PRF escolhe Feira de Santana para usar novo equipamento que detecta álcool e drogas

/ Polícia

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) escolheu a cidade de Feira de Santana, a 100 quilômetros de Salvador, para usar o ”drogômetro”, para testes. O aparelho aponta se os motoristas usaram drogas através da saliva. De acordo com informações da PRF, na quarta-feira (10), primeiro dia de operação, metade dos testes feitos acusaram a presença de drogas ilícitas no organismo dos motoristas.

”O etilômetro é mais simples que o drogômetro. O etilômetro só detecta uma substância que é o álcool. O drogômetro detecta a anfetamina, cocaína, maconha, então por ter uma gama maior de detecções de substâncias, ele vai funcionar um pouco mais lento que o etilômetro, que é mais dinâmico”, disse um dos agentes da PRF.

Um motorista, que preferiu não revelar a identidade, confessou que usou uma droga ilícita para conseguir dirigir durante a madrugada. ”Usei o Rebite ontem, devido a carga de horário, precisamos chegar com dois, três dias no local, são cargas agendadas. Precisamos usar [as drogas]”, disse o motorista. Segundo o órgão, Feira de santana foi escolhida estrategicamente para a realização dos testes, por ser o maior entroncamento rodoviário do nordeste e um dos principais do Brasil.

O “drogômetro” já existe em vários países, há mais de 10 anos. O Ministério da Justiça e Segurança Pública pretende implementar no Brasil com o objetivo de aumentar a segurança nas estradas. Em 2015, foi aprovada a lei do descanso, que limita a carga horária exaustiva do caminhoneiro. Os caminhoneiros precisam fazer um exame tecnológico para exercer a profissão. Segundo o órgão, Feira de santana foi escolhida estrategicamente para a realização dos testes, por ser o maior entroncamento rodoviário do nordeste e um dos principais do Brasil. O ”drogômetro” já existe em vários países, há mais de 10 anos. O Ministério da Justiça e Segurança Pública pretende implementar no Brasil com o objetivo de aumentar a segurança nas estradas. Em 2015, foi aprovada a lei do descanso, que limita a carga horária exaustiva do caminhoneiro. Os caminhoneiros precisam fazer um exame tecnológico para exercer a profissão.

Jovem é preso pela Polícia Militar no São Pedro de Itagi após incendiar casa com proprietário dentro

/ Polícia

Por volta das 22h40, de sábado (6), a guarnição da 4ª Cia da Policial Militar foi solicitada por moradores da Rua Paraná, no bairro Malvinas, na cidade de Itagi, passando a informação de que o elemento identificado por Anderson Miranda dos Santos,  22 anos, residente na rua Wanderli Malta Veiga, 311 (Loteamento Sol Nascente), bairro Joaquim Romão, em Jequié  havia adentrado a casa e comércio de miudezas, de propriedade do idoso Joaquim Bispo dos Santos, também na rua Paraná, e que ao suspeito sair do imóvel foi percebido fogo na residência do mesmo.

Anderson deixou local após subtrair R$ 485,00 da vítima, 01 facão, 3 celulares, 1 maço de cigarro, 2 pacotes de isqueiro, 1 relógio, dois frascos de perfumes, vários doces (paçocas), 01 alicate e outras miudezas. Os policiais militares deslocaram-se até o local onde  comprovaram a veracidade da informação. A residência já se encontrava em chamas, sendo solicitado o apoio do Grupamento de Bombeiros.

O suspeito de ter cometido os crimes foi localizado nas proximidades da praça onde estava sendo realizada a festa de São Pedro de Itagi, onde foi reconhecido por e recebeu voz de prisão. Anderson com o produto do roubo em seu poder foi apresentado à delegacia de polícia sendo lavrado o flagrante pelo crime de latrocínio. *Jequié Repórter

Violência desenfreada: Em 12 horas, cinco pessoas foram executadas em Camaçari no sábado

/ Polícia

Crimes chocaram população de Camaçari. Foto: Se Liga Camaçari

O início do final de semana foi assustador para os moradores de Camaçari. Cinco mortes foram registradas na cidade da Região Metropolitana de Salvador (RMS) em apenas 12 horas. Segundo informações do boletim da Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA), conforme publicação do BNews, do total de vítimas, quatro foram homens e uma mulher.

Por volta das 9h35, um homem identificado como Anderson dos Santos Almeida, de 22 anos, foi morto a tiros na Estrada da Cetrel, em frente à barraca Point do Coco, na região de Abrantes. Segundo a polícia, uma guarnição da 59ª Companhia Independente (Vila de Abrantes) foi acionada e chegando ao local constatou a morte do jovem, que teve o corpo removido por uma equipe do Departamento de Polícia Técnica (DPT).

Menos de cinco horas depois, um triplo homicídio foi registradona localidade conhecida como Parque Real Serra Verde, na Cascalheira. Conforme a PM, militares do 12º Batalhão (Camaçari) foram acionados após receber a informação de que três homens tinham sido baleados. Duas das vítimas estavam caídas no chão, enquanto o terceiro homem estava dentro de um Chevrolet Blazer. As vítimas não tiveram identidades reveladas.

Já por volta das 20h40, uma mulher de 19 anos foi executada na Rua Santa Maria, no loteamento Algaroba I, próximo ao cemitério. A vítima foi identificada como Vanessa de Souza Santos. Todos os casos deverão ser investigados pela Polícia Civil da cidade.

Projeto da PM recebe Prêmio Nacional Boas Práticas de Qualidade de Vida na Segurança Pública 2019

/ Polícia

A Polícia Militar da Bahia, através do Departamento de Polícia Comunitária e Direitos Humanos (DPCDH), recebeu, na tarde de quinta-feira (4), na cidade de Porto Alegre, no estado do Rio Grande do Sul, o Prêmio Nacional Boas Práticas de Qualidade de Vida na Segurança Pública 2019, no 19º Congresso de Stress da International Stress Management Association (ISMA-BR), com a proposta de criação do Observatório de Promoção e Defesa dos Direitos Humanos dos Policiais Militares do Estado da Bahia.

A proposta do projeto, que foi idealizado pela capitã PM Maria Oliveira, capitão PM Charles Carqueijo, capitã BM Maribel Fernandes e soldado Renan Sant’ana, tem como objetivo proporcionar ao policial militar que se reconheça enquanto sujeito que faz jus à proteção dos Direitos Humanos, através de uma ferramenta efetiva e adaptada à presente cultura organizacional. Ainda assim, busca-se uma oportunidade de se estabelecer um diálogo democrático e fortalecimento institucional, criando unidade, envolvimento e respeito no âmbito da PMBA.

”Esse prêmio representa o resultado de muita dedicação e trabalho. A ideia surgiu depois de muitos anos em sala de aula ministrando aula de Direitos Humanos para a tropa. Essa equipe me encheu de coragem e construímos juntos essa proposta inovadora de levar para nossos homens e mulheres de farda uma representatividade na construção de seus direitos como cidadãos e profissionais. A PMBA avança por permitir que projetos como este se torne uma realidade na garantia dos Direitos Humanos dos nossos policiais militares”, afirmou a capitã Maria Oliveira, uma das autoras do projeto.

Neste evento, também, foi apresentado o Plano de Valorização do Corpo de Bombeiros Militares da Bahia: Processo de Implantação e Modelo de Governança, de autoria da capitã BMBA Maribel Fernandes e da capitã BMBA Jamille de Almeida.

”Parem de atirar, somos músicos”, relembra cantora sobre ação da PM que matou dançarina em Irecê

/ Polícia

Vocalista da banda, Joelma Rios, relatou o caso Foto: Instagram

”Atiraram para matar. Eu nunca passei por isso”, diz Joelma Rios, de 44 anos, vocalista da banda cearense Sala de Reboco, sobre a ação policial que deixou ela e o sanfoneiro do grupo feridos, além de causar a morte da dançarina da banda. O caso ocorreu na madrugada desta sexta-feira (5), em Irecê, e também estavam no carro outra dançarina do grupo e o motorista do veículo. Segundo o G1, Joelma foi atingida nas nádegas e de raspão no braço. Após receber atendimento, foi liberada do hospital. Ela conta que apesar de perceber que se recupera bem, o sentimento de tristeza toma conta dela e de todos da banda.

”Imprudência. Infelizmente perdemos nossa companheira, Gabi, de 25 anos, era uma menina maravilhosa, tão meiga, nossa companheira. A gente vai voltar sem ela, a família esperando. Ela fazia de tudo um pouco, costurava, era cabeleireira, vivia batalhando. No período do São João, a gente organizou uma turma e chamou ela [Gabriela] para completar a equipe”, relatou Joelma, que está há três anos nos vocais da banda. Emocionada, a cantora relembrou o momento da ação que causou a morte de Gabriela. Ela contou que as marcas dos tiros estavam no carro e na sanfona de Eliedelson Possidônio Júnior, que foi atingido na perna. Gabriela e Possidônio foram socorridos para o Hospital Regional de Irecê. A dançarina não resistiu aos ferimentos. Já o sanfoneiro corre o risco de perder a perna.

Joelma relatou que ela e os demais foram surpreendidos pelos tiros e que não houve qualquer sinalização policial para abordagem, como sinal de luz ou funcionamento do giroflex. Na ocasião, foi notado pelas dançarinas que um carro estava seguindo eles, mas que o grupo não viu que era viatura, pois as luzes estavam baixas. ”As meninas [dançarinas] perceberam e falaram: ‘Tem alguém seguindo a gente’. Para desviar seguimos por outras ruas da cidade e chegamos a achar que não tinha mais ninguém nos seguindo. Até que tinha um carro atravessado na rua, no escuro e só ouvimos os disparos. Assustado, o motorista acelerou. Cada um tem uma reação diante de um caso desconhecido”, relembra.

Por meio de nota, a Polícia Militar informou que o Comando de Policiamento Regional da Chapada (CPR) instaurou um Inquérito Policial Militar (IPM) que vai apurar as circunstâncias da ocorrência. Disse ainda, conforme informações da Companhia Independente de Policiamento Tático (CIPT)/ Rondesp Chapada, que o carro da banda seguia na contramão. Disse que o carro furou dois bloqueios feitos pela polícia e que foram encontradas garrafas de bebidas alcoólicas no interior do automóvel. A Polícia Civil também informou que vai apurar o caso.

MST invade fazenda da Veracel, queima 6 carros e fere vigilante a foice em Eunápolis

/ Polícia

Um grupo do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) invadiu uma propriedade na zona rural de Eunápolis, no sul da Bahia, na última terça-feira (02). De acordo com o site Jacobina Notícias, eles estavam armados com facões, enxadas, foices e paus e feriram um vigilante, incendiaram seis carros e expulsaram os profissionais de segurança de uma fazenda da Veracel Celulose.

O vigilante ferido com golpe de foice não teve a identidade divulgada. Ele foi socorrido para um hospital em Eunápolis, onde foi atendido pela equipe médica. Segundo o site Radar64, a ação criminosa teria sido motivada após uma ação judicial da Veracel Celulose pedindo a reintegração de posse de outra área que havia sido invadida pelos sem terra. A polícia está apurando o ocorrido. Nenhuma das lideranças do movimento se pronunciou sobre a invasão até o momento.

Um dos suspeitos de agredir jovem de Jequié após jogo do Brasil em Salvador presta depoimento

/ Polícia

Guilherme Machado, de 21 anos, é suspeito. Foto: Rede social

Um dos suspeitos de agredir Cayan Santana, jovem de 19 anos oriundo de Jequié, que está internado no Hospital do Exército, em Salvador, prestou depoimento à polícia na noite de quarta-feira (3). A vítima sofreu um traumatismo craniano depois de ser agredida na madrugada do mesmo dia. Conforme o G1, o suspeito foi identificado como Guilherme Machado, de 21 anos. Ele foi ouvido pela delegada Lúcia Maria Jansen, titular da 7ª Delegacia Territorial do Rio Vermelho, na capital baiana, responsável por investigar o caso.

De acordo com a delegada, Guilherme relatou que estavam todos na festa, em grupos separados. Ele disse que Cayan teria agredido um adolescente que estava no mesmo grupo que ele. Ainda em depoimento, Guilherme relatou que, ao sair da festa, resolveu tomar satisfação com Cayan. A versão do suspeito será investigada pela polícia.

”Ele [Guilherme] disse que a vítima estava com um grupo, assim como todos, era uma festa, todos estavam em grupos. E que ele [Cayan] teria, supostamente, agredido um [adolescente] que estava dentro da festa acompanhando o grupo de Guilherme. Ao sair [da festa] ele [Guilherme] foi tirar satisfação com ele [Cayan]”, contou Lúcia Maria.

Segundo a delegada, várias pessoas ficaram lesionadas após a confusão, mas Cayan é o que tem o estado mais grave. Ela disse ainda que, por enquanto, tem apenas fragmentos de informações que não são precisas. Ainda de acordo com Lúcia Maria Jansen, imagens de câmeras de segurança do local já foram solicitadas. As imagens devem ser disponibilizadas à polícia nesta quinta-feira (4). Guilherme Machado fez exame de corpo de delito na quarta-feira e foi orientado pela perícia a realizar um exame de ressonância para detectar possíveis lesões.

Familiares contaram que, segundo testemunhas, o jovem Caan foi agredido ao tentar separar uma briga entre um amigo e dois homens, na área verde do Othon. Depois da discussão, ao sair da área externa, Cayan foi surpreendido com pancadas, socos e pontapés. O jovem foi socorrido por uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e foi internado na unidade de terapia semi-intensiva do Hospital Geral do Estado (HGE) e depois, transferido para o Hospital do Exército, em Salvador.

Polícia Federal abre inquérito para investigar sargento da FAB preso com droga na Espanha

/ Polícia

A Polícia Federal abriu um inquérito para investigar o segundo-sargento da Aeronáutica Manoel Silva Rodrigues, preso na semana passada com 39 quilos de cocaína ao desembarcar em Sevilha, na Espanha. O objetivo da investigação é apurar eventuais ligações do militar com narcotraficantes e as circunstâncias que propiciaram a obtenção da droga. Rodrigues, que é comissário de bordo, fazia parte de uma equipe de 21 militares que prestava apoio à comitiva que acompanhou o presidente Jair Bolsonaro na reunião do G-20, no Japão.

O avião da Força Aérea Brasileira (FAB) em que estava o militar é usado como reserva da aeronave presidencial e, portanto, ele não fazia parte do mesmo voo que transportou o presidente durante a viagem. A investigação está sob responsabilidade da Superintendência Regional da Polícia Federal do Distrito Federal. Um dos caminhos dos investigadores será a análise das movimentações financeiras de Rodrigues. Segundo apurou o Estado, a PF ainda estuda medidas que podem vir a ser requisitadas à Justiça com esse objetivo, como a quebra do sigilo bancário do militar. A primeira apuração aberta sobre o caso no Brasil foi a da própria Aeronáutica, que instaurou um inquérito policial militar na semana passada.

A investigação corre sob sigilo. Não há impedimento na legislação militar para apuração do crime, mesmo o sargento estando em território estrangeiro. A droga foi encontrada pela Guarda Civil da Espanha ao vistoriar a bagagem de Rodrigues no aeroporto de Sevilha na terça-feira da semana passada. Desde então, o sargento segue preso na cidade espanhola. Uma equipe da Aeronáutica vai à Espanha para interrogar o sargento. Segundo afirmou Bolsonaro após se reunir nesta terça-feira, 2, com os ministros da Defesa, Fernando Azevedo e Silva, e do Gabinete de Segurança Institucional, Augusto Heleno, a suspeita é de que Rodrigues já tenha transportado entorpecentes em outras ocasiões. “Todos nós achamos que não é a primeira vez que esse militar mexeu com drogas”, afirmou o presidente logo após o encontro. Na semana passada, o vice-presidente, Hamilton Mourão, chegou a chamar Rodrigues como uma “mula qualificada” – termo usado para pessoas pagas por traficantes para transportar droga. Informações do Estadão

Jovem de 19 anos é detido após destruir móveis de casa e tentar agredir mãe com machado

/ Polícia

Machado usado pelo jovem foi apreendido. Foto: Divulgação/SSP

Um jovem de 19 anos foi detido após tentar agredir a mãe com um machado, na manhã deste domingo (30), na cidade de Paulo Afonso, no norte da Bahia. Segundo a Secretaria da Segurança Pública do estado (SSP-BA), o suspeito foi flagrado com a ferramenta na mão depois de destruir móveis e aparelhos eletrônicos da casa da família.

De acordo com a SSP, guarnições do 20° Batalhão da Polícia Militar (BPM/Paulo Afonso) estiveram no local após um vizinho denunciar o caso, por volta das 6h. Quando os policiais chegaram no imóvel, no bairro Jardim Aeroporto, o suspeito tentou resistir à ação policial, mas foi contido e levado para a delegacia da cidade, junto com a mãe e o machado.

Na unidade policial, conforme informou a SSP, a vítima preferiu não registrar queixa contra o filho, contudo, Jeferson Rodrigues da Silva foi foi autuado por dano e ameaça, como prevê a Lei Maria da Penha. Após o registro, o jovem foi liberado. O caso está sob investigação da Polícia Civil. G1

Número de militares condenados por envolvimento com drogas subiu 706% nos últimos 8 anos

/ Polícia

A quantidade de militares das Forças Armadas condenados por posse ou tráfico de drogas cresceu 706% entre o período de 2010 e 2017. Os dados do levantamento feito pelo Superior Tribunal Militar (STM) vêm à tona em meio à polêmica prisão de um militar da Aeronáutica flagrado com 39kg de cocaína na Espanha. O resultado da pesquisa inclui as decisões em primeira e segunda instância de casos julgados na Justiça Militar da União (JMU), que é responsável pelos militares da Aeronáutica, Marinha e Exército.

Segundo o ministro da defesa, Fernando Azevedo e Silva, casos de tráfico como o que o sargento do Exército no avião da Força Aérea Brasileira (FAB) é acusado, são raros. Ele alega que a maior parte são de condenados por posse ou uso de substâncias entorpecentes, e este fator estaria ligado ao suposto aumento de usuários no Brasil nos últimos anos. Azevedo categorizou a atitude do militar como “inaceitável” e garantiu que as Forças Armadas não vão aceitar “criminosos” em sua companhia.

De acordo com o STM, em 2010 apenas 16 militares foram condenados por crimes ligados ao envolvimento com drogas. Em 2017, o número saltou para 129, com o ápice atingido em 2015, com nada menos do que 154 condenados, com um total de 358 agentes envolvidos. No total, a maior parte é composta por ”praças” – cargos de menor hierarquia militar. Somente quatro oficiais foram condenados por tais crimes neste período. Mesmo com o crescimento, o número absoluto, segundo o UOL, ainda é considerado baixo, visto o grande efetivo de militares no país, que pode chegar a 370 mil pessoas.

Ação da Polícia Militar de Maracás detém dois homens com droga no bairro São Miguel

/ Polícia

Dois homens foram presos pela Polícia Militar de Maracás, nesta sexta-feira (28), quando a guarnição avistou o primeiro suspeito, Raimundo da Silva Santos, 46 anos, que foi encontrado na Rua José Raimundo dos Santos, no bairro São Miguel.

Segundo a PM, ao proceder abordagem e pesca pessoal os militares encontraram com o mesmo trouxas de maconha, tendo o suspeito revelado que adquiriu a droga com o indivíduo identificado como Diemerson dos Santos Souza, 28, que foi localizado numa barbearia na mesma via pública. Com a dupla foram apreendidos dinheiro e droga. Raimudo e Diemerson foram levados para a Delegacia de Maracás.

Suspeito de homicídios e roubos faz criança de dois anos refém ao ser preso em Feira de Santana

/ Polícia

Suspeito tinha mandado de prisão em aberto. Foto: Aldo Matos

Um jovem fez uma criança de 2 anos refém na manhã desta quinta-feira (27), em Feira de Santana. A situação aconteceu no momento em que ele foi abordado por policiais devido a um mandado de prisão em aberto. Segundo o G1, Darlan da Silva Conceição é suspeito de cometer homicídios, latrocínios e roubos. Conforme a Polícia Civil, ele estava escondido dentro da casa de uma amiga, no bairro Caseb, quando foi surpreendido por policiais.

Na ocasião, o suspeito segurou o menino, que é filho da amiga e afilhado dele, e disse que só soltaria quando ele chegasse na delegacia. Darlan da Silva ainda exigiu a presença da imprensa. Segundo informações da polícia, a criança não sofreu ferimentos, mas foi encaminhada em uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para o Hospital Estadual da Criança (HEC).

De acordo com a Polícia Civil, Darlan da Silva foi preso com uma pistola ponto 40, de uso da polícia, e um revólver 38. O suspeito negou os crimes e informou que estava com as armas para se defender de pessoas que fazem parte de um grupo criminoso e que querem matar ele. O jovem foi autuado em flagrante e será encaminhado para o Conjunto Penal de Feira de Santana.

 

Em depoimento, Yuri Sheik confessa ter matado empresário em Santo Antônio de Jesus, informa SSP

/ Polícia

Influenciador digital foi ouvido nesta quinta-feira. Foto: SSP-BA

Principal suspeito de ter matado o empresário Willian Oliveira, Iuri Santos Abraão, 31 anos, conhecido como Yuri Sheik, confessou o crime na manhã desta quinta-feira (27), durante depoimento concedido ao delegado Edílson Magalhães, titular da 4ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Santo Antônio de Jesus) e responsável pela investigação. As informações são da Secretaria de Segurança Pública (SSP).

Na tarde de quarta-feira (26), momentos após confirmada a morte da vítima, Sheik se apresentou, acompanhado de advogados, na sede do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), e seguiu para o Departamento de Polícia do Interior (Depin), na Piedade, onde foi cumprido o mandado de prisão preventiva.

A motivação, segundo informações preliminares, aponta para uma rixa antiga entre os grupos de amigos de Willian e de Sheik.

De acordo com o delegado Magalhães, embora confessada a autoria dos disparos que mataram a vítima, o acusado não deu detalhes sobre como adquiriu a arma. ”Disse apenas que, após a fuga, descartou a arma na BR-101”. A versão apresentada por ele e a origem da arma continuam sendo investigadas.

Polícia Federal prende assessores de ministro do Turismo em caso dos laranjas do PSL

/ Polícia

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta quinta-feira (27) em Brasília e em Minas Gerais operação contra um assessor especial e dois ex-assessores do ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, em razão de investigação sobre candidaturas de laranjas do PSL na eleição de 2018. Dois já foram presos. A ação da PF é decorrência da apuração sobre caso revelado pelo jornal Folha de S.Paulo em fevereiro. Há mandados em andamento de prisão e busca e apreensão, autorizados pela Justiça de Minas Gerais. O presidente Jair Bolsonaro (PSL) tem dito que a situação do ministro do Turismo causa desgaste para o governo e que esperaria a conclusão da apuração da PF para decidir o destino de Álvaro Antônio.

O presidente está em viagem ao Japão e ainda não se manifestou sobre as prisões. O caso das laranjas do PSL, partido do presidente Bolsonaro, é alvo de investigações da Polícia Federal e do Ministério Público em Minas e em Pernambuco e levou à queda do ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Gustavo Bebianno, que comandou o partido nacionalmente em 2018. No início da manhã desta quinta-feira, em Brasília, policiais prenderam Mateus Von Rondon Martins. Ele é assessor especial no Ministério do Turismo, um dos mais próximos aliados de Álvaro Antonio. É seu braço-direito na pasta do governo de Jair Bolsonaro. Outro preso é Roberto Silva Soares, conhecido como Robertinho Soares, que foi o coordenador da campanha de Álvaro Antônio no Vale do Aço, em Minas, e figurou como assessor de seu gabinete na Câmara dos Deputados em períodos compreendidos de 2015 a 2018. Como mostraram as reportagens da Folha de S.Paulo, na eleição do ano passado, Álvaro Antônio, reeleito sendo o deputado federal mais votado em Minas, patrocinou um esquema de candidaturas de fachada no estado que direcionou verbas públicas de campanha para empresas ligadas ao seu gabinete na Câmara. Após indicação do PSL de Minas, presidido à época pelo próprio Álvaro Antônio, o comando nacional do partido do presidente Jair Bolsonaro repassou R$ 279 mil a quatro candidatas.

O valor representa o percentual mínimo exigido pela Justiça Eleitoral (30%) para destinação do fundo eleitoral a mulheres candidatas. Apesar de figurar entre os 20 candidatos do PSL no país que mais receberam dinheiro público, essas quatro mulheres tiveram desempenho insignificante. Juntas, receberam pouco mais de 2.000 votos, em um indicativo de candidaturas de fachada, em que há simulação de alguns atos reais de campanha, mas não empenho efetivo na busca de votos. Dos R$ 279 mil repassados pelo PSL, ao menos R$ 85 mil foram parar oficialmente na conta de quatro empresas que são de assessores, parentes ou sócios de assessores do hoje ministro de Bolsonaro. A Polícia Federal vê elementos de participação de Álvaro Antônio na fraude e apreendeu documentos em endereços ligados ao PSL-MG. Segundo os investigadores, foram encontrados indícios concretos de que houve irregularidade na prestação de contas das campanhas. Essa é a segunda operação da PF relacionada ao caso.

A primeira, batizada de Sufrágio Ostentação, ocorreu em abril e teve como alvo empresas contratadas pelas candidatas suspeitas, principalmente gráficas.Uma empresa ligada a Von Rondon é investigada como o principal elo entre o ministro e o esquema de candidaturas de laranjas do PSL no estado. Aberta em 2013, uma empresa de serviços de internet e marketing direto teve Álvaro Antônio como principal cliente até 2018 por meio de verba da Câmara dos Deputados. Mateus Von Rondon, dono da empresa, virou assessor especial do ministro do Turismo em 23 de janeiro de 2019, dois dias depois de ter encerrado as atividades do negócio na Receita Federal. A mesma empresa aparece na prestação eleitoral de contas de quatro candidatas a deputada estadual e federal usadas como laranjas pelo PSL de Minas, partido comandado à época por Marcelo Álvaro Antônio, então deputado e candidato à reeleição. Desde o começo das revelações sobre o caso, o ministro tem negado irregularidades. Informações do Estadão