Vice-presidente da República, Mourão diz que quem fura fila de vacinação ”não tem caráter”

/ Brasília

Mourão critica fura da vacina contra Covid. Foto: Valter Campanato

O vice-presidente da República, Hamilton Mourão, afirmou nesta sexta-feira (22) que quem “fura” a fila da vacinação contra Covid-19 não tem caráter e demonstra falta de solidariedade. Mourão pediu conscientização da população para que só procure imunizante no momento adequado.

”É necessário também que as pessoas se conscientizem, que cada um tem que comparecer de acordo com o seu grupo, para ser vacinado. E não procurar atropelar o processo. Isso denota uma falta de solidariedade, uma falta até de caráter da pessoa que faz isso”, disse o vice-presidente, ao chegar no Palácio do Planalto nesta manhã.

Vice-presidente também comentou a corrida dos países em busca de vacinas e insumos existentes para a produção delas. ”Essa corrida da vacina é uma corrida que está, vamos dizer assim, causando problema no mundo inteiro, porque tem uma quantidade enorme de gente a ser vacinada. A quantidade de insumos a ser produzida não é dentro da necessidade”, completou.

Polícia Civil elucida tentativa de homicídio envolvendo dois irmãos na cidade de Aiquara

/ Polícia

No segundo dia deste ano, a população da cidade de Aiquara foi surpreendida com o fato de um proprietário rural da localidade haver tentado contra a vida no próprio irmão, na ”Fazenda China”, localizada em região próxima fazenda ”Baviera”.

O autor identificado pelas iniciais U.F.P., após diligências da DT de Aiquara, tendo á frente o delegado Rodrigo Fernando, ouvindo três testemunhas chegou a constatação de que ele, após uma desavença de ordem familiar, em virtude de herança, na qual a vítima A.F.P., é inventariante.

A vítima foi atingida por 05 perfurações decorrentes de projétil de arma de fogo (PAF), que atingiram seu braço direito e esquerdo, ombro, nariz e pescoço. Após tratamento médico, a vítima está em recuperação e já foi ouvido na delegacia. O Procedimento segue para a Justiça, já concluído. Com informações do site Jequié Repórter

Prefeito de Planaltino sanciona lei que aumenta o próprio salário em 36,36%, da vice e de secretários

Prefeito Romi e a vice-prefeita Luciana. Foto: Blog Marcos Frahm

Em tempos de dificuldades, em meio aos reflexos da pandemia, que gera efeitos colaterais que afetam a economia, o novo prefeito do Município de Planaltino, no Vale do Jiquiriçá, Ronaldo Lisboa, o Romi, do PL, sancionou as leis Lei nº 239/2020 e 240/2020 que aumentam o próprio salário em 36,36%, passando a receber R$ 15.000,00, elevando também os salários da vice-prefeita Luciana do PCdoB, vereadores e dos secretários municipais.

Segundo o Blog Itiruçu Online, o salário do prefeito passou de R$ 11.000,00 para R$ 15.000,00. A lei datada de 06 de Janeiro foi publicada no Diário Oficial do município na quinta-feira (21).

O Projeto de Lei que estabeleceu o aumento foi aprovado em 2020 em votação na Câmara Municipal e vetado pelo ex-prefeito Zeca Braga (PSD), mas o veto foi derrubado após as eleições municipais na Câmara Municipal.

Além do salário do prefeito, a lei estabelece novos salários para a vice, passando de R$ 7.000,00 para R$ 7.500,00, apresentando um aumento de 7,14%, e para vereadores e secretários, de R$ 4.000,00 para R$ 5.000,00, um aumento de 25%. Os percentuais que passam por 7,14%, 25% 36,36%, chamam a atenção da população e dos funcionários que estão impedidos de obter aumento por causa da calamidade estabelecida no país.

Itaberaba: Funcionários de hospital acusam prefeitura de limitar acesso a vacinas e município nega

/ Bahia

Prefeitura de Itaberaba nega limitação a vacinas. Foto: Divulgação

Trabalhadores do Hospital da Chapada, unidade de referência no tratamento da Covid-19 em Itaberaba, na Chapada Diamantina, acusam a prefeitura de limitar a aplicação de doses da vacina Coronavac aos médicos e enfermeiros da Unidade de Terapia Intensiva, excluindo os demais funcionários do centro médico. A gestão municipal, no entanto, nega as acusações e alega “autoritarismo” por parte da direção da unidade particular, que tem convênio com o Governo do Estado.

A coordenadora médica da unidade, Anna Catharina Pedreira, relatou a situação ao site Metro1. ”Ontem, por volta das 15h, uma unidade da prefeitura foi até a unidade para realizar a vacinação, porém alegou que não tinha doses suficientes para imunizar todos os colaboradores. Disseram que a prioridade seria para médicos e enfermeiros da UTI Covid-19 e que programariam os outros funcionários para outro momento. Não aceitamos esse tipo de absurdo. Eu considero uma total falta de respeito com todas as pessoas que estão lá há sete meses colocando suas vidas em risco”, disse. Desde o dia 5 de junho de 2020, mediante convênio com o governo do Estado, o Hospital da Chapada disponibilizou 20 leitos de UTI e 20 clínicos para a população de Itaberaba.

O prefeito da cidade, Ricardo Mascarenhas, informou, por meio de nota, que 84 das 522 vacinas disponíveis foram reservadas pela gestão municipal para os trabalhadores do Hospital da Chapada, com base em uma lista de colaboradores enviada pela própria instituição. De acordo com o texto, a direção do hospital apresentou resistência a receber a equipe da prefeitura e hostilizou servidores. ”Com a justificativa de que apenas se todos os funcionários da unidade hospitalar fossem vacinados haveria autorização para a equipe da Secretaria de Saúde entrar na unidade, o dono do hospital hostilizou, desacatou e constrangeu uma servidora pública que estava no exercício de sua função para vacinar os profissionais da saúde, e proibiu a entrada das vacinas”, diz a nota.

O chefe do Executivo municipal lamenta o que chama de ”tentativa de polemizar o ato de vacinação dos profissionais” e garante que cada um dos trabalhadores que compõem a lista enviada pelo Hospital da Chapada será imunizado. Para isso, segundo o gestor, uma equipe da Secretaria de Saúde está disponível na Unidade de Saúde da Família – Centro, localizada na Praça Lauro Silva s/n. Para que a imunização ocorra, os funcionários devem apresentar documento com foto e cartão SUS.

Acusação de desvio – Os médicos da unidade ainda acusam a prefeitura de Itaberaba de desviar vacinas para servidores administrativos que estão fora do grupo prioritário, composto por trabalhadores da saúde, idosos com mais de 75 anos e idosos que residem em instituições de longa permanência. “No começo da semana, ficamos estarrecidos vendo fotos de pessoas do administrativo da prefeitura sendo vacinadas, de unidades não-Covid da cidade sendo vacinadas”, diz Anna Catharina.

O prefeito Ricardo Mascarenhas nega, no entanto. ”Não existe isso, quem conhece nossa forma de transparência e idoneidade jamais falaria isso. Isso são grupos políticos de oposição querendo disseminar pânico e insegurança na população. Jamais faríamos isso”, disse, conforme publicação do Metro1.

Segundo dados da Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab), Itaberaba registra 3.344 casos confirmados de Covid-19 desde o início da pandemia, com 54 mortes.

Distribuição de vacinas da AstraZeneca deve começar neste sábado, diz o presidente Jair Bolsonaro

/ Brasília

Os 2 milhões de doses da AstraZeneca contra a covid-19 que devem chegar da Índia nesta sexta-feira (22) serão distribuídas aos estados a partir da tarde de sábado (23). Segundo o presidente Jair Bolsonaro, a Força Aérea Brasileira está à disposição para agilizar a distribuição da vacina pelo país.

”Pode ter certeza que a Aeronáutica está aí para servir o Brasil e essa vacina, se chegar hoje à noite, amanhã começa a chegar a seus destinos”, disse Bolsonaro.

Bolsonaro falou com a imprensa ao deixar o Palácio da Alvorada, após café da manhã com parlamentares na residência oficial. Ele reafirmou que a vacinação não será obrigatória e recomendou que as pessoas leiam os estudos dos imunizantes.

”Ela tem que ser voluntária, afinal de contas não está nada comprovado cientificamente com essa vacina ainda. E peço que o pessoal leia o contrato com a empresa para tomar pé de onde chegaram as pesquisa e porque não se concluiu ainda dizendo que uma vacina é perfeitamente eficaz. Pelo que tudo indica, segundo a Anvisa, ela vai ajudar que casos graves não ocorram no Brasil, para quem for vacinado”, afirmou.

AstraZeneca

As vacinas devem chegar ao Brasil nesta sexta-feira, no fim da tarde. A carga vinda da Índia será transportada em voo comercial da companhia Emirates ao aeroporto de Guarulhos e, após os trâmites alfandegários, seguirá em aeronave da Azul para o Aeroporto internacional Tom Jobim, no Rio de janeiro.

De acordo com a Fiocruz, assim que chegarem à instituição, as vacinas passarão por checagem de qualidade e segurança, além de rotulagem, com etiquetagem das caixas com informações em português. A previsão é que esse processo seja realizado até manhã de sábado (23) por equipes treinadas em boas práticas de produção. As vacinas devem ser liberadas para distribuição no período da tarde.

”Ao longo de todo o trajeto até Bio-Manguinhos/Fiocruz, as vacinas estarão armazenadas em seis caixas do tipo pallets, que serão acondicionadas em envirotainers, pequenos containers utilizados para transportes de carga que necessita de controle de temperatura. Nesses envirotainers, as vacinas serão mantidas na temperatura entre 2 a 8ºC”, informou a Fiocruz.

”Não podemos depender apenas de um fornecedor”, diz Rui ao criticar demora da Anvisa

/ Saúde

Rui Costa volta a critica demora da Anvisa. Foto: Camila Souza

O governador Rui Costa (PT) voltou a criticar a demora da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) em conceder a liberação para o uso emergencial da vacina russa Sputnik V. Em declaração dada nesta sexta-feira (22), Rui afirmou que o país não pode ficar dependente de apenas um fornecedor da vacina contra covid-19, doença causada pelo novo coronavírus.

”Nós não podemos depender apenas de um fornecedor, temos que ter duas ou três vacinas disponíveis para acelerar esse processo. Eu tenho criticado duramente a Anvisa, era uma instituição muito respeitada […] A postura da Anvisa só se explica nesse ambiente que o Brasil vive, onde a prioridade não é a vida das pessoas, é a disputa política e partidária”, afirmou Rui.

Atualmente, a Anvisa aprovou o uso emergencial da CoronaVac, produzida pelo laboratório chinês Sinovac em parceria com o instituto Butantã, e do imunizante que é desenvolvido pela farmacêutica britânica AstraZeneca, em parceria com a Universidade de Oxford. A demora na aprovação emergencial da vacina russa fez com que a Bahia impetrasse uma ação no Supremo Tribunal Federal (STF) cobrando a liberação para que o estado possa importar e distribuir a vacina, desde que já estejam ”registradas perante uma Agência Reguladora Regional de Referência”. O ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF) e relator da ação, determinou, nesta quarta-feira (20), que a agência tem até 72 horas para informar o estágio de aprovação do imunizante.

Rui já estimou que com a aprovação da Anvisa, o Brasil ganharia 10 milhões de doses para reforçar o Plano Nacional de Imunização (PNI), o país iniciou a vacinação apenas com doses da CoronaVac e ainda aguarda a chegada do imunizante de Oxford vindo da Índia. ”Eu não consigo entender, o Brasil tem a condição de ter mais 10 milhões de doses de vacina, num curto período, e está com burocracia e má vontade […] Eu espero que a Anvisa possa analisar a Sputnik V e diga se é boa ou não, se é segura ou não. A Hungria já utilizou, hoje eu vi as fotos do presidente da Argentina”, declarou a imprensa em evento nesta quinta-feira (21).

O petista agradeceu a colaboração dos baianos e dos prefeitos no combate ao coronavírus e pediu que as pessoas continuem usando máscara e mantendo as normas sanitárias de combate ao vírus. ”Eu não sou idiota, não é bom usar máscara, eu não vou falar que é bom, mas tem que usar […] Faltam poucos meses para estarmos livres dessa doença, vamos usar máscara”, complementou.

O governador ressaltou que a reinfecção pela covid-19 pode ocorrer e ser mais perigosa do que o primeiro contágio. Para exemplificar, ele contou do seu chefe de gabinete, Cícero de Carvalho, que foi diagnosticado duas vezes e na segunda, teve comprometimento dos pulmões.

Prefeito Bruno Reis diz que Carnaval em Salvador pode não ser realizado neste ano

/ Entretenimento

Bruno Reis descarta Carnaval. Foto: Matheus Morais/bahia.ba

Maior festa de rua do mundo, o Carnaval de Salvador pode não ocorrer em 2021. De acordo com o prefeito Bruno Reis (DEM), com o atraso para iniciar a vacinação contra a Covid-19, ainda vai demorar para vacinar toda a população.

”O Carnaval só poderá ocorrer após imunização em massa dos três milhões de habitantes em Salvador. Diante do cenário que está colocado, a tendência é o processo de vacinação não estar concluído em seis meses”, disse nesta sexta-feira (22), em coletiva à imprensa.

A declaração ocorre seguindo o que foi decidido pelo prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (DEM), que descartou a realização da festa em julho deste ano.

”A tendência é realmente não poder ocorrer em julho. Pode ocorrer em outubro ou não termos condições de realizar esse ano. Só será possível fazer se tivermos as pessoas vacinadas. O Brasil é um dos países mais eficientes do mundo em vacinação, mas para isso tem que ter a vacina”, afirmou Reis.

”Kit Covid” recomendado pelo Ministério da Saúde pode causar efeitos adversos, avaliam cientistas

/ Saúde

Recomendados pelo Ministério da Saúde e pelo presidente Jair Bolsonaro no tratamento da Covid-19, mesmo sem comprovação científica, hidroxicloroquina, ivermectina, azitromicina e nitazoxanida podem causar reações adversas a longo prazo, afirmam cientistas. De acordo com reportagem do jornal Estado de S. Paulo, estudiosos acreditam que doenças como supergonorreia, causada por resistência bacteriana, podem aparecer.

Quando utilizados para tratar doenças para as quais são indicados, esses medicamentos têm ocorrências raras. Entretanto, tomá-los sem indicação médica e ignorando as funções previstas na bula pode causar tontura, dor de cabeça, aumento da pressão arterial, taquicardia, alterações gastrointestinais e outros efeitos.

O Ministério da Saúde, por meio do aplicativo TrateCov, estimula médicos a prescreverem os produtos – cloroquina e antibiótico para bebês, também, apesar do o ministro Eduardo Pazuello negar o fato.

De acordo com a consultora da Sociedade Brasileira de Infectologia, Ana Cristina Gales, ”a combinação de hidroxicloroquina e azitromicina foi um tratamento suspenso por causar arritmia, efeito colateral que é um risco para pacientes com doença cardiológica e estava sendo dado justamente para uma população com fator de risco. A gente não sabe dos impactos do uso estendido por semanas e até meses, porque os estudos foram feitos para uso por período curto. Da ivermectina, por exemplo, sabemos que ela se acumula no pulmão, mas a gente não sabe o efeito em longo prazo”.

O risco para quem trata outras doenças também pode ser mais elevado, alerta Ekaterini Simões Goudouris, diretora da Associação Brasileira de Alergia e Imunologia.

”Tem de desconstruir a ideia de que se não fizer bem, mal não faz. Se os benefícios não estão estabelecidos, não justifica submeter a um risco, mas, infelizmente, vários médicos estão fazendo prescrição e há pessoas se automedicando. Tem gente usando esses remédios toda semana para prevenir covid. Usam durante dois, três meses e não se dão conta da interação medicamentosa”, afirma.

Em 2020, a procura pelos medicamentos citados aumentou consideravelmente. Ao todo, foram registradas 9,2 milhões de buscas por ivermectina, 3,5 milhões por azitromicina e 2,7 milhões por hidroxicloroquina. A alta foi de 1.201,49%, 53,58% e 2.826,82% para cada um dos respectivos remédios. Os amebicidas, que englobam a notazoxanida, tiveram aumento de 100,3% no faturamento no ano passado.

Infectologista do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), Maria Cláudia Stockler reforça quais tratamentos são eficazes contra a Covid-19. ”O que a gente sabe de tratamento para covid? Dexametasona para quem precisa de oxigênio suplementar. O remdesivir tem impacto para pacientes graves, mas é muito caro. Todo o resto não é nada. Em sites americanos e europeus, não há recomedação para usar azitromicina, hidroxicloroquina e ivermectina”, diz.

Em testes realizados pela Coalizão Covid-19 no Brasil, reunindo hospitais e institutos de pesquisa, ivermectina, azitromicina e hidroxicloroquina não apresentaram eficácia.

”No primeiro deles, em pacientes hospitalizados com covid-19 de gravidade moderada, verificamos que hidroxicloroquina ou azitromicina são incapazes de melhorar a evolução clínica dos pacientes. Nos grupos que receberam hidroxicloroquina, com ou sem azitromicina, houve aumento no risco de alterações de exames laboratoriais refletindo lesão do fígado e alterações do eletrocardiograma que podem predispor a arritmias cardíacas”, revela o superintendente de pesquisa do HCor e membro do grupo, Alexandre Biasi.

”O segundo estudo avaliou o efeito da azitromicina em pacientes hospitalizados com formas mais graves de covid-19. Verificamos que não havia efeito algum da azitromicina para estes pacientes” completa. Os estudos com ivermectina e nitazoxanida não foram realizados, mas Biasi diz que o que se tem até agora não é base para sustentar indicação desses medicamentos.

”Alguns dados disponíveis de estudos no Irã, no Egito e na Índia sugerem potencial benefício, mas não há como avaliar conclusivamente os resultados, porque ainda não estão publicados. A nitazoxanida também tem sido estudada por ter efeito in vitro. Mas ainda se desconhece o real benefício nas infecções pelo Sars-CoV-2. Estudo brasileiro sugere redução modesta da carga viral nos pacientes que receberam a medicação, porém não houve efeito nos sintomas”, diz ele.

O uso em larga escala de antibióticos pode causar resistência bacteriana. Pesquisadores das universidades Complutense de Madrid (UCM) e de Barcelona (UB), divulgaram em julho do ano passado estudo que mostrou bactérias capazes de apresentar resistência até 10 mil vezes maior do que se conhece até agora. Segundo Blasi, a azitromicina pode sofrer com esse processo.

Entre essas doenças, está inclusa a ”supergonorreia”, variante da gonorreia resistente a antibióticos que vem preocupando autoridades de saúde e servindo de lembrete para a prática de sexo seguro.

Justiça condena o filho de Jair, Eduardo Bolsonaro, a indenizar repórter por danos morais

/ Justiça

Juiz diz que Eduardo deve ter cautela em manifestações. Foto: Instagram

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), foi condenado a indenizar a jornalista Patrícia Campos Mello, do jornal Folha de S. Paulo, em R$ 30 mil por danos morais. A jornalista acionou a Justiça após ser atacada por Eduardo em um live e em publicação em rede social.

Em transmissão ao vivo, Eduardo afirmou que a jornalista ”tentava seduzir” para obter informações que fossem prejudiciais ao seu pai. A live foi ao ar pelo canal do YouTube Terça Livre TV em 27 de maio do ano passado.

A decisão desta quarta-feira (20), é do juiz Luiz Gustavo Esteves, da 11ª Vara Cível de São Paulo. Ele ainda determinou o pagamento de custas processuais e honorários advocatícios no valor de 15% da condenação. Cabe recurso.

Na sentença, Esteves afirma que Eduardo Bolsonaro, ”ocupando cargo tal importante no cenário nacional –sendo o deputado mais votado na história do país, conforme declarado na contestação – e sendo filho do atual presidente da República, por óbvio, deve ter maior cautela nas suas manifestações, o que se espera de todos aqueles com algum senso de responsabilidade para com a nação”.

Em especial, acrescenta o magistrado, ”nesse momento tão sensível pelo qual passamos, com notícias terríveis sendo divulgadas pela imprensa todos os dias, muitas das quais, diga-se de passagem, poderiam ter sido evitadas, com o mínimo de prudência das figuras públicas, sem divulgação, aqui sim, de fake news”.​

”Essa Patrícia Campos Mello, que, vale lembrar, tentou seduzir o Hans River”, disse Eduardo em seus ataques. Nessa afirmação, o deputado mencionou Hans River do Rio Nascimento, ex-funcionário de uma agência de disparos de mensagens em massa, que mentiu e insultou Patrícia em uma sessão da CPMI das Fake News, no Congresso, em fevereiro.

Agência Nacional de Vigilância Sanitária decide nesta sexta-feira sobre segundo lote da Coronavac

/ Saúde

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) anunciou que deve decidir nesta sexta-feira (22), sobre a liberação para uso emergencial de um segundo lote da Coronavac, vacina contra a Covid-19 desenvolvida pelo Instituto Butantan em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac.

Na segunda-feira, 18, o Butantan enviou um pedido para liberar 4,8 milhões de doses da Coronavac que serão envasadas no próprio instituto. As 6 milhões de doses distribuídas nesta semana em todo o país foram importadas da China e já chegaram prontas no Brasil.

A diretoria colegiada da Anvisa deve se reunir para deliberar sobre o caso às 15h da sexta, segundo comunicado do órgão. No último domingo, a Anvisa liberou o uso emergencial das doses importadas da China e também a vacina de Oxford/AstraZeneca.

”As coisas vão continuar piorando antes de melhorar”, afirma Joe Biden sobre pandemia da Covid

/ Mundo

Presidente dos EUA foi vacinado em 22 de dezembro. Foto Pública

As pessoas que viajarem para os Estados Unidos com embarque do exterior deverão apresentar teste negativo para o novo coronavírus e fazer quarentena na entrada no país. A medida integra o plano do novo presidente dos EUA, Joe Biden, para conter o avanço da Covid-19 no país.

”As coisas vão continuar piorando antes de melhorar”, admitiu Biden, que estimou que os EUA alcançaram 500 mil mortes na pandemia em fevereiro. ”Mas deixem-me ser bem claro: nós vamos superar a pandemia”, disse.

No segundo dia no cargo, o democrata também tornou obrigatório o uso de máscaras em locais públicos federais e meios de transporte, inclusive em terminais. O novo presidente confirmou a meta de vacina 100 milhões de norte-americanos nos 100 primeiros dias de governo. Fonte G1

Jequé: Polícia elucida crime de homicídio ocorrido em 2012 na Avenida Rio Branco em Jequié

/ Jequié

A Delegacia Territorial de Jequié e Divisão de Homicídios, da Polícia Civil em Jequié,  prendeu nesta quinta-feira (21), Alizeu Rodrigues Mota, conhecido como Guilherme Cigano, após condenação pelo crime de homicídio, ocorrido na cidade de Jequié no dia 14/12/2012.

À época a vítima Demóstenes Novais,”Motinha”,  65 anos de idade,que  tentou separar uma briga entre o autor do homicídio e outro homem, que ocorria em uma lanchonete na Avenida Rio Branco, quando sofreu disparos de arma de fogo. A Polícia Civil investigou o caso, identificando o autor do crime, indiciando-o.

Após oferecimento da denúncia, efetuada pelo Ministério Público, Aliezer foi condenado pelo Tribunal do Júri, tendo seu mandado de prisão expedido pelo Poder Judiciário.

Fonte: DT/9ª Coorpin Jequié

Professores e funcionários elegem, pela primeira vez, os diretores de escolas em Jequié

/ Jequié

Prefeito de Jequié, Cocá acompanhou a votação. Foto: Divulgação

Nesta quinta-feira (21), a Prefeitura de Jequié, através da Secretaria de Educação, realizou a eleição direta de diretores e diretoras das escolas municipais. O prefeito Zé Cocá, juntamente com o secretário de Governo, Hassan Iossef, com a professora Elvia Sampaio; a diretora geral do Núcleo Territorial de Educação (NTE 22), Thaisa de Farias Pereira; e com a equipe técnica da Secretaria de Educação, esteve visitando algumas escolas e acompanhando o início da votação.

A iniciativa inédita, no Sistema Municipal de Ensino, teve início às 8h e se estendeu até às 12h, foi organizada por uma Comissão Coordenadora Eleitoral, instituída pela Secretaria de Educação, composta por membros da Secretaria, representantes do Conselho Municipal de Educação, da APLB – Sindicato, do Conselho da Alimentação Escolar (CAE), do Núcleo Territorial de Educação (NRE – 22) e da Câmara Municipal de Vereadores, além das Comissões Eleitorais Escolares, que acompanharam todo o processo das eleições, desde as inscrições das chapas até a apuração dos votos

Na primeira eleição para diretores e diretoras pro tempore da história de Jequié, puderam votar professores e funcionários efetivos, além de representantes do Conselho Escolar. As urnas para a votação foram distribuídas em diversas unidades escolares, a fim de facilitar o acesso dos eleitores e evitar aglomerações. Só puderam concorrer professores efetivos do quadro do magistério municipal e os eleitos para os cargos terão a responsabilidade de gerir a escola.

”O projeto resgata um sonho, uma esperança da categoria de professores das comunidades. Lá nas comunidades do alto do Loteamento Jardim Tropical, junto com o pessoal da associação de moradores, e com o pessoal do Jardim Eldorado, conversamos sobre isso. Para apoiarmos o projeto e ajudarmos o projeto a avançar, porque é bom e interessa à comunidade escolar e toda à sociedade.”, destacou o professor municipal, José Lientinho dos Santos.

”Foi um dia de festa da democracia na comunidade escolar! Estamos cumprindo um grande compromisso de campanha, assumido publicamente com toda a população e comunidade escolar. Essas eleições simbolizam um avanço para o setor educacional do município e dispõe sobre a democratização da gestão escolar, o que gera um grande impacto sobre todo o Sistema Municipal de Ensino que atende, atualmente, quase 20 mil alunos. Foram escolhidos profissionais do quadro efetivo e que, com toda a certeza, cuidarão do espaço da escola, com amor, carinho, dedicação e muito profissionalismo, não tenho dúvidas disso, implementando ações e realizando as melhorias necessárias para a comunidade escolar.”, disse Cocá.

Bahia registra 31 óbitos e 4.455 novos casos de Covid-19 em 24h, diz boletim da SESAB

/ Bahia

A Bahia registrou, nas últimas 24 horas, 4.455 novos casos da Covid-19 e mais 32 óbitos pela doença, segundo dados divulgados hoje (21) pela Secretaria de Saúde do Estado (Sesab). O número total de óbitos por Covid-19 na Bahia desde o início da pandemia é de 9.760.

São 553.770 casos confirmados desde o início da pandemia. Destes, 533.460 já são considerados recuperados e 10.550 encontram-se ativos. Entre os diagnosticados com a doença na Bahia, 38.926 profissionais da saúde foram confirmados com a Covid-19.

Dos 2.031 leitos disponíveis para tratamento do coronavírus, 1.291 possuem pacientes internados. A taxa de ocupação de leitos de UTI Covid para adultos no estado é de 74%.