Governadores do Nordeste assinam carta aberta cobrando a retomada de obras da Fiol

/ Política

Governadores durante encontro em Recife. Foto: Álvaro Carneiro

”Nosso povo precisa de emprego e buscaremos isso incansavelmente. O Nordeste está unido e não vai baixar a cabeça. Mais uma vez, estamos apresentando ao governo federal reivindicações que continuam sendo ignoradas pela União”, afirmou o governador Rui Costa, nesta sexta-feira (18), após participar do 9º Encontro dos Governadores dos Estados do Nordeste, em Recife. Como resultado do encontro, os gestores assinaram a Carta Aberta dos Governadores do Nordeste e de Minas Gerais, que apresenta demandas como a retomada das obras da Ferrovia de Integração Oeste-Leste (Fiol) e a liberação de linha de financiamento prometida no último mês de março, em reunião no Palácio do Planalto. ”Queremos o equilíbrio federativo, a retomada das obras da Fiol e a liberação da linha de financiamento da ordem de R$ 42 bilhões para os estados nordestinos. Chega de deturpações que prejudicam quem dá duro todos os dias por uma vida melhor e mora numa região cujo índice de pobreza ultrapassa os 40%. Enquanto não for feita justiça ao Nordeste, seguiremos na luta”, acrescentou Rui. No total, a carta possui 11 reivindicações. Entre elas, a desvinculação da Companhia Hidrelétrica do São Francisco (Chesf) da Eletrobras, transformando-a numa empresa pública vinculada ao Ministério da Integração Nacional. Também fazem parte das demandas a rediscussão do equilíbrio federativo, a conclusão da transposição do Rio São Francisco e a retomada das obras das ferrovias Transnordestina e Norte-Sul.

Deputados do PSDB rejeitam vaga de candidato a vice em eventual chapa com Zé Ronaldo

/ Política

Chapa da oposição baiana ainda não foi definida. Foto: Reprodução

A vaga de candidato a vice-governador é mais que indefinida na oposição. Se a cabeça de chapa está entre José Ronaldo (DEM) e João Gualberto (PSDB), o espaço não é bem quisto nos dois maiores partidos da possível coligação. Pelo lado tucano, por exemplo, Gualberto não aceitaria ser vice de Ronaldo e nem os outros dois deputados federais da legenda. Pré-candidato ao Senado, Jutahy Junior, é mais que certo no pleito à Câmara Alta do Congresso nacional. Já Imbassahy, que seria o nome viável para a majoritária, também rejeitou. ”Não é questão de aceitar ou não. Tenho um projeto na Câmara. Minha proposta é de reeleição”, disse, ao site Bahia Notícias, logo após as duas siglas fecharem unificação. Imbassahy, no entanto, elogiou a união. ”Acho que é necessária para aqueles que querem um rumo para a Bahia. É um estimulo muito grande, perspectiva de vitória eleitoral”, completou.  Sem espaço para nomes graúdos dos dois partidos, a vaga pode ficar para PTB ou PRB. Taíssa Gama (PTB), filha de Benito Gama, e a vereadora Ireuda Silva (PRB), são cogitadas.

Pré-candidato a presidente, Alckmin diz que, se eleito, vai facilitar porte de armas no campo

/ Política

Alckmin promete facilitar o porte de armas. Foto: Estadão

Pré-candidato a presidente da República, Geraldo Alckmin (PSDB) admitiu, hoje (17), facilitar o porte de armas caso seja eleito, mas apenas em áreas rurais. Segundo o tucano, a medida pode ser adotada porque as pessoas no campo estão muito distantes umas das outras e o isolamento as torna alvo. ”Já existe [estudos sobre o tema]. Não estudei detalhes, mas vamos estudar. Não quero aqui entrar nessa miudeza eleitoral”, disse, ao se referir ao também presidenciável Jair Bolsonaro (PSL). Alckmin afirmou que, enquanto os parlamentares propõem dar fuzis aos fazendeiros, ele prefere dar tratores.

Conversas nacionais entre DEM e PSDB influenciam em chapa da oposição na Bahia

/ Política

ACM desistiu e quer emplacar Zé Ronaldo. Foto: Valter Pontes

A indefinição sobre a manutenção da pré-candidatura do deputado federal João Gualberto (PSDB) ao governo do Estado está relacionada a conversas em Brasília entre tucanos e democratas. O parlamentar havia anunciado que, após conferir o resultado de uma sondagem eleitoral encomendada, decidiria continuar pré-candidato ou apoiar José Ronaldo (DEM), ex-prefeito de Feira de Santana, na corrida pelo Palácio de Ondina. Líder da oposição na Bahia, o prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), já afirmou em mais de uma ocasião estar pessoalmente empenhado por uma candidatura única do grupo ao governo, com o apoio de Gualberto a Ronaldo. Entre aliados do democrata, a expectativa era de que o tucano anunciasse até meados de maio a sua desistência. No entanto, até o momento, o deputado mantém a pré-candidatura e deu sinais de que o assunto não deve ser resolvido tão cedo, com o lançamento até mesmo de um jingle. Na noite desta terça-feira (15), vereadores do PSDB não compareceram a um jantar com o pré-candidato do Democratas, na casa do presidente da Câmara de Salvador, Leo Prates (DEM). No plano nacional, as duas legendas têm pré-candidatos à Presidência da República – Geraldo Alckmin (PSDB) e Rodrigo Maia (DEM). Há quem ainda aposte em uma eventual composição, principalmente diante do fraco desempenho do presidente da Câmara Federal nas pesquisas. Até então, no entanto, tem prevalecido o discurso de ”caminhos separados”. Em entrevista publicada no último domingo (3) pelo Estadão, Maia afirmou que a aliança entre as duas siglas está desgastada e perto do fim. Além disso, os dois partidos se movimentam em busca de apoios. Nesta semana, o presidente nacional do PTB, Roberto Jefferson, afirmou ter ”o maior respeito” por Neto, mas avisou que não adiantava procurá-lo. Segundo o petebista, a aliança com Alckmin é ”irrevogável”.

”Por trás dele existe uma história”, diz empresário sobre o triplex pivô da condenação de Lula

/ Política

O empresário Fernando Costa Gontijo, de 64 anos, é o novo dono de um dos imóveis mais comentados do País: o triplex 164-A, no condomínio Solaris, no Guarujá. O apartamento foi o pivô da condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na Operação Lava Jato. Ele foi arrematado pelo valor mínimo estipulado no edital, de R$ 2,2 milhões. Gontijo tem 3 dias para realizar o pagamento e oficializar o negócio. “O triplex tem mais de 200m², uma vista privilegiada e, por trás dele, existe uma história. É uma aposta, mas acredito que pode ser um bom negócio”, disse. Gontijo atua no mercado imobiliário há mais de 30 anos, confessa nunca ter votado em Lula e se diz apolítico. Ele criou a empresa Guarujá participações especificamente para comprar o imóvel. Em sua carreira de executivo, consta uma passagem pela companhia Via Engenharia – investigada no chamado Mensalão do DF (escândalo que veio à tona em 2009 e envolveu o ex-governador do DF José Roberto Arruda). O apartamento foi arrematado a apenas 5 minutos do fim da primeira fase do leilão virtual – quando a página já registrava 54.900 mil visitantes em sua página. Para o leiloeiro responsável, Afonso Marangoni, a compra do imóvel já na primeira rodada foi surpreendente. “Imaginava que ele sairia apenas naquilo que chamamos de segunda praça (segunda rodada de venda), quando o preço cairia para 80% do valor estipulado. Nesse caso, R$ 440 mil a menos do que foi gasto para arrematá-lo”, disse Marangoni. Um lance pelo imóvel já havia sido dado anteriormente, por volta das 21h de segunda-feira, 14, por um interessado de Piracicaba, interior de São Paulo. “O próprio interessado solicitou a retirada do lance. Ele, na verdade, tinha dado um lance que não correspondia ao mínimo possível nessa fase do leilão. O cancelamento foi feito através de ordem judicial – que é a única forma de se cancelar uma oferta já dada”, comentou Marangoni. Segundo o leiloeiro, foi o juiz Sergio Moro quem autorizou o cancelamento desse primeiro lance. Em agosto do ano passado, na sentença em que Moro condenou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o imóvel havia sido avaliado em R$ 2, 4 milhões. Portanto, ele já teria sofrido uma depreciação de R$ 200 mil no leilão desta terça, 15. Apesar disso, corretores ouvidos pelo Estado afirmam que o imóvel ainda saiu caro. Muito caro. O consenso entre os corretores é que o metro quadrado na região está valendo de R$ 7 mil a R$ 8 mil – isso se o imóvel for novo. Em caso de imóvel usado, a variação seria de R$ 5 mil a R$6 mil. “Um apartamento no Solaris está avaliado em mais ou menos R$ 600. O triplex, com muito boa vontade, vale R$1, 8 milhão. Mas poderia ser muito bem adquirido por R$1, 5 milhão”, disse Luiz Lang, proprietário da corretora Verde Mar, que atua no Guarujá. O apartamento e suas reformas, supostamente custeadas pela OAS, foram apontadas por Moro e pelos desembargadores do Tribunal Regional Federal da 4.ª Região (TRF-4) como propinas de R$ 2,4 milhões da empreiteira ao ex-presidente. O site do leilão descreveu o imóvel, e diz que o eventual comprador terá de arcar com suas dívidas. “De acordo com informação da Administração do Condomínio, sobre o imóvel recaem débitos condominiais pendentes de pagamento no importe de R$ 47.204,28 (quarenta e sete mil, duzentos e quatro reais e vinte e oito centavos) atualizados até 10 de abril de 2018, que serão de responsabilidade do arrematante”. Segundo a descrição no site do leilão eletrônico, ‘no primeiro pavimento há uma sala com varanda, cozinha e área de serviço, lavabo e uma suíte (conforme informações da sra. Mariuza, da empresa OS, a suíte não existia na planta original, havendo modificações e inclusão deste dormitório)’. “No segundo pavimento existem três quartos compactos (sendo um deles suíte), um banheiro e um hall de distribuição.” O site do Canal Judicial, que promove o leilão, também ressalta que o ‘imóvel possui piso frio em todos os cômodos e armários planejados nos quartos, cozinha, área de serviço, área externa e banheiros’. “No local havia, ainda, um fogão, um exaustor e uma geladeira, sem uso e desligados”. “Existe um elevador que integra os três andares, sendo que não foi possível verificar seu funcionamento visto que a luz da unidade não está ligada. Imóvel e móveis (armário e camas) em bom estado de conservação, com exceção dos moveis da área externa (coifa e armários), que apresentam sinais de desgaste e ferrugem. O imóvel possui localização privilegiada, em frente da praia, no bairro jardim Astúrias e atualmente está desocupado”, completa. Informações do Estadão

PRB rejeita apoio a Ciro Gomes em negociação para aliança eleitoral do centrão

/ Política

PRB só aceita apoiar alguém de centro-direita. Foto: Reprodução

O PRB rejeitou qualquer possibilidade de a legenda apoiar o ex-ministro Ciro Gomes (PDT). O partido está em negociação com outras siglas do centrão para uma possível aliança nas eleições presidenciais de outubro. Por enquanto, o ex-ministro já tem a adesão declarada por integrantes das cúpulas do DEM, PP e Solidariedade, partidos que discutem junto ao PRB a possibilidade de apoiarem o mesmo candidato no pleito. ”Já avisei que com Ciro não vamos. O PRB não caminha com a esquerda. Ele não é de esquerda, mas o partido dele é e o debate que ele tem feito é de esquerda”, declarou o presidente nacional do PRB, Marcos Pereira, ao Estadão/Broadcast. Segundo ele, o partido só aceitaria desistir da candidatura do empresário Flávio Rocha, proprietário das lojas Riachuelo, para apoiar alguém de centro-direita.

Lula sofre nova derrota no STJ e permanece preso

/ Política

Ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Foto: Reprodução 

O ministro do Superior Tribunal de Justiça, Felix Fischer, rejeitou hoje (15) um novo habeas corpus do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). A defesa do petista requereu que o pedido de soltura fosse julgado no mérito pela Quinta Turma do STJ, mas o ministro entendeu que a solicitação só deveria ser levada ao colegiado se os advogados entrassem com um novo recurso, chamado agravo de instrumento. Lula está preso desde o dia 7 de abril na Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba, condenado pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro pelo triplex do Guarujá.

Astrólogo teria desaconselhado ACM Neto a concorrer ao Governo da Bahia, diz Radar, da Veja

/ Política

Vidente teria previsto derrota de ACM Neto. Fotos Valter Pontes

O ”Radar”, coluna da revista Veja que circula esta semana, publica nota segundo a qual o prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), teria ido ao astrólogo Chico Seabra antes de desistir de concorrer ao governo do Estado contra o governador Rui Costa (PT). O vidente, que, segundo a publicação, cobra até R$ 1.500 por consulta, teria previsto a derrota do prefeito, motivo porque ele teria desistido da disputa.

Ministro do TSE nega liminar para garantir representante de Lula em debates

/ Política

Lula não terá representante em debate. Foto: Ricardo Stuckert

O ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Og Fernandes, negou um pedido de liminar do PT para que um representante do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva participe de debates entre pré-candidatos ao Palácio do Planalto. O partido pretendia garantir a presença de um representante de Lula no ciclo de entrevistas iniciado pelo jornal Folha de S.Paulo, pelo portal UOL e pelo SBT. O PT manteve Lula como pré-candidato do partido mesmo após sua prisão, no dia 7 de abril, e afirmam que registrá-lo para concorrer às Eleições. O partido alegou que, mesmo Lula aparecendo em primeiro lugar nas pesquisas de intenção de voto, o petista não teria sido convidado para os debates, o que violaria o princípio da isonomia entre os pré-candidatos. O ministro reconheceu a importância da isonomia, mas destacou que o caso não tem precedente e deve ser analisado pelo plenário do TSE. Ele exp0licou, ainda, que não há dispositivo legal que garanta a participação de representante na impossibilidade de participação de determinado candidato. Enquanto o caso não vai ao plenário, Og Fernandes entendeu não haver urgência na concessão de liminar, pois ”o fato de o ciclo de entrevistas já ter se iniciado não impede que, em caso de procedência desta representação, venha ser garantido à agremiação o direito de indicar alguém para ser entrevistado no lugar de seu pré-candidato”.

Fundador do PFL diz que Lula aceitou uma injustiça que fizeram com ele: ”líder não se entrega”

/ Política

Claudio Lembo diz que Lula foi injustiçado. Foto: Reprodução

”Eu acho que o Lula errou. Ele deveria ter ido para uma Embaixada. Um líder não se entrega. Ele aceitou uma injustiça que fizeram com ele”, afirmou Claudio Lembo, durante entrevista concedida a Bob Fernandes. O advogado, professor universitário e um dos fundadores do antigo PFL é o convidado do TVE Entrevista Especial deste sábado (12), às 22h, na TVE Bahia. Aos 83 anos e afastado da vida pública, Cláudio Lembo segue acompanhando os fatos no Brasil e se diz preocupado, entre outras questões, com a Petrobras. ”A Petrobras é uma conquista do nosso povo. De repente alguém vende todo o pré-sal, uma conquista nossa, científica dos brasileiros”, afirma. ”É preciso ter empresa estatal, tem que haver controle. Não pode haver uma Petrobras de ladrões, mas também não pode haver uma Petrobras privatizada e de ladrões externos”, dispara. Sobre a condenação do ex-presidente Lula no caso do chamado triplex em Guarujá (SP), que resultou em uma pena de 12 anos e 1 mês de prisão pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro, Lembo afirmou não ver sentido formal na decisão. Para ele, ”não se pode condenar um presidente por suposições ou indícios”. Cláudio Lembo fez duras críticas ao Poder Judiciário brasileiro. ”O juiz brasileiro virou uma vedete. Todo dia ele dá entrevista e agride alguém. Tem o prazer de agredir. Os meninos do Ministério Público, que são muito jovens, se expõem de forma excessiva. E acima de tudo o que me deixa profundamente surpreso são os vazamentos. Se é segredo de justiça, por que vai parar na tela da televisão? Alguma coisa está errada nisso. E o Conselho Nacional de Justiça silencia. E o Supremo Tribunal Federal silencia. Algo está errado neste país”, avalia. Na entrevista, Cláudio Lembo comentou ainda sobre a sua relação com o ex-senador e ex-governador da Bahia, Antonio Carlos Magalhães, falecido em 2007, aos 79 anos. ”Nossa relação foi normal durante muitos anos, sem nenhuma intimidade e sem nenhuma agressão. Quando fui governador ele me agrediu em função do PCC. E eu respondi muito duramente. Ele era senhor de engenho e eu era da senzala. E aí ficou claro”, comentou.

Deputado federal da Bahia faz pesquisas em ”bases eleitorais” com dinheiro da Câmara

/ Política

Elmar fez pesquisa com dinheiro da Câmara. Foto: Estadão

De olho na reeleição, o deputado federal Elmar Nascimento (DEM-BA) gastou R$ 30 mil da cota parlamentar no mês de abril para contratar pesquisas nas suas bases eleitorais. Conforme publicou o site Bahia Notícias, baseado no site da Câmara dos Deputados, o democrata pagou R$ 15 para cada levantamento estatístico socioeconômico e administrativo em Campo Formoso, no período de 14 a 16 de abril, e em Senhor do Bonfim, de 12 a 13 de abril. Ambas as pesquisas foram realizadas pelo Instituto Baiano de Estatística (Ibel). Elmar foi o segundo mais votado nos dois municípios. Em Campo Formoso ele obteve 11.015 votos, e em Senhor do Bonfim 4.812.

ACM Neto e Cacá Leão devem caminha juntos para apoiar candidatura de Rodrigo Maia a presidente

/ Política

União de Neto com Cacá não gera mais surpresa. Foto: Divulgação

Em campos opostos na Bahia, o DEM e o PP vão caminhar juntos na disputa pela presidência da República, de acordo com a Coluna do Estadão. Os dois partidos agora tentam o apoio do PR, PRB e Solidariedade. Ainda segundo a coluna, uma opção para unificar as siglas é Josué Gomes (PR). O empresário foi cotado anteriormente como possível candidato a vice do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Sendo assim, Cacá Leão, filho do vice-governador da Bahia e cacique do PP, João Leão, deve subir em palanque junto com ACM Neto para apoiar a candidatura de Rodrigo Maia, do DEM, à presidência. Nada de surpresa. Apesar de afirmar que defende a candidatura de Rui Costa (PT) ao governo do Estado, o Leão filho já vinha estreitando os laços com ACM, antes do prefeito da Capital desistir de enfrentar Rui na disputa estadual. Resta saber, como se comportará o eleitor de Rui e João diante do posicionamento de Cacá, que estará em dois palanques: do PT e do DEM.

Vaga familiar: Deputado Roberto Britto tira filho e coloca pai em seu gabinete

/ Política

Roberto emprega o aliado Eduardo Barbosa. Foto: Zenilton Meira

Na mesma edição do Diário Oficial da União desta quinta-feira (10), o deputado federal Roberto Britto (PP/BA) exonerou e nomeou pai e filho de seu gabinete. O pepista tirou do cargo Eduardo da Glória Barbosa Terceiro e colocou Eduardo da Glória Barbosa Júnior, candidato derrotado a prefeito de Jequié, município que já foi gerido pelo parlamentar. A vaga, no nível 20, paga R$ 8,6 mil, de acordo com a tabela de remuneração mais atualizada da Câmara Federal. *Publicação do Bahia Notícias

 

Vereador nega envolvimento na morte de Marielle Franco e diz que notícia é factóide

/ Política

Marcello é suspeito de mandar matar Marielle. Foto: Divulgação

O vereador Marcello Sicilliano (PHS) negou na manhã desta quarta-feira (9) que tenha sido o mandante do assassinato da vereadora carioca Marielle Franco (PSOL), ocorrido em 14 de março. Segundo denúncia publicada na noite de terça (8) pelo jornal O Globo, uma testemunha teria relatado à polícia do Rio que Sicilliano e o ex-PM Orlando Oliveira de Araújo teriam planejado o crime. Araújo está preso desde outubro por chefiar uma milícia em Jacarepaguá, na zona oeste da cidade. A testemunha teria trabalhado para o grupo e buscou proteção policial após ter sido ameaçado. Em troca, teria contado o que sabia em três depoimentos. Ele teria contado ter presenciado quatro reuniões entre o político e o ex-PM, em que o vereador teria se queixado que Marielle Franco estaria atrapalhando a atuação do grupo que teria interesse em expandir seus territórios para a Cidade de Deus, área que não é dominada ainda pelas milícias. O vereador convocou uma entrevista coletiva na manhã desta quarta-feira (9) para rechaçar as acusações. Sicilliano afirmou que a informação do jornal O Globo é um ”factoide” e negou conhecer o ex-PM. Ainda segundo o vereador, a Cidade de Deus não é um de seus redutos eleitorais. Sicilliano disse ainda que tinha boa relação com Marielle Franco e alegou que os dois chegaram a apresentar projetos de lei juntos. ”Gostaria de esclarecer, antes de mais nada, a minha surpresa com relação ao que aconteceu ontem. A minha relação com a Marielle era muito boa, não estou entendendo porque esse factoide foi criado contra a minha pessoa. Estou sendo massacrado nas redes sociais por algo que foi dito por uma pessoa que a gente não sabe nem a credibilidade que a pessoa tem”, disse ele. Sicilliano disse que nunca participou de reunião com o ex-PM. ”Se em algum momento eu interagi com uma pessoa chamada Orlando eu não posso garantir. Mas uma reunião marcada eu tenho certeza que não aconteceu”, afirmou. O vereador disse que “mais dos que nunca” quer que o crime seja elucidado e que ele estaria sendo utilizado como ”bucha”, termo que significa na gíria carioca bode expiatório.  Sicilliano já havia prestado depoimento à polícia sobre o crime. Um colaborador de seu gabinete foi morto no mês passado, em crime suspeito de ser queima de arquivo. O vereador alegou nunca ter tido relação com grupos milicianos que atuam na zona oeste do Rio. “”Nunca encontrei milícia nas vargens [Grande e Pequena, bairro da zona oeste], mas eu sou totalmente contra poder paralelo”.