Ex-Vitória, Ricardo Silva é anunciado como novo treinador do Jequié e diz que gosta de desafios

/ Esporte

Presidente Leur Lomanto com Ricardo Silva. Foto: Divulgação

Após perder Carlos Rabello para a Juazeirense, o Jequié agiu rápido e trouxe o técnico Ricardo Silva. O treinador, que chega para comandar o Jipão nas últimas quatro rodadas do Campeonato Baiano 2019, comentou a expectativa de assumir o clube e revelou ter recebido outras propostas. ”É um desafio. A gente gosta de desafios. O time vem de duas derrotas consecutivas, mas temos que esquecer o passado e pensar para frente. Procurar fazer de cada jogo uma decisão. Conheço alguns jogadores, é um elenco de qualidade. Presidente fez maior esforço para que seja um time competitivo. A torcida também é muito empolgante e vai nos ajudar demais. Tive outras propostas de outros clubes, mas escolhi o Jequié e estou indo para lá feliz. Procurar fazer um trabalho legal com a ajuda deles e da torcida. A ADJ representa uma cidade, temos que ter toda a responsabilidade”, destacou o treinador em entrevista ao Bahia Notícias. Ricardo Silva admitiu que o presidente do clube, Leur Lomanto Jr, deu carta branca para contratações, mas salientou que primeiro analisará o elenco, junto a comissão técnica. ”Eu gosto de chegar e ver. Ele me falou para ficar a vontade. Conversamos sobre o jogo de ontem. Vou conversar com a comissão que conhece o elenco para analisarmos juntos se tem a necessidade de trazer novas peças”, afirmou. O primeiro desafio de Ricardo Silva será no domingo (17), diante do Flu de Feira, no Waldomirão, pela 6ª rodada do certame estadual. ”Temos que pensar no Fluminense de Feira para fazermos o melhor possível. Fazer uma estreia boa. Sempre falo que quem entra em campo são os jogadores, mas temos que dar o máximo nos treinamentos”, finalizou. Ricardo Silva tem 59 anos e acumula passagens pelo Atlântico, Jacobina, Asa de Arapiraca e Vitória. Pelo Leão, ele foi campeão baiano, da Copa do Nordeste e vice-campeão da Copa do Brasil, todos na temporada de 2010. O treinador vai assumir o  comando do Jequié nesta terça-feira (12). O Jequié ocupa a sexta colocação na tabela de classificação do Baiano com cinco pontos.

Bahia abusa de perder gols na Fonte Nova e estreia com derrota na Copa Sul-Americana

/ Esporte

Artur tenta se livrar da marcação. Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia

A estreia do Bahia na Copa Sul-Americana não foi nem de longe como a torcida tricolor imaginava. O Esquadrão abusou de perder gols, foi castigado no final e saiu de campo derrotado por 1×0 para o Liverpool do Uruguai, na noite desta quinta-feira (7), na Fonte Nova. O tento foi marcado por Ignácio Ramírez. As duas equipes voltam a se enfrentar no próximo dia 21, uma outra quinta-feira, a partir das 19h15 já sem horário de verão, em Belvedere, no Uruguai, para definir a classificação para a segunda fase da Sul-Americana. O gol fora de casa é critério de desempate, com isso a repetição do 1 a 0, mas favorável ao Tricolor leva a decisão para os pênaltis. O time baiano precisa do triunfo por um tento de diferença, a partir de 2 a 1, para seguir no torneio.

Após perder de goleada para o Vitória, Jequié anuncia reforços emprestados pela dupla Ba-Vi

/ Esporte

O zagueiro Léo Xavier e o lateral-direito Léo Maranhão. Foto: ADJ

Após perder para o Vitória de goleada, 4 a 0 na noite de ontem (6), o time do Jequié anunciou a contratação de mais dois reforços para a disputa do Campeonato Baiano 2019. Os atletas, que irão reforçar o setor defensivo da equipe são: Léo Xavier, que veio por empréstimo pelo Vitória, e o lateral-direito Maranhão, que pertence ao Bahia e também chega por empréstimo. Os dois são jogadores jovens e revelados pelas divisões de base de Bahia e Vitória. Léo Xavier tem 21 anos, 1,82 de altura e é um zagueiro com experiência de seleção Sub-20. O lateral-direito Léo Maranhão tem 1,78 de altura, 20 anos de idade e tem como características a velocidade e um bom passe. Os dois jogadores vão se apresentar na tarde desta quinta-feira (7) ao ADJ. O próximo compromisso do time jequieense será no próximo domingo, fora de casa, contra o Vitória da Conquista.

Vasco não consegue vencer a Juazeirense, mas empate eliminada equipe baiana da Copa do Brasil

/ Esporte

Vasco sofre virada, mas consegue empate. Foto: Rafael Ribeiro/Vasco

Por conta de um pênalti inexistente aos 45 minutos do 2º tempo, o Vasco eliminou nesta quarta-feira (6) a Juazeirense ao empatar em 2×2 com o time baiano no Adauto Moraes, pela primeira fase da Copa do Brasil. No lance capital, Marrony se jogou na área ao disputar a bola com o volante Maicon. A cobrança foi de Maxi López. Pelo regulamento da competição, o time da casa é eliminado se não vencer o jogo. O clube baiano, que disputará a Série D em 2019, mostrou garra ao buscar a virada sobre o gigante do Rio de Janeiro. Isso porque Yan Sasse abriu o placar para o Vasco aos 12 minutos da etapa inicial. A reação da Juazeirense começou aos 5 minutos do segundo tempo. Gustavo Balotelli empatou em bela jogada, driblando Cáceres e entrando na área pela direita. Logo após o empate, faltou energia no Estádio Adauto Moraes, o que deixou o duelo paralisado por 25 minutos. Quando a bola voltou a rolar, a Juazeirense chegou à virada. Balotelli caiu na área em lance com Castán aos 32 e o árbitro marcou pênalti. Nino Guerreiro cobrou e fez 2×1. O resultado dava a classificação à Juazeirense, até que, aos 45, o árbitro deu o pênalti já mencionado que deu a vaga ao Vasco. Na segunda fase, o cruzmaltino enfrentará Remo ou Serra-ES, que jogam na próxima quarta. O duelo será fora do Rio de Janeiro.

Ataque do Vitória deslancha o goleia o Jequié, que estava invicto no Campeonato Baiano

/ Esporte

Defesa do Jequié falhou. Foto Adilton Venegeroles L AG. A Tarde

O Leão desencantou. E parecia tão incomodado do período que ficou vencendo só por um gol de diferença que deslanchou de fazer gols nesta quarta-feira (6), no Barradão. A presa foi o Jequié, que perdeu por 4×0. O personagem foi Léo Ceará. Pressionado pela chegada de Neto Baiano, buscou o gol de todas as formas. Acabou vendo Erick, aos 22 minutos da primeira etapa, e Jeferson, aos 28, deixando os deles. Só que a sorte lhe sorriu na etapa final, aos 37, quando fez de pênalti. O centroavante não marcava desde 11 de novembro do ano passado, no segundo Ba-Vi da Série A. O Vitória chegou aos dez pontos e está em segundo na tabela do Baiano, atrás do Bahia de Feira no saldo de gols. No domingo (10), visita justamente o Tremendão, em Feira de Santana, às 16h. Já o Jequié, perde a quarta posição para o fluminense mesmo sem ter entrado em campo neste meio de semana, pelo saldo de gols. O próximo jogo do ADJ será contra Vitória da Conquista, no domingo, fora de casa.

Apesar do empate, time do Bahia iguala recorde de invencibilidade em Ba-Vis no século 21

/ Esporte

Gregore é marcado de perto por Leandro Vilela. Foto: EC Bahia

O time do Bahia saiu vaiado de campo após o empate de 1×1 com o Vitória no primeiro Ba-Vi de 2019, disputado domingo (3), na Fonte Nova. Apesar da insatisfação dos torcedores, o resultado fez o tricolor igualar uma marca histórica no clássico. O Bahia aumentou sua série invicta em Ba-Vis para 11 jogos, com seis triunfos e cinco empates no período. A última derrota para o Vitória foi no dia 27 de abril de 2017, por 2×1, no Barradão.

Governo investirá mais R$ 530 mil no Waldomirão; revitalização do gramado após o Baianão 2019

/ Esporte

Waldomirão é usado pelo Jequié no Baianão. Foto: Emanuel Jr.

Logo após a abertura do exercício fiscal de 2019, o governo do Estado, através da  Superintendência dos Desportos do Estado da Bahia (Sudesb) deverá emitir a ordem de serviço, para início imediato das obras  relativas à segunda etapa da reforma do Estádio Municipal Waldomiro Borges, em Jequié. No Diário Oficial do Estado da Bahia (DOE), já foi publicado o resultado da licitação, onde estão previstos reforma do gramado, execução de pavimentação, com requalificação do pátio de estacionamento e pista de atletismo, além do paisagismo. A requalificação do gramado somente acontecerá após o encerramento da participação da equipe da Associação Desportiva Jequié-ADJ, no Campeonato Baiano deste ano. O custo dessa nova etapa de obras será de mais de R$ 530 mil. Na primeira fase das obras concluída em 2018, foram construídos novos vestiários para os times e árbitros, reforma da tribuna e cabines de imprensa, além de serviços de melhoria na instalação elétrica, alambrado e muro e revitalização do gramado. A Prefeitura de Jequié, conta com recursos para serem aplicados no estádio, sendo R$ 500 mil emenda do deputado federal Antonio Brito (PSD) e mais R$ 100 mil de emenda do  ex-deputado Bebeto Galvão (PSB), que poderão ser utilizadas na aquisição de placar eletrônico, proteção da exposição de raios solares nas cabines de imprensa e aquisição de aparelhos de ar condicionado dentre outras necessidades. Com informações do Jequié Repórter

No Barradão, Vitória apenas empata com o Jacuipense no Barradão: 1×1 pelo Campeonato Baiano

/ Esporte

Vitória e Jacuipense só empatam no Barradão. Foto: Maurícia da Matta

Os quase três mil torcedores que foram ao Barradão não viram um bom espetáculo. Faltou criatividade, inspiração e eficiência. O time reserva do Vitória apenas empatou em 1×1 com o Jacuipense, nessa quinta-feira (31), em jogo válido pela terceira rodada do Campeonato Baiano. Com o resultado, o rubro-negro se manteve na vice-liderança do estadual, com sete pontos, e o Jacuipense na vice-lanterna, com apenas um somado. O líder Bahia de Feira tem nove.

Quarto colocado, time do Jequié tem campanha superior a do Bahia no Campeonato Baiano

/ Esporte

Time do Jequié tem 1 ponto a frente do Bahia. Foto: Emanuel Jr.

Quarto colocado, com cinco pontos, o time do Jequié está em situação mais confortável do que o Bahia na disputa pelo Campeonato Baiano 2019. O Jequié conquistou uma vitória, empatou os dois últimos jogos e soma cinco pontos. Já o Bahia, que foi derrotado nesta quarta-feira (30) pelo Bahia de Feira, na Arena Fonte Nova, em Salvador, é o quinto colocado na tabela de classificação, com uma vitória, um empate e uma derrota. Com o resultado de ontem, o Tremendão segue na liderança absoluta do Campeonato Baiano com nove pontos ganhos, após três triunfos consecutivos. O Vitória, próximo adversário do Jequié, é o vice-líder, com seis pontos.

Com time B, Esquadrão perde para o Bahia de Feira na Fonte Nova pelo Campeonato Baiano

/ Esporte

O tricolor que comemorou foi o Bahia de Feira. Foto: Arisson Marinho

Pode dizer que foi com o time B, num jogo de pouco apelo às vésperas de um Ba-Vi, o que for. A verdade é que a atuação desta quarta-feira (30) do Bahia diante do Bahia de Feira, na Fonte Nova, ficou muito aquém de qualquer expectativa da torcida. O time feirense venceu o da capital pelo placar de 2 a 0, com gols de Jarbas e Dionísio. A vitória do tricolor de Feira de Santana fez com que a equipe chegasse aos nove pontos, em três jogos disputados, seguindo líder do Campeonato Baiano de 2019. O time da capital entrou em campo com uma equipe alternativa, poupando os titulares para o clássico Ba-Vi deste domingo (3), também na Arena Fonte Nova. Os comandados do técnico Quintino Barbosa demonstraram que vão dar muito trabalho para a dupla Ba-Vi no decorrer da competição, principalmente pela sua organização tática e também pelo goleiro Jair, que fez diversas defesas na partida, ajudando seu time a sair vencedor.

Jequié recebe a Juazeirense e empata em 1 a 1 com o visitante; próximo adversário será o Vitória

/ Esporte

Equipes empataram no Waldomirão, pelo Baianão. Foto: Emanuel Jr.

Depois de um empate histórico fora de casa conta o Atlético de Alagoinhas, 4 a 4 na última quarta-feira, a equipe da Associação Desportiva Jequié – ADJ não conseguiu vencer a Juazeirense na tarde deste domingo (27), diante da sua torcida, no Estádio Waldomiro Borges. O jogo em casa teve o apoio de 1.077 torcedores, que compareceram para empurrar o time, mas o Jequié só ficou no 1 a 1 contra a equipe que levou 7 a 1 do Bahia. O time adversário abriu o placar aos 37 da etapa inicial, com gol de Nino Guerreiro, e o Jequié empatou aos 40 minutos com o artilheiro da competição, Pablo. Agora, o Jequié, que ocupa a terceira colocação do Baianão, com 5 pontos, só volta a jogar no dia (6) de fevereiro, contra o Vitória, em Salvador.

Após marcar contra, zagueiro Edcarlos faz dois e Vitória bate o Jacobina pelo Campeonato Baiano

/ Esporte

Defensor de 33 anos destacou equilíbrio na partida. Foto: EC Vitória

A sequência dos oito triunfos consecutivos por 1×0 finalmente foi interrompida. Resta ainda voltar a vencer por dois gols de diferença, algo que não acontece desde 27 de março de 2018, nos 3×1 sobre Globo-RN, pela Copa do Nordeste. Mas uma coisa de cada vez. Neste domingo (27), o Vitória bateu o Jacobina, de virada, por 2×1, tendo em Edcarlos, autor de três gols, sendo um contra e dois a favor, o grande personagem da partida.

Esporte: Bahia vence a primeira fora de casa e pelo Nordestão, sobre o Santa Cruz

/ Esporte

Gilberto comemora o gol. Foto: Marlon Costa / Estadão Conteúdo

O Bahia venceu neste sábado (26) a sua primeira partida fora de casa em 2019. E foi num jogo importante: um clássico regional contra o Santa Cruz, por 3×1, pela segunda rodada da Copa do Nordeste. É óbvio que o resultado dá ainda mais moral para o time treinador por Enderson Moreira, que aos poucos vai se ‘azeitando’ para a temporada. Diante de um adversário mais qualificado que a Juazeirense, vencido na última quarta-feira (23), o tricolor manteve uma boa produção ofensiva. Gilberto fez dois gols – o segundo e o terceiro do triunfo –, ambos na etapa final, chegando a cinco gols em 2019. O lateral direito Marcos Martins, ex-Bahia, fez o primeiro, contra, ainda no primeiro tempo. Elias fez o único tento do tricolor pernambucano.

Compra do atacante Fernandão é maior da história do Bahia: clube pagou R$ 4,5 milhões

/ Esporte

Presidente Guilherme Bellintani e Fernandão. Foto: Felipe Oliveira

Agora, sim, dá para dizer que Fernandão é a maior contratação da história do Bahia – pelo menos em números. Nesta quarta-feira (23), o presidente Guilherme Bellintani revelou as cifras da compra em definitivo do atacante, que assinou até o final de 2020. De acordo com o mandatário tricolor, o atacante foi adquirido por R$ 4,5 milhões do Al-Wehda, da Arábia Saudita. Esse valor será pago de maneira parcelada, ao longo das duas próximas temporadas, de 2019 e 2020. ”Devo assegurar ao torcedor que esse valor é absolutamente compatível com a atual realidade financeira do clube. Com o crescimento orçamentário que temos em 2019 e teremos em 2020, é realizável uma aquisição desse tamanho por parte do Bahia”, disse Bellintani. Antes de Fernandão, o maior valor pago pelo Esquadrão para adquirir um jogador foi em 2016, ao comprar o zagueiro Jackson do Internacional por R$ 3 milhões. Para chegar a este valor de R$ 4,5 milhões, o Bahia contou com a ajuda de um dos seus patrocinadores – que inclusive passará a ser o principal da camisa da equipe a partir do jogo desta quarta-feira, contra a Juazeirense. A parcela paga pelo parceiro, no entanto, não foi revelada. O presidente disse que, por razões éticas, não pode revelar os valores do salário de Fernandão. ”Mas posso dizer que não ultrapassam outros valores que já são praticados pelo clube com outros atletas”, garantiu.