”Aqui não tem lugar para vaidade e ambição pessoal”, diz Jerônimo Rodrigues durante evento em Barreiras

/ Política

Jerônimo discursa durante evento em Barreiras. Foto: PT Bahia

Em pré-campanha pelo governo da Bahia, Jerônimo Rodrigues (PT) alfinetou a chapa de ACM Neto (UB), durante plenária territorial do Programa de Governo Participativo (PGP) em Barreiras, no oeste baiano, neste sábado (21). ”A sensação que eu tenho é que a oposição está cansada, não aguenta acompanhar o Correria”, disse o petista, em referência ao governador Rui Costa (PT).

Em seu discurso, Jerônimo disse estar confiante na vitória de Lula (PT) na disputa pelo Palácio do Planalto, e defendeu o alinhamento com o projeto do ex-presidente para trazer de volta a esperança e o trabalho para o Brasil. “Aqui não tem lugar para vaidade e ambição pessoal. É assim que vamos voltar a governar esse país e continuar cuidando de toda a Bahia”, afirmou o ex-secretário de Educação em palanque ao lado do pré-candidato a vice-governador, Geraldo Júnior (MDB), do senador Jaques Wagner (PT) e de Otto Alencar (PSD), pré-candidato à reeleição no Senado.

Jerônimo Rodrigues rechaçou ainda críticas da oposição a respeito dos 16 anos da administração do PT no estado. ”Rui vai ultrapassar 860 visitas aos municípios da Bahia”, disse ele. ”O que cansa são 500 anos de escravidão e preconceito”, acrescentou.

Dentre as presenças de destaque no evento estava a prefeita de Wanderley, Fernanda Sá Teles (PP). Outras 40 lideranças regionais, entre ex-prefeitos, vice-prefeitos e vereadores, também compareceram ao evento com Jerônimo, que assinalou o ”compromisso de colocar o Oeste da Bahia, cada vez mais, no lugar de destaque e merecimento”.

Em Macaúbas, ACM Neto diz que a Bahia vai ter o senador mais jovem da história: ”Cacá Leão”

/ Política

ACM Neto e Cacá visitam cidade de Macaúbas. Foto: Divulgação

ACM Neto, pré-candidato ao governo do estado pelo União Brasil, disse em Macaúbas, na noite de sexta-feira (20), que o deputado federal Cacá Leão (PP) pode vir a ser o senador mais jovem da história política da Bahia. Para o ex-prefeito da capital, além da juventude e ideias inovadoras, Cacá já tem experiência e influente atuação parlamentar.

”Muitos acham que o Senado é a casa para aposentar os políticos, mas nós pensamos diferente. Queremos no Senado um cara com garra, disposição, energia, juventude, ideias novas. Um cara que vá para Brasília e brigue por nós, mas também que já tenha experiência. Cacá foi três vezes deputado, líder do PP no Congresso Nacional e, se Deus quiser, o futuro senador para atender a Bahia”, reforçou.

O líder baiano do UB disse ainda que Cacá Leão não foi a Brasília para ser só mais um parlamentar. ”Aqueles que se destacam é porque trabalham mesmo, porque são competentes”.

E ressaltou a importância que um senador tem: ”O responsável pela defesa dos interesses do nosso estado é o senador. Quem tem que estar no Congresso Nacional brigando pela Bahia, lutando pelos baianos, é o senador”.

”Filho de papai, nasceu em berço de ouro e acha que todo mundo tem que se abaixar”, diz Rui sobre ACM

/ Política

Governador Rui Costa. Foto: Matheus Morais/bahia.ba

O governador Rui Costa (PT) partiu para o contra-ataque e, em uma série de críticas, associou o pré-candidato ao governo do estado e ex-prefeito de Salvador, ACM Neto (União Brasil), a quem chamou de ‘filho de papai’, ao autoritarismo político. A declaração foi dada durante entrevista à rádio Portal do Oeste FM, de Ibotirama.

”Tem gente que é nova de idade, mas velha de cabeça. É que na verdade ele [ACM Neto] não tem com ninguém uma relação de amizade, de afeto, de carinho, de relacionamento. Isso ele não tem com ninguém. Porque ele é o filhinho de papai que acha que os outros têm que receber grito e ordem dele.”, criticou Rui.

”Ele se relaciona com gritos com os secretários, se relaciona com gritos, com esporro, com todo mundo, ele é essa pessoa que nasceu em berço de ouro e acha que todo mundo tem que se abaixar e se ajoelhar em frente dele. Então eles nunca se conformam de uma pessoa simples como eu ter sido eleito como governador”, emendou.

Para Rui, aos poucos, o pré-candidato petista ao governo do estado, o ex-secretário estadual da Educação, Jerônimo Rodrigues, está se tornando conhecido e o ‘povo dará uma reposta nas urnas’ para ACM Neto, a quem o governador associou com o presidente Jair Bolsonaro.

”Ele é aliado de Bolsonaro e quer que o estilo de Bolsonaro continue fazendo o povo da Bahia sofrer, mas o povo, aos poucos, vai conhecendo o nosso candidato [Jerônimo], o candidato de Lula, e logo o povo dará resposta a ele e a esses outros que se acham dono do poder e da história da Bahia”, completou.

Aliada de João Roma, prefeita de Aracatu anuncia apoio a Jerônimo para o Governo da Bahia

/ Política

Jerônimo Rodrigues e a prefeita de Aracatu, Braulina (Republicanos)

Filiada ao Republicanos, a prefeita de Aracatu, Braulina, anunciou que apoiará o pré-candidato do PT a governador da Bahia, Jerônimo Rodrigues, nas eleições de outubro.

A prefeita compareceu ao Programa de Governo Participativo (PGP) do PT em Guanambi, no último domingo, tirou fotos com Jerônimo e até colou um adesivo do petista em sua roupa.

O apoio de Braulina surpreende parte do meio político, uma vez que ela fazia parte da base de João Roma (PL) no estado. Nas últimas eleições, a cidade de Aracatu foi proporcionalmente uma das que mais deu votos ao deputado federal, ex-ministro da Cidadania.

Braulina não é a primeira prefeita filiada ao Republicanos a anunciar seu apoio ao pré-candidato do PT ao Governo do Estado. No final de abril, a prefeita de Cachoeira, Eliana Gonzaga, também filiada ao Republicanos, anunciou apoio a Jerônimo Rodrigues.

”Lugar de bandido é na cadeia e vamos enfrentar a luta contra o crime”, diz Cacá Leão

/ Política

Cacá Leão é pré-candidato ao Senado. Foto: Matheus Lemos

O deputado federal Cacá Leão, pré-candidato ao Senado pelo Progressistas, lamentou que a Bahia lidera o ranking dos estados com o maior número de homicídios no país. Durante visita em Caturama, nesta sexta-feira (20), Cacá disse que é preciso ”melhorar essa vergonhosa realidade da insegurança pública que o estado vem sofrendo”.

”Com comprometimento, é possível fazer diferente. Precisamos melhorar essa vergonhosa realidade da insegurança pública que o estado vem sofrendo. Nos pequenos municípios, se não fosse a ajuda da prefeitura, a Polícia Militar não conseguiria trabalhar. Muitas vezes, tem apenas dois policiais trabalhando, um no turno, outro no contra turno. Antigamente, só ouvíamos falar de facção criminosa pela televisão, no Rio de Janeiro e São Paulo”, disse Cacá.

O postulante à uma vaga no Senado continuou: ”Mas, hoje, essas facções estão presentes aqui no estado. Lugar de bandido é na cadeia e, por isso, vamos enfrentar e vencer a luta contra o crime organizado”.

Deixei eleição ganha e aceitei disputar Senado por confiar em projeto de Neto, diz Cacá

/ Política

ACM Neto e Cacá disputam Governo e Senado. Foto: Divulgação

”Eu larguei uma eleição que todos diziam que eu seria um dos deputados federais mais votados da Bahia, e aceitei disputar a vaga do Senado por acreditar neste projeto”, afirmou o deputado federal Cacá Leão (PP) ao reforçar que está confiante na vitória da chapa majoritária encabeçada por ACM Neto (UB). Recentemente, o pepista abriu mão da disputa à reeleição na Câmara Federal, para assumir a vaga do pai, João Leão (PP), na corrida pelo Senado.

A dupla ACM Neto e Cacá Leão, após passar por Guajeru, Malhada de Pedras e Brumado, na quinta-feira (19), seguirá para Érico Cardoso, Caturama, Rio do Pires, Ibipitanga e Macaúbas, nesta sexta-feira (20).

No sábado (21), os aliados passam por Itapetinga, Itambé e Vitória da Conquista. Já no domingo (22), chega a vez de visitar Campo Formoso, no Centro-Norte baiano, encerrando a maratona desta semana.

”É o sujo falando do mal lavado”, diz João sobre acusações de Neto a ao governador Rui

/ Política

Roma é pré-candidato a governador. Foto: Reprodução

”É o sujo falando do mal lavado”, diz o pré-candidato a governador da Bahia, ex-ministro da Cidadania e deputado federal, João Roma (PL), sobre as acusações do ex-prefeito de Salvador, ACM Neto, ao governador do PT, Rui Costa, de perseguições e ameaças a prefeitos.

Roma diz que servidores da Prefeitura de Salvador também passaram pelo mesmo constrangimento de perseguições e ameaças, quando manifestavam até pouco tempo uma simples curtida na rede social do ex-ministro da Cidadania.

“Quando falo da necessidade de mudança de verdade, de oxigenação da vida pública baiana, é para justamente abolir essas práticas autoritárias e execráveis de uma política do Século XIX que não cabe mais na Bahia do Século XXI”, afirma o pré-candidato bolsonarista.

Segundo Roma, a população não suporta mais a retórica vazia de falas que não correspondem aos atos. De acordo com ele, cabe à Procuradoria Eleitoral cumprir o seu papel de manter o equilíbrio da disputa, fiscalizando o uso da máquina pública tanto estadual quanto da prefeitura de Salvador nas eleições.

No aniversário da cidade, Cocá afaga a ex-prefeito e diz que Jaguaquara ”continua em boas mãos”

/ Política

Zé Cocá elogia Edione e faz afago a Martinelli. Foto: Rede social

Ao discursar nesta quarta-feira (18) em avento alusivo ao aniversário de 101 anos de emancipação político – administrativa de Jaguaquara, o prefeito de Jequié e presidente da União dos Municípios da Bahia, Zé Cocá (PP), decidiu fazer afago ao seu ex-aliado político, ex-prefeito Giuliano Martinelli (PP), com quem rompeu as relações desde 2021, quando Martinelli resolveu declarar ruptura por não ter em Zé o apoio que almejava depois de deixar o comando da Prefeitura para concretizar a ideia de ser candidato a deputado estadual, projeto que naufragou.

Durante seu discurso na visita ao Município, Cocá fez efusivos elogios a prefeita Edine Agostinone (PP), tendo afirmado que a mandatária estaria dando continuidade ao trabalho desenvolvido anteriormente por Martinelli: ”Parabéns, Jaguaquara, graças a Deus, por continuar em boas mãos. Ele não está nesse momento, mas o coração dele está aqui, que é o ex-prefeito Giuliano, que começou esse trabalho e, você, Edione, está dando sequência. Tenho orgulho de chegar nessa cidade e dizer, valeu a pena votar”, afirmou Cocá, que estava ladeado pelo ex-secretário de Governo da Prefeitura de Jequié, Hassan Iosseff (PP), o seu preferido para disputar uma cadeira na Assembleia Legislativa da Bahia.

O grupo elogiado por Cocá detém o poder há quase 20 anos, com poucas mudanças na equipe de uma gestão para outra e venceu as eleições municipais de 2020 por apenas 58 votos de diferença para o time derrotado, liderado à época por Raimundo Louzado (PSD) e Ademir Moreira (UB), ex-vice-prefeito e ex-prefeito do Município.

Após declarações do secretário de Rui, Roma diz que seu secretário será severo contra o crime

/ Política

Roma reage a declaração de Ricardo Mandarino. Foto: Divulgação

O pré-candidato ao governo da Bahia e deputado federal João Roma (PL) criticou, nesta quarta-feira (18), a gestão da segurança pública pelo atual governo do estado. Segundo ele, se eleito, não teria um titular como Ricardo Mandarino no cargo.

”Ele não seria secretário um dia sequer em meu governo. Vá fazer apologia às drogas na casa da mãe joana. Um pronunciamento desta natureza é tripudiar do sofrimento de milhares de famílias que sofrem com filhos no descaminho do mundo das drogas, envolvidos em mortes e crimes”, disse Roma.

O ex-ministro da Cidadania disse que esse será um dos pontos de um possível mandato seu. ”Vamos mudar a postura, principalmente na segurança pública. Combater de forma severa o crime organizado que teve solo fértil nos anos petistas. Vamos dar respaldo e condições aos policiais para vencermos esta guerra, que já ceifou a vida de 75 mil baianos nos últimos 16 anos”.

Para Roma, Rui e Wagner ”Não tomaram providência”. ”Somos os recordistas nacionais de homicídios, quando a média de assassinatos cai no Brasil. E ainda assistimos à nossa juventude ser cooptada pelo mundo do crime, sem perspectivas devido à falta de oportunidades, consequência do também descaso com a educação pública, a pior do país”. Com informações do site Bahia Notícias

46% dos baianos mudariam voto por candidatura apoiada por Lula, diz Quaest/Genial

/ Política

Pesquisa foi publicada pela Quaest/Genial. Foto: Reprodução

A pesquisa de intenção de voto para o governo do estado publicada pelo Quaest/Genial na manhã desta quarta-feira (18) indica que o ex-presidente Lula (PT) continua sendo um forte cabo eleitoral na Bahia. Segundo os dados do levantamento, 46% do eleitorado baiano mudaria voto por candidatura apoiada pelo ex-presidente.

Ainda de acordo com a pesquisa, 53% do eleitorado prefere um candidato mais ligado ao ex-presidente Lula. O levantamento apontou também que 31% do eleitorado baiano mudaria seu voto pelo governador Rui Costa (PT), outros 23% pelo senador Jaques Wagner (PT) e 15% pelo presidente Jair Bolsonaro (PL).

Foram entrevistadas 1.140 pessoas em encontros presenciais, entre os dias 13 e 16. A margem de erro é de 2,9 pontos percentuais para mais ou para menos. O levantamento tem 95% de confiança. A pesquisa foi registrada na Justiça Eleitoral sob os números BR-02283/2022 e BA-03239/2022.

Pesquisa Genial/Quaest aponta diferença de 13 pontos entre Jerônimo e ACM na disputa pelo Governo

/ Política

Jerônimo atinge a marca de 34% das intenções. Foto: Rede social

A pesquisa Genial/Quaest realizada com eleitores da Bahia e divulgada ña terça-feira (17), mostra que o nível de desempenho dos candidatos à disputa ao governo estadual está fortemente atrelado ao apoio do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, pré-candidato ao Palácio do Planalto pelo PT.

No levantamento Lula se mostra como importante puxador de votos. O pré-candidato ao governo Jerônimo Rodrigues (PT) atinge a marca de 34% de intenção de votos quando seu nome é colocado juntamente com o de Lula – apenas 13 pontos percentuais de alcançar ACM Neto (União Brasil), primeiro colocado na pesquisa. Neto, que se apresenta como candidato independente, marca 47% de intenção de votos, enquanto João Roma (PL), ligado a Jair Bolsonaro, atinge 10%. Outros 10% estão indecisos.

Mudança de voto

A pesquisa aponta que 53% das pessoas ouvidas preferem que a eleição seja vencida por um candidato mais ligado ao ex-presidente Lula, 14% mais ligado a Bolsonaro, 29% nem ligado a Bolsonaro e nem ligado a Lula e outros 5% optaram por voto branco ou nulo.

Outro dado é que 46% dos baianos se mostram dispostos a mudar de voto se Lula apoiar um candidato, 31% mudariam a partir de um apoio do governador Rui Costa e 26% de um apoio de Jaques Wagner. Apenas 15% consideram mudar de voto se o candidato contar com o presidente Jair Bolsonaro como cabo eleitoral.

Na pesquisa espontânea, 74% dos entrevistados se declararam indecisos, outros 13% pretendem votar em ACM Neto, 3% em Jerônimo Rodrigues, 3% em João Roma, 5% em outros candidatos, 3% branco ou nulo e 3% não pretende votar.

A pesquisa foi realizada de forma presencial entre os dias 13 e 16 de maio e coletou 1.140 respostas. A margem de erro é de 2,9 pontos percentuais, para mais ou para menos. O levantamento foi protocolado na Justiça Eleitoral no dia 12 de maio, sob o número BA-03239/2022 e BR-02283/2022.

Na corrida pelo Senado Federal, Otto Alencar ficou em primeiro lugar nas intenções de voto, com 34%, seguido de Marcelo Nilo (9%), Cacá Leão (8%), Raíssa Soares (6%) e Tâmara Azevedo (6%). Os baianos parecem pouco animados com essa disputa, já que 28% anunciam a intenção de votar em branco, anular ou não comparecer às urnas e 11% se dizem indecisos.

Presidência

Em relação à disputa presidencial, o ex-presidente Lula teria 63% das intenções de voto se a eleição fosse nesta quarta, contra 17% de Jair Bolsonaro. Em simulação de segundo turno, Lula alcançaria 69%, contra 20% do atual presidente. Para 76% dos baianos, Bolsonaro não merece ser reeleito. Já 21% gostariam de assegurar um segundo mandato a ele.

Sobre a avaliação do governo federal, 59% consideram negativa; 22%, regular; e 16%, positiva. A pesquisa Genial/Quaest também avaliou o governo da Bahia: 46% dos entrevistados consideram positiva a gestão Rui Costa, contra apenas 18% que acham negativa. Com informações do A Tarde

”Jovem na idade, mas velho na política”, diz Jerônimo sobre o seu adversário, ACM Neto

/ Política

”Ele carrega o ranço do avô”, diz Jerônimo. Foto: Divulgação

O pré-candidato ao governo do estado, Jerônimo Rodrigues (PT), criticou, de maneira velada, seu principal adversário na corrida ao Palácio de Ondina, o ex-prefeito de Salvador, ACM Neto (União Brasil), durante entrevista à rádio Princesa FM de Feira de Santana, na manhã desta terça-feira (17).

Sem citar nomes, o ex-secretário de Educação estadual afirmou que o ‘ex-prefeito de Salvador é jovem na idade’, mas velho na política’, em alusão a um suposto alinhamento da práxis política de ACM Neto com a do seu avô, o ex-governador Antônio Carlos Magalhães.

”Não dá para ficar ouvindo candidato chamar Lula de moleta. O ex-prefeito de Salvador é jovem na idade, mas velho na política. Ele carrega o ranço do avô. Há algum tempo ele ameaçou dar uma surra no ex-presidente Lula”, disse Jerônimo.

”Isso não pode acontecer. A oposição tem que se tratada com respeito. Aqui [em Feira de Santana] temos uma oposição ao prefeito Colbert Martins [MDB], mas fazemos uma oposição de respeito, como sempre foi a nossa forma de governar”, completou o pré-candidato petista.

Na ocasião, Jerônimo recorreu à futura e virtual parceria com o ex-presidente Lula para reforças investimentos e buscar soluções a problemas centrais do município de Feira de Santana, segundo maior colégio eleitoral da Bahia

Pesquisa Real Time Big Data diz que ACM lidera intenções de voto para Governo e Otto ao Senado

/ Política

O mesmo instituto diz que Neto e Otto lideram. Foto: BMFrahm

A pesquisa Real Time Big Data, divulgada pela Record TV nesta terça-feira (17), mostra o ex-prefeito de Salvador, ACM Neto (UB), com ampla vantagem em todos os cenários da disputa pelo governo da Bahia. Na pesquisa estimulada, quando é apresentada uma lista de candidatos ao eleitor, ACM Neto venceria no primeiro turno.

Neste cenário, Neto possui 55% das intenções de voto do eleitorado baiano, enquanto Jerônimo Rodrigues (PT) tem 18%, o deputado federal João Roma (Republicanos) tem 10% e Kleber Rosa (Psol), 1%. Brancos e nulos totalizam 9%, e 7% não souberam ou não responderam.

No levantamento espontâneo, em que não é apresentada uma lista de candidatos, ACM Neto tem 20% das intenções de voto. Em segundo lugar, aparecem tecnicamente empatados Jerônimo Rodrigues, com 6%, e o ex-ministro da Cidadania João Roma, com 5%.

A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BA-06101/2022. Ela foi realizada por telefone com 1.500 entrevistados entre os dias 14 e 16 de maio. A margem de erro é de 3 pontos percentuais, para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%.

Pesquisa para o Senado na BA: Otto tem 30%; Raíssa, 10%; e Cacá, 6%

A pesquisa Real Time Big Data para eleição na Bahia, divulgada nesta terça-feira (17) pela Record TV, traz o senador Otto Alencar (PSD), pré-candidato à reeleição, como o favorito, com 30% das intenções de voto. O parlamentar é seguido por Raíssa Soares (PL), com 10%.

Na sequência, aparece o deputado federal Cacá Leão (PP), com 6%, empatado tecnicamente com Tâmara Azevedo (Psol), com 4%. Brancos e nulos são 22%. Cerca de 28% dos entrevistados não souberam ou não responderam.

Já na pesquisa espontânea, o senador Otto Alencar aparece com 7%. Estão empatados em segundo lugar a médica Raíssa Soares, que tem 3%, o deputado federal Cacá Leão, com 2%, e o ex-governador Jaques Wagner (PT), com 1%. Brancos e nulos somam 5%. Um total de 82% dos entrevistados não soube ou não respondeu.

A pesquisa também mostrou o ex-prefeito de Salvador, ACM Neto (UB), com ampla vantagem em todos os cenários da disputa pelo governo da Bahia. O candidato do União Brasil aparece com 55% das intenções de voto.

A pesquisa Real Time Big Data foi realizada por telefone com 1.500 entrevistados entre os dias 14 e 16 de maio. A margem de erro é de 3 pontos percentuais, para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%. A pesquisa foi registrada no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) sob o número BA-06101/2022.

Mayra Pinheiro, a ”Capitã Cloroquina” exclui post em que chama ”Jair Bond 007” contra ”9 fingers”

/ Política

Médica é candidata a deputada. Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

A médica Mayra Pinheiro, conhecida como ”Capitã cloroquina”, que é candidata a deputada federal no Ceará pelo PL, fez uma postagem no seu twitter no domingo à tarde, mas depois o excluiu da rede.

De acordo com o portal CNN, a ex-secretária de Gestão do Trabalho e da Educação, do Ministério da Saúde, fez uma montagem com a foto de Jair Bolsonaro (PL) andando de jet ski, na ”lanchaciata” de domingo, no Lago Paranoá, em Brasília. E, sem cerimônia, o comparou ao agente secreto britânico James Bond, o 007.

E o inimigo do ”Jair Bond 007” – assim batizado pela capitã cloroquina – não poderia ser outro se não Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que aparece na fábula da médica como o ”nine fingers”, o ”nove dedos”, uma referência ao petista, que não tem um dos dedos da mão.

No post, ela anuncia: ”Nine fingers – a ameaça comunista voltou”. Na sequência, aparece ”Jair Bond 007” evoluindo no seu jet ski.

A médica tentou fazer uma analogia ao filme, no português, ”007 contra Goldfinger”, um empresário corrupto que mexia com ouro.