerson Eloi comenta cancelamento de festa. Foto: Reprodução

O prefeito de Santa Inês, no Vale do Jiquiriçá, comentou, em entrevista à TV Subaé de Itabuna / Rede Bahia, nesta sexta-feira (3), a decisão de cancelar a tradicional festa da Padroeira que ocorre anualmente em janeiro, com eventos religiosos e shows musicais em praça pública.

O evento, denominado pela atual gestão municipal como Festival de Cultura foi cancelado pelo segundo ano consecutivo diante das restrições impostas pela pandemia da Covid-19, conforme justificou o Município no anúncio do cancelamento na semana passada. Nesta sexta, o chefe do Executivo, Emerson Eloi, disse que a decisão foi necessária.

”Diante do contexto que estamos vivendo é necessário que todo cuidado com a vida seja, necessariamente, levado em conta.  Uma das muitas tradições da nossa Santa Inês é o nosso Festival de Cultura em Janeiro. Costumamos nos reunir, curtir, dançar e encontrar velhos amigos para celebrar toda alegria que é viver a cultura da nossa terra.

O Festival é considerado, verdadeiramente, um evento público de muito prestígio, reunindo muitas atrações de grande relevância em contexto estadual e nacional.

Cuidar da nossa população sempre foi uma das prioridades da nossa gestão. Vivemos um período muito delicado, a pandemia trouxe uma realidade para nós que jamais imaginávamos viver, mas estamos vencendo!

Desde o início da pandemia o município vem tomando todas as medidas de prevenção e controle com a população conforme orientado pelo Ministério da Saúde, várias ações foram desenvolvidas visando à proteção da comunidade, como: implantação das barreiras sanitárias, orientações do uso das máscaras e importância da higienização das mãos, lockdown, dentre outras medidas”, justificou o mandatário.

Tradicional festa de janeiro é cancelada pela Prefeitura de Santa Inês, pelo segundo ano consecutivo

Festa foi cancelada pela Prefeitura de Santa Inês. Foto: Arquivo

A Prefeitura de Santa Inês, no Vale do Jiquiriçá, anunciou o cancelamento, pelo segundo ano consecutivo, da tradicional Festa da Padroeira, também denominada pela atual gestão municipal de Festival de Cultura, que ocorre anualmente no mês de janeiro, com eventos religiosos e shows musicais em praça pública.

Em uma arte gráfica divulgada em rede social, a Prefeitura alegou que o Município vem passando por desafios como: pandemia, seca, enxurrada, crise econômica dentre outras circunstâncias que levaram o poder público a optar pelo cancelamento da festa, que já tem mais de 50 edições.

As restrições sanitárias recomendadas pelo Estado também foram citadas no comunicado da Prefeitura.

Delegacia Móvel atende mulheres vítimas de violência nas cidades de Laje, Mutuípe, Jiquiriçá e Ubaíra

Delegacia Móvel percorre cidades do Vale. Foto: Mídia Bahia

Com o objetivo de ampliar a atuação da Polícia Civil da Bahia no combate à violência contra mulher, o Departamento de Polícia do Interior (Depin) desenvolveu o projeto Deam Itinerante, que fornece atendimento às mulheres em diferentes municípios do interior do estado.

Na iniciativa, a Delegacia Móvel percorre as cidades com uma equipe especializada. Registros de ocorrências, orientações, além de atividades integradas com os órgãos da rede de atendimento à mulher, disponíveis em cada cidade, são realizados durante as visitas.

Nesta semana, a primeira parada ocorreu em Laje, no Vale do Jiquiriçá, no dia 22, no dia 23 em Mutuípe, 24 Jiquiriçá e nesta quinta-feira 25 em Ubaíra.

Ubaíra: Rui inaugura novo sistema de água e autoriza Complexo Poliesportivo e nova delegacia

Rui entrega obra em Ubaíra. Foto: Alberto Coutinho/GOVBA

O Sistema de Abastecimento de Água (SAA) de Ubaíra, município do Vale do Jiquiriçá, ganhou reforço. O governador Rui Costa inaugurou, nesta terça-feira (23), a implantação da captação alternativa a partir do manancial do Boqueirão-Cachoeira dos Prazeres, obra realizada pela Secretaria de Infraestrutura Hídrica e Saneamento (Sihs), através da Embasa, que reúne investimento da ordem de R$ 4,24 milhões e beneficia 10.932 baianos.

Também foi autorizada a realização de licitação para a ampliação do Sistema de Esgotamento Sanitário (SES) de Ubaíra, obra que será executada pela Embasa; e para a construção do Sistema Simplificado de Abastecimento de Água para as Localidades de Tabuleiro do Araçá, Alto da Lagoinha e Estopa, que será executada pela Companhia de Engenharia Ambiental e Recursos Hídricos da Bahia (Cerb).

”É um investimento grande aqui no município que vai resolver os problemas de abastecimento de água enfrentados pela população. Além disso, estamos iniciando outras obras de abastecimento que vão levar água de qualidade para diversas localidades da cidade”, destacou Rui Costa.

Durante a agenda de compromissos no município, o governador visitou e avaliou o terreno onde será construída a Delegacia Territoriald e Ubaíra e assinou, por meio da Secretaria de Segurança Pública (SSP), a ordem de serviço para o início das obras.

A unidade vai oferecer mais conforto para os policiais, com modelo que vista a otimizar o trabalho das equipes e o atendimento à população. O valor de investimento é de R$ 1,1 milhão, e deverá ser concluída dentro do prazo de 180 dias. “É um equipamento importante que vai atender também os distritos do município e trazer mais tranquilidade para toda a comunidade de Ubaíra”, afirmou o subsecretário da Segurança Pública, Hélio Jorge Paixão.

Ainda na ocasião, Rui anunciou a implantação do sinal de telefonia celular da operadora Tim, na localidade de Três Braços. A ação é resultado de uma parceria com as secretarias estaduais da Fazenda (Sefaz) e de Infraestrutura (Seinfra), por meio do Programa Fala Bahia, iniciativa tomada em parceria com as operadoras de telefonia celular Claro e TIM, que atenderá as maiores localidades rurais do estado da Bahia sem cobertura de sinal de celular.

Educação e esporte

O governador também visitou, ao lado do secretário da Educação, Jerônimo Rodrigues, a área do terreno onde será construída uma nova escola estadual na cidade, que contará com Complexo Poliesportivo, doze salas de aula, laboratórios, refeitório, biblioteca, auditório, quadra poliesportiva coberta, piscina semiolímpica com vestiário, arena de lutas e campo society com pista de atletismo. Rui também foi às instalações onde, atualmente, funciona o Colégio Estadual Balbino Muniz Barreto, onde foi homenageado por alunos, professores e artistas.

Sobre a nova unidade escolar que será construída no município, o titular da Secretaria da Educação do Estado, Jerônimo Rodrigues, ressaltou que diversas escolas estão sendo construídas na Bahia para garantir mais qualidade de ensino aos estudantes. ”Vamos implantar mais uma escola, desta vez em Ubaíra, com aproximadamente R$ 20 milhões de investimento. A Educação é uma das prioridades do Governo do Estado, que, além de garantir novas instalações físicas, também garante programas para a juventude, uma melhor alimentação para os estudantes e formação de professores”.

A Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte do Estado (Setre) foi autorizada, através da Superintendência dos Desportos do Estado da Bahia (Sudesb), a celebrar convênio com a prefeitura de Ubaíra, para reforma do Estádio Municipal Mário Muniz Monteiro.

Tribunal Regional Eleitoral determina cassação de vereador de Itaquara após desfiliação sem justa causa

Por unanimidade, o pleno do Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA) cassou nesta terça-feira (16) o mandato do vereador Joabe de Jesus, conhecido como Joabe da Rifa, de Itaquara, no interior da Bahia.

Joabe solicitou desfiliação do PSOL em fevereiro deste ano, ”por motivos de ordem pessoal”, circunstância que não se adequa nas hipóteses previstas na Lei dos Partidos Políticos e na Resolução TSE 22.610/007.

Em sua defesa, Joabe alegou que o documento de desfiliação partidária, enviado ao TRE-BA por e-mail seria falsa, assim como a carta entregue pessoalmente ao presidente do partido, apesar de a sua assinatura estar com firma reconhecida no cartório. Joabe afirmou que assinou tal documento sem ler e de boa-fé sem, no entanto, apresentar qualquer prova para comprovar tal fato.

”O próprio vereador tirou fotografias com pessoas e bandeira do PSB, a evidenciar que a sua pretensão sempre foi se desfiliar, mas procedeu fora das hipóteses legalmente permitidas”, escreveu o advogado Gustavo Gomes Brito em sua argumentação aos desembargadores do TRE-BA. O pleno do TRE determinou por unanimidade a cassação do mandato do vereador nesta terça (16). Matéria publicada na íntegra, pelo site Bahia Notícias

Após fortes chuvas, prefeito de Jiquiriçá anuncia operação de recuperação de estradas vicinais

Prefeito visitou pontos atingidos pelas fortes chuvas. Foto: Divulgação

Jiquiriçá foi um dos municípios do território mais atingidos pelas fortes chuvas no último final de semana, e os transtornos foram provocados pela enxurrada em pontos das áreas urbana e rural do município.

O prefeito João Fernando (PSB) aproveitou essa semana para fazer visitas aos locais mais atingidos, inclusive as localidades de Bom Jesus, Caboronga, Piquiá, Corte Peixoto e Sete Porteira, para verificar de perto os dados.

Acompanhado de técnicos da gestão municipal o chefe do Executivo prometeu recuperação nas localidades, com ações de desobstrução de canais de águas pluviais e patropalamento de estradas viciais que ficaram interditadas decorrente da tempestade.

Chuva em Maracás: Prefeitura diz que três famílias ficaram desalojadas e já foram acolhidas com aluguel

Secretária visita pontos atingidos pela chuva. Foto: Divulgação

Ao menos três famílias ficaram desalojadas por causa das fortes chuvas que atingiram o município de Maracás, desde a última semana.

A secretária municipal de Desenvolvimento Social, Guida Galvão, explicou que as famílias acolhidas já receberam o auxílio aluguel da Prefeitura e que técnicos da Secretaria constataram que, em casas diversas, nove fossas desabaram em decorrência da tempestade e que os imóveis em situações inabitáveis serão recuperados pela gestão municipal, que faz o monitoramento de casas localizadas em áreas de risco.

Em rede social, o prefeito Soya Novaes comentou o assunto, tendo informado que fosse dado total assistência as famílias. ”Nesse momento de transtorno e preocupação, a nossa gestão não medirá esforços para acolher aqueles mais necessitados. Determinei que fosse feita toda a logística de acolhimento às famílias, prestando total assistência aos afetados”.