Incêndio atinge e destrói loja e oficina de motos na madrugada no bairro Brasília, em Feira de Santana

/ Bahia

O incêndio começou na madrugada. Foto: Aldo Matos/Acorda Cidade

Um incêndio atingiu uma loja e oficina de motos na manhã desta segunda-feira (30), no bairro Brasília em Feira de Santana.Segundo um  morador, o fogo começou na madrugada e se alastrou de repente, deixando a loja destruída.

“Foi uma agonia. Conseguimos tirar uma senhora de 91 anos que mora ao lado da loja e o Corpo de Bombeiros demorou um pouco de chegar. Agora está apagando as chamas”, disse.

Geraldo Gontigo, de 52 anos, que é proprietário da loja e residia no 1º andar do imóvel contou ao Acorda Cidade como tudo aconteceu. Segundo ele, ontem trabalhou internamente na loja o dia inteiro, a noite, desligou tudo, conferiu toda a loja e não imagina o que possa ter causado o incêndio.

”Eu trabalhei ontem até 19h. Estava tudo funcionando, conferi tudo e depois subi. A sorte é que eu durmo muito cedo e acordo muito cedo. Por volta das 3h da manhã eu já senti um cheiro de fumaça, aí quando cheguei a cozinha ouvi uns estouros. Só chamei minha esposa e falei para tirarmos a nossa filhinha de 5 anos. Também tiramos o carro. Foi um desastre, uma falta de sorte”, afirmou.

Imóvel ficou completamente destruído. Foto: Aldo Matos/Acorda Cidade

Geraldo informou que trabalha no ramo de peças de motos há 35 anos e a loja funcionava há 7 no bairro Brasília. ”Em toda a minha vida nunca vi uma coisa dessas. Nesse tempo todo nunca queimou nada e hoje queimou tudo, até o prédio. Não faço ideia do que tenha causado o fogo, o prédio era todo novinho, existe desde 2015, tudo arrumadinho e eu sempre trabalhando todos os dias, domingos e feriados para manter tudo em dias”, lamentou. Ainda segundo Geraldo, a loja não tinha seguro. ”Essa semana o pessoal me ofereceu até o seguro, mas era tudo novo. Infelizmente tudo foi por água abaixo. Graças a Deus ninguém teve nada, já estou um pouco velho, mas vamos tentar nos reerguer”, relatou. As causas do incêndio serão investigadas pela polícia. Com informações do repórter Aldo Matos do Acorda Cidade

Três mulheres são escolhidas para lista tríplice da disputa pelo cargo de defensora pública da Bahia

/ Bahia

Firmiane Venâncio (esq.), Mônia Soares (cent.) e Camila Canário (dir.)

Está formada a lista tríplice que definirá a próxima defensora pública geral do estado da Bahia. Firmiane Venâncio, Mônica Soares e Camila Canário – três mulheres foram escolhidas por 405 membros da carreira para disputar o mais alto cargo de gestão da Defensoria Pública do Estado da Bahia – DPE/BA e direcionar os rumos da instituição no biênio 2023/2025. A eleição foi realizada na sexta-feira (27/01), virtualmente, entre 9h e 16h, e registrou somente uma abstenção.

Defensoras e defensores públicos puderam votar à distância ou dirigir-se à seção de votação instalada na sala do Conselho Superior da DPE/BA, em Salvador. Cada membro da carreira escolheu até três candidatos. Com isso, Firmiane Venâncio ficou em primeiro lugar, com 209 votos recebidos (26,76%), seguida por Mônica Soares na segunda colocação, com 196 votos (25,1%) e Camila Canário em terceiro lugar, com 181 votos (23,18%). Integraram ainda a relação dos cinco candidatos os defensores públicos Lucas Melo, que recebeu 114 votos (14,6%), e Bruno Moura, que computou 80 votos (10,24%).

A lista tríplice, formalizada em ata pela Comissão Eleitoral, será publicada no Diário Oficial Eletrônico (Art. 16, §6º, da L.C.26/2006) e encaminhada pela Defensoria Pública ao governador da Bahia. Jerônimo Rodrigues tem o prazo de 15 dias para fazer a nomeação (art. 99, §4º, da Lei Complementar Federal nº 80/94, incluído pela Lei Complementar Federal nº 132/2009).

Defensor-geral da Bahia, Rafson Ximenes, explicou que a lista tríplice será encaminhada para o governador da Bahia com brevidade. ”O objetivo é viabilizar a transição rumo à próxima gestão da melhor forma possível para a Defensoria Pública da Bahia”, declarou.

“Às três candidatas escolhidas pelos colegas defensores públicos, desejo muito boa sorte. Todas estão igualmente legitimadas para que o governador do estado faça a sua escolha. Espero que a pessoa nomeada e empossada faça uma excelente gestão no próximo biênio”, afirmou Rafson Ximenes, desejando sucesso à próxima defensora pública geral.

Votação eletrônica

O pleito foi conduzido pela Comissão Eleitoral da Defensoria Pública do Estado da Bahia, formado pelas defensoras públicas Rosane dos Santos Teixeira Garcia Rosa (presidenta), Flávia Apolônio Gomes e Mônica Antonieta Magalhães da Silva. O processo foi acompanhado pela Coordenação de Modernização e Informática da DPE/BA.

Antes do início da votação, foi feito o processo de abertura da eleição. Na primeira fase, houve o cadastro do pleito no sistema eletrônico com dados como quantidade de candidatos e máximo de eleitores. Em seguida, os(as) candidatos(as) foram vinculados(as) à eleição com nome e foto.

Na sequência, foi gerada a zerézima – documento emitido na seção eleitoral, antes do início da votação, para comprovar a inexistência de voto registrado no equipamento. Por fim, o relógio do sistema foi sincronizado com o relógio do Windows para abertura da votação pontualmente às 9h.

O processo foi acompanhado pelos(as) candidatos(as) e fiscais presentes. No momento da votação, a lista com de todos(as) os(as) candidatos(as) cadastrados(as) para votação era apresentada aos(às) eleitores(as), que poderiam escolher até três candidatos(as) ou votar em branco. No encerramento, foi emitida a quantidade e percentual de votos por candidatos(as), bem como o voto em branco.

Bahia não registra óbitos por Covid-19 nas últimas 24 horas, diz boletim epidemiológico da SESAB

/ Bahia

Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 20 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +0,001%), 84 recuperados (+0,005%). Dos 1.785.984 casos confirmados desde o início da pandemia, 1.754.146 já são considerados recuperados, 455 encontram-se ativos e 31.383 tiveram óbito confirmado. Os dados ainda podem sofrer alterações.

O boletim epidemiológico deste domingo (29) contabiliza ainda 2.087.679 casos descartados e 374.395 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica em Saúde da Bahia (Divep-BA), em conjunto com as vigilâncias municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até às 17 horas deste domingo. Na Bahia, 71.903 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Para acessar o boletim completo, clique aqui ou acesse o Business Intelligence.

Vacinação

O sistema de registro da aplicação de vacinas está em atualização. Os dados estarão disponíveis em https://bi.saude.ba.gov.br/vacinacao/.

Bahia registra 4 óbitos por Covid-19 nas últimas 24 horas, diz boletim epidemiológico da SESAB

/ Bahia

Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 250 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +0,01%), 324 recuperados (+0,02%) e 4 óbitos. Dos 1.785.964 casos confirmados desde o início da pandemia, 1.754.062 já são considerados recuperados, 519 encontram-se ativos e 31.383 tiveram óbito confirmado. Os dados ainda podem sofrer alterações.

O boletim epidemiológico deste sábado (28) contabiliza ainda 2.087.601 casos descartados e 374.350 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica em Saúde da Bahia (Divep-BA), em conjunto com as vigilâncias municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até às 17 horas deste sábado. Na Bahia, 71.903 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Para acessar o boletim completo, clique aqui ou acesse o Business Intelligence.

Vacinação

O sistema de registro da aplicação de vacinas está em atualização. Os dados estarão disponíveis em https://bi.saude.ba.gov.br/vacinacao/.

Bahia registra 389 casos de Covid-19 e mais 1 óbito, informa o boletim epidemiológico

/ Bahia

Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 389 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de + 0,02%), 454 recuperados (+0,03%) e 1 óbito. Dos 1.785.714 casos confirmados desde o início da pandemia 1.753.738 já são considerados recuperados, 597 encontram-se ativos e 31.379 tiveram óbito confirmado. Os dados ainda podem sofrer alterações.

boletim epidemiológico desta sexta-feira (27) contabiliza ainda 2.086.962 casos descartados e 374.330 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica em Saúde da Bahia (Divep-BA), em conjunto com as vigilâncias municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até às 17 horas desta sexta-feira. Na Bahia 71.892 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Para acessar o boletim completo, clique aqui ou acesse o Business Intelligence.

Vacinação

Até o momento a Bahia contabiliza 11.735.856 pessoas vacinadas com a primeira dose, 10.984.551 com a segunda dose ou dose única, 7.716.037 com a dose de reforço e 3.126.169 com o segundo reforço. Do público de 5 a 11 anos, 1.093.721 crianças já foram imunizadas com a primeira dose e 746.116 já tomaram também a segunda dose. Do grupo de 3 a 4 anos, 82.801 tomaram a primeira dose e 38.624 já tomaram a segunda dose. Do grupo de 6 meses a 2 anos, 11.990 tomaram a primeira dose e 2.098 tomaram a segunda dose.

Vazamento de gás e faísca causaram explosão que matou 4 pessoas na padaria de Tanhaçu

/ Bahia

Explosão ocorreu na quinta-feira. Foto: WhatsApp/Achei Sudoeste

A explosão que fez com que um prédio desabasse, matando quatro pessoas na cidade de Tanhaçu, no sudoeste da Bahia, foi causada por um vazamento de gás e uma faísca. As informações são do Corpo de Bombeiros. Nesta sexta-feira (27), as vítimas são veladas e serão sepultadas.

A explosão aconteceu durante a madrugada de quinta-feira (26) e matou o casal Adriano Lima Santana, de 45 anos, e Edvanda Costa da Silva, 43; a filha deles, Letícia da Silva Santana, de 5 anos; e o padeiro Bruno Santos Freire, de 27 anos.

O prédio onde houve a explosão era um tipo de sobrado, com duas lojas embaixo – sendo elas uma padaria e uma loja de autopeças – e um imóvel residencial em cima. Segundo os bombeiros, o vazamento de gás foi na padaria.

Quando Bruno chegou para trabalhar ainda na madrugada, por volta das 4h20, e entrou no estabelecimento, uma faísca causou a explosão que destruiu tudo. Um homem, identificado apenas como Oséias, vizinho de frente do imóvel, deu detalhes de como aconteceu.

”Foi um susto muito grande, a população de Tanhaçu hoje está despedaçada. A gente não tem muito o que falar, é uma situação que abalou toda a cidade. Por volta de 4h20, foi na hora que tudo aconteceu”.

”Eu saí, olhei da varanda da minha casa essa cena, e não tive reação. Desci correndo – eu e o vizinho aqui da frente. Ainda tinha fumaça, bastante fumaça. A gente tentando ver se tinha ainda possibilidade de encontrar alguém com vida. Logo em seguida o Corpo de Bombeiros chegou, mas não houve chance de encontrar ninguém com vida”,  descreveu.

Os corpos das vítimas foram resgatados debaixo dos escombros. No momento do acidente, a família ainda estava dormindo. O velório dos três começou ainda na madrugada, no ginásio de esportes de Tanhaçu. Bruno foi o último a ser encontrado, com o auxílio de máquinas retroescavadeira.

Segundo uma amiga da família, identificada como Zilda, vizinhos e moradores da cidade estão muito abalados com a situação.

”Eles eram um pessoal muito querido. A população de Tanhaçu é muito pequena, todo mundo conhece todo mundo. Chocou a cidade, foi muito triste. Eu moro no bairro Bela Vista, e a casa chegou a estremecer. Foi um impacto muito grande. Todo mundo correu para ajudar, mas não foi possível. Aí teve que chamar o Corpo de Bombeiros para fazer o levantamento e socorrer as pessoas, porque poderia ter sobreviventes, mas não foi possível”.

Casas ao redor do imóvel que desabou ficaram com algumas rachaduras, após a explosão. Por causa disso, as famílias saíram das residências e foram para a casa de parentes. Nesta sexta-feira, um engenheiro da Defesa Civil do município vai ao local para fazer vistorias.

Laudos técnicos vão determinar se as casas ao redor precisarão passar por reformas estruturais, ou se estão seguras para que os moradores retornem. Os escombros serão removidos pela Prefeitura de Tanhaçu.

A energia elétrica no local já foi retomada, depois que a Companhia de Eletricidade do Estado da Bahia (Coelba) suspendeu o funcionamento para que as buscas fossem feitas com segurança. As informações são do G1

Governo do Estado publica resultado do julgamento de recursos dos precatórios Fundef

/ Bahia

O governo baiano publicou, no Diário Oficial do Estado desta quinta-feira (26), o resultado do julgamento de solicitações feitas por profissionais de Educação para inclusão de seus nomes na lista de beneficiários dos precatórios do Fundo de Desenvolvimento da Educação Fundamental (Fundef), bem como dos pedidos para revisão dos dados relativos a cargas horárias e períodos trabalhados levados em conta pelo Estado para efeito de cálculo do abono.

Eventuais questionamentos aos resultados do julgamento deverão ser realizados pelos profissionais até o próximo dia 31 de janeiro, por meio da apresentação de recurso. De acordo com a portaria conjunta Saeb/SEC n° 002/2023, os requerimentos devem ser encaminhados nas unidades do Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC), mediante apresentação de documento de identificação com foto, especificação do suposto equívoco identificado na jornada de trabalho ou no período de efetivo exercício indicados na lista; além de documentos que comprovem a inconsistência identificada.

A previsão é de que já no dia 4 de fevereiro seja publicada a lista completa dos beneficiários a serem contemplados na segunda etapa de pagamento dos precatórios, cujos valores deverão ser liberados ainda no início de fevereiro. A segunda parcela corresponde a um saldo residual de 10% do valor total das verbas Fundef, que foi retido para viabilizar a realização de eventuais ajustes na base de dados – conforme previsto no decreto no 21.629, de setembro do ano passado.

No total, o Estado estima que irá destinar cerca de R$ 1,4 bilhão em recursos dos precatórios Fundef a mais de 87 mil beneficiários. Só no ano passado, 71.460 profissionais foram beneficiados com, aproximadamente, R$ 1,1 bilhão das verbas dos precatórios. O novo crédito, no valor de cerca de R$ 140 milhões, contempla o pagamento dos recém-inclusos e um saldo restante do valor devido aos contemplados na primeira lista.

Quem tem direito

Os recursos dos precatórios Fundef correspondem a valores devidos aos profissionais de Educação pelo Estado, em decorrência do julgamento judicial que condenou a União a complementar as verbas do Fundef não repassadas, entre 1998 e 2006, pelo Governo Federal para estados e municípios, devido a um erro de cálculo.

Possuem direito a receber os precatórios professores, coordenadores pedagógicos, diretores, vice-diretores e secretários escolares que ocuparam cargo público ou que estavam em emprego público, em efetivo exercício na educação básica da rede pública de ensino, no período de janeiro de 1998 a dezembro de 2006, além de seus herdeiros. Também são contemplados aqueles que ocupavam cargos comissionados do quadro do Magistério e professores contratados pelo Regime Especial de Direito Administrativo (Reda), que atuavam na educação básica no mesmo período, e seus herdeiros.

Município baiano é obrigado pela Justiça a elaborar plano de saneamento básico dentro de 06 meses

/ Bahia

O Município de Mucuri foi obrigado a elaborar, nos próximos seis meses, Plano Municipal de Saneamento Básico (PMSB) e realizar a gestão integrada dos resíduos sólidos. A determinação da Justiça atende uma solicitação do Ministério Público estadual, feita pelo promotor de Justiça Fábio Fernandes Corrêa, que moveu ação civil pública contra o Município e as empresas Construpolli Construtora e Incorporação LTDA e TRRR Saneamento e Gestão Ambiental LTDA.

O problema vem sendo acompanhado pelo MP desde 2014, quando foi instaurado o inquérito para apurar irregularidades na destinação do lixo. Em reunião, representantes da Prefeitura chegaram a informar sobre o andamento de um diagnóstico para elaboração do PMSB. Ainda segundo o promotor de Justiça, o Município afirmou também que seria contemplada a gestão de resíduos sólidos. Algumas iniciativas foram implementadas, mas parecer técnico do Centro de Apoio às Promotorias de Meio Ambiente e Urbanismo (CEAMA) confirmou a inexistência de um PMSB e destacou que existem apenas planos setoriais de abastecimento de água e esgoto que não incluem distritos, localidades e moradias rurais do município.

Além da Prefeitura de Mucuri, as empresas Construpolli Construtora e Incorporação LTDA e TRRR Saneamento e Gestão Ambiental LTDA, contratadas para coleta de lixo e de resíduos de saúde, foram acionadas. O promotor de Justiça Fábio Corrêa registra que  a contratação é ilegal, já que não existem os planos municipais.

Tanhaçu: Quatro pessoas da mesma família morrem após explosão de gás e bombeiros encerram buscas

/ Bahia

Prédio ficou destruído após explosão. Foto: Divulgação / CBMBA

Quatro pessoas da mesma família morreram na explosão de gás de botijão em uma padaria de Tanhaçu, no Sertão Produtivo, Sudoeste baiano (ver aqui). Segundo o Corpo de Bombeiros Militadas da Bahia (CBMBA), testemunhas disseram que as quatro vítimas estavam no imóvel no momento da explosão.

Conforme o Achei Sudoeste, parceiro do Bahia Notícias, as vítimas foram identificadas como Edivanda Costa da Silva e Adriano Lima Santana, uma criança filha do casal, e um homem que trabalhava de padeiro, identificado pelo prenome de Bruno.

A suspeita que elas estavam no pavimento superior. A edificação abriga a padaria, uma loja de autopeças e a residência.

Bombeiros militares do 7° GBM, em Vitória da Conquista, foram deslocados para o local e trabalharam no resgate dos corpos. O grupo segue o trabalho na área atingida com três viaturas.

Até o momento não se sabe a causa da explosão. Os bombeiros foram acionados por volta das 5h30 desta quinta. (Atualizado às 12h02) com informações do Bahia Notícias

Secretário nega falhas no reconhecimento facial e ignora relatos de abordagens equivocadas

/ Bahia

Marcelo Werner é o novo titular da SSP-BA. Foto: Reprodução

A Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA) comemorou, na manhã desta quarta-feira (25), a marca de 600 prisões realizadas após identificação do sistema de reconhecimento facial, operado no estado desde dezembro de 2018. Todas as ações intermediadas pela teconologia, garantiu o titular da pasta, Marcelo Werner, aconteceram sem nenhum erro.

”Esse é um processo altamente apurado, então no momento que a gente recebe uma identificação que é mais de 95% de certeza, mesmo assim nossas equipes continuam a checar, não só a validade do mandado como também a identidade daquela pessoa”, argumentou o secretário em entrevista ao Bahia Notícias.

Segundo Werner, o processo é ”bem apurado” e as equipes que atuam no Centro de Operações e Inteligência da Segurança Pública 2 de Julho, no Centro Administrativo da Bahia (CAB), adotam ”o maior grau de certeza”. ”A gente chega até 98%. Não existe erro”, acrescentou.

Ao todo, contabilizou a secretaria, foram presos 222 assaltantes, 113 homicidas, 106 traficantes, 20 procurados por estupro de vulnerável, três foragidos por feminicídio e tentativa de feminicídio, além de foragidos por violência doméstica descumprimento de medida protetiva de urgência.

Além disso, foram caputrados indivíduos com mandado em aberto por crimes como associação, organização criminosa e associação para o tráfico, latrocínio, falsificação, furto, extorsão, estelionato, lesão corporal, ameaça, atentado violento ao pudor, ocultação de cadáver, porte ilegal de arma de fogo, sequestro, receptação e violação de domicílio.

As prisões computadas aconteceram em Salvador, Vitória da Conquista, Porto Seguro, Eunapólis, Feira de Santana, Alagoinhas, Barreiras, brumado, Camaçari, Candeias, Conceição do Coité, Dias D’Ávila, Ibotirama, Itaberaba, Itabuna, Itaparica, Itapebi, Jequié, Juazeiro, Luís Eduardo Magalhães, Paulo Afonso, Salinas da Margarida, Santo Antônio de Jesus, São Francisco do Conde, São Sebastião do Passé, Valença e Vera Cruz.

Nos primeiros, divulgou a SSP-BA, 25 dias de 2023 foram localizados 26 criminosos, sendo 10 procurados por prática de roubo, seis por homícidio, seis por tráfico de entorpecentes, um por feminicídio, um por estupro e outro por não pagamento de pensão alimentícia.

A versão que nega possíveis equívocos do sistema de reconhecimento, apesar de categórica, ignora relatos de erros em abordagens realizadas pela Polícia Militar da Bahia (PM-BA) após alertas da central de monitoramento, como as veiculadas pelo The Intercept Brasil em uma reportagem publicada em setembro de 2021. Perguntado especificamente sobre os testemunhos publicados no site, o chefe da Secretaria de Segurança Pública da Bahia retrucou: ”Não existiram”

”Hoje é utilizada a tecnologia que foi adquirida pelo estado. [Temos] atualizações no software para que esse grau de certeza seja de quase 100%”, pontuou o titular, citando outros procedimentos usados para checar alertas da central de monitoramento.

Segundo a assessoria de imprensa do órgão, possíveis abordagens a suspeitos identificados pela ferramenta não são considerados erros, mas procedimentos rotineiros, uma vez que, caso não haja procedência do vínculo da pessoa apontada com a identidade procurada, não há condução para a delegacia.

USO DOS ALGORITMOS

Ao longo dos anos de operação, melhorias foram executadas, uma delas se deu no aprimoramento do algoritmo usado, que com a pandemia da Covid-19 foi ajustado para analisar pelo menos 50% da face das pessoas.

”Logicamente, trabalhamos com a captura de pontos nodais, o sistema de reconhecimento trabalha com triangulações, onde ele faz funções de seno e coseno, para tratar e trazer um algoritmo que vai trazer uma identidade única para cada pessoa”, esclareceu o superintendente de Inteligência da SSP-BA, o Coronel Oliveira, que adicionou haver um processo de homologação no processo de produção de aprimoramentos.

Na avaliação digital, disse Oliveira, não existem precedentes de que haja o chamado ”racismo algorítmico”, alertado por especialistas e ativistas do campo dos direitos humanos: ”Não trabalhamos com esse parâmetro. Nosso parâmetro é: pessoas que tenham mandado de prisão em aberto. Não importa se ela é negra, branca, indígena, não importa. Para a gente é somente aquilo que diz respeito a Lei Geral de Proteção de Dados, que no seu artigo 4º, que nos garante exercer esse trabalho com segurança pública. Não entramos nessa questão do racismo”.

Atualmente, a ferramenta de monitoramento está em expansão na capital em outros 77 municípios da Região Metropolitana de Salvador e do interior do estado. A chegada do reconhecimento em outras localidades já aumenta a expectativa da gestão, que vislumbra uma maior efetividade. ”A expectativa é de que haja um volume maior de apreensões, tendo em vista que há um aumento desse volume de pessoas que terão as suas faces capturadas”, finalizou o superintendente de Telecomunicações, o Major Travessas. *Bahia Notícias

Secretária do Coegemas, Primeira-dama representa Maracás em encontro de gestores de Assistencia social

/ Bahia

Evento reuniu secretários e o governador Jerônimo. Foto: Divulgação

Caminhar de mãos dadas para assegurar a assistência social. Essa foi a frase que marcou a primeira reunião ordinária da Comissão Intergestores Bipartite (CIB) de 2023, realizada na terça-feira (24), em Salvador. O encontro reuniu gestoras e gestores estaduais e municipais da assistência social de diversos municípios baianos.

A mesa de abertura contou com a presença do governador da Bahia, Jerônimo Rodrigues, do vice-governador Geraldo Júnior, da secretária de Assistência e Desenvolvimento Social, Fabya Reis e da primeira-dama de Maracás, Guida Galvão, que além de membro da CIB como representante dos municípios de pequeno porte é secretária do Colegiado de Gestores Municipais de Assistência Social da Bahia e acompanhou no evento a da presidente do COEGEMAS-BA, Ediana Dourado.

Dentre as pautas da CIB estavam a apresentação do plano do governo 2023/2026, da área da assistência social, proposta de monitoramento de implantação do SUAS Bahia Mais Rural e proposta de critérios de elegibilidade para expansão dos Centros Pop.

A fome e outros problemas sociais que afetam famílias de baixa rende estiveram entre os assuntos mais discutidos pelos participantes, inclusive pelo governador, que se comprometeu com a assistência social pelos próximos quatro anos, afirmando que firmará parcerias com os municípios. ”Um momento importante, porque a assitência social está acima dos interesses políticos e essa é uma área que exige de nós gestores muita sensibilidade e sabedoria para acoolher os mais necessitados”, disse a primeira-dama de Maracás.

”Esse é o meu primeiro momento com essa instância colegiada e já me sinto acolhida. Juntos iremos somar para promover a política do Sistema Único da Assistência Social, a política do desenvolvimento social, e todas as políticas que conferem dignidade ao povo brasileiro e ao povo baiano”, destacou a secretária de Assistência e Desenvolvimento Social, Fabya Reis.

Bahia registra 568 casos de Covid-19 e mais 3 óbitos, informa o boletim epidemiológico da SESAB

/ Bahia

Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 568 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de + 0,03%), 711 recuperados (+0,04%) e 3 óbitos. Dos 1.784.727 casos confirmados desde o início da pandemia 1.752.638 já são considerados recuperados, 718 encontram-se ativos e 31.371 tiveram óbito confirmado. Os dados ainda podem sofrer alterações.

boletim epidemiológico desta quarta-feira (25) contabiliza ainda 2.085.646 casos descartados e 374.317 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica em Saúde da Bahia (Divep-BA), em conjunto com as vigilâncias municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até às 17 horas desta quarta-feira. Na Bahia 71.837 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Para acessar o boletim completo, clique aqui ou acesse o Business Intelligence.

Vacinação

Até o momento a Bahia contabiliza 11.736.721 pessoas vacinadas com a primeira dose, 10.991.846 com a segunda dose ou dose única, 7.710.269 com a dose de reforço e 3.114.512 com o segundo reforço. Do público de 5 a 11 anos, 1.094.250 crianças já foram imunizadas com a primeira dose e 743.770 já tomaram também a segunda dose. Do grupo de 3 a 4 anos, 82.074 tomaram a primeira dose e 38.070 já tomaram a segunda dose. Do grupo de 6 meses a 2 anos, 11.921 tomaram a primeira dose e 1.650 tomaram a segunda dose.

Após incêndio nesta quarta, agenda de apresentações é cancelada no Teatro Castro Alves, em Salvador

/ Bahia

Telhado do Teatro após incêndio. Foto: Defesa Civil de Salvador

Após o incêndio que atingiu o Teatro Castro Alves, em Salvador, nesta quarta-feira (24), a assessoria de imprensa do TCA informou que a agenda de shows dos próximos dias foi adiada. O secretário de cultura Bruno Monteiro também falou sobre o cancelamento das apresentações previstas, pelo menos, até o final de semana.

”As apresentações neste final de semana estão canceladas. Tudo que precisar ser feito para ressarcir [quem comprou os ingresso] será tomado”, afirmou o secretário, segundo informações do G1.

De acordo com a informação do secretário, pelo menos sete apresentações foram canceladas. Entre elas, está a da cantora Adriana Calcanhoto, que se apresentaria no local na quinta-feira (26), na Sala Principal. Em nota, a assessoria do TCA informou que o show será reagendado, mas não informou a nova data.

Além disso, estão adiadas as sessões da peça ”Koanza: do Senegal ao Curuzu” dos dias 27, 28 e 29; e o projeto Domingo no TCA, que ocorreria no dia 29.

Bahia e Salvador lideram ranking de internações de crianças de até um ano por desnutrição, diz pesquisa

/ Bahia

A Bahia lidera o ranking de estados com o maior quantitativo de crianças de até um ano internadas por desnutrição na rede pública de saúde no último ano. Isso é o que mostra os dados divulgados pelo Observatório de Saúde na Infância (Observa Infância) nesta segunda-feira (23).

Segundo a iniciativa, que é uma parceria da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) com o Centro Universitário Arthur Sá Earp Neto (Unifase), de Petrópolis (RJ), em todo o Brasil, 2754 bebês foram parar em unidades hospitalares em decorrência da deficiência de nutrientes essenciais ao funcionamento adequado do organismo.

Deste somatório levantado, 480 pacientes são baianos. O número é maior que o registrado nas outras 26 unidades da federação. Logo atrás da Bahia, estão, em hospitalizações, o estado do Maranhão (com 280 casos), São Paulo (com 223 casos) e Minas Gerais (com 205 casos).

A pesquisa do Observa Infância considerou os dados constantes no Sistema de Informações Hospitalares (SIH), base do Ministério da Saúde (MS).

A Bahia também assume outra condição de destaque negativo: Salvador, com 159 internações identificadas por conta da condição clínica monitorada, aparece em primeiro lugar entre as demais capitais brasileiras.

Abaixo da capital baiana estão Brasília (DF), com 65 crianças internadas; São Paulo (SP), com 43 crianças nessa condição; e Goiânia (GO), que atingiu a marca de 35 pacientes pediátricos em leitos de hospitais com pouco menos de um ano em decorrência da desnutrição.

SÉRIE HISTÓRICA

A parceria entre a Fiocruz e a Unifase monitorou os índices de internação por desnutrição ao longo dos últimos 24 anos em todo o país. A série histórica aponta que o extrato de 2022 é o menor dos últimos cinco anos, uma vez que desde 2017 – quando houve 2568 internações – a curva seguiu progrediu para um número maior de crianças de até um ano nessa condição.

No decorrer dos quatro anos que antecederam 2022, houve uma alta na curva de hospitalizações no cenário baiano, já que em 2018 foram 466 registros, em 2019 foram 470, 2020 foram 598 e em 2021 foram 618 – a sitação só não é mais grave do que a vista entre os anos de 1998 e 2004, quando o levantamento revelou números acima de mil internações.

A cidade de Salvador teve, no mesmo período (2018 a 2021): 466, 470, 598 e 618 internações, respectivamente.

O QUE DIZEM AS AUTORIDADES?

A reportagem procurou a Secretaria Municipal da Saúde (SMS) de Salvador, que indicou não ser a capital baiana o município de origem da maior parte das crianças internadas. Segundo a pasta, de janeiro a novembro de 2022, do total de internamentos de crianças com idade até 1 ano apresentando quadros relacionados à desnutrição, 54% eram residentes de cidades do interior.

”A pasta adota as medidas na Atenção Primária à Saúde para redução da morbimortalidade por desnutrição como o Programa Rede Cegonha para assegurar às mulheres o direito ao planejamento reprodutivo e às crianças, o direito do nascimento seguro, ao crescimento e desenvolvimento saudáveis”, argumentou através de nota.

De acordo com o órgão, há também a Estratégia Amamenta e Alimenta Brasil (EAAB), cuja finalidade é a promoção da atenção à saúde de crianças de 0 a 2 anos de idade e a capacitação dos profissionais de saúde. São 15 unidades distribuídas pelos bairros,  26 tutoras atuando nos territórios, além de outros profissionais realizando a formação.

Estes equipamentos, afirmou a gestão, têm como ”princípio a educação permanente em saúde buscando criar espaços para o desenvolvimento de um processo de educação, de formação e de práticas em saúde compartilhado coletivamente, de forma a potencializar a qualidade do cuidado e por meio de atividades proporcionar a troca de experiências e a construção do conhecimento a partir da realidade local”.

Outras ações preventivas e de combate à desnutrição foram mencionadas pela SMS, a exemplo do Método Canguru na Atenção Primária – que está sendo implementado – e conta com tutoras atuando nas Unidades Básicas, o acompanhamento do crescimento e desenvolvimento infantil através da puericultura, o programa Unidade Amiga da Primeira Infância (UAPI) e a execução do Plano Municipal da Criança e Adolescente.

A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab), entretanto, informou a assessoria de comunicação, por ser ”uma consequência da insegurança alimentar”, a desnutrição não seria ”um problema que tem a saúde como base” e deveria ser tratada pela Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social do Estado da Bahia (Seades).

No contexto do acompanhamento nutricional da população, explicou a Sesab, o cuidado é uma responsabilidade da rede de atenção básica, gerida pelos municípios. Perguntada acerca das possíveis políticas públicas para erradicação da desnutrição, a Seades não respondeu nenhum dos questionamentos até o fechamento desta matéria. Com informações do site Bahia Notícias