Começa nesta segunda-feira (6) ”renovação” de matrícula da rede estadual de ensino

/ Educação

Começa nesta segunda-feira (6), e segue até o dia 28 de dezembro, a renovação da matrícula para o ano letivo 2022 dos estudantes da rede estadual de ensino devidamente matriculados e com frequência regular no ano letivo 2021. A matrícula para alunos novos será realizada no mês de janeiro em datas a serem divulgadas em portaria da Secretaria da Educação do Estado (SEC).

Para a renovação de matrícula, o estudante maior de 16 anos ou responsável legal deverá comparecer a unidade escolar onde o estudante está matriculado para assinar a lista de renovação. Será obrigatória a atualização cadastral, com a apresentação do original e da cópia de documentos como CPF, Carteira de Identidade e Carteira de Vacinação. A orientação é para que os estudantes, pais ou responsáveis procurem verificar se há ausência de documentos junto à secretaria escolar.

O superintendente de Planejamento Operacional da Rede Escolar da Educação, Manoel Calazans, explicou que o Estado garante vaga para todos aqueles que procurarem, mas destacou que os estudantes da rede precisam fazer a renovação. ”Caso o estudante da rede não faça a renovação, ele corre o risco de perder a vaga na escola onde já está matriculado. É importante tranquilizar as famílias sobre a oferta de vagas que é garantida para todos nas diferentes modalidades. Também é necessário dizer que não precisa fila tanto para fazer a renovação quanto para a matrícula, cujo processo será realizado com o todo planejamento nas datas a serem divulgadas”.

Mulher de 34 anos é morta a tiros em assalto no bairro da Federação, em Salvador

/ Polícia

Vítima era técnica de enfermagem. Foto: Muller Nunes/TV Bahia

Uma mulher morreu após ser baleada com três tiros em um ponto de ônibus de Salvador, durante um assalto. Um dos disparos atingiram a cabeça. No momento do crime, a vítima estava acompanhada do filho de sete anos.

A mulher foi identificada como Luciene Silva dos Santos, de 34 anos. Ela era técnica de enfermagem. No momento em que foi baleada, ela estava no ponto de ônibus do Cemitério Campo Santo, no bairro da Federação, com o filho.

A vítima foi abordada por dois homens em uma moto. De acordo com informações da PM, a dupla pediu o celular da vítima e no momento em Luciene fazia a entrega do aparelho, ela foi baleada três vezes. Um dos disparos atingiu a cabeça da vítima.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foi chamado para atender a vítima. Durante o socorro, policiais da 41ª CIPM chegaram a se deslocar do local do crime até o encontro de uma ambulância avançada do SAMU, que foi deslocada pelos militares para ajudar no atendimento.

No entanto, após mais de uma hora de socorro no local, Luciene não resistiu e morreu. Segundo informações da TV Bahia, ela era moradora do Alto das Pombas, na região próxima ao local do crime. O filho de Luciene, de sete anos, foi levado para a casa de um tia.

Após o crime, muitos moradores do Alto das Pombas se reuniram nas proximidades do ponto de ônibus sob clima de revolta. As informações são do G1

Ministério da Saúde oferece mais de 21,5 mil vagas no Programa Médicos pelo Brasil

/ Saúde

O Ministério da Saúde está oferecendo mais de 21,5 mil vagas no Programa Médicos pelo Brasil. Eles poderão atuar em 5.233 municípios brasileiros, ou seja, quase 94% do país. A medida foi publicada em edição extra do Diário Oficial da União nessa sexta-feira (3). O objetivo é reforçar o Sistema Único de Saúde (SUS).

O programa vai substituir gradativamente o Projeto Mais Médicos para o Brasil na Atenção Primária à Saúde (APS). São oferecidos aos médicos selecionados para o programa a formação em medicina de família e comunidade, avaliação de desempenho, possibilidade de contratação por meio do regime CLT, a progressão de carreira (para diminuir a rotatividade) e gratificação para atuar em áreas remotas e de saúde indígena.

Os gestores de saúde dos municípios elegíveis devem fazer a adesão ao Médicos pelo Brasil, cujo edital deve ser publicado segunda-feira (6). O edital do processo seletivo para médicos também será publicado neste mês.

”A recomendação é que os gestores não percam a oportunidade de levar saúde e a presença de médicos qualificados para atender com dignidade o cidadão”, disse o secretário de Atenção Primária da pasta, Raphael Câmara. Ele preside o Conselho Deliberativo da Agência de Desenvolvimento da Atenção Primária à Saúde (Adaps), responsável por executar o novo programa.

Os munícipios foram escolhidos levando em consideração a alta vulnerabilidade e o fato de vários estarem em áreas rurais remotas.

O Médicos pelo Brasil foi lançado em 2019 com o objetivo de estruturar a carreira médica federal para locais com dificuldade de provimento e alta vulnerabilidade. O orçamento previsto para execução no primeiro ano de trabalho é de R$ 1,2 bilhão.

Confira aqui a relação de municípios aptos para participação no Programa Médicos pelo Brasil.

*Com informações do Ministério da Saúde

Prefeita e ex-gestor se dividem entre ajuda de Rui e apoio a ACM e município amarga problemas

/ Jaguaquara

Giuliano e Edione na rampa de acesso à Prefeitura. Foto:Reprodução

Um fato político curioso acontece no Município de Jaguaquara, o mais populoso do Vale de Jiquiriçá. A prefeita Edione Agostinone (PP) é afilhada política do ex-prefeito Giuliano Martinelli (PP), que rompeu politicamente com o grupo liderado pelo presidente da UPB e prefeito de Jequié, Zé Cocá (PP), e assumiu ser apoiador da pré-candidatura de ACM Neto (DEM) ao Palácio de Ondina, o que o torna, portanto, distante tanto de Cocá quanto do governador Rui Costa (PT) e das benesses do Estado. Só que, a prefeita, mesmo com um pássaro pousado nas costas, tem ido com a cuia nas mãos até Cocá e ao governador em busca de suporte, principalmente depois das fortes chuvas que pioraram o estado já considerado crítico das vias públicas da cidade, algumas interditadas. O temporal registrado na manhã de sexta-feira (3), por exemplo, deixou até famílias desabrigadas.

Giuliano, rompido com Zé, já declarou em programa de rádio que não sairá candidato a deputado estadual, como pretendia, ao mesmo tempo em que afirmou seguir firme no comando da pré-candidatura de Neto na região, fazendo pontuações e comentários que atingem o equilíbrio entre Edione, Zé, Rui e até João Leão, que era chamado por Martinelli de meu governador. Na quinta-feira (2), enquanto Edione e o vice-prefeito Nei Cabeludo (PDT) marcavam presença na visita de Rui em Apuarema, no Médio Rio de Contas, Giuliano aparecia com vereadores da base governista na Câmara, Julival do Breguesso (PCdoB), Tia Nalva (PP) e Nei (PP), filho do vice, num evento de ACM em Salvador.

A crise política que estremeceu o governo de Edione, com exoneração de três secretários: Educação, Infraestrutura e Cultura em apenas onze meses de gestão atingiu seriamente a população, que vem sofrendo gravemente com problemas estruturais e administrativos, deixando a Saúde, a Infraestrutura, a Educação e própria economia do Município no leito de morte, com atrasos nos salários dos servidores que haviam sido contratados pela máquina pública, afogada em dívidas previdenciárias herdadas de gestões anteriores, conforme as declarações da própria gestão atual.

E o imbróglio provocado pelo ex-prefeito acaba tornando-se a cereja de um bolo amargo que a prefeita se vê obrigada a degustar, sem poder dizer nada. Martinelli é irmão do seu genro, foi o precursor da sua candidatura que terminou vitoriosa, em 2020, com apenas 58 votos de diferença para o segundo colocado nas urnas, Raimundo do Caldo (PSD) e, apesar da aparente relação azeda com a prefeita, explicitada em uma recente entrevista a rádio comunitária Jaguar FM, Giuliano goza de influência na administração, com a manutenção de cargos importantes no alto escalão, inclusive o da sua esposa, a ex-primeira-dama Geisa Martinelli, que responde pela Secretaria de Desenvolvimento Social.

Defesa Civil da Bahia monitora pontos críticos após forte chuva em Jaguaquara e garante apoio

/ Jaguaquara

Prefeita recepcionada equipe da SUDEC. Foto: Prefeitura/Rede social

A Defesa Civil do Estado enviou equipe ao Município de Jaguaquara, neste sábado (4), para serviço de monitoramento em pontos críticos da cidade, atingida por fores chuvas, que provocaram destruição e sérios prejuízos a população local.

A equipe de Superintendência de Proteção e Defesa Civil foi recepcionada pela prefeita Edione Agostinone (PP), em sua residência, tendo percorrido, posteriormente, pontos da cidade, com o acompanhamento da gestora e do secretário municipal de Infraestrutura, Mateus Oliveira.

O Coronel Miguel de Almeida Filho, da SUDEC, mapeou com a Prefeitura as chamadas áreas de risco. ”Nós viemos aqui para fortalecer o sistema da Defesa Civil do município, que precisava de apoio e essa é a ordem do nosso governador, apoiar todas as cidades atingidas pelas chuvas. Vamos, de imediato, atender com ações de ajuda humanitária, com cestas básicas, kits, todo o apoio necessário para o decreto de emergência”, garantiu o Coronel, informando a destinação de recursos após reconhecimento do decreto.

Em ocorrências distintas, em Jequié e Milagres, PRF apreende 675 mil maços de cigarros

/ Polícia

Polícia causa prejuízo de R$ 3,3 milhões no crime. Foto: PRF

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu na madrugada deste sábado (04), 675 mil maços de cigarros no compartimento de carga de dois caminhões. Os flagrantes ocorreram durante fiscalização em trechos baianos da BR 116, nos municípios de Jequié e Milagres. Dois contrabandistas foram presos.

Por volta das 3h30, em frente a unidade operacional de Jequié (Km 677 – BR 116), os policiais abordaram um caminhão Scania, emplacado no Rio de Janeiro.

Após o comando de parada, foram solicitados os documentos de porte obrigatório e a nota fiscal da carga. O motorista disse que estava carregado com cigarros, porém não portava a documentação da mercadoria.

Ao vistoriar o compartimento de carga, os PRFs encontraram cerca de 375 mil maços de cigarros paraguaios, avaliados em R$ 1.875.000 milhões.

O motorista de 30 anos informou que recebeu a carga em São Paulo e ganharia 3.500 reais para levar a mercadoria contrabandeada até a cidade de Fortaleza (CE). Ele foi preso em flagrante e encaminhado à Polícia Judiciária local para os procedimentos cabíveis. A pena base para o crime de contrabando e descaminho varia de 2 a 5 anos de reclusão.

Já por volta das 5h30, em Milagres (BA), os policiais rodoviários federais realizavam ações de combate ao crime, quando deram ordem de parada a uma carreta VW/24.280, conduzida por um homem de 34 anos.

Na entrevista o motorista apresentou informações desencontradas, o que levou a equipe a aprofundar a vistoria no conjunto.

Em revista ao compartimento de carga, os policiais encontraram as caixas de cigarro, de origem estrangeira, totalizando 300.000 maços de cigarros. Essa apreensão deu um prejuízo de R$ 1,5 mi no crime organizado.

O caminhoneiro relatou que a carga foi embarcada em Divinópolis (MG) e teria como destino a cidade pernambucana de Garanhuns. Disse ainda que recebeu 5.000 reais pelo serviço.

O homem foi preso pelo crime de contrabando e apresentado a autoridade policial com todo material do crime na Delegacia de Polícia Judiciária.

Em 2021 a PRF na Bahia já retirou de circulação mais de 25 milhões de unidades de cigarros contrabandeados nas rodovias federais que cortam o estado. Muitos dos contrabandistas fazem parte de um verdadeiro exército que usa os recursos obtidos com o cigarro para financiar organizações criminosas, ligadas muitas vezes ao tráfico de drogas e armas.

Chuva atinge rede de distribuição da Embasa e deixa bairros sem água na cidade de Jequié

/ Jequié

Rede foi atingida pela chuva em Jequié. Foto: Marcus Cangussu

A chuva que caiu na sexta-feira (03), em Jequié, provocou o rompimento da rede de distribuição de água da Embasa, localizada próximo ao estabelecimento ”Marlene Marinho” e deixou os bairros do Mandacaru e Jequiezinho sem água.

Outro local atingido foi o bairro Cidade Nova. Equipes da concessionária de água trabalham para restabelecer o sistema.

Segundo a Embasa, o fornecimento de água nas comunidades do Mandacaru e Jequiézinho serão iniciados nas próximas horas, conforme publicação do Blog Marcus Cangussu.

Operação A Grande Família cumpre mandados por receptação de veículos em Santo Antônio de Jesus

/ Polícia

Sete pessoas de uma mesma família foram presas. Foto: P. Civil

Sete pessoas de uma mesma família foram presas em Santo Antônio de Jesus, na sexta-feira (3). Foram cumpridos mandatos de prisão preventiva do pai e de seus cinco filhos, além de um genro. Eles são acusados de receptação de veículos roubados e formação de quadrilha.

A prisão faz parte da última fase da Operação A Grande Família, que investiga o grupo criminoso por receptação e adulteração de dados identificadores de veículos.

Durante a operação também foi encontrada com um dos acusados, uma motocicleta com chassi raspado. O grupo está preso à disposição da Justiça.

Esta última fase foi realizada por policiais da 4a Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin), de Santo Antônio de Jesus, com o apoio da Coordenação de Operações Especiais (COE) e de Guarnições do 14o Batalhão de Polícia Militar (BPM).

Policiais civis fincam cruzes no Farol da Barra em protesto contra mortes violentas no estado

/ Polícia

Dezenas de policiais civis se reuniram, na manhã deste sábado (4), em frente ao Farol da Barra, em protesto às mortes violentas na Bahia. O grupo fincou 220 cruzes no gramado, em homenagem aos 5.280 mortos de forma violenta, apenas no ano de 2020, no estado. Pelo terceiro ano seguido, a Bahia ocupa o maior número de homícidos de todo o país.

O ato foi organizado pelo Sindicato dos Policiais da Bahia. Segundo a categoria, além de homenagear as vítimas, o ato teve a intenção de protestar contra o modelo de segurança público que tem sido desenvolvido no estado.

Estiveram presentes ainda outras entidades formadas por policiais civis da Bahia, são elas: SINDPOC, SINDPEP, UNIPOL, AEPEB, ASSIPOC e o Movimento Juntos Somos Mais Fortes. Informações do Metro1

Ataque de João Roma a ACM Neto ”enterra” possibilidade de aliança, avaliam interlocutores

/ Política

Roma classifica evento de Neto como festinha. Foto: Divulgação

O primeiro grande ataque frontal do ministro da Cidadania, João Roma (Republicanos), ao ex-prefeito de Salvador e ex-aliado ACM Neto (DEM), ”enterrou” qualquer possibilidade de coligação. Essa, ao menos, é a avaliação de interlocutores do herdeiro carlista ouvidos pelo site BNews. Na véspera da convenção que marcou o lançamento da pré-candidatura do DEM ao Governo do Estado, Roma – que também trabalha para ser candidato – concedeu uma entrevista em que ironiza a dimensão do evento, classificando-o como uma ”festinha”.

”Foi o primeiro ataque ácido de João Roma. Conhecendo Neto, acredito que agora não há mais essa possibilidade [de aliança]”, declarou uma fonte da campanha para a reportagem. A fala do bolsonarista, inclusive, surpreendeu o campo democrata. Roma sempre foi considerado uma pessoa ”polida” e ”prudente”. O entendimento é que, para ele ter falado isso, é porque realmente acredita que não há mais possibilidade de uma reaproximação.

Antes dessa declaração, também havia pegado mal a fala da mulher do ministro, Roberta Roma, que chamou Neto de ”coronelzinho” por trabalhar nos bastidores contra a campanha do marido. O republicano vinha sinalizando publicamente que, para selar uma aliança com o DEM na Bahia, o ex-padrinho precisaria fazer um aceno maior ao presidente Jair Bolsonaro. Em coletiva de imprensa antes da convenção, contudo, ACM Neto afirmou que não vai aceitar interferência nacional na campanha. BNews

Bahia registra 515 novos casos de Covid-19 e mais 5 óbitos pela doença, diz boletim da Sesab

/ Bahia

Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 515 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +0,04%) e 571 recuperados (+0,05%). O boletim epidemiológico deste sábado (4) também registra 5 óbitos. Dos 1.262.581 casos confirmados desde o início da pandemia, 1.232.064 já são considerados recuperados, 3.176 encontram-se ativos e 27.341 tiveram óbito confirmado. Os dados ainda podem sofrer alterações devido à instabilidade do sistema do Ministério da Saúde. A base ministerial tem, eventualmente, disponibilizado informações inconsistentes ou incompletas.

O Boletim Infográfico contabiliza ainda 1.642.236 casos descartados e 257.927 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica em Saúde da Bahia (Divep-BA), em conjunto com as vigilâncias municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 17 horas deste sábado. Na Bahia, 52.595 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Para acessar o boletim completo, clique aqui ou acesse o Business Intelligence.

Vacinação

Por conta de uma atualização no sistema de envio de dados da vacinação, nem todos os 417 municípios baianos fizeram o carregamento das informações relativas ao público vacinado. Desta forma, os números apresentados no vacinômetro correspondem apenas ao totalizado pelos municípios que enviaram os dados, dando a impressão de queda na cobertura vacinal.

A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) realiza o contato diário com as equipes de cada município a fim de aferir o quantitativo de doses aplicadas.

Até o dia 21 de novembro, quando tivemos a última atualização com os 417 municípios baianos, 10.952.306 de pessoas tinham sido vacinadas contra o coronavírus (Covid-19) com a primeira dose. Esse dado representa 86,02% da população com 12 anos ou mais, estimada em 12.732.254.

Jovem de 21 anos morta em Santa Catarina foi obrigada a cavar a própria cova, diz polícia

/ Polícia

Amanda Albach, 21 anos, foi morta a tiros. Foto: Reprodução

A promotora de vendas Amanda Albach, 21, encontrada morta na sexta-feira (3) na praia de Itapirubá, em Imbituba (SC), foi obrigada a cavar a própria cova, segundo a Polícia Civil.

A jovem foi assassinada com dois tiros por, supostamente, fotografar um homem armado, com histórico de tráfico de drogas, na mesma casa onde estava com amigos. Ela teria enviado as imagens a terceiros. O homem temeu ser denunciado e cometeu o crime, de acordo com a investigação.

Segundo a polícia, o criminoso afirmou que obrigou a vítima a caminhar com a pá e cavar a própria cova antes de efetuar os disparos. A polícia prendeu três pessoas em Canoas (RS), uma delas amiga da promotora, suspeitas de envolvimento no crime.

Um dia antes de desaparecer, em 15 de novembro, Amanda foi vista no beach club P12, em Jurerê Internacional, região nobre de Florianópolis. O corpo foi encontrado a 90 km da capital, descoberto pela polícia após a prisão dos suspeitos. Um deles indicou o local onde a jovem foi enterrada, segundo o delegado Bruno Fernandes, da Delegacia de Investigação Criminal.

Amanda Albach morava em Fazenda do Rio Grande, cidade próxima de Curitiba (PR), e foi passar o feriado de 15 de novembro com um casal de amigos em Imbituba. Lá, um homem que também mora com o casal na cidade litorânea se juntou ao grupo. No domingo (14), todos foram a uma balada na capital, onde a jovem foi vista pela última vez.

De acordo com o advogado da família, Michael Rodrigues Pinheiro, o trio é natural de Canoas. No depoimento à polícia, os suspeitos apresentaram contradições. A família contou que Amanda mandou uma mensagem de áudio pelo WhatsApp a uma sobrinha, na noite de 15 de novembro, dizendo que iria pegar um carro por aplicativo para retornar para a casa, no Paraná.

O delegado Bruno Fernandes contou, em coletiva de imprensa, que a jovem foi obrigada a gravar a mensagem para despistar os familiares.

Rui nomeia Eures na Sedur e confirma Márcia Telles na secretaria de Meio Ambiente

/ Bahia

Eures é ex-prefeito de Bom Jesus da Lapa. Foto: Rede social

O governador Rui Costa (PT) escolheu o ex-prefeito de Bom Jesus da Lapa e ex-presidente da UPB, Eures Ribeiro (PSD), como novo secretário de Desenvolvimento Urbano da Bahia (Sedur). A nomeação foi publicada na edição do Diário Oficial deste sábado (4).

A pasta estava sem comando desde a saída de Nelson Pelegrino, que saiu da pasta – e do mandato de deputado federal do qual estava licenciado – para assumir uma cadeira no Tribunal de Contas dos Municípios (TCM).

Na mesma edição do Diário Oficial, o governador confirmou a até então interina Márcia Telles como titular da Secretaria do Meio Ambiente. Ela vinha acumulando a interinidade no comanda da secretaria à direção do Inema.

Com a confirmação como titular do Meio Ambiente, Márcia Telles foi exonerada da Direção Geral do Inema. O órgão será agora comandado por Daniella Teixeira de Araújo, até então diretora administrativa e financeira do Inema.

Senado deve votar na terça projeto com alternativas para conter alta dos combustíveis

/ Brasília

Otto é o presidente da CAE. Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado

A Comissão de Assuntos Econômicos do Senado deve retomar na terça-feira (3), a votação do PL 1.472/2021, que propõe alternativas para conter a alta nos preços dos combustíveis. O projeto recebeu vista coletiva na terça-feira passada (30).

”A única coisa que a comissão não poderá fazer é se omitir e deixar de votar. O governo parece que não entende que não há mais condições do povo suportar o gás de cozinha a 10% do salário mínimo, e a gasolina custando R$ 8, até R$ 9. Quem está pagando a conta são as pessoas de menor poder aquisitivo. É preciso encontrar uma saída para o país nesta questão dos combustíveis”, afirmou o presidente da comissão, Otto Alencar (PSD).

Para o autor da proposta original, Rogerio Carvalho (PT-SE), a paridade internacional do preço (PPI) dos derivados de petróleo adotada pela Petrobras garante lucros exorbitantes a grandes acionistas da empresa, mas impacta pesadamente na inflação, e na consequente elevação da taxa de juros. ”Todo esse lucro da Petrobras está sendo pago pelo brasileiro na hora de consumir o combustível, e nos juros mais elevados”, reclamou.

Outro que reclama é o senador Omar Aziz (PSD-AM), para quem ”o assunto é urgente e o Poder Executivo permanece de braços cruzados”.

O PL 1472 determina que os preços internos praticados por produtores e importadores de gasolina, diesel e gás liquefeito de petróleo deverão ter como referência as cotações médias do mercado internacional, custos internos de produção e custos de importação, desde que aplicáveis.

O projeto também determina que o Poder Executivo regulamente a utilização de bandas de preços com a finalidade de estabelecer limites na variação dos preços dos combustíveis, definindo a frequência de reajustes e os mecanismos de compensação. Este mecanismo determina um limite máximo para as variações dos valores do petróleo no varejo, evitando aumentos abruptos.