Sem Lula no páreo, Rui Costa defende candidato de outro partido e Jaques Wagner vice

/ Política

Rui defende que candidato seja da base aliada. Foto: Manu Dias

O governador Rui Costa voltou a defender que o PT tenha um candidato de um partido da base aliada na corrida ao Palácio do Planalto nas eleições de outubro, caso o ex-presidente Lula seja impedido de participar do pleito. Segundo o jornal Folha de S. Paulo, o petista foi além, durante a participação no fórum sobre mobilidade da Associação Nacional dos Transportadores de Passageiros sobre Trilhos; bancou a tese de uma ala da legenda que acredita ser o ex-ministro Jaques Wagner o nome ideal para a vice de Josué Alencar (PR) para a Presidência da República. ”A gente precisa dar um sinal também de que a prioridade é reconstruir Brasil. A melhor pessoa é o Lula, se ele não pode, acho que não necessariamente tem que estar filiado ao PT”. Quanto à aliança com Ciro Gomes (PDT), o petista destacou que a aproximação do ex-ministro com os partidos do Centrão comprometeu a relação e provocou um afastamento entre os interesses.

PR de Costa Neto pode definir primeiro turno das eleições presidenciais, avalia centrão

/ Política

Presidente nacional do PR, Valdemar Costa Neto. Foto: Estadão

A coluna Painel, do jornal Folha de S.Paulo, afirma que o presidente do PR, Valdemar Costa Neto, pode definir o primeiro turno das eleições presidenciais. Membros do bloco capitaneado pelo DEM e pelo PP admitem que, se ele aderir a Ciro Gomes (PDT), levará todo o centrão a reboque. Ainda segundo a publicação, a única chance de Geraldo Alckmin (PSDB) ter o apoio de parte desse grupo reside no PT. Se a sigla de Lula seduzir Valdemar e fraturar a aliança, o tucano ganhará sobrevida.

Partido Republicano Progressista rejeita aliança com Jair Bolsonaro nas eleições 2018

/ Política

Jair Bolsonaro enfrenta rejeições partidárias. Foto: Divulgação

O Partido Republicano Progressista (PRP) recusou nesta quarta-feira (19), indicar o nome do general da reserva Augusto Heleno para a vaga de vice na chapa encabeçada pelo deputado federal Jair Bolsonaro (PSL-RJ) para a disputa à Presidência nas eleições 2018. No dia anterior, o parlamentar havia indicado que anunciaria Heleno como vice. Sem o PRP, Bolsonaro pode optar por uma chapa puro-sangue com um nome do próprio PSL na vice. Há quatro nomes em discussão. Uma das saídas, segundo apurou o Estado, seria a indicação da advogada Janaína Paschoal, filiada ao mesmo partido de Bolsonaro, como vice. Paschoal é uma das autoras do pedido do impeachment da presidente cassada Dilma Ropusseff e estava cotada para disputar o governo paulista ou uma vaga na Câmara dos Deputados. A escolha de um vice virou um problema para Bolsonaro. O favorito dele para a vaga era o senador Magno Malta (PR-ES), mas as conversas foram encerradas após Malta rejeitar a proposta. Além da recusa de Malta, o PSL e o PR não chegaram a um acordo nas alianças regionais.

Ciro Gomes xinga e faz ameaça a promotor que aceitou denúncia de injúria contra ele

/ Política

”Filho da puta desse faz isso”, disse Ciro. Foto: Reprodução

O pré-candidato a presidente pelo PDT, Ciro Gomes, atacou a decisão do Ministério Público Estadual de São Paulo (MP-SP) de solicitar abertura de inquérito policial contra ele sob a denúncia de injúria racial. O processo partiu do vereador de São Paulo e líder do Movimento Brasil Livre (MBL), Fernando Holiday (DEM), a quem Ciro chamou de ”capitãozinho do mato” em uma entrevista à rádio Jovem Pan no mês de abril. ”Um promotor aqui de São Paulo resolve me processar por injúria racial. E pronto, 1 filho da puta desse faz isso. Ele que cuide de gastar o restinho das atribuições dele, porque se eu for presidente essa mamata vai acabar”, disparou Ciro, nesta terça-feira (17), em São Paulo (SP) durante sabatina da Associação Brasileira de Máquinas e Equipamentos (Abimaq). Apesar da rusga com o vereador demista, Ciro mantém as tratativas com o DEM para eventual aliança na corrida presidencial.

Lagedo do Tabocal: Vereadores e prefeita se reúnem e reafirmam apoio a Euclides Fernandes

/ Política

Euclides se reúne com lideranças de Lagedo. Foto: Divulgação

Vereadores do município de Lagedo do Tabocal reafirmaram apoio ao projeto político do deputado estadual Euclides Fernandes (PDT), pré-candidato à reeleição. Euclides, que já contava com o apoio incondicional da prefeita da cidade, Mariane Fagundes (PSD), agora reafirma aliança com a maioria dos representantes do Poder Legislativo local, seis dos nove parlamentares. A informação é da assessoria do pré-candidato, após encontro no gabinete de Fernandes, em Jequié, nesta terça-feira (17). Euclides se reuniu com a prefeita Mariane, acompanhada do irmão e ex-prefeito Reivaldo Fagundes, do ex-vice-prefeito e atual secretário de Agricultura do município, Antônio Rodrigues, do presidente da Câmara, Joseilson Almeida (PDT) e de outros  três vereadores: Elmo Santana (PSDB), Elzinho Campos (SD) e Marcelo Santos (PODE), que segundo informações estariam em rumo diferente, dialogando para definir apoio ao pré-candidato a deputado estadual e ex-prefeito de Lafaiete Coutinho, Zé Cocá (PP). Em nota, a assessoria de Euclides diz que não existia aliança dos edis com outro pré-candidato e que o que vinha sendo propagado ”eram boatos, artimanhas de quem tentava ofuscar a presença do deputado no município. Euclides tem trabalhado por Lagedo, onde já é votado e é conhecido por estabelecer e cumprir metas”, esclareceu.

Democratas confirma convenção de José Ronaldo para o dia 3 de agosto; chapa ainda não está definida

/ Política

Zé Ronaldo terá o apoio de ACM Neto. Foto: Democratas

O Democratas, através do seu presidente e prefeito de Salvador, ACM Neto, confirmou o dia 3 de agosto como data da convenção que vai oficializar a candidatura José Ronaldo ao governo da Bahia. ”Ontem acertamos que a data da convenção na Bahia será dia 3 de agosto, uma sexta-feira, antes do prazo final que é dia 5. A convenção nacional do Democratas será dia 2 de agosto. Portanto, estamos perfeitamente seguindo o cronograma, sem ter pressa.  […] Temos uma agenda intensa de pré-campanha com Zé Ronaldo e Jutahy como pré-candidato ao Senado”, afirmou, em entrevista coletiva, durante a ordem de serviço para a construção da Unidade de Saúde da Família do Resgate. A composição oposicionista ainda falta definir os postulantes a vice-governador e à segunda vaga ao Senado.

Partido dos Trabalhadores marca convenção de Rui na Bahia para o próximo dia 4 de Agosto

/ Política

Rui Costa vai ter candidatura homologada. Foto: Mateus Pereira

O Partido dos Trabalhadores marcou a convenção do grupo na Bahia para o dia 4 de Agosto pela manhã. A legenda já tem sua chapa majoritária e, até lá, deve acertar algumas arestas no time que disputará a eleição, como a escolha dos suplentes ao Senado e a montagem da proporcional. ”Estamos construindo o melhor cenário que permita manter manter a nossa bancada, mas a perspectiva é que a gente cresça nas eleições”, comentou o dirigente estadual do PT, Everaldo Anunciação. Para a proporcional, o partido continua os diálogos com a base até o anúncio final. Por enquanto, o cenário aponta para a formação de três ou quatro coligações para o pleito estadual e duas para o pleito federal. As informações são do site Bahia Notícias

Preso há 100 dias, Lula critica o juiz Sérgio Moro e diz que ”fazer política no Judiciário é um equívoco”

/ Política

Lula diz que sua condenação é ”política”. Foto: Ricardo Stuckert

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva voltou a se colocar como o sonho de consumo do juiz Sérgio Moro e daqueles que não querem que a Operação Lava Jato tenha fim. As declarações vieram por meio de um vídeo divulgado pela assessoria de Lula, que marcou os 100 dias da prisão do petista nesta terça-feira (17). ”Eu acho que tem uma coisa muito grave acontecendo, porque parece que eu sou o sonho de consumo dos ministros que me julgaram e do juiz Moro, porque me parece que eles não querem, em hipótese alguma, junto com a Rede Globo de Televisão, e outros instrumentos de comunicação do Brasil, que a Lava Jato acabe ou que eu seja inocentado antes de ser preso”, declarou o político. Em outros trechos da mensagem que foi gravada em São Bernardo do Campo, horas antes da prisão de Lula no dia 7 de abril, o ex-presidente se diz indignado e repete várias vezes que a decisão que o condenou é política.”Eu me transformei no cidadão mais indignado da história do Brasil. O juiz Moro sabe que sou inocente. Os juízes do Tribunal Regional Federal da 4ª Região sabem que eu sou inocente. Eu queria que eles julgassem o mérito do processo, o mérito das acusações contra mim, que lessem a defesa das acusações e encontrassem um crime que cometi”, completou. O pré-candidato do PT ao Planalto também atacou os policiais, procuradores e juízes envolvidos em seu julgamento. Segundo Lula, os envolvidos mentiram e deixaram que suas funções públicas se filiassem a um partido político: ”O que não posso é aceitar que prevaleça a mentira contada pela Polícia Federal do Inquérito, aceita pelo Ministério Público para me acusar e aceita pelo juiz Sérgio Moro para me condenar. Não posso aceitar essa decisão como algo normal”. Lula está preso desde 7 de abril na carceragem da Polícia Federal, em Curitiba. O político foi condenado a 12 anos e 1 mês de prisão pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro referentes ao caso do triplex do Guarujá, litoral de São Paulo. Confira o vídeo inédito postado na página do político:

 

Marina Silva começou a pedir dinheiro para ajudar na a campanha da pré-candidatura à presidência

/ Política

Marina ainda não tem coligações partidárias fechadas. Foto: Estadão

A ex-senadora Marina Silva (Rede) começou a pedir dinheiro para ajudar a campanha da pré-candidatura à presidência. Ainda sem coligações partidárias fechadas e com 0,62% dos recursos do fundo eleitoral, ela lançou uma vaquinha na internet nesta terça-feira (17). O mote da campanha é de que é preciso ”equilibrar a disputa” para fazer frente ”aos grandes partidos e suas mentiras”. Outros pré-candidatos, como Lula (PT), Manuela D’Ávila (PC do B), João Amoêdo (Novo), Ciro Gomes (PDT) e Guilherme Boulos (PSOL), também já lançaram sites para receber doações. O objetivo inicial é conseguir R$ 100 mi, a fim depara realizar eventos em cinco capitais e divulgar propostas. Depois, a segunda meta é alcançar R$ 200 mil.

Quitéria anuncia afastamento da presidência da FLEM e vai se dedicar à pré-candidatura a deputada

/ Política

Maria Quitéria será candidata pelo Avante. Foto: Blog Marcos Frhm

A Fundação Luís Eduardo Magalhães – FLEM comemorou, na última quinta-feira (12), 20 anos de cooperação direta no desenvolvimento socioeconômico da Bahia. O evento aconteceu na sede em Amaralina e contou com a presença do prefeito de Bom Jesus da Lapa e presidente da UPB, Eures Ribeiro, a secretária estadual de política para mulheres, Julieta Palmeira, e membros dos conselhos fiscal e administrativo da Fundação, além de colaboradores e clientes. Na ocasião, a presidente Maria Quitéria anunciou seu afastamento da Fundação, uma vez que, ”como pré-candidata a uma vaga na câmara federal, não terei o mesmo tempo para continuar me dedicando somente a FLEM”, afirmou Quitéria. Sobre a importância do trabalho da instituição, Quitéria destacou os projetos sociais. ”Quando entrei aqui, percebi a necessidade e fui estimulada a trabalhar pelo social. Eu sentia falta da inclusão dos projetos menores, como os comunitários, por exemplo”. Recentemente, sob a direção de Maria Quitéria, a FLEM passou a executar o Programa Nossa Travessia, voltado a jovens com distúrbios mentais e em situação de vulnerabilidade social, com foco na aprendizagem e inserção no mundo do trabalho. Rodrigo Pimentel, chefe de gabinete da Secretaria de Administração do Estado da Bahia – SAEB e membro do CONAD/FLEM, afirmou a importância da Fundação para o Governo do Estado na execução de seus projetos. ”Uma instituição sem a qual seria impossível viabilizar os programas e projetos do Governo”, ressaltou Rodrigo. Ainda em clima de comemoração, colaboradores foram homenageados e vídeos com depoimentos mostraram os resultados da FLEM e da equipe de trabalho durante as duas décadas de existência.

Pré-candidatos ao governo definem datas das convenções, mas Zé Ronaldo segue indeciso

/ Política

Rui e Leão vão homologar as candidaturas. Foto: Mateus Pereira

O Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA) divulgou o calendário do processo eleitoral, nesta segunda-feira (16), definindo a data para a realização das convenções partidárias: 20 de julho a 5 de agosto. Dos quatro pré-candidatos ao governo do estado, melhores colocados nas últimas pesquisas de intenção de voto, apenas o ex-prefeito de Feira de Santana, José Ronaldo (DEM), ainda não definiu data do evento. O primeiro a realizar a convenção é o ex-prefeito de Salvador, João Henrique (PRTB), com evento marcado para 28 de julho. No dia 1º de agosto é a vez de João Santana (MDB). O emedebista vai realizar evento na sede do partido, no bairro Costa Azul, na capital baiana, das 9h às 12h. Já no dia 4 de agosto, o governador Rui Costa vai homologar as candidaturas da sua chapa majoritária. O local e o horário não foram definidos ainda. A indefinição de data para a convenção da chapa encabeçada pelo demista alimenta os rumores de que o ex-prefeito de Feira de Santana pode abandonar o barco, a partir das incertezas sobre a composição da chapa majoritária. Com informações do Bocão News

PSC procura aproximação com grupo de Rui em troca de reeleição de Irmão Lázaro a deputado

/ Política

Ao governo, PSC ofereceu Lázaro para deputado. Foto: Divulgação

Aparentemente baratinado com a resistência do PSDB em aceitar a indicação do deputado federal Irmão Lázaro a uma das vagas ao Senado na chapa do pré-candidato a governador José Ronaldo, o PSC decidiu tentar uma aproximação com o grupo do governador Rui Costa (PT) na semana que passou. As tratativas para um entendimento foram iniciadas pelo presidente do partido na Bahia, Eliel Santana, com o deputado estadual Sargento Isidório, do Avante, um dos partidos da base do governo. Sem nada a oferecer ao grupo governista, que inclusive já montou sua chapa, Eliel pediu pouco. Sugeriu apenas garantir a reeleição de Lázaro a deputado federal. Sargento Isidório levou a proposta à articulação política do governador, que não viu motivo para selar qualquer acordo com o PSC, sob o argumento de que o partido não tem nada a oferecer a Rui Costa. Paralelamente aos contatos com o governo, o PSC buscou também uma aproximação com o MDB do deputado federal Lúcio Vieira Lima, que lançou o ex-ministro João Santana pré-candidato a governador, e com o PRTB, do ex-prefeito de Salvador João Henrique, outro pré-candidato ao governo. Nos dois casos, ofereceu o nome de Irmão Lázaro, no entanto, para posições nas duas chapas ao governo. Pelo visto, as conversas não evoluíram, embora tenham deixado esta possibilidade aberta. No caso do governo, entretanto, o PSC não tem a menor chance de estabelecer uma aproximação. ”O PSC não tem nada a oferecer em troca de garantir a disputa por Irmão Lázaro a deputado federal em nosso grupo. Pelo contrário, se ele fizer parte de um chapão no governo, o risco que corremos é de perdemos um dos nossos à Câmara” disse  uma fonte do governo ao, conforme publicação do site Bocão News. O PSDB opôs resistência à indicação de Irmão Lázaro para deputado federal por entender que ele pode ajudar mais a chapa como candidato a vice de José Ronaldo. O PSC prefere o Senado por temer que Ronaldo perca, o que significaria perder um parlamentar na Câmara.

PDT oficializa candidatura de Ciro Gomes à presidência da República próxima sexta-feira

/ Política

Ciro pode ter apoio do DEM, PP, PRB e PR. Foto: Divulgação/PDT

O PDT marcou para a próxima sexta-feira (20) sua convenção nacional, na qual vai oficializar a candidatura do ex-ministro Ciro Gomes à presidência da República. O evento será na sede nacional do partido, em Brasília. O PDT escolheu o primeiro dia definido pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para o início das convenções partidárias. O prazo se encerra em 5 de agosto. Bem colocado nas pesquisas de intenção de voto até então, Ciro tem atraído a atenção de um bloco formado por partidos de centro direita, composto por PP, DEM, PR, PRB e Solidariedade. Há uma grande expectativa na campanha do pedetista de que ele contará com o apoio do bloco ao seu nome, de acordo com a Coluna do Estadão.

Pré-candidato à Presidência pelo PSOL, Boulos diz que Bolsonaro deveria estar preso por apologia à violência

/ Política

Guilherme Boulos é pré-candidato pelo PSOL. Foto: Divulgação

O pré-candidato à Presidência da República pelo PSOL, Guilherme Boulos, afirmou, na sua conta oficial no Twitter, que o também presidenciável e deputado federal Jair Bolsonaro (PSL) deveria estar preso por apologia à violência depois da defesa a policiais presos pela morte de trabalhadores rurais sem-terra em Eldorado dos Carajás (PA), em abril de 1996. “Preso deveria estar Bolsonaro por apologia à violência, em declarações como essa e outras. Irresponsável e criminoso”, disse Boulos, que foi líder do Movimento dos Trabalhadores sem Teto (MTST). No local onde os sem-terra foram mortos, Bolsonaro disse que quem tinha que estar preso era “o pessoal do MST, gente canalha e vagabunda” e completou que os policiais “reagiram para não morrer”.