PRF realiza apreensões de cocaína durante a Operação Proclamação da República, em Jequié e Brumado

/ Trânsito

Uma apreensão de 110 kg foi registrada em Brumado. Foto: PRF

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu 111 kg (cento e onze quilos) de cloridrato de cocaína, na tarde desta segunda-feira, em duas ocorrências distintas nas cidades de Brumado e Jequié. Ao todo 4 pessoas foram detidas e encaminhadas à Delegacia de Polícia Civil por tráfico de drogas.

Na primeira ocorrência, a equipe realizava fiscalização de combate a criminalidade, quando abordou um caminhão na altura do quilômetro 355 da BR 030, município de Brumado (BA).

Durante a realização de fiscalizações de trânsito, pois existiam amarrações de carga no fundo do caminhão, foi percebido pelos policiais a existência de uma mercadoria escondida entre as caixas de frutas vazias. Diante da situação, realizaram a fiscalização minuciosa do veículo e descobriram que a mercadoria tratava-se na realidade de 100 tabletes de cocaína, totalizando 110 kg da droga.

Indagado pelos policiais, o condutor do caminhão admitiu que recebeu a quantia de 10 mil reais para levar a cocaína da cidade de São Paulo (SP)  para Juazeiro (BA). A apreensão causa um prejuízo de quase 20 milhões de reais ao narcotráfico.

Poucas horas depois, policiais realizavam fiscalização na altura do km 699 da BR 116, município de Jequié, quando deu ordem de parada ao condutor do veículo Chevrolet/Celta e também aos 2 passageiros que se encontravam nele, um homem e uma mulher.

Durante a abordagem policial foi encontrado no interior do veículo um tablete de cocaína, pesando 1kg da droga. Indagado pelos policiais afirmou ter pego a droga em Poções (BA) e ter recebido a quantia de R$ 500,00 para fazer o transporte até a cidade de Jaguaquara (BA).

A PRF encaminhou ambas as ocorrências para as Delegacias de Polícia Civil dos locais. Os detidos responderão pelo crime de tráfico de drogas, conforme dispõe o art. 33 da Lei 11.343/2006 que tem pena prevista de cinco a 15 anos de prisão.

 

Hospital Ana Nery comemora o milésimo transplante renal e se consolida como referência em transplantes

/ Saúde

Seja doador(a) de órgãos e tecidos! Diga sim e avise sua família!

No último dia (9), o Hospital Ana Nery (HAN) comemorou a realização do milésimo transplante de rim. O procedimento foi realizado em setembro de 2022 e foi considerado bem-sucedido pela equipe médica do Hospital.

Com mais essa cirurgia de alta complexidade, o HAN consolida-se como referência em transplantes renais de adultos e crianças, ocupando o 8º lugar nacional em número de transplantes realizados, atendendo pacientes oriundos de diversos municípios do Estado da Bahia.

É importante ressaltar que o Programa de Transplante Renal do Hospital Ana Nery foi reativado há dez anos e atende exclusivamente através do Sistema Único de Saúde (SUS).

Na oportunidade, aproveitamos para parabenizar os profissionais do HAN envolvidos – médicos, enfermeiros, técnicos, instrumentadores e residentes – bem como a todos que disseram SIM a doação de órgãos, proporcionando alegria e esperança a tantas pessoas!

Prefeita de cidade pernambucana sofre acidente de moto com marido em Paulo Afonso e homem morre

/ Política

Dayse estava na moto com João Paulo

A prefeita de Primavera, Dayse Juliana (PSB), e o marido dela, João Paulo Rocha da Silva, sofreram um acidente de moto na noite do domingo (13), na cidade de Paulo Afonso, na Bahia. Ele, que era secretário de Governo do município, não resistiu aos ferimentos, e ela foi socorrida para um hospital.

De acordo com o G1, p acidente aconteceu quando o casal voltava de uma viagem ao Distrito Federal. A prefeita de Primavera teve uma fratura no braço esquerdo, passou por uma cirurgia e está bem, de acordo com o boletim médico.

”Foi realizado o procedimento cirúrgico, ela passa bem, está consciente e está completamente fora de risco, aguardando os procedimentos para ser transferida para Recife”, afirmou a assessoria da prefeita de Primavera, por meio de nota publicada no Instagram.

Ainda no comunicado, a assessoria da prefeita declarou que ”Dayse e sua família agradecem as manifestações de solidariedade e orações que vem recebendo de todos nesse momento tão difícil”. A morte de João Paulo foi confirmada pela prefeitura de Primavera também através de uma postagem nas redes sociais.

”É com o mais profundo pesar que lamentamos o falecimento de João Paulo, secretário de Governo de Primavera e marido da prefeita Dayse Juliana”, declarou a prefeitura em mensagem postada no Instagram.

Margareth Menezes agradece por integrar equipe de transição de Lula: ”Muito honrada”

/ Entretenimento

A baiana Margareth Menezes agradeceu. Foto: Rede social

A cantora baiana Margareth Menezes agradeceu, na noite desta segunda-feira (14), ser uma das integrantes do grupo de trabalho da Cultura no gabinete de transição.

Nas redes sociais, Margareth disse que se sentiu ”lisonjeada e muito honrada” com a escolha. Ela ainda prometeu que fará de tudo para colaborar da defesa da cultura plural, afro, da cultura indígena, e da cultura pop.

”Como artista, baiana, nordestina e pessoa que trabalha nesse contexto cultural há mais de 30 anos sei da importância de se ter uma visão de pluralidade da cultura brasileira, que é tão ampla e maravilhosa. Me senti lisonjeada e muito honrada, e no que eu puder colaborar, no sentido de defender a cultura plural, da cultura afro, da cultura indígena, da cultura pop, eu farei. Sou uma artista afro urbana e trago isso comigo, apoiando essa transição que quer contemplar a todos. Acho isso muito digno num país tão grande como o nosso, em que é necessário se pensar em um panorama amplo com toda a diversidade cultural e artística que o Brasil tem”, escreveu. O anúncio foi feito durante a tarde pelo vice-presidente eleito, Geraldo Alckmin, coordenador-geral do Gabinete de Transição.

Alckmin anuncia Marcus Cavalcanti, Juca Ferreira e Margareth Menezes para equipe de transição

/ Política

O secretário estadual da Infraestrutura na Bahia, Marcus Cavalcanti (PSD), foi anunciado, nesta segunda-feira (14), pelo vice-presidente eleito Geraldo Alckmin (PSB) como um dos integrantes do grupo de trabalho da área de Infraestrutura na equipe de transição para o novo governo Lula (PT). Para o setor cultural, o ex-ministro Juca Ferreira (PT) e a cantora Margareth Menezes, ambos baianos, também foram indicados.

Marcus Cavalcanti também integra a coordenação a equipe de transição para o futuro governo de Jerônimo Rodrigues (PT) na Bahia e está sendo cotado para seguir no secretariado na próxima gestão (saiba mais aqui).

Petista histórico, Juca Ferreira chegou a ser ministro da Cultura no segundo mandato de Lula, quando substituiu outro baiano: o cantor e compositor Gilberto Gil.

Já Margareth Menezes, cantora que se lançou para o Brasil cantando o samba-reggae ”Faraó Divindade do Egito” no final dos anos 1980, se aproximou da esquerda nos últimos anos, apoiando candidaturas petistas para diversos cargos eletivos. Em 2012, uma gravação sua da música ‘Cidadão”, de Moraes Moreira, encerrou a campanha eleitoral de Nelson Pelegrino, então filiado ao PT, para a prefeitura de Salvador.

Ainda houve a indicação do também baiano Paulo Gabriel, presidente do Conselho Estadual de Educação da Bahia e professor da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), para integrar o grupo de trabalho ligado à Educação na transição.

As indicações ocorrem dias depois de setores da esquerda no Nordeste reclamarem da pouca presença de nordestinos na equipe de transição do novo governo. Na última semana, dos 44 nomes anunciados até aquele momento por Alckmin, apenas quatro eram da região saiba mais no Bahia Notícias.

 

”Eles, por acaso, estão no mercado?”, questiona Éden após Leão sugerir que prefeitos são vendidos

/ Política

Presidente do PT da Bahia, Éden Valadares. Foto: Reprodução

O presidente do PT da Bahia, Éden Valadares, rebateu nesta segunda-feira (14) as declarações de João Leão (PP), que fez críticas ao governador Rui Costa (PT) e a prefeitos e prefeitas baianas. Para o dirigente estadual, João Leão foi desrespeitoso e demonstra não ter amadurecimento político.

”Isso não é forma de tratar nossas lideranças municipais, sugerindo que os prefeitos são vendidos. Eles, por acaso, estão no mercado? E depois João Leão conhece como o governador trabalha, e por isso precisa respeitar Rui também. João Leão deveria pedir desculpas aos prefeitos e prefeitas baianas e ao governador Rui Costa”, destacou Éden.

O presidente estadual do PT afirmou ainda que seu grupo político tem muito orgulho da campanha eleitoral realizada neste ano. ”Fizemos uma campanha limpa, sem ataques, alegre e muito propositiva, tanto que a população escolheu Jerônimo Rodrigues como governador. As acusações de Leão só podem ser choro de mau perdedor porque o grupo para o qual ele migrou foi derrotado nas eleições”, concluiu o dirigente petista.

”Saiu comprando os prefeitos no apoio”, diz João Leão sobre postura de Rui Costa durante campanha

/ Política

João Leão faz acusações contra Rui Costa. Foto: Rede social

Deputado federal eleito, o vice-governador João Leão (PP) fez duras críticas ao governador Rui Costa (PT) sobre a postura do petista durante a campanha eleitoral. Leão afirmou que Rui ”comprou prefeitos” e isolou aqueles gestores que não aceitaram apoiar a candidatura de Jerônimo Rodrigues.

”O governador Rui Costa queria ganhar a eleição de toda maneira. Ele atuou em cima dos prefeitos, e o que os prefeitos querem? Dinheiro para atuar nos municípios. Ele saiu comprando os prefeitos no apoio, em fazer obra. O prefeito que não dava apoio não tinha direito a nada. É uma atitude não muito republicana”, disse o vice-governador durante entrevista à Brado Rádio, segundo publicação do site Política Livre.

Leão ainda questionou a seriedade do pleito e repudiou a atitude do governador. ”Neto fez uma campanha muito democrática. Essa eleição é um ponto de interrogação. Será que isso que foi feito é correto? Será que foi realizado é uma eleição séria? Nós precisamos chegar a este consenso. Senão o próximo governador vai fazer a mesma coisa, vai comprar a alma de fulano e beltrano”, dise.

Foragidos da Justiça foram presos durante prova do Enem em vários estados, diz Polícia Federal

/ Polícia

A Polícia Federal (PF) prendeu 30 pessoas que estavam foragidas e foram realizar a primeira fase do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) neste domingo (13).

De acordo com a PF, as detenções aconteceram nos estados de Alagoas, Amapá, Amazonas, Bahia, Espírito Santo, Maranhão, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Pará, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Paraná, Rio de Janeiro e São Paulo.

”O cumprimento das medidas se deu de forma a não causar qualquer tumulto ou atrapalhar a concentração dos participantes do certame”, informou a Polícia Federal.

A nota ainda afirma que a operação teve por fim garantir a segurança e a lisura na realização do evento, de modo que foram realizadas ações de polícia judiciária e de inteligência visando a prevenção e repressão de eventuais fraudes ocorridas.  Participaram das ações mais de 500 policiais federais, distribuídos em todos os estados da Federação e no Distrito Federal.

Alckmin anuncia Boulos para Cidades e nomes para outras 6 áreas de transição; veja lista

/ Política

O vice-presidente eleito Geraldo Alckmin (PSB) anunciou nesta segunda-feira (14) o deputado eleito Guilherme Boulos (PSOL-SP), líder do MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto), para o grupo técnico que coordenará questões relacionadas a cidades na transição do governo federal.

Boulos integra a lista com outros dez nomes, como Márcio França, ex-governador de São Paulo, e João Campos, prefeito de Recife (PE) —ambos do PSB. O grupo será responsável por estudar o atual cenário do governo em áreas como habitação, saneamento e infraestrutura urbana.

Os outros especialistas da equipe são Ermínia Maricato, ex-secretária municipal de São Paulo; a mestre em urbanismo Evanise Lopes Rodrigues; Maria Fernanda Ramos Coelho, membro do Consórcio Nordeste; Inês Magalhães, ex-ministra das Cidades; Geraldo Magela, ex-deputado federal; José Di Filippi, prefeito de prefeito Diadema (SP); Rodrigo Neves, ex-prefeito de Niterói; e Nabil Bonduki, professor da FAU-USP, colunista da Folha.

Coordenador da equipe de transição, Alckmin divulgou outros cinco grupos técnicos e um subgrupo da área de direitos humanos (veja lista completa abaixo). Ele se limitou a divulgar os nomes, respondendo a poucas perguntas de jornalistas.

Entre os anúncios desta segunda estão os 14 integrantes da equipe na área de educação. A equipe inclui representantes de movimentos sociais, fundações ligadas à educação e ex-gestores e será coordenada pelo ex-ministro Henrique Paim, atualmente na FGV.

Outro grupo divulgado foi o de esporte, que terá ex-atletas como Ana Moser, do vôlei, e Raí, do futebol.

Juventude, Infraestrutura, Cultura e um subgrupo do setor de direitos humanos, voltado para a infância e que será transversal, foram as outras áreas lançadas no dia pela equipe de transição.

Os integrantes da equipe de saúde serão divulgados na quarta-feira (16).

Educação

– Andressa Pelanda, coordenadora-geral da Campanha Nacional pelo Direito à Educação
– Alexandre Schneider, ex-secretário municipal de Educação de São Paulo
– Binho Marques, ex-governador do Acre
– Cláudio Alex, presidente do Conselho Nacional dos Institutos Federais e reitor do Instituto Federal do Pará
– Heleno Araújo, presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação
– Henrique Paim, ex-ministro da Educação
– Macaé Evaristo, ex-secretária municipal de Belo Horizonte e deputada estadual eleita
– Maria Alice Setúbal, presidente do Conselho Consultivo da Fundação Tide Setubal
– Paulo Gabriel, ex-reitor da Universidade Federal do Recôncavo Baiano e presidente do Conselho Estadual de Educação da Bahia
– Priscila Cruz, presidente executiva do Todos pela Educação
– Ricardo Marcelo Fonseca, presidente da Andifes e reitor da Universidade Federal do Paraná
– Rosa Neide, ex-secretária de Estado da Educação do Mato Grosso e deputada federal
– Teresa Leitão, professora, ex-deputada estadual e senadora eleita por Pernambuco
– Veveu Arruda, ex-prefeito de Sobral (CE)

Esporte

– Ana Moser, ex-atleta do vôlei
– Edinho Silva, prefeito de Araraquara
– Isabel Salgado, ex-atleta do Vôlei, pioneira no vôlei de praia
– José Luís Ferraresi, foi gestor de Esporte em São Bernardo do Campo (SP)
– Marta Sobral, ex-atleta do basquete, medalha de prata no Panamericano
– Mizael Conrado, advogado, presidente do Comitê Paralímpico Brasileiro e bicampeão paralímpico de futebol de 5
– Nádia Campeão, ex-vice-prefeita de São Paulo
– Raí Souza Vieira de Oliveira, tetracampeão Mundial (1994) e Brasileiro de futebol
– Verônica Silva Hipólito, atleta paralímpica, prata nos Jogos Rio 2016

Infraestrutura

– Alexandre Silveira, senador por Minas Gerais
– Gabriel Galípolo, economista, ex-presidente Banco Fator, pesquisador do Centro Brasileiro de Relações Internacionais (Cebri)
– Maurício Muniz, ex-ministro da Secretaria de Portos da Presidência da República
– Miriam Belchior, ex-ministra do Planejamento e ex-presidente da Caixa Econômica Federal
– Paulo Pimenta, deputado federal (RS)
– Vinícios Marques, ex-presidente do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade)
– Fernanda Batista, secretária de Infraestrutura (PE)
– Marcos Cavalcanti, secretário de Infraestrutura (BA)

Juventude

– Bruna Chaves, presidente da UNE (União Nacional dos Estudantes)
– Gabriel Medeiros de Miranda, subsecretário de Juventude do Rio Grande do Norte, ex-diretor de Universidades Públicas da UNE
– Jilberlandio Miranda Santana, presidente da União da Juventude Socialista do Espírito Santo
– Kelly dos Santos Araújo, secretária-geral da Juventude do PT
– Marcus Barão, membro da Juventude do MDB e ex-vice-presidente do Conselho Nacional da Juventude
– Nádia Beatriz Martins Garcia Pereira, secretária Nacional de Juventude do PT
– Nilson Florentino Júnior, secretário Nacional Adjunto da Juventude do PT
– Tiago Augusto Morbach, presidente Nacional da União da Juventude Socialista (UJS)
– Sabrina Santos, membro da União dos Moradores de Heliópolis (UNAS)

Cidades

– Ermínia Maricato, arquiteta e urbanista
– Evanise Lopes Rodrigues, mestra em Urbanismo e ex-chefe de Gabinete da Secretaria de Programas Urbanos do Ministério das Cidades
– Maria Fernanda Ramos Coelho, ex-presidente da Caixa e membro do Consórcio Nordeste
– Inês Magalhães, ex-ministra das Cidades
– Geraldo Magela, ex-secretário de Habitação do DF
– Guilherme Boulos, deputado Federal eleito por São Paulo
– José De Filippi Jr, prefeito de Diadema (SP)
– Márcio França, ex-governador de São Paulo
– Rodrigo Neves, ex-prefeito de Niterói (RJ)
– João Campos, prefeito do Recife (PE)
– Nabil Bonduki, urbanista e professor da FAU-USP, colunista da Folha

Cultura

– Antônio Marinho, músico e Poeta de Pernambuco
– Áurea Carolina, deputada federal
– Juca Ferreira, ex-ministro da Cultura
– Lucélia Santos, atriz e ex-candidata a deputada federal pelo PSB-RJ
– Márcio Tavares, Secretário Nacional de Cultura do PT
– Margareth Menezes, cantora

Direitos Humanos/Subgrupo de Cultura

– Ariel de Castro Alves, advogado, membro do Instituto Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente
– Maria Luiza Moura Oliveira psicóloga, ex-presidente do Conanda (Goiás)
– Welington Pereira da Silva, teólogo, pastor metodista, ex-conselheiro do Conanda (Brasília)
– Isabela Henriques, advogada, presidente da Comissão da Criança e do Adolescente da OAB-SP

Paula Soprana / Folha de São Paulo

Deputados de oposição criticam ida de Lula à COP27 em jato do empresário José Seripieri Junior

/ Brasil

Deputados federais de oposição a Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e mais ligados ao presidente Jair Bolsonaro (PL) manifestaram-se nas redes sociais criticando a viagem do presidente eleito à COP27 em um jato do empresário José Seripieri Junior, fundador da Qualicorp e dono da QSaúde.

Os parlamentares focaram a relação de Lula com o empresário, que chegou a ser preso temporariamente pela Operação Lava Jato em uma investigação sobre suposto caixa dois para a campanha de José Serra (PSDB-SP) ao Senado em 2014.

O deputado federal Luiz Lima (PL-RJ) escreveu no Twitter que Seripieri Junior, o “Junior da Qualicorp”, foi preso por 4 dias em 2020, e que “nada mudou”. Já Paulo Eduardo Martins (PL-PR) afirmou que a viagem de Lula com o empresário “é pela saúde da democracia”.

André Porciuncula (PL-BA), secretário-adjunto da Cultura, comentou na publicação de Martins relembrando tuíte de Ivan Valente (PSOL-SP) sobre o dono da QSaúde, em tom irônico. O psolista falava sobre a prisão de Seripieri Junior, afirmando que os empresários corrompiam o sistema político. Além de Porciuncula, não havia comentários de nenhum integrante do primeiro escalão do governo federal até a conclusão desta reportagem.

Outros parlamentares bolsonaristas que se pronunciaram são os deputados estaduais Daniel José (Podemos-SP), Rodrigo Lorenzoni (PL-RS) e Jessé Lopes (PL-SC).

A Conferência do Clima deste ano ocorre no Egito, e Bolsonaro recusou convite para participar do evento, que congrega líderes mundiais e delegações de vários países para discutir as medidas internacionais para mitigar as ações da mudança climática.

Como revelou a coluna Mônica Bergamo, da Folha, a aeronave em que viaja Lula é do modelo Gulfstream, com capacidade para transportar 12 pessoas e autonomia para voar direto ao país africano.

Lula e Seripieri são amigos há cerca de dez anos. Durante a campanha eleitoral deste ano, o empresário foi um dos primeiros com quem o petista concordou em se reunir para tratar de suas propostas de governo.

O dono da Qsaúde promoveu jantares reservados em sua casa, reunindo nomes do empresariado como Cláudio Ermírio de Moraes, do grupo Votorantim, e o banqueiro Luiz Carlos Trabuco, do Bradesco.

Na época, protagonistas do mercado apresentavam grande resistência ao nome do ex-presidente e até mesmo em participar de encontros com ele. Em 2019, Seripieri vendeu metade de suas ações da Qualicorp e, posteriormente, deixou os cargos executivos que ocupava.

O vice-presidente eleito Geraldo Alckmin (PSB) minimizou nesta segunda-feira (14) o uso do jato pelo petista, afirmando que Seripieri Junior viajava ao Egito junto do presidente eleito.

”A informação que tenho é que não é emprestado, [o empresário] está indo junto para COP. Não tem empréstimo, estão indo juntos no mesmo avião, estão indo mais pessoas, ex-governador, lideranças políticas ambientais, todos juntos”, disse Alckmin ao ser indagado sobre o tema em entrevista em São Paulo.

*por Matheus Tupina / Folha de São Paulo