Ciclista de 64 anos morre após ser atropelado enquanto transitava na BR-116, trecho de Jequié

/ Jaguaquara

Wilson Rios foi atingido por um veículo. Foto: Blog do Marcos Frahm

Um homem de 64 anos morreu vítima de atropelamento na madrugada desta quinta-feira (26), quando pedalava uma bicicleta por volta das 02h na altura do KM 676 da BR-116, nas proximidades da via de acesso a Barragem da Pedra, perímetro urbano de Jequié.

Wilson Rios não resistiu e foi a óbito na localidade, conforme informações da Polícia Técnica, que esteve no local para realização dos serviços periciais. O caso é apurado pela Polícia Rodoviária Federal. Não há informações sobre o veículo atropelador.

Promessa do Estado e da Prefeitura de estadualizar hospital de Jaguaquara ainda não foi cumprida

/ Jaguaquara

Hospital segue gerido pela Prefeitura. Foto: Blog do Marcos Frahm

O Governo do Estado e a Prefeitura de Jaguaquara chegaram oficializar, em 2022, a proposta de reestadualização do Hospital Municipal. Depois de 22 anos, a unidade hospitalar voltaria, ou voltará, a integrar a rede estadual da Saúde, e funcionaria, ou funcionará, sob gestão da Secretaria de Saúde do Estado da Bahia – SESA depois de 22 anos.

Em publicação do Diário Oficial datada de 19/10/2022, o governador Rui Costa autorizou o Estado a reassumir o Hospital, que havia sido municipalizado em 2002, pelo então governador Paulo Souto, que transferiu o órgão ao Município gerido na ocasião pelo prefeito Valdemiro Alves de Oliveira. De lá pra cá, os gestores municipais alegavam dificuldades financeiras para gerir o Hospital, com despesas que custam aos cofres cerca de R$ 700 mil /mês. Durante visita a Jaguaquara em julho de 2022, o então chefe do Executivo estadual prometeu em discurso que iria dialogar com a prefeita Edione Agostinone sobre a possibilidade de o Estado reassumir a unidade.

Um mês depois da promessa do governador à época, e agora ministro, a secretaria de Saúde da Bahia da ocasião e atual titular da Educação, Adélia Pinheiro, esteve na cidade e fez uma visita técnica às instalações do Hospital [relembre]. Com um grupo composto por integrantes da equipe gestora da Sesab, foi recepcionada pela prefeita Edione, que teria encaminhado ao Poder Legislativo local a proposta de transferência da gestão aprovada anteriormente pelo Conselho Municipal de Saúde.

E a secretária retornou. A 11 dias das eleições 2022, Adélia retornou à Jaguaquara para tratar de um assunto que já dominava as discussões políticas no município: a estadualização ou não do Hospital Municipal. Entretanto, HMJ ainda funciona sob o controle da Prefeitura, apesar da declaração de Adélia de que não era promessa de campanhia e que os trâmites legais estavam em fase de concçlusão. ”Quero dizer pra vocês como é honroso está aqui, representando o governador e dando continuidade a um compromisso que ele assumiu publicamente nessa cidade. Um passo importante que o município dar e que beneficia a região, como parte de um processo de ampliar e qualificar a rede. O hospital, assim que vier para nós, ele realizará, além de leitos de retaguarda clínica do Prado Valadares, também, cirurgia de baixa e média complexidade”, disse a ex-titular da SESAB ao discursar no prédio-sede do Sindicato dos Trabalhadores do Município.

Até esta quarta-feira (25/01/23), conforme apurou o Blog do Marcos Frahm, o HMJ segue gerido pela gestão municipal. O Hospital, apesar de não atender a casos de média e alta complexidade passou por uma ampla reforma na estrutura física através de convênio entre Estado e Município em 2020, mas a sua manutenção pela Prefeitura é uma lamentação da administração local, que alega enfrentar dificuldades financeiras para o funcionamento da unidade.

Segundo informações obtidas pelo BMFrahm, uma OAS irá assumir, não se sabe quando, o controle da unidade de Saúde. Cerca de 154 servidores municipais atuam no Hospital. Vale ressaltar que o assunto é de ”domínio público”, o que interessa à sociedade em geral, sobretudo quando se trata se saúde.

Mulher é presa pela Polícia Militar em Jaguaquara sob suspeita de comercialização de drogas

/ Jaguaquara

Polícia apresenta material apreendido. Foto: Divulgação: 3ª Cia

Uma mulher foi detida pela Polícia Militar de Jaguaquara, nesta quarta-feira (18), sob suspeita de comercialização do tráfico de entorpecente. De acordo com informações da PM, a mulher, de identidade não revelada teria tentado fuga, mas foi alcançada pela guarnição e com ela os militares apreenderam: 20 porções de substância análoga à cocaína; 01 balança de precisão; diversos pinos para comercialização de cocaína; R$ 100,00 em espécie; e 01 aparelho celular de marca SAMSUNG.

Jaguaquara consegue liminar que impede redução no FPM após prévia do IBGE apontar queda da população

/ Jaguaquara

Com prévia do IBGE, população cai para 46.026. Foto: BMFrahm

A Prefeitura de Jaguaquara, por meio de sua assessoria jurídica representada pelos advogados: Mônica Pryscilla de Moura e Renarto Souza Aragão conseguiu uma liminar, junto à Justiça Federal, que impede a redução nos repasses do Fundo de Participação dos Municípios da maior cidade do Vale do Jiquiriçá. A liminar foi concedida após o poder público municipal judicializar o resultado do Censo Demográfico realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, usado no cálculo de quotas do Tribunal de Contas da União na fixação do coeficiente do FPM. A prévia da população dos municípios seguindo dados coletados pelo Censo Demográfico 2022 até o dia 25 de dezembro aponta que Jaguaquara teve queda.

Segundo o IBGE, são 46.026 habitantes, número menor do que a estimativa anterior, quando eram 54.673. Com a redução, além da alteração nos repasses do FPM, Jaguaquara pode sofrer mudança no quadro de vereadores: de 15 para 13, a partir da próxima Legislatura, que se inicia em janeiro de 2025, assunto que gera discussões na cidade, com munícipes dividindo opiniões e fazendo questionamentos sobre os dados coletados.

Na decisão, conforme apurou o Blog do Marcos Frahm, o juiz Frederico Botelho de Barros Viana impõe multa de R$ 10 mil/dia em caso de descumprimento e reconhece que o IBGE publicou apenas dados prévios sobre o Censo. ”Desse modo, os dados obtidos pelo IBGE no Censo realizado até dezembro de 2022 podem ser alterados em razão da conclusão da coleta junto à população dos Municípios envolvidos, bem como em razão do ajuste de dados supostamente incorretos, do que denota a ausência de dados seguros para definição dos coeficientes do FPM, ao menos enquanto ainda não concluída a análise total. Além do mais, a própria decisão do TCU prevê que os municípios disporão de trinta dias para apresentar contestação em relação aos coeficientes apresentados, sem que, contudo, seja obstada a imediata aplicabilidade do coeficiente obtido. Destaco, no ponto, a jurisprudência do Supremo Tribunal Federal – STF e do Superior Tribunal de Justiça envolvendo ajustes de coeficiente de distribuição do FPM em razão de correções de dados de censos anteriores’’, sentenciou o magistrado.

Desde que sofreu o revés após o resultado prévio do Censo do IBGE que a Prefeitura de Jaguaquara faz apelo a população para o fornecimento de dados, com a prorrogação da coleta no Município, envolvendo inclusive agentes comunitários de Saúde que circulam nas vias da cidade em busca de informações nas unidades habitacionais. Nas rede soocial, a gestão municipal divulgou um card – arte gráfica disponibilizando números de contato para que os munícipes agendem visitas dos recenseadores.

Jaguaquara: Presidente da Câmara lamenta possível redução no número de vereadores com Censo do IBGE

/ Jaguaquara

Vereador Nildo Pirôpo contesta Censo do IBGE. Foto: BMFrahm

O presidente da Câmara Municipal de Jaguaquara, Nildo Pirôpo (PP), lamentou, em entrevista, que o Município sofra decréscimo populacional, conforme aponta a prévia do Censo do IBGE, cujo resultado foi divulgado no final do mês de dezembro mostrando que Jaguaquara conta 46.026 habitantes, número menor do que a estimativa anterior, quando eram 54.673.

Com a redução, além da queda no repasse do FPM, a cidade pode sofrer mudança no quadro de vereadores: de 15 para 13, a partir da próxima Legislatura, que se inicia em janeiro de 2025.

Diante do que prevê o órgão federal, o líder do Poder Legislativo considera o resultado parcial um prejuízo ao Município, que enfrentará uma queda drástica em relação aos recursos destinados. ”A estimativa equivocada que aponta decréscimo populacional apresentado pelo IBGE vai provocar prejuízos ao nosso município, que pode perder cerca de cinco milhões anualmente. Nos últimos 12 anos, houve o surgimento de diversos bairros e empreendimentos residenciais como o Minha Casa, Minha Vida, com mais de mil unidades habitacionais, além outros bairros implantados como: Taylor Egídio, Loteamento Jaguar, Nova Jaguaquara, Cidade de Deus, Alto do cruzeiro, Loteamento Gabriela, localidades que contam com grande número de casas e habitantes na zona urbana. Esse resultado parece que vai de encontro a própria perspectiva do órgão que apontava estimativa de mais de 54 mil anteriormente. Por outro lado, segundo a Justiça Eleitoral, temos mais 35 mil eleitores. Respeitamos o órgão, o seu trabalho, mas temos todo o direito de contestar os indicadores demográficos e agora é torcer para que haja reversão, até porque o IBGE pediu para que as pessoas que não foram recenseadas procurassem a unidade local para tirar suas dúvidas. Vamos ter que nos unir, poderes Legislativo e Executivo, ampliar as discussões sobre esse assunto e chamar a sociedade para esse debate que é muito sério. Vamos em busca de soluções que minimizem os impactos desse Censo, se possível recorrer aos meios viáveis para tentar mudar o quadro. Reconhecemos o esforço no processo de coleta de dados e das dificuldades que a equipe o IBGE tem enfrentado, mas não podemos nos calar diante de um resultado parcial. Por isso, nosso pleito é pela prorrogação do Censo Demográfico. Se a câmara perder dois vereadores, os moradores também perderão dois agentes. E só quem necessita da intervenção do vereador sabe a importância dele, inclusive em cidades como a nossa, onde há uma grande parcela de pessoas carentes que dependem dos vereadores nos momentos mais difíceis”, disse Pirôpo. Por Marcos Frahm

Jaguaquara: Quiosques instalados na Praça JJ – Seabra amanheceram arrombados hoje

/ Jaguaquara

Quiosques da JJ – Seabra foram arrombados. Foto: BMFrahm

Comerciantes proprietários de quiosques instalados na Praça JJ – Seabra em Jaguaquara, no Vale do Jiquiriçá, sofreram prejuízos com seus estabelecimentos arrombados na madrugada desta segunda-feira (2).

Pelo menos cinco dos doze quiosques instalados no local e que comercializam bebida e alimento foram arrombados e as informações são de que um indivíduo teria praticado o crime, subtraindo algumas moedas, mas causando prejuízos com a danificação das portas e janelas.

Comerciantes reclamam da insegurança no local e do número pequeno de guardas municipais no período noturno. Nesta segunda, os proprietários iniciaram o conserto dos órgãos.

Governador Rui Costa recebe título de cidadão de Jaguaquara durante atos de inauguração na cidade

/ Jaguaquara

Por unanimidade, vereadores aprovaram título. Foto: BMFrahm

O governador do estado, Rui Costa (PT), recebeu, na tarde desta sexta-feira (30), em seu último ato como chefe do Executivo do Estado, o título de cidadão da cidade de Jaguaquara, no Vale do Jiquiriçá, onde entregou obras e autorizou outras intervenções.

A honraria foi entregue no palanque montado no bairro Malvina II, enquanto Rui realizava a inauguração de um Complexo Policial e contou com a presença da primeira-dama, Aline Peixoto, que é natural de Jequié, cidade vizinha, da prefeita Edione Agostinone (PP), do vice-prefeito Francisnei Santos (PDT), do promotor de Justiça Lúcio Meira, da juíza de Direito Andréa Padilha, de deputados e prefeitos da região.

O Decreto Legislativo Nº 008/2022 que trata da outorga do Título de Cidadão Jaguaquarense ao governador foi publicado no último dia (22) de dezembro e a iniciativa partiu do presidente da Casa, Nildo Pirôpo, do PP, partido de João Leão, mas ex-filiado do PT e fiel seguidor de Rui.

Presidente da Câmara chora ao entregar placa ao governador Rui

Pirôpo ainda conseguiu reunir, na entrega da placa, outros parlamentares, inclusive dois apoiadores do candidato derrotado ao Governo da Bahia, ACM Neto (UB), os vereadores Nei Filho (PP) e Élio Boa Sorte (PP), além de Canesco (PP) e Julival (PCdoB), defensores da candidatura de João Roma (PL) no primeiro turno das eleições 2022, mas que no segundo turno declararam aliança com o projeto de Jerônimo Rodrigues (PT).

Em Jaguaquara, Rui inaugura complexo policial, autoriza estrada e entrega obras de infraestrutura

/ Jaguaquara

Governador Rui Costa deixa marca com sua passagem por Jaguaquara

Em sua última agenda no interior da Bahia, o governador Rui Costa esteve em Jaguaquara, na tarde desta sexta-feira (30). Na ocasião, ele visitou o Complexo Policial de Jaguaquara, para inauguração da nova sede da Polícia Civil e entrega da reforma das sedes da 3ª Companhia Destacada da Polícia Militar e do Grupamento do Corpo de Bombeiros. As obras coordenadas pela Secretaria de Segurança Pública do Estado da Bahia (SSP) tiveram investimento de cerca de R$ 3 milhões.

A delegada-geral da Polícia Civil, Heloísa Brito, destaca que a unidade entregue é a primeira inaugurada como territorial. ‘Jaguaquara já é uma cidade maior, então é uma unidade fechada pra atender à necessidade de polícias judiciárias, mais humanizada, com atendimento individualizado, com a área específica para os nossos servidores colocarem seus equipamentos e para que o cidadão de Jaguaquara se sinta bem acolhido”, explicou a titular.

O governador Rui Costa falou da relevância das unidades de segurança pública para a população de Jaguaquara e destacou outras entregas a serem feitas pela próxima gestão para a cidade: ”nos próximos meses, serão inaugurados o complexo poliesportivo, três escolas ampliadas, requalificadas, muitas obras de infraestrutura urbana, ruas, praças e estradas”.

O governador deixou, ainda, um recado para a população baiana: ”eu quero agradecer aos baianos e baianas pelo carinho, pela recepção. Vamos continuar trabalhando, agora no Governo Federal, em parceria com Jerônimo governador pra melhorar cada dia a vida do povo da Bahia”.

Ainda para a população de Jaguaquara, o Governo do Estado entregou a obra de urbanização da Praça Leonídio Fernandes. Realizado pela Companhia de Desenvolvimento Urbano (Conder), o projeto incluiu instalação de parque infantil e academia ao ar livre e contou com investimento de R$ 464 mil.

Governo do Estado construiu praça na Rua do Quadro. Foto: Fernando Vivas

Rui Costa também deu por entregue a obra de pavimentação do trecho entre os entroncamentos da BA-250 e da BR-116, no distrito de Stela Dubois. Executada pela Secretaria Estadual de Infraestrutura (Seinfra), a obra teve investimento de R$1,7 milhão, para asfaltamento de 1,9 quilômetros, facilitando a mobilidade na região e o escoamento da produção agrícola local.

Mais uma obra de infraestrutura foi anunciada para Jaguaquara, a Seinfra foi autorizada a adotar providências para a pavimentação da rodovia BA-545, no trecho entre Baixão do Ipiúna e o povoado de Itiúba. Serão mais 23 quilômetros de vias asfaltadas na região, com investimento de R$ 37 milhões. Já a comunidade quilombola Pereira será contemplada com investimento de R$ 960 mil, com a construção de 20 unidades habitacionais.

A Secretaria de Desenvolvimento Rural do Estado (SDR) recebeu autorização do Governo do Estado para, em parceria com a Associação dos Pequenos Agricultores do Território Sudoeste da Bahia (Apasba), emitir ordem de serviço para o início das obras. A SDR, por meio da Conder, também recebeu ordem de serviço para pavimentação em paralelepípedo das ruas da Rádio, com investimento de R$ 922 mil.

No último ano da sua gestão, Rui Costa deixará marca histórica em investimentos públicos em Jaguaquara

/ Jaguaquara

Governo do Estado pavimenta áreas da cidade. Foto: BMFrahm

Com investimentos que superam R$ 100 milhões, o governador Rui Costa (PT), mesmo em seu último ano de gestão, deixará uma marca que já é considerada histórica pelos munícipes que acompanham o cenário político do maior Município do Vale do Jiquiriçá.

Prestes a deixar o cargo de governador e com seu ingresso no Governo Lula como ministro da Casa Civil encaminhado, Rui visitará Jaguaquara, nesta sexta-feira (30), para entregar obras de construção da nova Delegacia Territorial, ato que terá sua peculiaridade: contará com a presença da filha ilustre da cidade, a delegada-chefe da Polícia Civil, Heloísa Brito, nomeada por ele [Rui] para o cargo que deverá ocupar a partir do próximo Governo, com garantia do governador eleito, Jerônimo Rodrigues (PT).

No mesmo espaço, bairro Malvina II, Rui Costa entregará uma sede do Corpo de Bombeiros, sonho antigo da população local, além de reforma da sede da Polícia Militar da 3ª Companhia Destacada da Polícia Militar.

Ainda na cidade, o chefe do Executivo baiano entrega urbanização da Praça Leonídio Fernandes, com Parque Infantil e Academia ao Ar Livre, pavimentação em CBUQ, trecho: BA-250 – entroncamento BR-116 Distrito de Stela Dubois, pavimentação em paralelepípedos em áreas diversas, autoriza a construção, através da SDR/CAR de 20 unidades habitacionais na Comunidade Quilombola, no bairro Casca e autoriza a Secretaria de Infraestrutura do Estado a adotar as providências para pavimentação em CBUQ na Rodovia BA-545, trecho: Baixão de Ipiúna – povoado de Itiúba, outro anseio dos moradores, intervenção que deve impactar positivamente na economia local, sobretudo pela facilitação para o escoamento da produção agrícola.

Isso sem falar na reestruturação das escolas estaduais e da reforma e ampliação do Hospital de Jaguaquara, na gestão anterior, do então prefeito Giuliano Martinelli (PP), que não gozou da simpatia de Rui, cuja relação entre ambos sempre foi azeda, diferente do laço estreito criado neste ano de eleição entre Costa e a atual prefeita, Edione Agostinone (PP)*por Marcos Frahm

Com prévia do IBGE, Jaguaquara pode ter redução de 15 para 13 no número de vereadores

/ Jaguaquara

Atual Legislatura é representada por 15 vereadores. Foto: Rede social/Câmara

O número máximo de vereadores permitido para as câmaras, com base na Constituição Federal, com a emenda Nº 58, de 2009, é de acordo com a população de cada município.

Em cidades com mais de 15 mil e até 30 mil habitantes: 11 vereadores; mais de 30 mil e até 50 mil habitantes: 13 vereadores. No caso de Jaguaquara, a atual Legislatura é representada por 15 vereadores, com base nas estimativas do IBGE, que apontavam população acima de 50 mil habitantes.

Entretanto, conforme apurou o Blog do Marcos Frahm, a prévia da população dos municípios seguindo dados coletados pelo Censo Demográfico 2022 até o dia 25 de dezembro aponta que Jaguaquara teve queda.

Segundo o IBGE, são 46.026 habitantes, número menor do que a estimativa anterior, quando eram 54.673. Com a redução, além da queda no repasse do FPM, Jaguaquara pode sofrer mudança no quadro de vereadores: de 15 para 13, a partir da próxima Legislatura, que se inicia em janeiro de 2025.

Prévia do IBGE amostra queda na população de Jaguaquara, que cai para 46 mil habitantes

/ Jaguaquara

População de Jaguaquara cai para 46.026. Foto: Blog do Marcos Frahm

O IBGE divulgou a prévia da população dos municípios com base nos dados coletados pelo Censo Demográfico 2022 até o dia 25 de dezembro. Ao todo, são 207,7 milhões de habitantes no país.

Desde total, 46.026 vivem em Jaguaquara, a cidade mais populosa do Vale do Jiquiriçá. O número é menor do que a estimativa anterior, quando eram 54.673 habitantes.

A possibilidade de perdas de recursos do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) após alterações nos dados do censo demográfico foi a preocupação demonstrada nesta quinta-feira (29), por parte dos munícipes jaguaquarenses que receberam a notícia da redução da população local. Em Município que teve sua população encolhida, a redução no repasse do FPM, ou seja, de recursos, pode trazer fortes impactos na economia.

Governador Rui Costa adia para sexta-feira visitas aos municípios de Jequié e Jaguaquara, diz assessoria

/ Jaguaquara

Rui Costa adia visita aos municípios de Jequié e Jaguaquara. Foto: Secom

O governador Rui Costa adiou, através de comunicado oficial, visitas que faria aos municípios de Jequié e Jaguaquara, onde iria participar de entregas, e também autorizar algumas obras e intervenções nas cidades do Médio Rio de Contas e Vale do Jiquiriçá.

O atos inaugurais, que ocorreriam na quinta-feira (29), serão realizados na sexta-feira (30), iniciando por Jequié, a partir das 09h, quando o governador entregará a nova sede da Delegacia da Mulher e a reforma da Delegacia da Polícia Civcil, além de ampliação do Hospital Geral Prado Valadares – HGpv.

Em Jaguaquara, a partir das 14h, Rui entrega a construção da nova Delegacia Territorial de Jaguaquara (SSP/ PCBA), instalações do Corpo de Bombeiros e reforma da sede da Polícia Militar.

De acordo com informações da sua assessoria do Blog do Marcos Frahm, Rui também entregará urbanização da Praça Leonídio Fernandes com Parque Infantil e Academia ao Ar Livre na sede, obras de pavimentação, vai autorizar a pavimentação da BA-545, ligando Jaguaquara a Itiúba e autorizará ainda construção de unidades habitacionais.

Suspeitos de assassinato de criança de 01 ano em Jaguaquara morrem em confronto com Polícia Militar

/ Jaguaquara

Crime ocorreu na noite do último dia (07). Foto: BMFrahm
Dois suspeitos da morte de uma criança de 1 ano, que foi atingida com disparo de arma de fogo na cabeça na noite do último dia (07) morreram em ação policial na madrugada desta quarta-feira (28), na zona rural de Jaguaquara. Uma operação foi desencadeada pela Polícia Militar, conforme informações da 3ª Cia, depois de informada sobre a presença dos suspeitos no povoado de Itiúba.
Ainda de acordo com a PM, a guarnição foi ao local indicado com o objetivo de efetuar a condução dos dois suspeitos à Delegacia Territorial, mas houve confronto e os indivíduois foram alvejados, socorridos ao Hospital Municipal de Jaguaquara, evoluindo ao óbito. Os corpos foram encaminhados na manhã de hoje ao Instituto Médico Legal de Jequié.
Um deles foi identificado como Jeferson Santos Moares (maior), e o segundo envolveido ainda não identificado. Com eles, a PM disse ter apreendido dois revólveres, cal .38, com 04 estojos deflagrados e 04 munições intactas, além de um aparelho celular da marca Motorola, apresentados na Delegacia. Ao Blog do Marcos Frahm, a Polícia Técnica de Jequié informou, nesta tarde, que ainda aguarda familiares com documentos dos dois mortos no órgão, em Jequié.

Relembre o caso

Era por volta da meia-noite quando indivíduos armados invadiram uma casa na área onde são instaladas unidades habitacionais do Programa Minha Casa, Minha Vida, e deflagraram diversos tiros que alvejaram W.F.S, de 20 anos, o seu filho, Gabriel Levi Agostinone da Silva, que teria completado 01 ano no dia do crime e um amigo da família, D.F.F, morador no bairro São Jorge (relembre).

Familiares contaram à polícia que o alvo dos atiradores era D.F.F, este que já possuía passagem pela polícia, que teria sido vítima de disparo de arma de fogo há cerca de um mês e que estaria no sofá da sala, quando os autores arrombaram a porta, tendo o mesmo buscado se proteger, indo em direção ao quarto onde estavam pai e filho, que acabam baleados.

De acordo com informações preliminares da PM, a criança foi atingida na cabeça. Após o atentado, as vítimas foram socorridas em um caminhão ao Hospital Municipal de Jaguaquara – HMJ, com a criança dando entrada sem sinais vitais e os outros envolvidos com vida, o pai de Gabriel em estado grave e o amigo atingido na virilha.

Uma Unidades de Suporte Avançado (USA) do SAMU de Jequié foi acionada pelo Hospital para a transferência das vítimas, que foi concluída sob escolta policial em direção ao Hospital Prado Valadares e com apoio do SAMU de Jaguaquara por volta das 02h50 de quinta-feira (08). A avó paterna do bebê, além da mãe do menino, que segundo apurou a PM não estaria convivendo com o filho estiveram no Hospital aos prantos. A busca pelos suspeitos continuou e resultou em duas mortes nesta quarta. *Com informações do Blog do Marcos Frahm

Prefeitura de Jaguaquara firma contrato com nova empresa para coleta de lixo com compactadores

/ Jaguaquara

ID Serviços e Empreendimentos assume coleta. Foto: BMFrahm

Depois de encerrar o contrato com a empresa DM Transporte, Limpeza e Construção LTDA-ME, que provocou a suspensão do serviço de coleta do lixo domiciliar no Município com a utilização de caminhões compactadores, a Prefeitura de Jaguaquara tem nova empresa a disposição.

A empresa citada anteriormente venceu processo licitatório realizado pela Prefeitura no valor total de R$ 742.500, para aluguel de 05 carros compactadores pelo período de 09 meses, isso ainda em 2021, primeiro ano de gestão da prefeita Edione Agostinone (PP), para substituição de caçambas abertas, ambientalmente inadequadas para o porte do Município. Entretanto, os veículos locados deixaram de circular na primeira quinzena de novembro de 2022 e as caçambas voltaram a coletar o lixo.

Com cerca de 12 empresas classificadas no processo, algumas desistiram e a 12ª, a ID Serviços e Empreendimentos LTDA firmou contrato no valor de R$ 1.100.000,00.

Com dois compactadores circulando a partir desta semana, cada um custará, mensalmente, R$ 22.000,00 ao Município, conforme publicação do Diário Oficial.  A prefeita teria revelado, em entrevista recente na Rádio Comunitária Jaguar FM que autorizar a aquisição de um compactador, em face de que os que circulam na cidade não são pertencentes a máquina pública. *por Marcos Frahm