Prefeitos baianos alegam falta de recursos e não devem bancar reajuste de 15% do piso de professores

/ Bahia

UPB emitiu nota sobre piso dos professores. Foto: Divulgação

Após assinatura da portaria que aprova o reajuste salarial de 15% no piso nacional dos professores nesta segunda-feira (16) (veja aqui), prefeituras afirmam que não possuem verba para assegurar o pagamento.

A União dos Municípios da Bahia (UPB), através de nota, informou que vai dialogar com o governo federal ressaltando a Emenda Constitucional 128/2022, que proíbe a criação de despesas para os estados e municípios sem que haja previsão de fontes orçamentárias e financeiras ou transferência dos recursos necessários para a prestação da respectiva obrigação.

A nota ressalta que ”os municípios enfrentam um cenário de redução de receitas, como o caso da queda brusca no repasse do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) por conta da Decisão Normativa nº 201, publicada pelo Tribunal de Contas da União (TCU), que impôs a 101 cidades baianas novos coeficientes para a divisão do FPM, tendo como base de cálculo o censo populacional inacabado”.

”Lembramos que em 2022, para situação semelhante, o Tribunal de Contas dos Municípios da Bahia (TCM/BA), publicou um parecer orientando que os municípios devem cumprir o valor do piso, sem a obrigação de conceder aumento proporcional ao previsto na portaria ministerial, equivalente a 15%, para demais faixas salariais que já ganham acima do piso. Neste caso, poderia aplicar a recomposição da inflação”, finaliza. Com informações do site Bahia Notícias

Dois indígenas são perseguidos e mortos por pistoleiros na BR-10, perto dde distrito, em Itabela

/ Bahia

Indígenas eram das aldeias pataxó Craveiros e Barra Velha

Dois indígenas da etnia pataxó foram assassinados por volta das 17h30 desta terça-feira (17) na BR-101, próximo ao distrito de Montinho, no município de Itabela. Samuel Cristiano do Amor Divino, 25 anos, e o adolescente Nawy Brito de Jesus, 16, trafegavam pela rodovia em uma moto, quando foram baleados.

Segundo testemunhas, eles estavam sendo perseguidos por pistoleiros em um carro. Conforme os relatos, as vítimas foram derrubadas, rendidas e executadas com vários tiros, inclusive na cabeça.

Os indígenas foram mortos na entrada de uma das fazendas ocupadas por 19 comunidades pataxó do Extremo Sul da Bahia há cerca de um ano. O povo pataxó reivindica a homologação da área, que fica entre os municípios de Porto Seguro e Prado.

O clima entre ruralistas e indígenas é de muita tensão na área, que foi retomada por mais de 13 mil indígenas há cerca de um ano. ”A gente vem sofrendo vários ataques a tiros. Nos últimos dias, várias casas foram ‘metralhadas’, inclusive a sede da fazenda”, disse um cacique, na condição de anonimato.

”Semanas atrás, alguns indígenas que estavam em uma área retomada sofreram um ataque. Pessoas que estavam numa Hilux atiraram contra alguns indígenas, mas ninguém se feriu. E, hoje, eles conseguiram matar dois indígenas. Na semana, atiraram contra outros indígenas, mas eles correram para o mato e se salvaram. Nós só estamos lutando por nossa terra. Não estamos matando ninguém para isso acontecer”, declarou outra liderança indígena.

Os indígenas mortos na tarde desta terça são das aldeias Craveiros e Barra Velha, nos municípios de Prado e Porto Seguro, e integravam o grupo que ocupa a área reivindicada pela comunidade pataxó.

No Extremo Sul, três áreas aguardam homologação: a Terra Indígena de Cumuruxatiba, em Prado; a Terra Indígena Barra Velha, em Porto Seguro; e a Terra Indígena Coroa Vermelha, na região da Ponta Grande, que abrange os municípios de Porto Seguro e Cabrália.

13 terras indígenas que estão com toda a documentação para homologação pronta, entre elas a Reserva Pataxó Aldeia Velha, localizada no distrito de Arraial d’Ajuda, em Porto Seguro, devem ser demarcadas ainda este ano.

A demarcação deverá ocorrer ainda neste mês de janeiro. O território indígena de Aldeia Velha tem 1.997 hectares. As informações são do Radar News, parceiro do Bahia Notícias.

 

Bahia registra 34 casos de Covid-19 e mais 8 óbitos, diz boletim epidemiológico da SESAB

/ Bahia

Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 34 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de + 0,00%), 193 recuperados (+0,01%) e 8 óbitos. Dos 1.780.480 casos confirmados desde o início da pandemia, 1.747.436 já são considerados recuperados, 1.718 encontram-se ativos e 31.326 tiveram óbito confirmado. Os dados ainda podem sofrer alterações.

boletim epidemiológico desta segunda-feira (16) contabiliza ainda 2.080.747 casos descartados e 373.779 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica em Saúde da Bahia (Divep-BA), em conjunto com as vigilâncias municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até às 17 horas desta segunda-feira. Na Bahia 71.673 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Para acessar o boletim completo, clique aqui ou acesse o Business Intelligence.

 Vacinação

Até o momento a Bahia contabiliza 11.712.286 pessoas vacinadas com a primeira dose, 10.959.088 com a segunda dose ou dose única, 7.703.424 com a dose de reforço e 3.076.020 com o segundo reforço. Do público de 5 a 11 anos, 1.104.069 crianças já foram imunizadas com a primeira dose e 747.184 já tomaram também a segunda dose. Do grupo de 3 a 4 anos, 80.824 tomaram a primeira dose e 36.653 já tomaram a segunda dose. Do grupo de 6 meses a 2 anos, 10.674 tomaram a primeira dose.

 

São Francisco do Conde: MP quer regularização de cargos comissionados da Câmara de Vereadores

/ Bahia

O Ministério Público da Bahia (MP-BA) recomendou ao presidente da Câmara Municipal de São Francisco do Conde que anule, no prazo de três meses, todos os provimentos de cargo em comissão que não se adequem aos requisitos constitucionais e aos pressupostos estabelecidos pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Segundo a promotora de Justiça Amanda Buarque Bernardo, o atual panorama dos cargos de provimento em comissão existentes no âmbito da Câmara Municipal não corresponde ao permissivo constitucional.

Ela destaca que os cargos de chefe do setor de Informática, assessor técnico Legislativo, assessor especial, sub-controlador, assessor de Imprensa e Comunicação e assessor de Mesa Diretora são os principais a serem adequados. A promotora de Justiça também recomenda que o presidente da Câmara realize, em três meses, a substituição dos cargos irregulares por cargos de provimento efetivo, o que deve ser feito por meio de concurso público se não existirem aprovados para os cargos.

Além disso, ela orienta a revisão e redução dos cargos comissionados, buscando uma proporcionalidade entre estes e os servidores efetivos. Atualmente, são 71 cargos efetivos e 264 comissionados. As informações são do site Bahia Notícias

Bahia não registra óbitos por Covid-19 nas últimas 24 horas, diz boletim epidemiológico da SESAB

/ Bahia

Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 232 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +0,01%), 328 recuperados (+0,02%). Dos 1.780.446 casos confirmados desde o início da pandemia, 1.747.243 já são considerados recuperados, 1.885 encontram-se ativos e 31.318 tiveram óbito confirmado. Os dados ainda podem sofrer alterações.

O boletim epidemiológico deste domingo (15) contabiliza ainda 2.080.683 casos descartados e 373.609 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica em Saúde da Bahia (Divep-BA), em conjunto com as vigilâncias municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até às 17 horas deste domingo. Na Bahia, 71.670 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Para acessar o boletim completo, clique aqui ou acesse o Business Intelligence.

Vacinação

O sistema de registro da aplicação de vacinas está em atualização. Os dados estarão disponíveis em https://bi.saude.ba.gov.br/vacinacao/.

Estado da Bahia registrou aumento de casos de dengue em 2022; mortes pela doença cresceram 525%

/ Bahia

Em 2022, o mundo viu a pandemia de Covid-19 arrefecer, possibilitando o retorno de grandes eventos e a dispensa do uso de máscaras. Mas, na Bahia, um outro mal voltou a crescer, matando 525% mais do que em 2021: a dengue. A doença, provocada pela picada infectada do inseto Aedes aegypti – o famoso ”mosquito da dengue” –, foi ofuscada pelo coronavírus, mas deve voltar aos holofotes do combate a endemias em 2023, para que não provoque mais mortes.

Durante as 52 primeiras semanas do ano passado – o Estado ainda não consolidou os dados da última semana do ano –, a Bahia registrou 35.925 casos prováveis de dengue, contra 25.310 contabilizados em todo o ano de 2021, o que representa um crescimento de aproximadamente 41,9%.

Dentre os casos prováveis, 20.128 (34,7%) foram classificados como Dengue, 266 (0,5%) identificados por Dengue com Sinais de Alarme (DSA), 52 (0,08%) como Dengue Grave (DG), 13.753 (23,7%) como inconclusivo e 1.726 casos (3%) permanecem em investigação.

Os números apresentados em 2022 também representam um coeficiente de incidência (CI) acumulada de 242,5 casos a cada 100 mil habitantes. As regionais de saúde com maior CI foram Itabuna, com 803,8 casos a cada 100 mil habitantes; Ilhéus, com 636,6 casos por 100 mil habitantes; Irecê, com 630,7 casos a cada 100 mil habitantes; Juazeiro com 601,1 casos por 100 mil habitantes; e Guanambi, com 597,4 casos por 100 mil habitantes.

No âmbito municipal, os piores números são de Floresta Azul, com 4.786,6 casos por 100 mil habitantes; Piripá, com 4.193,9 casos a cada 100 mil habitantes; Apuarema, com 4.179,3 casos por 100 mil habitantes; Santa Cruz da Vitória, com 4.150 casos a cada 100 mil habitantes; e Chorrochó, com 3.671,7 casos por 100 mil habitantes.

No caso das mortes em decorrência da dengue, elas foram apenas 4 em 2021, contra 25 em 2022, apontando um avanço de 525% no número de óbitos.

Entre as vítimas fatais da dengue, duas tinham menos de 1 ano de idade; duas tinham de 1 a 4 anos; três possuíam de 10 a 19 anos; quatro de 20 a 29 anos; três de 30 a 39 anos; cinco de 40 a 49 anos; um de 50 a 59 anos; três de 60 a 69 anos; e duas de 70 a 79 anos de idade.

CHIKUNGUNYA E ZIKA

Outras duas doenças também registraram aumento de contaminação da Bahia em 2022: chikungunya e zika, ambas também transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti.

No caso da chikungunya, foram 18.351 casos prováveis na Bahia em 2022, contra 13.944 registrados em 2021, representando um incremento de 31,6% no número de contaminações, sendo os municípios de Macarani, Piripá, Macajuba, Maiquinique e Santa Cruz da Vitória os com maior quantidade.

Já o vírus da zika teve 1.368 casos prováveis na Bahia em 2022, contra 1.003 reconhecidos em 2021, apontando para um crescimento de 36,4% na quantidade de registros. Piripá, Macajuba, Potiraguá, Itajuípe, Itambé e Itarantim foram os municípios com mais casos no estado. Com informações do site Bahia Notícias

Bahia registra 628 casos de Covid-19 e mais 3 óbitos, diz boletim epidemiológico da SESAB

/ Bahia

Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 628 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +0,04%), 711 recuperados (+0,04%) e 3 óbitos. Dos 1.780.214 casos confirmados desde o início da pandemia, 1.746.915 já são considerados recuperados, 1.981 encontram-se ativos e 31.318 tiveram óbito confirmado. Os dados ainda podem sofrer alterações.

O boletim epidemiológico deste sábado (14) contabiliza ainda 2.080.512 casos descartados e 373.591 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica em Saúde da Bahia (Divep-BA), em conjunto com as vigilâncias municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até às 17 horas deste sábado. Na Bahia, 71.661 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Para acessar o boletim completo, clique aqui ou acesse o Business Intelligence.

Vacinação

O sistema de registro da aplicação de vacinas está em atualização. Os dados estarão disponíveis em https://bi.saude.ba.gov.br/vacinacao/.

PM-BA divulga lista com os nomes dos 3.666 sorteados para estudar no Colégio da Polícia Militar

/ Bahia

A Polícia Militar da Bahia divulgou, na manhã desta sexta-feira (13), a lista com os nomes dos 3.666 alunos contemplados para as vagas da Creche Nossa Senhora das Graças (CMEI) e das 16 unidades do Colégio da Polícia Militar (CPM).

O sorteio eletrônico das vagas foi realizado às 10h no auditório do Instituto Anísio Teixeira (IAT), na capital baiana, e transmitido ao vivo pela internet. A mesa de abertura da audiência pública foi composta pelo diretor adjunto do Instituto de Ensino e Pesquisa (IEP) da PM, tenente coronel Jutamar, o defensor público Clériston Cavalcante de Macedo, o procurador do Estado da Bahia Carlos Augusto Ahringsmann, o representante da OAB Fabiano Pimentel, a representante da Secretaria Estadual de Educação (SEC) Jurema Oliveira e o tenente Alisson de Jesus, da Associação de Oficiais Força Invicta.

Ao todo, 47.047 se inscreveram para concorrer ao sorteio de vagas, sendo que 42.239 para as unidades do Colégio da Polícia Militar (CPM) e 4.808 para a creche da PM.  O processo de elaboração de edital até a divulgação dos resultados foi realizado pela Polícia Militar, através do Instituto de Ensino e Pesquisa (IEP) e do Departamento de Modernização e Tecnologia (DMT).

Para conferir a lista dos alunos sorteados é necessário acessar o site da instituição (veja aqui). Após a confirmação, os pais ou responsável legal pelo candidato deverão se dirigir à unidade escolar escolhida no ato da inscrição (CPM ou creche), entre os dias 16 a 19 de janeiro de 2023, das 8h às 12h e das 13h às 17h, e, excepcionalmente, no dia 20 de janeiro, das 8h às 12h.

Governo Federal autoriza repasse de R$1,2 milhão para Vitória da Conquista após chuvas

/ Bahia

 Conquista decreta estado de emergência por chuva. Foto: Divulgação

O Governo Federal, através do Ministério da Integração e do Desenvolvimento Regional, autorizou nesta quinta-feira (12), o repasse de R$1,2 milhão para Vitória da Conquista, cidade do sudoeste da Bahia. O recurso é fornecido após o município ter decretado estado de emergência, devido as fortes chuvas de dezembro.

O valor deve ser usado na compra de cestas de alimentos, kits de limpeza, higiene pessoal, dormitório, colchões e água. A ação atenderá quase 20 mil pessoas.

Vitória da Conquista é a terceira maior cidade da Bahia. O temporal deixou casas, estabelecimentos comerciais e ruas alagadas. O volume de água foi tão elevado, que carros e motos foram arrastados pela correnteza no centro da cidade. Outras cinco cidades brasileiras atingidas por desastres naturais receberão o repasse, totalizado em R$ 3 milhões.

O governo do estado instalou um comitê de crise, no dia 26 de dezembro, para atender as cidades impactadas pelos efeitos da chuva na Bahia. Ao todo, 92 cidades foram afetadas.

A cidade de Jequié, também no sudoeste da Bahia, teve a pior enchente desde 1981. As famílias receberam alimentos e medicações por helicóptero no feriado do Natal. A sede do comitê foi instalada no município para facilitar os resgates.

Ao todo, a Bahia já registrou 188.104 pessoas atingidas pelas chuvas em algumas regiões do estado, segundo informações da Superintendência de Proteção e Defesa Civil da Bahia (Sudec).

Bahia registra 320 casos de Covid-19 e mais 15 óbitos, diz boletim epidemiológico da SESAB

/ Bahia

Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 320 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +0,02%), 495 recuperados (+0,03%) e 15 óbitos. Dos 1.776.884 casos confirmados desde o início da pandemia, 1.743.941 já são considerados recuperados, 1.630 encontram-se ativos e 31.313 tiveram óbito confirmado. Os dados ainda podem sofrer alterações.

O boletim epidemiológico desta quinta-feira (12) contabiliza ainda 2.078.364 casos descartados e 373.004 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica em Saúde da Bahia (Divep-BA), em conjunto com as vigilâncias municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até às 17 horas desta quinta-feira. Na Bahia 71.570 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Para acessar o boletim completo, clique aqui ou acesse o Business Intelligence.

Vacinação

Até o momento a Bahia contabiliza 11.711.621 pessoas vacinadas com a primeira dose, 10.955.706 com a segunda dose ou dose única, 7.698.385 com a dose de reforço e 3.056.805 com o segundo reforço. Do público de 5 a 11 anos, 1.103.623 crianças já foram imunizadas com a primeira dose e 746.991 já tomaram também a segunda dose. Do grupo de 3 a 4 anos, 80.363 tomaram a primeira dose e 36.279 já tomaram a segunda dose. Do grupo de 6 meses a 2 anos, 10.350 tomaram a primeira dose.

”A Bahia pode dar essa lição maravilhosa de união do seu povo”, afirma ACM Neto durante Lavagem

/ Bahia

ACM reaparece na Lavagem do Bonfim. Foto: Divulgação

O ex-prefeito de Salvador e secretário-geral do União Brasil Nacional, ACM Neto, participou da Lavagem do Bonfim na manhã desta quinta-feira (12), e destacou que o tradicional cortejo, realizado poucos dias após atos violentos contra os três Poderes do país, simboliza a força da união da população, independentemente de posições políticas.

”Principalmente em um momento como esse no Brasil, a Bahia pode dar essa lição maravilhosa de união do seu povo, independentemente de política”, disse durante entrevista à imprensa. ”O povo está aqui de uma maneira harmônica, todos movidos pela fé. E é exatamente isso que nos traz hoje para participar dessa caminhada”, acrescentou.

Ao lado de Bruno Reis, prefeito de Salvador, ACM Neto contou ainda que sempre acompanhou o cortejo, e comemorou a retomada da maior festa religiosa da Bahia. Nos últimos dois anos, a pandemia de covid-19 impossibilitou a realização da cerimônia.

”Eu não venho aqui como político, eu venho como cidadão. Eu estou aqui porque eu sempre estive aqui. Essa é a festa que me dá alegria. Estou muito feliz de poder voltar a participar do Bonfim e, agora, de iniciar essa caminhada ao lado do prefeito Bruno”, destacou.

Neste ano, a Lavagem do Bonfim também celebra o bicentenário da Independência da Bahia. Completando 278 anos, o cortejo reúne milhares de pessoas nesta quinta-feira. Durante o percurso de 8 km, acontece a 8ª Caminhada ”Lavagem de Corpo e Alma”.

Como manda a tradição, Jerônimo acompanha lavagem das escadarias da basílica do Bonfim

/ Bahia

Jerônimo participa da Lavagem do Bonfim. Foto: Rafael Martins

Como manda a tradição, após quase 8 km de caminhada em cortejo, o governador Jerônimo Rodrigues chegou à Colina Sagrada, no bairro do Bonfim, em Salvador, onde acompanhou baianas e filhas de santo fazendo a tradicional lavagem das escadarias e do adro da Igreja do Bonfim. Nesta quinta-feira (12), depois de dois anos, a festa voltou a reunir devotos do Senhor Bom Jesus do Bonfim e de Oxalá, em celebração, homenagens e pagamento de promessas.

O governador Jerônimo Rodrigues falou da sensação de renovação na chegada ao Bonfim. ”Hoje, eu marchei por oito quilômetros pra ganhar força, energia e poder marchar por quatro anos ao lado do povo da Bahia. Vim agradecer pela nossa vitória e quero pedir ao povo baiano e brasileiro que a gente se una pra combater a fome, desemprego e aumentar nossa esperança”, afirmou.

Quem também fez toda a caminhada, ao lado do governador, foi o vice-governador, Geraldo Junior. ”A primeira palavra foi gratidão, quero agradecer a Deus por essa oportunidade de estar aqui, hoje, como vice-governador da Bahia. Vocês sabem minha trajetória, primeiro, como cidadão de Salvador, depois, como vereador e, agora, como vice-governador, ao lado de Jerônimo. A nossa palavra é gratidão nesse momento tão importante de fé e cultura para o povo baiano e, com certeza, para o mundo”, comemorou.

Bahia tem 45 municípios com situação de emergência decretada pelo Governo; Jequié recebe repasse

/ Bahia

Jequié aparece na lista de cidades. Foto: Joemerson Reis/Prefeitura

O Governo do Estado, através da Superintendência de Proteção e Defesa Civil da Bahia (Sudec), obteve êxito no reconhecimento federal, por intermédio da Defesa Civil Nacional, da situação de emergência de 45 municípios baianos atingidos pelas fortes chuvas em dezembro de 2022 e janeiro deste ano.

Esse reconhecimento torna os municípios aptos a solicitarem recursos do Ministério da Integração e Desenvolvimento Regional (MDR) para ações de assistência às populações afetadas, reconstrução de infraestrutura danificada e destruída, para minimizar os impactos provocados pelo desastre e restabelecer a normalidade do cenário.

Repasses

De acordo com o MDR, o município de Jequié já recebeu o repasse de mais de R$ 4,8 milhões, que serão empregados na compra de cestas básicas, kits de limpeza e de higiene pessoal, água e colchões. A ação vai atender em torno de 32 mil pessoas.

Ainda na Bahia, outras oito cidades afetadas por chuvas intensas vão receber repasses. São elas: Vereda (R$ 72,3 mil), Itaquara (R$ 449,8 mil), Ribeirão do Largo (R$ 22,3 mil), Nova Viçosa (R$ 93,8 mil), Ilhéus (R$ 2,9 milhões) e Eunápolis (R$ 133,9 mil).

Mais de 69 mil pessoas serão atendidas. Já o município de Mutuípe vai receber R$ 94,3 mil para a compra de combustível. O benefício vai atender aproximadamente duas mil pessoas. Por fim, Cícero Dantas vai receber R$ 199 mil para restabelecimento de paralelepípedo, atendendo 4,6 mil pessoas.

Municípios reconhecidos:

1.         Aiquara

2.         Aracatu

3.         Arataca

4.         Aurelino Leal

5.         Barra da Estiva

6.         Barra do Rocha

7.         Belmonte

8.         Boa Nova

9.         Caetanos

10.       Canavieiras

11.       Contendas do Sincorá

12.       Guaratinga

13.       Ibipeba

14.       Ipiaú

15.       Itacaré

16.       Itagibá

17.       Itaju do Colônia

18.       Itamaraju

19.       Itanhém

20.       Itapebi

21.       Itaquara

22.       tarantim

23.       Itororó

24.       Ituaçu

25.       Jitaúna

26.       Jucuruçu

27.       Lafaiete Coutinho

28.       Maiquenique

29.       Manoel Vitorino

30.       Maracás

31.       Mascote

32.       Milagres

33.       Pau Brasil

34.       Piripá

35.       Planalto

36.       Poções

37.       Santa Luzia

38.       Tanhaçu

39.       Ubaitaba

40.       Ubatã

41.       Ribeira do Pombal

42.       Irajuba

43.       Planaltino

44.       Jequié

45.       Firmino Alves

Fonte: Superintendência de Proteção e Defesa Civil do Estado da Bahia (Sudec).

Bahia registra 1.187 casos de Covid-19 e mais 3 óbitos, diz boletim epidemiológico da SESAB

/ Bahia

Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 1.187 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +0,07%), 1.106 recuperados (+0,06%) e 3 óbitos. Dos 1.776.564 casos confirmados desde o início da pandemia, 1.743.446 já são considerados recuperados, 1.820 encontram-se ativos e 31.298 tiveram óbito confirmado. Os dados ainda podem sofrer alterações.

O boletim epidemiológico desta quarta-feira (11) contabiliza ainda 2.078.085 casos descartados e 372.947 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica em Saúde da Bahia (Divep-BA), em conjunto com as vigilâncias municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até às 17 horas desta quarta-feira. Na Bahia 71.560 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Para acessar o boletim completo, clique aqui ou acesse o Business Intelligence.

Vacinação

Até o momento a Bahia contabiliza 11.712.786 pessoas vacinadas com a primeira dose, 10.943.887 com a segunda dose ou dose única, 7.754.741 com a dose de reforço e 3.075.817 com o segundo reforço. Do público de 5 a 11 anos, 1.097.726 crianças já foram imunizadas com a primeira dose e 746.481 já tomaram também a segunda dose. Do grupo de 3 a 4 anos, 79.312 tomaram a primeira dose e 35.269 já tomaram a segunda dose. Do grupo de 6 meses a 2 anos, 10.046 tomaram a primeira dose.