Prefeito de Itaquara testa positivo para Covid-19; anúncio foi feito pelo próprio gestor na rede social

Marco Aurélio Costa testa positivo para o vírus. Foto: Reprodução

O prefeito do município de Itaquara, Marco Aurélio Costa (PSB), testou positivo para o novo coronavírus. A informação foi divulgada pelo próprio gestor da cidade, localizada no Vale do Jiquiriçá.

De acordo com as informações divulgadas por ele em rede social, Marco submeteu ao teste após ter contato com pessoas que positivaram para o vírus. ”Também fui confirmado com Covid-19. Estou muito bem, não estou sentindo os sintomas, mas mesmo assim, vou ficar trabalhando de casa, em isolamento social, respeitando e seguindo as orientações da secretaria de Saúde. Peço a todos que continuem com o isolamento, uso de máscara, álcool em gel”, disse o prefeito em um vídeo.

No último sábado, Itaquara confirmou o 1º óbito por coronavírus, de um idoso, que estava internado em Salvador, mas sepultado no município, que contabiliza cerca de 37 casos desde o início da pandemia.

Bahia registra 1.068 novos casos de Covid-19 nas últimas 24 horas, diz boletim da Sesab

/ Bahia

Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 1.068 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +0,6%), 58 óbitos (+1,5%) e 1.661 curados (+0,9%). Dos 194.097 casos confirmados desde o início da pandemia, 176.948 já são considerados curados, 13.138 encontram-se ativos e 4.011 tiveram óbito confirmado para coronavírus.

Para fins estatísticos, a vigilância epidemiológica estadual considera um paciente recuperado após 14 dias do início dos sintomas da Covid-19. Já os casos ativos são resultado do seguinte cálculo: número de casos totais, menos os óbitos, menos os recuperados. Os cálculos são realizados de modo automático.

Os casos confirmados ocorreram em 413 municípios baianos, com maior proporção em Salvador (32,53%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 100.000 habitantes foram: Dário Meira (4.295,05), Almadina (4.245,97), Gandu (3.854,58), Itajuípe (3.665,02) e Itapé (3.629,72).

A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) disponibiliza, para acesso público, a base de dados completa dos casos suspeitos, descartados, confirmados e óbitos relacionados ao coronavírus (Covid-19). Para fazer o download, é simples: basta acessar o link https://bi.saude.ba.gov.br/transparencia/ e clicar no ícone localizado no topo da página. A iniciativa amplia transparência e possibilita que qualquer cidadão, em qualquer lugar do mundo, possa acompanhar e analisar a evolução da pandemia na Bahia.

O boletim epidemiológico contabiliza ainda 378.104 casos descartados e 79.917 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com os Cievs municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 17 horas desta segunda-feira (10).

Na Bahia, 16.830 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Para acessar o boletim completo, clique aqui ou acesse o Business Intelligence.

Óbitos

A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) contabiliza 4.011 mortes pelo novo coronavírus.

Em virtude da disponibilização da base de dados relacionada aos óbitos da Covid-19, os interessados no detalhamento dos perfis podem fazer o download do arquivo completo. Esclarecemos que a data de ocorrência dos óbitos, ou seja, o dia da morte de um paciente, geralmente não é o dia da notificação nos sistemas oficiais. Esta divergência é evidenciada, quando ocorre, no banco de dados que está disponível para download no link https://bi.saude.ba.gov.br/transparencia/.

Rui Costa descarta totalmente cancelar ano letivo de 2020: ”Iria aumentar o abandono escolar”

/ Educação

Rui não quer cancelar o ano letivo. Foto: Camila Souza

O governador Rui Costa (PT) voltou a descartar, nesta segunda-feira (10), a possibilidade de anular o ano letivo de 2020 devido a pandemia do novo coronavírus. Com as aulas da rede estadual suspensas no início do ano letivo, em março, parte da comunidade escolar pede o cancelamento do ano como forma de evitar aulas aos sábados e em feriados para cumprir o calendário escolar.

Para Rui, anular o ano de 2020 por conta da Covid-19, poderia causar também o cancelamento do ano letivo em 2021. ”Provavelmente não teremos baianos ou brasileiros vacinados em janeiro de 2021. Cancelar o ano letivo de 2020 é também praticamente cancelar 2021, uma vez que o vírus ainda deve estar circulando no país no próximo semestre”, apontou.

O petista sugeriu como melhor caminho para a situação, a retomada das aulas, com um protocolo rígido de segurança: ”Quando a taxa de contaminação estiver menor, com menos leitos ocupados e muito menos óbitos, vamos anunciar o retorno das aulas”. Rui argumentou também que o cancelamento do ano poderia gerar um maior abandono escolar, devido ao aumento da idade do alunado em relação a série cursada.

”Vamos adotar as medidas no momento certo, com o máximo de segurança”, relatou o governador. Entre as medidas já anunciadas estão a divisão das turmas nas escolas estaduais pela metade com aulas intercaladas ao longo da semana, a instalação de ventiladores em todas as salas de aulas e o aumento do conteúdo que será passado como dever de casa.

Talvez faça sentido a educação infantil não voltar este ano, diz ACM Neto sobre a capital

/ Bahia

ACM descarta volta da educação infantil. Foto: Dinaldo Silva

O prefeito ACM Neto (DEM) afirmou na manhã desta segunda-feira (10) que a retomada de aulas presenciais nas escolas da educação infantil do município e da rede particular de Salvador poderá não ocorrer este ano. Ele disse que a gestão já tem esboçado um protocolo de segurança para o setor, mas estimou que o plano deverá será apresentado num prazo de 15 dias.

”É preciso a gente fazer a distinção entre as idades das crianças e dos jovens. Uma coisa é o estudante universitário ou mesmo o estudante de ensino médio. Outra coisa é o estudante do ensino fundamental. E aí já uma terceira coisa é o estudante da educação infantil, que são as crianças”, declarou o prefeito em uma coletiva de imprensa.

Segundo ACM Neto, mesmo que a prefeitura desenhe um protocolo seguro para os alunos, trata-se de uma faixa etária que não tem maturidade para seguir as recomendações.

”Você ter um protocolo seguro para um ambiente de crianças de quatro anos de idade, de três anos de idade, é muito mais difícil do que de jovens de 16, 17 anos. As crianças ainda não têm maturidade para, por exemplo, manter o distanciamento, assegurar a higienização. Então, quando voltar, vai ser natural que esse critério, da idade dos alunos, seja levado em consideração”, disse o prefeito.

”A gente sabe que as crianças e os jovens não estão no grupo de risco. Mas essa criança, quando volta pra casa, ela tem a o pai, a mãe, o, tio, a tia, o avô a avó, e aí você perde o controle. Eu não quero fazer como já aconteceu em outros lugares, de ficar marcando data e depois ter que ficar postergando”, afirmou.

Revezamento em sala e aula virtual

De acordo com o prefeito, quando o retorno das aulas for possível, o número de estudantes em sala deverá ser reduzido e haverá revezamento entre os alunos. ”Nós não poderemos ter salas de aula ocupadas como estavam antes da pandemia. Vamos pensar numa sala com 40 alunos. Não será jamais isso. Você vai ter que ter um distanciamento de uma cadeira e mesa para outra cadeira e mesa. Muito provavelmente você vai ter o que? A alternância de dias”, explicou ACM Neto.

”Mesmo com a retomada da educação, num primeiro momento será impossível imaginar que essa retomada se dará de maneira plena do ponto de vista presencial. É muito provável que, num primeiro momento, tenha-se que se conciliara retomada presencial com a continuidade do ensino a distância, da aula virtual”, assinalou o prefeito.

As declarações foram dadas durante a apresentação de 55 novos respiradores, em evento na Central de Logística do Município (CLM), no bairro de Campinas de Pirajá.

Partido nanico, Patriota usou dinheiro público para comprar carro de R$ 260 mil

/ Política

Adilson Barroso, presidente nacional do Patriota. Foto: Reprodução

Uma das mais minúsculas siglas da Câmara, com apenas seis deputados, o Patriota (ex-Partido Ecológico Nacional) usou R$ 260 mil do dinheiro público para comprar, à vista, uma Mitsubishi Pajero Sport zero km. A informação foi revelada pelo jornal Folha de S. Paulo.

Segundo a publicação, a prestação de contas da sigla relativa a 2019 aponta a aquisição de cinco carros. Além da Pajero de R$ 260 mil, foram outros quatros veículos, a preços unitários de R$ 29 a R$ 124 mil. Ao todo, desembolsou R$ 644 mil de verba pública na compra de carros.

A reportagem destaca que o Patriotas apregoa como uma de suas bandeiras a eficiência na gestão pública, com o menor gasto possível para a promoção de bens e direitos, e a ”verdadeira austeridade fiscal com busca ao déficit nominal zero”.

O presidente da legenda, Adilson Barroso, justificou as compras dizendo que ”toda empresa que queira ter resultado em seu trabalho tem que ter as ferramentas necessárias”.

O gasto, no entanto, é um dos exemplos de dispêndios luxuosos promovidos por vários dos atuais 33 partidos políticos, que têm à disposição uma verba anual de cerca de R$ 1 bilhão (fundo partidário), além de outros R$ 2 bilhões a cada dois anos para gastos de campanha (fundo eleitoral).

MPF vai à Justiça por falas ”discriminatórias” de Jair Bolsonaro contra mulheres

/ Justiça

MPF vai à Justiça por falas de Bolsonaro. Foto: Isac Nóbrega

O Ministério Público Federal (MPF) ajuizou uma ação, nesta segunda-feira (10), contra o presidente Jair Bolsonaro e alguns ministros por falas ”preconceituosas e discriminatórias” contra mulheres, segundo informou o site Metrópoles.

Conforme a publicação, a Procuradoria-Regional dos Direitos do Cidadão em São Paulo quer que a União destine ao menos R$ 10 milhões para campanhas de conscientização sobre direitos das mulheres, além do pagamento de R$ 5 milhões por danos morais coletivos.

De acordo com o MP, ”são muitos os episódios em que o presidente se dirigiu a mulheres de maneira desrespeitosa ou fez insinuações misóginas”. Um dos exemplos citados na ação foi de quando Bolsonaro fez insinuações sexuais contra a repórter do jornal Folha de São Paulo Patrícia Campos Mello.

Em uma outra ocasião, o presidente afirmou que o Brasil não poderia ser o país do ”turismo gay” e disse que ”quem quiser vir fazer sexo com uma mulher, fique à vontade”. Para o MP, ”o descaso do presidente pelos desafios que as mulheres enfrentam, no entanto, não tem se revelado apenas em discursos”, mas em ações do governo.

Ainda segundo o site, além de Bolsonaro, o ministro da Economia, Paulo Guedes, é citado na ação por ter endossado ataques do presidente à primeira-dama da França, Brigitte Macron.

”É desolador que mensagens e pronunciamentos de ministros do Poder Executivo Federal, com absoluta falta de sensibilidade, minimizem o grave problema da violência contra a mulher”, afirmou o MPF. Assinam o documento os procuradores Pedro Antonio de Oliveira Machado e Lisiane Braecher.

Estudo de Universidade desenvolve exame para diagnosticar esquizofrenia e bipolaridade

/ Brasil

Um grupo de pesquisadores da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) desenvolveu um exame de sangue capaz de diagnosticar a esquizofrenia e o transtorno bipolar, duas doenças psiquiátricas com sintomas semelhantes. O exame diferencia os dois transtornos por meio da análise de alterações bioquímicas e moleculares envolvidas em cada uma das doenças. O estudo foi apoiado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp).

O diagnóstico dessas duas patologias atualmente é feito com base na análise clínica, o que é considerado um processo subjetivo porque depende da avaliação do psiquiatra e da capacidade do paciente em relatar os sintomas. Por esses motivos, um diagnóstico desses distúrbios pode levar anos.

”É complicado diferenciar duas enfermidades que compartilham sintomas tão parecidos por meio de exames clínicos. Com o exame laboratorial é possível identificar padrões no soro sanguíneo e, assim, diferenciar casos de esquizofrenia e bipolaridade de modo preciso, o que melhora o prognóstico dos pacientes”, disse a professora no Departamento de Farmacologia da Escola Paulista de Medicina (EPM-Unifesp) e coordenadora do estudo, Mirian Hayashi.

Segundo os pesquisadores, o exame analisa o conjunto de substâncias químicas resultantes de reações do metabolismo (metabólitos) e não apenas um biomarcador específico como proteínas, genes ou moléculas. Também foram analisados usuários de crack, já que a substância disfarça o primeiro episódio psicótico de pacientes esquizofrênicos.

”Se o indivíduo não relata que é usuário de crack, ele pode ser confundido com um paciente com esquizofrenia em primeiro episódio psicótico. No nosso estudo, no entanto, talvez por ser um efeito molecular passageiro, não conseguimos diferenciar usuários da droga de indivíduos saudáveis não usuários”, afirmou Mirian.

A pesquisadora explicou que o objetivo do estudo foi encontrar padrões diferentes nos metabólitos e associá-los a um dos transtornos. As amostras de soro sanguíneo foram colocadas sob efeito de um campo magnético e com a análise da ressonância magnética foi possível detectar as variações de prótons na amostra.

”Como toda molécula tem prótons, é possível traçar um perfil de ressonância, com diferentes composições dentro de um fluido. Ao analisar essas variações de prótons entre diferentes indivíduos, é possível identificar padrões nas amostras de pacientes esquizofrênicos que diferem dos padrões em bipolares ou pessoas saudáveis”.

A pesquisadora destacou que a hipótese mais aceita pela ciência para casos de esquizofrenia e bipolaridade está associada ao desequilíbrio de dopamina, um neurotransmissor do cérebro. Os principais medicamentos antipsicóticos disponíveis hoje no mercado são moduladores de dopamina. Ela lembra que o uso de drogas ilícitas, como o crack, aumenta a liberação de dopamina o que provoca o desequilíbrio momentâneo no neurotransmissor.

”Por isso, usuários de crack em crise apresentam sintomas parecidos. Porém, pessoas com esquizofrenia ou bipolaridade têm também alterações genéticas além do desbalanço químico no cérebro. Por esse motivo estudamos também usuários de crack”, disse.

De acordo com o coautor do artigo, João Victor Silva Nani, além de diferenciar uma condição de outra, o estudo revela novas informações sobre as duas doenças permitindo estudos futuros e contribuindo para o desenvolvimento de tratamentos mais eficientes. ”Afinal, se existe um padrão de alteração nos metabólitos, ele decorre de uma via específica para cada doença, que ainda não conhecemos”, ressaltou.

Mais de 100 mil alunos da rede pública estadual de Manaus voltam às aulas nesta segunda

/ Educação

Cerca de 110 mil alunos da rede pública estadual de Manaus (AM) retornam às aulas presenciais nesta segunda-feira (10). O Estado é o primeiro a adotar a medida.

No primeiro momento voltam às escolas alunos do Ensino Médio e da modalidade de Ensino de Jovens e Adultos (EJA). No interior, as aulas seguem pela televisão e sem previsão para o retorno presencial. A informação é do G1.

Não há motivo para alívio nos números brasileiros de coronavírus, diz Organização Mundial de Saúde

/ Saúde

Não há motivos para alívio nos números brasileiros da epidemia de coronavírus, afirmou nesta segunda (10) a Organização Mundial da Saúde. De acordo com os dados da OMS, os novos casos diários estão num platô muito alto, entre 50 mil e 60 mil por dia, e a taxa de transmissão se elevou. Antes estimada em de 0,5 a 1,5 de acordo com a região, agora varia de 1,1 a 1,5, segundo a organização.

Uma taxa de transmissão acima de 1 indica que o contágio está se acelerando no país (o indicador estima para quantas pessoas em média cada infectado transmite o coronavírus). ”Todos os sinais são de transmissão comunitária sustentada e pressão constante sobre os sistemas de saúde”, afirmou o diretor-executivo da OMS, Michael Ryan. O país tem contabilizadas 101.049 mortes até esta segunda, com mais de 3 milhões de casos.

De acordo com Ryan, a porcentagem de testes que dão positivo é de 20%, o que indica que o nível de testagem brasileiro está abaixo do ideal e o número total de casos, subnotificado. Em entrevistas anteriores, ele afirmou que essa porcentagem fica próxima de 5% nos países com programas intensivos de testagem, e que números muito elevados como o do Brasil indicam que há mais casos não detectados.

Ryan afirmou também que “todo país é soberano para decidir como tratar a epidemia”, mas não faz o menor sentido defender o uso de cloroquina ou hidroxicloroquina para Covid-19, como tem feito o presidente Jair Bolsonaro: ”Experimentos com todos os cuidados científicos já provaram que a droga é ineficaz”.

A OMS afirmou ainda que o sistema de saúde pública brasileira tem dado provas de resistência imensa, pois completa meses com alta porcentagem de ocupação e UTIs chegando a 80% ou 90% da capacidade em alguns estados. A OMS afirmou que já está claro, depois de quase nove meses de epidemia, que o novo coronavírus (Sars-Cov-2) é extremamente agressivo.

”Sempre que se retira a pressão, ele volta”, afirmou Ryan, para quem a única forma de combater a doença enquanto não houver vacina é, de um lado, testando todos os suspeitos, rastreando contatos e os isolando e, de outro, mantendo distanciamento físico, uso de máscaras e higiene das mãos e ao espirrar ou tossir.

”O Brasil pode ter mais dificuldades para seguir essas orientações porque há muita gente vivendo em lugares apinhados, em pobreza. Essas comunidades precisam de apoio. Não bastam palavras. É preciso dar recursos e informação, para que elas possam reagir”, afirmou Ryan.

Em resposta logo a seguir, sobre qual é a estratégia do vírus se o considerarmos um ”inimigo a combater”, o diretor da OMS afirmou: ”O vírus não raciocina, ele só quer se reproduzir. Pode ser brutal em sua simplicidade e em sua crueldade, mas nós, humanos, é que temos cérebro. Temos que ser capazes de vencer um organismo que não tem cérebro”.

PRF presta auxílio a cidadão enfermo e caído sobre a pista de rolamento da BR-116 em Jequié

/ Trânsito

Homem estava caído na pista de rolamento, no trecho de Jequié

Na altura do km 670 da BR-116, trecho do município de Jequié, uma equipe Polícia Rodoviária Federaal prestou auxílio a um pedestre que se encontrava caído sobre a rodovia.

Os agentes federais realizavam ronda preventiva no trecho, quando avistaram um homem deitado sobre a pista de rolamento. A equipe prontamente se dirigiu ao cidadão e prestou os primeiros socorros como a imobilização da coluna e laterização da vítima.

Em seguida, foi acionado apoio da concessionária Via Bahia que de pronto atendeu ao chamado e conduziu o enfermo ao Hospital Geral Prado Valadares.

Os familiares ficaram extremamente gratos com a atitude da equipe e agradeceram os cuidados dispensados na condução do ocorrido.

Rio de Janeiro confirma 178 mil casos e 14 mil mortes da covid-19, segundo dados divulgados pelo Estado

/ Brasil

O Rio de Janeiro registrou 178.524 casos confirmados e 14.070 mortes de covid-19. Os dados foram divulgados pela Secretaria de Estado de Saúde (SES) neste sábado (8). São mais 2.828 casos e 42 óbitos a mais nas últimas 24 horas. Há outros 1.005 óbitos em investigação e 159.372 pacientes se recuperaram da doença.

A capital lidera o número de casos, com 74.403 pessoas infectadas. Entre os demais municípios com maior número de casos, aparecem São Gonçalo (9.295), Niterói (9.290), Duque de Caxias (6.582), Macaé (6.149), Nova Iguaçu (4.437), Angra dos Reis (4.077), Volta Redonda (4.036), Itaboraí (3.495), Belford Roxo (3.323), Campos dos Goytacazes (3.273), Teresópolis (2.885), Magé (2.605), São João de Meriti (2.458), Maricá (2.392), Queimados (2.073) e Itaperuna (2.008).

A liderança no número de mortes também é da capital, com 8.606 casos. Entre os demais municípios com maior número de óbitos, aparecem São Gonçalo (601), Duque de Caxias (593), Nova Iguaçu (451), São João de Meriti (335), Niterói (310), Campos dos Goytacazes (228), Belford Roxo (223), Itaboraí (173), Magé (166), Petrópolis (147), Mesquita (144), Volta Redonda (134), Nilópolis (132), Angra dos Reis (124), Macaé (121), Itaguaí (97), Teresópolis (94) e Cabo Frio (89). Da Agência Brasil

Vitória estreia com triunfo contra o Sampaio Corrêa na Série B do Campeonato Brasileiro

/ Esporte

Gol do jogo foi marcado por Thiago Carleto. Foto : Pietro Carpi/ECV

O Vitória começou a Série B com o pé direito. O rubro-negro baiano venceu o Sampaio Corrêa, hoje (8), no Barradão, por 1 a 0, e somou seus primeiros pontos no Brasileirão.

O gol do Leão baiano foi marcado por Thiago Carleto, de pênalti, no primeiro tempo. O próximo jogo do Vitória no Brasileirão será próxima terça-feira (11), contra o Figueirense, em Santa Catarina.

Nos pênaltis, Bahia vence Atlético de Alagoinhas e conquista o título de tricampeonato Baiano

/ Esporte

Elenco do Bahia comemora o 49º título estadual Foto: Felipe Oliveira

Com emoção, o Bahia espantou a zebra que passeava por Pituaçu neste sábado (8) e conquistou o terceiro título seguido do Campeonato Baiano ao vencer nos pênaltis o Atlético de Alagoinhas. Depois do 0 a 0 no jogo de ida, o Tricolor buscou o empate em 1 a 1, e levou nos pênaltis por 7 a 6. É a 49ª vez que o clube se torna campeão estadual.

O primeiro tempo foi de pouquíssimas emoções em Pituaçu. O Bahia tinha mais posse de bola, mas chegava sem perigo no ataque, e não teve nenhuma grande finalização. Do outro lado, o Atlético de Alagoinhas também não conseguia ser incisivo nos contra-ataques, o que tornou o jogo morno.

Na volta do intervalo, os visitantes surpreenderam e abriram o placar com o experiente Magno Alves, aos 15 minutos. O Magnata recebeu com espaço na entrada da área e bateu de canhota. A bola ainda desviou na zaga antes de entrar no cantinho. Ainda assim, o Bahia lutou para buscar o gol de empate, e ele saiu aos 25 minutos com o meia Daniel.

Com o 1 a 1 no placar, a decisão do título ficou para a disputa de pênaltis. Magno Alves desperdiçou para o Atlético, enquanto Marco Antônio perdeu para o Bahia. De resto, todos acertaram, levando para as alternadas. Até que, na oitava cobrança, o goleiro Douglas foi buscar a batida de Dedeco, conquistando o título para o Tricolor Baiano.

Congresso e Supremo Tribunal Federal decretam luto oficial pelas 100 mil mortes por Covid-19

/ Brasil

Após o país atingir a marca de 100 mil mortos por Covid-19 na tarde deste sábado (8), o Supremo Tribunal Federal decretou luto oficial de três dias. O presidente do STF, ministro Dias Tofolli divulgou uma nota onde diz que ”somos uma nação enlutada, que sofre pela perda de familiares, amigos e pessoas do nosso convívio social”.

O ministro manifestou ”sentimentos de profunda tristeza e solidariedade aos familiares e aos amigos de cada uma das 100 mil vítimas. Em solidariedade à dor de inúmeros brasileiros e em homenagem a cada uma das 100 mil vítimas, o Supremo Tribunal Federal decreta luto oficial de três dias”.
Tofolli disse ainda que ”nesses tempos de tantos temores e perdas, humanas e materiais, somos instados a exercer a solidariedade e o espírito fraternal” e desejou que “a esperança, o espírito de Fé e a Ciência sejam nossos guias para que possamos encontrar meios de superação”.

Mais cedo, o presidente do Congresso, Davi Alcolumbre, decretou luto oficial de quatro dias por conta das mortes pela pandemia. O anúncio foi feito pelo Twitter do senador.

Confira a nota de Dias Toffoli na íntegra:

Na data de hoje, o Brasil chora pelas 100 mil mortes em razão da Covid-19. Somos uma nação enlutada, que sofre pela perda de familiares, amigos e pessoas do nosso convívio social.

Jamais vivemos uma tragédia dessa dimensão em nosso país. São 100 mil pessoas que tinham um nome, uma profissão, projetos e sonhos. 100 mil vidas que certamente deixaram sua marca no mundo e na vida de outras pessoas. São filhas e filhos que não mais estarão com seus pais no dia especial de amanhã. São pais que não terão o que festejar neste domingo.

Em nome do Poder Judiciário e do Supremo Tribunal Federal, manifesto nossos sentimentos de profunda tristeza e solidariedade aos familiares e aos amigos de cada uma das 100 mil vítimas. Em solidariedade à dor de inúmeros brasileiros e em homenagem a cada uma das l00 mil vítimas, o Supremo Tribunal Federal decreta luto oficial de três dias.

Uma das maiores pandemias da humanidade tem assolado a vida dos brasileiros. Passamos a conviver com a incerteza quanto ao futuro, a temer por nossa própria vida e saúde e pelas daqueles que amamos. Os reflexos e as dores oriundas da pandemia são inúmeros e imensuráveis. Mas a maior de todas as dores é, sem dúvida, a perda de alguém que amamos. Isso é algo que jamais pode ser restituído ou compensado.

Nesses tempos de tantos temores e perdas, humanas e materiais, somos instados a exercer a solidariedade e o espírito fraternal; a olharmos uns aos outros como irmãos, como companheiros de jornada. Cada um de nós tem ‘apenas duas mãos, e o sentimento do mundo’, para usar a expressão de Carlos Drummond de Andrade. Que esse ‘sentimento do mundo’ continue nos mobilizando a apoiar uns aos outros como irmãos e a lutar por dias melhores. Que a esperança, o espírito de Fé e a Ciência sejam nossos guias para que possamos encontrar meios de superação.

O Poder Judiciário Nacional e o Supremo Tribunal Federal seguirão a postos para servir os brasileiros em suas demandas por justiça, ainda mais essencial nesse momento de fragilidade social. Seguiremos incansáveis na proteção dos mais vulneráveis e desassistidos e em assegurar os direitos fundamentais do cidadão, promovendo a justiça e a paz social.