”Farsa, lobista e empresarial”, diz ativista ambiental sobre evento com ministro em Salvador

/ Entrevista

Thaís brada contra ministro em Salvador. Foto: Matheus Morais

O segundo dia da Semana do Clima, evento organizado pela Prefeitura de Salvador e a Organização das Nações Unidas (ONU), foi palco de protestos de diversas organizações em prol do meio ambiente.

Membro da Fundação Terra Mirim, que tem como base a sustentabilidade e a emancipação cidadã, a ativista Thaís Vinhas afirmou, nesta quarta-feira (21), que o evento é uma ”farsa” e ”não tem a representatividade do povo brasileiro”.

”É lobista, empresarial, não tem a presença de povos de comunidades tradicionais e da população da Região Metropolitana de Salvador”, criticou. ”A Amazônia está em chamas e eles estão falando sobre financiamento climático”, complementou.

Membro do Observatório de Saneamento Básico da Bahia, Gabriela Toledo também reprovou a Semana do Clima e ressaltou a necessidade de discutir as ”emergências climáticas”.

”Hoje nós vamos discutir como as pessoas têm sentido isso e como as desigualdades que têm sido estabelecidas nesse país estão sendo acirradas a cada momento”, falou, segundo o site bahia.ba.

Os comentários estão fechados.