Lula admite que não será candidato a presidente se for condenado, mas promete ”brigar”

/ Política

Lula diz que vai brigar pra ser candidato. Foto: Ricardo Stuckert

Depois de ter o julgamento do caso do tríplex do Guarujá marcado, o ex-presidente Lula (PT) afirmou que vai brigar ”até as últimas consequências” para concorrer ao cargo máximo da República em 2018. A declaração foi dada durante uma reunião com as bancadas do PT na Câmara e no Senado, em Brasília. Caso seja condenado, o petista terá que cumprir quase dez anos de prisão. ”A única coisa que não quero é ser condenado [sendo] inocente. Por isso, vou brigar até as últimas consequências. A tentativa é para evitar que o PT volte ao poder. No Brasil, ainda estamos meio anestesiados”, disse. Lula aproveitou para afirmar que não vai disputar se for condenado. ”Não quero ser candidato por ser candidato, não quero ser candidato se for culpado. Seria leviandade. Quero brigar para provar minha inocência. Eles que apresentem uma única prova de culpa contra mim”, concluiu.

Democratas planeja ter candidato próprio à Presidência da República, afirma ACM Neto

/ Política

ACM não decide sua candidatura. Foto: Gilberto Júnior

O prefeito de Salvador, ACM Neto, confirmou nesta segunda-feira (11) que o Democratas planeja apresentar candidatura própria à Presidência da República, o que deve ser manifestado nesta quinta-feira (13), durante a convenção nacional do partido. ”Na convenção do Democratas, que vai acontecer agora em Brasília nós vamos afirmar agora categoricamente como objetivo, como meta do partido, ter candidato próprio à Presidência da República”, disse Neto. Nos bastidores, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ) é colocado como nome que será anunciado pela legenda para participar da corrida presidencial – Neto, porém, não quis confirmar os rumores. ”Mais do que isso deixa para quinta-feira”, declarou, segundo informações do Bahia Notícias. Contudo, o demista ainda não decidiu se será candidato a governador.

TSE rejeita pedido do MPE para multar Lula por suposta propaganda eleitoral antecipada

/ Política

TSE livra Lula de multa por propaganda. Foto: Ricardo Stuckert

Por maioria, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu rejeitar a representação do Ministério Público Eleitoral (MPE) para multar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) por suposta propaganda eleitoral antecipada. Em sessão nessa terça (5), os ministros Tarcísio Vieira, Jorge Mussi e Rosa Weber seguiram o voto proferido pelo relator, ministro Admar Gonzaga, que entendeu não haver ilegalidade na veiculação de um vídeo. O material em questão, publicado em junho, mostra o ex-presidente fazendo exercícios físicos com uma música de fundo chamada ”estou voltando”.  Segundo informações da Agência Brasil, Gonzaga esclareceu que isso só se configuraria como propaganda eleitoral se houvesse um pedido explícito de voto, porém, ele só viu promoção pessoal no vídeo. Por outro lado, Napoleão Maia, Gilmar Mendes e Luiz Fux votaram pela aplicação de multa, concordando com o MPE de que houve propaganda antecipada. Lula é pré-candidato às eleições presidenciais de 2018, mas sua candidatura pode não se efetivar se ele for condenado em segunda instância na Operação Lava Jato.

ACM Neto recebe prêmio de Brasileiro do Ano na categoria Política, pela revista Istoé, em SP

/ Política

Revista Istoé premia ACM Neto. Foto: Max Haack/Secom

O prefeito ACM Neto recebeu na noite desta terça-feira (5) o prêmio de Brasileiro do Ano 2017, na categoria Política, em evento realizado na cidade de São Paulo. No total, foram 16 personalidades foram premiadas pela revista Istoé, entre personalidades que se destacaram nas mais diversas áreas, a exemplo também de Comunicação, Economia, Cultura, Televisão e Empreendedorismo. Para ACM Neto, o prêmio aumenta sua responsabilidade à frente da gestão de Salvador. ”Sinto alegria de estar recebendo este prêmio, sobretudo em um momento de dificuldade da classe política. Quero dividir essa conquista principalmente com os soteropolitanos que, desde 2013, acreditam em nosso trabalho, numa gestão que mudou e está mudando Salvador”, comentou o prefeito antes de receber a premiação. Entre os outros premiados da noite estão o juiz federal Sérgio Moro, o apresentador Luciano Huck, e o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles. *Bahia Notícias

Em um ano, reprovação de João Doria triplica e já é igual à de Haddad, diz pesquisa

/ Política

Administração de João Doria despenca em SP. Foto: Estadão

Pesquisa Datafolha divulgada nesta terça-feira (5) mostra que a reprovação à gestão do prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), cresceu e atingiu o mesmo nível de seu antecessor, Fernando Haddad (PT). O levantamento foi feito de terça (28) a quinta-feira (30) da semana passada e aponta que 39% dos moradores de São Paulo consideram a administração tucana ruim ou péssima – mesmo índice de desaprovação do petista ao final de seu primeiro ano no comando da cidade, em 2013. Segundo os números, 29% consideram a gestão ótima ou boa e 31% regular. 1% não soube responder. O levantamento mostra ainda que a aprovação de Doria caiu 15 pontos porcentuais, de 44% para 29%, e a reprovação cresceu 26 pontos, de 13% para 39%. Nos últimos dois meses, a rejeição do tucano subiu 13 pontos – ela estava em 26% no começo de outubro. Segundo o Datafolha, a taxa dos que acreditam que o prefeito fez menos pela cidade do que se esperava atingiu o ponto mais alto e pulou de 64% no mês de outubro para 70%.

Pré-candidato a presidente, Bolsonaro empregava ex-mulher e parentes em gabinetes, diz jornal

/ Política

O deputado federal e pré-candidato à Presidência do Brasil Jair Bolsonaro e seus filhos empregaram uma ex-mulher dele e parentes dela em seus gabinetes, de acordo com reportagem publicada hoje no jornal O Globo. Os casos começam em 1998, quando nasceu Jair Renan Bolsonaro, filho do pré-candidato e de Ana Cristina Valle. No mesmo ano, José Candido Procópio, pai de Ana Cristina, foi contratado no gabinete de Jair Bolsonaro, onde ficou até 2000. Três anos depois, ele foi nomeado no gabinete de Flávio Bolsonaro, filho de Jair, na Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro, onde ficou até 2008. Sua exoneração aconteceu somente após a súmula do Supremo Tribunal Federal (STF) que normatizou o nepotismo; casos ocorridos antes disso não podem ser tecnicamente classificados como tal. Já Andrea Valle, irmã de Ana Cristina, também foi contratada pelo gabinete de Jair Bolsonaro em 1998 e lá permaneceu até 2006. Cerca de dois anos depois, Andrea seria contratada pelo gabinete de Flávio Bolsonaro, onde permanece lotada até hoje, trabalhando em Resende, no Rio de Janeiro. A entrada de Andrea no gabinete de Flávio se deu no mesmo dia em que o pai dela e de Ana Cristina, José Cândido Procópio Valle, foi exonerado. Pela folha salarial de setembro, ela recebe R$ 7,3 mil entre salário e gratificações, além de R$ 1,1 mil em auxílio escolar. O valor líquido recebido por Andrea, depois do desconto de Imposto de Renda e Previdência, foi de R$ 6,5 mil. O caso não se enquadra na súmula do STF por causa do grau de parentesco com Flavio. A relação entre Jair Bolsonaro e Ana Cristina durou de 1997 até 2007, segundo o deputado federal. Em resposta à reportagem d’ O Globo, Jair Bolsonaro afirma que sempre agiu dentro da lei, respeitando a súmula vinculante editada pelo STF, em 2008.

”Não vai ser candidato, mas se for, vamos dar uma surra de votos”, dispara Otto sobre ACM Neto

/ Política

Otto Alencar alfineta ACM Neto. Foto: Ana Volpe/Agência Senado

O senador Otto Alencar (PSD) convocou o público presente ao ato de inauguração do Hospital Regional da Chapada, em Seabra, nesta sexta-feira (1º), para dar uma ”sova de votos” nos políticos que estão travando o empréstimo contraído pela Bahia junto ao Banco do Brasil. ”É um cerco o que se fez ao governador Rui Costa. Porque quando eles não querem que o dinheiro do Banco do Brasil venha para a Chapada Diamantina, eles não prejudicam ao governador apenas. Estão prejudicando vocês. Essa resposta, vocês vão ter que dar, como eu vou dar, em 2018 com uma sova de votos a estes que não têm sentimento de baianidade, não têm brasilidade, não têm patriotismo”, criticou o senador durante seu discurso. Otto Alencar também aproveitou para alfinetar ACM Neto sobre eventual candidatura do democrata ao Palácio de Ondina: ”Até hoje ninguém teve coragem de botar a cara na Bahia. Só vejo o governador como candidato até agora. Tem uma ameaça, mas essa ameaça vai terminar em aborto. Não vai ser candidato. Mas se botar a cara, nós vamos trabalhar para dar uma surra de votos”. As informações são do Bocão News

Wagner lidera pesquisa de intenção de voto para senador na Bahia, segundo Instituto Paraná

/ Política

Instituto Paraná aponta Wagner na frente. Foto: João Ramos

Um levantamento do Instituto Paraná Pesquisas sobre o cenário eleitoral para o cargo de senador na Bahia apontou que o ex-governador do Estado, Jaques Wagner, estaria à frente dos demais candidatos, com 40,6% dos votos. A segunda colocada é Alice Portugal (26%), seguida por Antonio Imbassahy (19,3%), Zé Ronaldo (14,1%), João Leão (11,3%) e Márcio Marinho (8,4%). Neste cenário, a opção ”Nenhum” teve 20,2% dos votos, e ”Não Sabe” (4,6%). Em outro cenário, a pesquisa mostrou Jaques Wagner novamente como principal opção para 39,9% dos eleitores, seguido de Alice Portugal (26,5%), Jutahy Magalhães Jr (18,4%), Zé Ronaldo (14%), João Leão (12,1%) e Tia Eron (9,5%). Nesta situação, 19,1% dos participantes da pesquisa afirmaram não votar em nenhum destes candidatos, e outros 4,2% não sabem. O levantamento foi realizado entre os dias 16 e 21 de novembro, em 72 municípios baianos e contou com a colaboração de 1.576 eleitores. As informações foram publicadas no site Bahia Notícias

Lula lidera com folga intenções de voto na Bahia; Bolsonaro aparece em segundo lugar

/ Política

Lula lidera com 48,9% das intenções. Foto: Ricardo Stuckert

Aferição do Paraná Pesquisas divulgada na manhã desta segunda-feira (27) traz o ex-presidente Lula (PT) com 48,9% das intenções de voto na Bahia. Em segundo lugar, aparece o deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ), com 12,9%. 11,5% dos eleitores disseram que não votariam em nenhum candidato. Em quarto, está Marina Silva (REDE-AC), com 8,8%. O petista apresentou um crescimento em relação à última pesquisa da instituição: em junho, Lula tinha 42,7% das intenções de voto. Já Bolsonaro tinha 12,8%. O instituto também perguntou a aprovação da administração federal: 89,4% dos baianos desaprovam a gestão de Michel Temer (PMDB), 7,7% aprovam e 2,9% não souberam ou não quiseram opinar.

Luciano Huck confirma que não disputará a eleição como candidato à Presidência da República

/ Política

Apresentador Luciano Huck desiste da política. Foto: Divulgação

O apresentador Luciano Huck anunciou nesta segunda-feira (27) que não disputará a eleição como candidato à Presidência da República em 2018. Em um artigo publicado no jornal Folha de S.Paulo, ele garante que não pretende lançar a candidatura e se colocou à disposição para ajudar o país de outras maneiras. ”Contem comigo. Mas não como candidato a presidente”, escreveu. No texto, o apresentador cita a Odisseia, obra de Homero, para dizer que ”nos últimos meses estive amarrado ao mastro, tentando escapar da sedução das sereias”. Huck comentou os motivos que teriam levado seu nome a ser citado como possível candidato. Para ele, o fato de seu nome ser apresentado como possível candidato se dá conta da sua exposição pública e de características de sua personalidade. O apresentador ressaltou ainda que familiares e amigos apoiam um eventual envolvimento dele com a política. Apesar de descartar a candidatura, Huck afirma que ”com a mesma certeza de que neste momento não vou pleitear espaço nesta eleição para a Presidência da República, quero registrar que vou continuar, modesta e firmemente, tentando contribuir de maneira ativa para melhorar o País”.

Partido Rede Sustentabilidade define nomes para concorrer ao governo da Bahia e ao Senado

/ Política

Rede define nomes para as eleições 2018. Foto: Roberto Viana

O partido Rede Sustentabilidade na Bahia definiu, em reunião realizada neste sábado (25), os nomes para concorrer ao Palácio de Ondina e ao Senado. Para disputar o governo baiano, a legenda lançou os nomes da vereadora Meirinha, de Irecê; da porta-voz estadual Iaraci Dias, de Camaçari; e do vice-prefeito de Ilhéus, José Nazal. O objetivo da agremiação é fazer um palanque para a candidatura da ex-ministra Marina Silva, que vai concorrer à Presidência da República. Além disso, a direção da Rede diz que o intuito é oferecer uma alternativa em meio à polarização na política baiana. Para disputar o Senado, a direção estadual definiu as pré-candidaturas do empresário José Itamário, de Vitória da Conquista, do Pastor Enoque, de Feira de Santana e da psicóloga Daniela Moreira, de Itabuna. Com informações do Bocão News

Cacá Leão afirma que quem apostar na briga política dele com o pai João Leão perderá

/ Política

Cacá nega briga política com Leão. Foto: Blog Marcos Frahm

A disputa pelas vagas nas chapas majoritárias de 2018 está acirrada na Bahia e um grupo de deputados dos partidos Progressistas e da República buscam espaço para emplacar o também deputado federal Ronaldo Carletto – atualmente no PP – como candidato ao Senado. Neste sentido o terreno da imprensa vem sendo semeado por diversas fontes que no disse-me-disse simulam movimentações no tabuleiro do xadrez. As mais novas ”ameaças” de remanejamento colocam o deputado federal Cacá Leão (PP) filho do vice-governador João Leão (PP) como pivô de uma disputa interna para levar o partido para o campo político capitaneado pelo prefeito de Salvador ACM Neto (DEM). Cacá é taxativo ao afirmar que quem aposta na ”briga” política entre ele e o pai vai perder. ”A única certeza que temos no PP é que se o governador Rui Costa tem a prerrogativa de disputar a reeleição, Leão também tem. O resto é especulação pura e simples”. Circulou nos bastidores de Brasília que deputado federais do ”time” de Neto assediaram Cacá para coloca-lo como candidato a vice-governador na chapa do prefeito de Salvador. O pepista nega tal ensaio e afirma que ”Neto nem se quer confirmou a candidatura”. O fato é que alguns deputados do PP e do PR se reuniram em Guanambi na última sexta-feira (24) e o vice-presidente da Assembleia Legislativa, deputado Luiz Augusto do PP, deixou claro que eles querem duas vagas devido a densidade eleitoral. ”Estamos conversando para formar um grupo grande. Inclusive, o PP pode ficar junto nesse grupo. Não precisa necessariamente deixar o PP para ficar no mesmo projeto. A gente quer unir um grupo de deputados grandes. Leão pelo PP e Ronaldo pelo PR ou outro partido como o Pros”, apontou o pepista em conversa com o site Bocão News na tarde desta quinta-feira (23) em Guanambi.

Preso no Centro de Detenção da Papuda, deputado é flagrado com queijo provolone na cueca

/ Política

Celso Jacob é flagrado com queijo na cueca. Foto: Agência Câmara

Preso no Centro de Detenção Provisória (CDP) da Papuda, em Brasília (DF), desde junho deste ano, o deputado federal Celso Jacob (PMDB) foi flagrado entrando na cadeia com um queijo provolone e dois pacotes de biscoitos escondidos na cueca, no último domingo (19). Ele cumpre pena em regime semiaberto mas, por decisão da Câmara, não perdeu o mandato. Durante o dia dá expediente no Congresso e, à noite, volta para dormir na cadeia. Jacob foi condenado a sete anos e dois meses por falsificação de documento público e dispensa de licitação. Os crimes foram cometidos em 2003, quando ele era prefeito de Três Rios e, segundo a denúncia, o ajudaram a se reeleger. Segundo o relatório da direção do presídio divulgado pelo jornal O Dia, o deputado havia saído no último sábado e, quando voltou no dia seguinte, os agentes penitenciários encontraram as guloseimas durante a revista. Ao ser questionado sobre haver mais alguma coisa guardada, Celso negou e disse que ”estava com fome e que não iria mais tentar entrar com alimentos”. Depois do queijo desidratado, os agentes encontraram um pacote de biscoito light e um de biscoito caseiro. A irregularidade rendeu a Celso a punição de sete dias no isolamento pelo diretor-adjunto do CDP, Vanderley Melo Alcântara.

Após emenda que reduz fundo eleitoral, Cacá Leão diz que texto pode mudar na versão final do Orçamento

/ Política

Caca é relator do Orçamento da União. Foto: Blog Marcos Frahm

O deputado federal Cacá Leão (PP), relator do Orçamento da União, minimizou a possibilidade de o projeto destinar apenas R$ 1,5 bilhão para o fundo de financiamento de campanhas, aprovado pelo Congresso no valor de R$ 1,75 bilhão. O texto original do fundo prevê que sejam destinadas, no mínimo, 30% (R$1,32 bilhão) das emendas de bancada, mas a proposta orçamentária impede que esse limite seja ultrapassado. Além disso, uma emenda do senador Ataídes Oliveira (PSDB-TO) prevê que o presidente Michel Temer (PMDB) não possa cancelar despesas em outras áreas para ampliar os recursos do fundo.  ”O fundo é percentual, o valor é 30% das emendas de bancadas. Mas isso depende até o fechamento [do Orçamento]”, disse Leão ao site Bocão News. Nesta terça-feira (21), a comissão aprovou o relatório de receitas do Orçamento, apresentado por Ataídes. Cacá ainda irá apresentar seu parecer. Questionado sobre a possibilidade de a Câmara votar a reforma da Previdência, em dezembro, conforme o objetivo do governo, Leão disse que ”vai depender das conversas” e que desconhece o novo texto do projeto. ”Preciso conhecer para opinar”, acrescentou.