Candidato a senador, Angelo Coronel tem alta hospitalar nesta sexta após retirar vesícula

/ Polícia

Coronel é candidato na chapa de Rui Costa. Foto: Reprodução

O candidato ao Senado pelo PSD, Angelo Coronel, teve alta nesta sexta-feira (14) do Hospital Aliança, depois de uma bem-sucedida cirurgia, por videolaparoscopia, de colecistite – inflamação na vesícula, realizada na quarta (12) e conduzida pelo Dr. Leonardo Canedo. No boletim médico, assinado por Canedo e pelo médico Renê Mariano de Almeida, consta que a operação foi realizada em caráter de urgência, em decorrência de uma crise de colecistite aguda – popularmente conhecida como pedra na vesícula. Ao lado da enfermeira Schirley, de Maragogipe, que lhe conduziu à saída do Aliança, Coronel agradeceu todo o apoio e a as orações dos amigos e eleitores pela sua plena recuperação. ”Agradeço a todos que enviaram mensagens e preces pelo WhatsApp, pelo Face, pelo Instagram. Agradeço também ao Dr. Leonardo e sua brilhante equipe pelo pronto atendimento e eficiência. Com certeza, conheci mais um anjo da guarda em minha vida. Agradeço a todos os médicos, auxiliares e enfermeiros e enfermeiras do Aliança, a quem pedi votos no dia 7 de outubro. Estou me sentindo muito bem, mas ainda sob os efeitos da cirurgia. Vou para casa, descansar, mas quero retomar as nossas atividades de campanha logo, na próxima semana”, disse Coronel. Angelo Coronel disse que irá retomar a campanha em um ritmo menos frenético na próxima semana. ”Rui é correria, muita correria, mas vai entender que nesse primeiro instante eu ainda estarei em um estágio slow-motion. Contudo, com mais uma semana, estarei de novo no pique total, porque a correria, realmente, não pode parar”, brincou o candidato. Com informações do Bahia Notícias

Polícia Federal prende filho do governador de Mato Grosso do Sul e um deputado estadual

/ Polícia

Filho de Reinaldo Azambuja é preso pela PF. Foto: Reprodução

O filho do governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja, candidato à reeleição pelo PSDB, Rodrigo, e o deputado estadual José Roberto Teixeira (DEM), o ”Zé Teixeira”, foram presos durante Operação Vostok, da Polícia Federal, deflagrada nesta quarta-feira (12). A operação investiga um esquema de pagamento de propina a representantes da cúpula do Poder Executivo Estadual. Dentre os alvos da Vostok, além de Azambuja, estão pecuaristas locais responsáveis pela emissão das notas fiscais ”frias”, inclusive, o conselheiro do Tribunal de Contas Estadual, Márcio Monteiro. Segundo a Operação Vostok, o conselheiro, que foi secretário estadual de Fazenda, teria emitido nota fiscal de R$ 333 mil em dezembro de 2016. A informação consta de uma planilha da JBS, de acordo com a PF.

Jovem de 25 anos é assassinada a tiros dentro de carro no município de Feira de Santana

/ Polícia

Criminosos de carro perseguiram o carro. Foto: Site Acorda Cidade

Uma mulher foi assassinada, na tarde deste sábado (8), no município de Feira de Santana. Segundo o site Acorda Cidade, Helena Costa de Jesus, de 25 anos, foi morta dentro de um carro, com licença de Salvador, na Rua Desembargador Filinto Bastos (Rua de Aurora), próximo a Praça 2 de Julho. A vítima teria sido surpreendida por dois homens em uma moto que efetuaram os disparos. Ainda de acordo com a publicação, Helena era ex-mulher de José Silas da Silva, detento que foi decapitado durante uma rebelião que aconteceu na unidade penal no dia 24 de maio de 2015 e deixou sete pessoas mortas e cinco feridas.

Suspeito diz que atentado contra Bolsonaro foi a mando de Deus, segundo boletim de ocorrência

/ Polícia

Adélio Bispo de Oliveira, 40 anos, é de Montes Claros. Foto: Divulgação

A Polícia Militar de Minas identificou o suspeito de esfaquear o candidato à Presidência da República Jair Bolsonaro (PSL). Adélio Bispo de Oliveira, 40 anos, confessou o crime, segundo a PM. O homem é natural de Montes Claros, no Norte de Minas Gerais, e foi preso em flagrante logo após o incidente. Bolsonaro participava de um ato de campanha em Juiz de Fora, na Zona da Mata de Minas Gerais, e estava nos ombros de apoiadores quando foi atingido. Em depoimento à polícia, Adélio disse que o ataque contra Bolsonaro foi a mando de Deus, segundo boletim de ocorrência registrado pela Polícia Militar. Continua o boletim de ocorrência: ”Nos afirmou ainda que o motivo do intento se deu por motivos pessoais, os quais não iríamos entender, dizendo também em certos momentos que foi a mando de Deus”. As testemunhas disseram à polícia que ”o candidato estava sobre os ombros de um homem, momento em que o autor aproximou com a faca em uma das mãos, enrolada aparentemente em uma camisa de cor clara.” De acordo com a TV Integração, o suspeito foi levado para a delegacia da Polícia Federal na cidade. Bolsonaro foi levado à Santa Casa de Misericórdia de Juiz de Fora. O hospital informou que ele deu entrada na emergência por volta de 15h40, com ”uma lesão por material perfurocortante na região do abdômen”. Inicialmente, um de seus filhos, o deputado estadual Flavio Bolsonaro, afirmou que o ferimento havia sido superficial, mas exame indicou a suspeita de uma lesão no fígado. Ele foi encaminhado para cirurgia, e os médicos constataram que não houve lesão no fígado, mas houve lesões no intestino. O estado de Bolsonaro é considerado estável.

Operação da Polícia Federal tem vereador como alvo; mandados são cumpridos em Wenceslau Guimarães

/ Polícia

Uma operação para combater crimes eleitorais cometidos em 2016 foi deflagrada, nesta quinta-feira (30), pela Polícia Federal, em cidades da Bahia, Rio de Janeiro e Mato Grosso, onde mais de 100 mandados são cumpridos. Segundo a PF, os crimes teriam sido cometidos por um então candidato, eleito vereador, da cidade de Vitória da Conquista, no sudoeste baiano. A PF não divulgou o nome do vereador, que é o principal alvo da operação. Além do vereador, são apontados por envolvimento no esquema, um ex-presidente da Câmara de Vereadores de Vitória da Conquista, o assessor de um deputado federal, um ex-deputado estadual da Bahia, assessores, o ex-diretor do 4º Ciretran de Vitória da Conquista, membros da empresa que administra o novo presídio de Vitória da Conquista, sócios administradores do consórcio zona azul, além de outras pessoas. O grupo vai responder pelos crimes de organização criminosa, lavagem de dinheiro, corrupção passiva, corrupção ativa, corrupção eleitoral, falsidade ideológica, patrocínio infiel e estelionato. A Justiça Eleitoral determinou, ainda, o bloqueio de bens e valores de membros da organização criminosa na ordem de aproximadamente R$ 420 mil, em razão do valor potencial do desvio. Além disso, dois dos mandados cumpridos na operação são em desfavor de empresários alvos na operação Calicute, que representou a 37ª fase da operação Lava Jato, que em 2016 desvendou esquema de corrupção, lavagem de dinheiro e associação criminosa em obras do Rio de Janeiro. De acordo com a PF, a operação desta quinta-feira, intitulada Condotieri, conta com mais de 100 policiais federais que cumprem 29 mandados de busca e apreensão, 23 mandados de medidas cautelares e 61 mandados de intimação. Os mandados são cumpridos em Salvador, Vitória da Conquista, Itabuna, Wenceslau Guimarães, e Lauro de Freitas, na Bahia, além do Rio de Janeiro (RJ) e Cuiabá (MT).

Pastor evangélico dava dinheiro após abusar de adolescentes e crianças dentro da igreja

/ Polícia

Pastor de 53 anos preso suspeito de estupro. Foto: Polícia Civil

Um pastor evangélico Justino Ireno da Costa, de 53 anos, foi preso no Mato Grosso suspeito de ter estuprado meninos e adolescentes que frequentavam uma igreja no Bairro Mangabeira, em Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá. De acordo com a polícia, ele dava dinheiro às vítimas depois de cometer os abusos. Cerca de 10 crianças teriam sido abusadas e sete delas já foram identificadas e confirmadas, segundo a Polícia Civil. A informação foi revelada pelas vítimas ao delegado Cláudio Alvares Santana, da Delegacia Especializada do Idoso, Criança e Adolescente (Deddica). Segundo informações do G1, Justino Ireno foi preso nessa terça-feira (28) após quase sete meses de investigação da delegacia. Ele negou os estupros, mas confessou que dava dinheiro aos meninos. O crime foi descoberto depois que a mãe de duas das vítimas identificou que os filhos eram abusados pelo pastor. ”As crianças confirmaram os abusos sexuais praticados pelo suspeito, cometido na igreja que fica aos fundos da casa dele”, disse o delegado. Das oito vítimas identificadas, sete confirmaram que foram abusadas. Todos as vítimas são do sexo masculino e têm idades entre 6 a 14 anos. ”A mãe de duas dessas vítimas disse que um deles mudou de comportamento. Comprava coisas e aparecia com dinheiro em casa. Ele dizia [para a mãe] que o suspeito dava o dinheiro como presente. A mãe não desconfiava pela condição dele ser religioso”, completou Santana.

Bandidos explodem cofre de posto de gasolina nas margens da BR-324 e fogem em carro

/ Polícia

Bandidos explodiram, na madrugada de hoje (20), o cofre de um posto de gasolina na BR-324, segundo o jornal Correio. De acordo com a publicação, testemunhas relataram à polícia que um grupo formado por quatro homens chegou ao local por volta das 3h30, em um carro Prisma vermelho. O estabelecimento fica na divisa entre Salvador e Simões Filho, próximo ao bairro de Valéria. Ainda não há informações sobre o valor roubado.

Marqueteiro de Aécio recebeu da Odebrecht sem prestar serviço, aponta Polícia Federal

/ Polícia

Marqueteiro de Aécio é investigado. Foto: Agência Senado

A Polícia Federal apontou mais um indício de que entre 2009 e 2010 o marqueteiro do senador Aécio Neves (PSDB) teria recebido dinheiro da empreiteira Odebrecht sem prestar serviço. O inquérito foi aberto em 2017 a partir da delação premiada de executivos da construtora Odebrecht. Em depoimento, o executivo Sérgio Neves afirmou que, a pedido do senador, a Odebrecht repassou dinheiro por meio de caixa 2 para a campanha de Antonio Anastasia ao governo de Minas Gerais. De acordo com a investigação, a contrapartida seria ajuda à Odebrecht, para a empresa obter benefícios em obras no estado. De acordo com o G1, a defesa de Aécio Neves afirmou que não houve nenhum ato irregular por parte do senador, que nenhum delator fez qualquer acusação referente à existência de contrapartida pelo senador e que o serviço de publicidade foi prestado. A assessoria de Antonio Anastasia afirmou que ele nunca tratou de qualquer assunto ilícito com ninguém.

Mulher é presa em Porto Seguro com 105 kg de maconha, armas, coletes e R$ 12 mil

/ Polícia

Isabela Evangelista da Silva foi presa em casa. Foto: Polícia Civil

Uma mulher foi presa em Porto Seguro, no extremo sul da Bahia, nesta quinta-feira (9), com 105 kg de maconha. De acordo com a Polícia Civil, Isabela Evangelista da Silva foi flagrada com a droga durante uma ação policial realizada por equipes da Delegacia de Tóxicos e Entorpecentes (DTE). Ela estava em um casa, onde foram apreendidos, também, mais de R$12 mil em dinheiro, um quilo de crack, dois coletes antibalísticos, duas armas de fogo, uma balança de precisão e cadernos de anotação do tráfico de drogas. O imóvel onde a suspeita estava fica na Rua José Rodrigues. Isabela foi autuada em flagrante por tráfico de drogas e será encaminhada para o sistema prisional. As investigações vão continuar para identificar e localizar outros integrantes da quadrilha. As informações são do G1

8 meses depois de crime, DNA confirma que suspeito de matar grávida em Serrinha era pai da criança

/ Polícia

Adilson Prado Júnior matou Daiane Reis Mota. Foto: Facebook

Um exame de DNA confirmou que o bebê que Daiane Reis Mota, de 25 anos, esperava quando foi morta pelo marido, em dezembro de 2017, na cidade de Serrinha, era filho do autor do crime, segundo informações da Polícia Civil. A criança não sobreviveu. De acordo com um familiar, que não quis ser identificado, o resultado do laudo que foi entregue na terça-feira (7), não trouxe surpresas para a família, que já esperava que a menina fosse filha de Adilson Prado Lima Júnior. Conforme a polícia, o suspeito que também tem 25 anos, ainda não foi julgado, mas continua custodiado no presídio da cidade. Adilson Júnior foi preso dois dias após o crime. Ele chegou a denunciar o desaparecimento da mulher, a ajudar a polícia nas buscas pela jovem e foi ao velório da vítima. O suspeito confessou que matou a mulher após as investigações apontarem que Daiane saiu de casa pela última vez na companhia dele. À polícia, o suspeito disse que decidiu cometer o crime após encontrar mensagens no celular de Daiane. O conteúdo das mensagens não foi divulgado. Adilson detalhou, ainda, que a vítima foi baleada quando estava de costas e não teria desconfiado que seria morta. Segundo a polícia, Adilson matou a mulher com um tiro na nuca, depois de ter usado a desculpa de que mostraria a ela um terreno que seria comprado pelo casal. A jovem estava com o parto marcado para dois dias após o crime.

O caso

O corpo de Daiane, que estava grávida de nove meses, foi encontrado no dia 17 de dezembro, em um matagal na localidade de Barra do Vento, em Serrinha, por ciclistas que faziam trilhas na região. O grupo acionou a polícia. O marido da vítima foi preso após a polícia desconfiar da versão apresentada por ele. Adilson também afirmou que escondeu o celular da vítima para dificultar as investigações. De acordo com a polícia, a carteira e o celular da vítima foram encontrados sobre um armário na casa do casal. Com informações do G1

Estilista é encontrado morto após discussão com companheiro em Itabuna; foi atingido com pá

/ Polícia

Mar Ramos foi encontrado morto em casa. Foto: Rede social

Um estilista que morava na cidade de Itabuna, sul da Bahia, foi encontrado morto, no quarto de casa, na manhã desta quarta-feira (8). De acordo com a Polícia Militar, vizinhos ouviram uma discussão entre ele e o companheiro, cerca de 5h antes do corpo ser encontrado. Mar Ramos, que não teve idade revelada, foi localizado ensanguentado na cama, com uma pá ao lado do corpo, conforme publicação do G1. Uma perícia deve apontar se a ferramenta foi usada para matar a vítima.  O estilista foi encontrado morto pela empregada doméstica que trabalhava na casa dele. Ela pediu ajuda aos vizinhos, que acionaram a PM. Mar Ramos morava em Itabuna há 15 anos. Na casa onde ele foi achado morto também funcionava o ateliê do estilista. O companheiro de Mar, suspeito de ter cometido o crime, está sendo procurado pela PM

Mulher é levada morta por companheiro para UPA em Salvador depois de asfixiada, diz polícia

/ Polícia

Isabel foi morta por asfixia e Jairo foi preso. Fotomontagem BMF

A recepcionista Isabel Cristina Bramont Moraes, de 35 anos, morreu em Salvador, por asfixia, conforme apontou o laudo cadavérico. A informação é da Polícia Civil, nesta segunda-feira (6). Isabel foi levada morta para UPA de Itapuã, na capital baiana, pelo companheiro Jairo Ernandes, no dia 22 de junho. Na UPA, Jairo disse que a mulher sofreu uma queda. Entretanto, os funcionários da unidade suspeitaram da versão dele e acionaram a polícia. Na ocasião, Jairo foi preso, mas no dia 24 de julho, um mês após o crime. Conforme informações do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), a defesa do suspeito pediu, no dia 2 de agosto, relaxamento de prisão dele. No entanto, a solicitação não foi aceita pela Justiça e ele continua no Complexo Penitenciário da Mata Escura, em Salvador. Familiares e amigos de Isabel chegaram a fazer uma caminhada no domingo (5), em protesto contra esse pedido de relaxamento de prisão. Segundo a Polícia Civil, o inquérito foi concluído e remetido à Justiça, com o laudo anexado, no dia 27 de julho. A polícia disse ainda que o Ministério Público Estadual (MP-BA) ofereceu denúncia por feminicídio, que foi acatado pela Justiça, e já existe uma ação penal por homicídio qualificado contra Jairo.

Caso

Isabel foi enterrada na tarde do dia 23 de junho, no cemitério do Campo Santo, no bairro da Federação, na capital. Durante o sepultamento, familiares da vítima contaram a história do relacionamento de Isabel e Jairo. Eles começaram a namorar ainda na adolescência, há mais de 20 anos, e tinham duas filhas, uma de 15 e a outra de 17 anos. A família de Isabel diz que, antes de morrer, a vítima já havia sido agredida diversas vezes pelo companheiro. Ela era a mais velha de quatro irmãs. Segundo Maraísa Bramont, irmã da vítima, o relacionamento da irmã com Jairo era marcado por traição e violência. Eles chegaram a ficar separados por cerca de um ano e meio. Nesse período Jairo foi morar sozinho, mas segundo familiares, perseguia Isabel e não deixava ela se relacionar com ninguém. Ainda durante a separação, Jairo foi morar sozinho, mas, alguns dias antes do crime, ele começou a se reaproximar da recepcionista. A família tinha medo, mas Isabel dizia que o marido estava mudando. Com informações do G1

Suspeito de matar ex-companheira a pauladas em Santa Teresinha se apresenta à polícia e é liberado

/ Polícia

Maria Cristina morreu após tomar pauladas. Foto: Rede social

O homem suspeito de matar a ex-companheira a pauladas, na cidade de Santa Teresinha, na região do Vale do Jiquiriçá, se apresentou à polícia na tarde da última terça-feira (31). A informação foi divulgada pela Polícia Civil nesta quarta (1º). De acordo com a polícia, o homem, identificado como Eron Santos, compareceu à Delegacia de Castro Alves, a cerca de 19 km de Santa Teresinha, por questão de segurança, pois o crime comoveu a população de Santa Teresinha. Ele estava acompanhado de um advogado e foi liberado após prestar depoimento, por já ter passado o período do flagrante. Conforme a polícia, o homem foi ouvido pelo delegado Carlos Freaza, que responde pelas duas cidades. O site G1 publicou que tentou, mas não conseguiu contato com o delegado. Não há informações sobre o teor do depoimento. O crime ocorreu no domingo (29), no bairro do Rio Seco, na zona rural de Santa Teresinha. Conforme a polícia, a mulher, identificada como Maria Cristina de Almeida Moura, foi atacada por volta das 21h30. Segundo a polícia, o casal estava separado há cinco meses e o homem não aceitava o fim do relacionamento.