Homem de 56 anos atingido por bala perdida em Jaguaquara morre no Hospital Prado Valadares

/ Jaguaquara

Placa de academia atingida na Rua Dr. Gilberto de Almeida. Foto: BMF

Faleceu no Hospital Geral Prado Valadares – HGPV, em Jequié, no final da tarde deste sábado (4) o homem de 56 anos, vítima de bala perdida na sexta-feira (3), em Jaguaquara, no Vale do Jiquiriçá.

Jorge Pereira dos Santos teria sido socorrido para a unidade de saúde depois de ter sido atingido por disparo de arma de fogo deflagrado por um indivíduo que tentava alvejar um rapaz no interior de uma pastelaria na Rua Duarte Muniz, bairro São Jorge.

De acordo com informações policiais o crime ocorreu por volta das 19h e o mesmo atirador havia tentado contra outro homem na Rua Dr. Gilberto de Almeida, distante cerca de 100 metros do local, minutos antes de acertar Jorge.

Ainda de acordo com a polícia, era por volta de 18h50 quando o atirador chegou a pé na via anterior, tendo disparado contra um homem que por pouco não foi alvejado. A bala atingiu uma placa que indica uma Academia de Saúde no local.

Onda de violência assusta moradores do bairro São Jorge

Posteriormente, o suspeito se dirigiu a pastelaria, onde o outro alvo fez uma mulher de escudo humano para se livrar e o disparo acabou acertando Jorge Pereira. Após o cometimento do crime, o autor fugiu a fugiu a pé.

O caso está sendo apurado pela Delegacia Territorial. Diligência vem sendo feitas na cidade desde a noite de sexta por guarnições da Polícia Militar, que disse já ter a identificação da autoria e não descarta relação da ação criminosa com outros homicídios registrados no mesmo bairro.

Este é o terceiro homicídio na mesma região num período de três semanas. Na noite de quarta-feira, a vítima foi um cadeirante que teve a casa invadida e já possuía passagem.

Cadeirante vítima de disparos de arma de fogo em Jaguaquara morre no Hospital Prado Valadares

/ Jaguaquara

Faleceu na tarde desta quinta-feira (2), no Hospital Geral Prado Valadares (HGPV), em Jequié, o cadeirante que teve a casa invadida na noite anterior e recebeu disparos de arma de fogo, na Rua Joaquim Nery, bairro São Jorge, em Jaguaquara. [relembre]

De acordo com a Polícia Técnica, José Carlos de Jesus, 30, não resistiu e foi a óbito no final da tarde na unidade hospitalar e teve o seu corpo encaminhado ao Instituto Médico Legal. Ainda de acordo com a polícia, ainda não há informações sobre autoria e o caso está sendo investigado.

A vítima possuía passagem e teria sido conduzida recentemente pela Polícia Militar por suposto envolvimento com entorpecentes, conforme registro recente da PM.

Cadeirante é alvejado com disparos de arma de fogo dentro da própria casa, em Jaguaquara

/ Jaguaquara

Crime ocorreu na Rua Joaquim Nery, em Jaguaquara. Foto: WhatsApp

Um cadeirante foi alvejado com disparos de arma de fogo ao ser surpreendido por atiradores dentro de sua própria residência, na Rua Joaquim Nery, bairro São Jorge, em Jaguaquara.

O crime ocorreu na noite desta quarta-feira (1º), por volta das 21h e a vítima foi socorrida por uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência, que teria sido acionada por moradores da via pública.

O deficiente, que segundo informações teria sido atingido com pelo menos oito disparos foi transferido no trajeto para uma Unidade de Suporte Avançado (USA) e encaminhado ao Hospital Geral Prado Valadares (HGPV), em Jequié, apresentando quadro estável.

Os autores fugiram após o cometimento do crime e são procurados pela polícia. O homem atingido, conforme registro policial possui passagem e havia sido detido recentemente pela Polícia Militar.

Em Maracás, Polícia Militar prende indivíduo por roubo de celular; em Jaguaquara, fugitivo é detido pela PM

/ Jaguaquara

Durante rondas na cidade de Maracás , a guarnição de serviço da PM foi informada de que um rapaz teve seu celular roubado além de uma quantia de R$ 100,00 reais, na Rua Renato Vaz Sampaio, por volta das 13h30 desta segunda-feira (30), por um indivíduo em uma motocicleta preta . Em posse das características do autor, as guarnições do PETO e do 1° pelotão conseguiram localizar o autor e em sua posse o referido celular. Todo material apreendido e o autor foram apresentados na delegacia local.

Já na cidade de Jaguaquara, por volta das 16h30, a Polícia Militar  em rondas ostensivas nas imediações do Centro visualizou um indivíduo que ao perceber a presença da viatura tentou fugir, porém, após acompanhamento foi alcançado. Durante a consulta da documentação de identificação do abordado, realizada através do sistema SINESP, foi constatada a existência de um mandado de prisão em aberto pelo crime de roubo, em seu desfavor. Imediatamente, o indivíduo foi encaminhado até a delegacia de Jaguaquara, para adoção das medidas cabíveis.

Jaguaquara: Médicos entram em acordo, na justiça, após denúncias em vídeo divulgado em rede social

/ Jaguaquara

Santa Casa de Saúde  / Maternidade teria sido alvo de denúncia

Os médicos Ney Antonio de Matos Teixeira e Argemiro Francisco de Carvalho Pereira decidiram colocar um ponto final em um imbróglio que se arrastava desde 2020, a partir de um comentário feito em rede social pelo Dr. Ney após matéria publicada pelo BMFrahm RELEMBRE, relatando o recebimento de auxílio financeiro emergencial para ações de combate a pandemia do novo coronavírus, por parte da unidade de Saúde, que atende pelo SUS.

Os recursos, da ordem de R$ 521.290,09, teriam sido depositados na conta do Fundo Municipal de Saúde para aplicação na reestruturação da Maternidade, conforme informou o Diretor e médico Argemiro Pereira, durante entrevista concedida no dia 24/06/2020. Ao ler a nota, o Dr. Ney teria proferido, em um vídeo gravado em sua rede social acusações contra o diretor da Santa Casa de Jaguaquara. Em nova tentativa de conciliação, ambos acordaram, no Fórum Ministro Ilmar Galvão, perante a juíza Andrea Padilha Sodré Leal Palmarella, em audiência realizada no último dia 2 de maio, pela publicação de uma Nota de Retratação Pública com pedido de desculpas, assim como a parte requerida (Dr. Ney) pagará a parte autora a importância de R$ 5.000,00 (cinco mil reais), a título de honorários advocatícios e danos morais, a ser depositado na conta pessoal do autor, no caso Dr. Argemiro, no prazo de trinta dias úteis, contados da homologação do acordo.

Quanto a Nota de Retratação, ficou acertado que o requerido faria uma postagem em sua página do Facebook, como já foi publicado, com o seguinte teor: ”Eu, Dr. Nei Antônio de Matos Teixeira, médico que atende no município de Jaguaquara, declaro que gravei um vídeo e postei em minhas redes sociais no dia 26/06/2020, onde comento a respeito do auxílio financeiro pela União às Santas Casas e hospitais filantrópicos à Prefeitura Municipal de Jaguaquara, através da Lei 13.995 e portaria 1.393 e 1.443 de maio de 2020. Tenho hoje a ciência que este auxilio teve como objetivo de permitir atuar de forma coordenada no controle do avanço da pandemia da Covid-19 no município de Jaguaquara, e que a única Unidade de Saúde com tais características é a Maternidade Maria José de Souza Santos (SBOTE), por isso a designação da supramencionada verba, que serve para beneficiar os dessa instituição. Assim posto quero me retratar; declarando que houve um equívoco na minha explanação e que, tendo mais conhecimento sobre os fatos me retrato em relação as minhas colocações. Ressalto que o dinheiro a época questionado veio realmente destinado à readequação dos hospitais filantrópicos, verba essa que teve um fim específico e que foi rechaçada pela Prefeitura Municipal de Jaguaquara, após a equipe da Maternidade apresentar um plano de trabalho para aplicação do recurso à Procuradoria do Município, bem como ao Conselho Municipal de Saúde, onde obteve aprovação e a quem cabe a fiscalização. Após esses esclarecimentos, quero pedir desculpas e me retratar, afirmando o meu total desconhecimento à época em detrimento à destinação da verba designada à Maternidade de Jaguaquara, bem como o tipo do convênio da referida Casa de Saúde. Reitero minhas desculpas ao Diretor da Casa de Saúde e Maternidade de Jaguaquara (Dr. Argemiro Francisco de Carvalho Pereira) pelas insinuações cometidas por mim quanto à destinação da verba, bem como o meu total desconhecimento dos tipos de atendimento realizado pela instituição”.

Vereador diz que prefeita de Jaguaquara precisa descer do palanque e sugere troca da equipe

/ Jaguaquara

Gama quebra o silêncio na Câmara. Foto: Rede social/Câmara

O Legislativo quando se ”agacha” ante o Executivo, deixar de ser um poder e se torna uma espécie de secretaria. Talvez, foi essa a sensação que o vereador Dermeval Gama (Republicanos) quis passar ao quebrar o silêncio numa Casa onde até então a parcimônia em relação ao Executivo predominava.

A prefeita Edione Agostinone (PP), apesar de contar com maioria absoluta na Câmara de Jaguaquara não esperava um discurso de contundente a áspero. Em pronunciamento na sessão desta quarta-feira (25), Gama, que sempre adotou discurso ”ameno” disparou contra a gestão municipal e sugeriu, inclusive, a troca da equipe administrativa como melhor presente para Jaguaquara no mês em que o Município completa 101 anos de emancipação político – administrativa. ”Queria cobrar do presidente que convoque o secretário da Infraestrutura, para que compareça a esta casa, pois está desrespeitando nós vereadores”, iniciou Gama, ao cobrar a presença do secretário municipal, tendo enfatizado que a cidade encontra-se com suas vias públicas repletas de buracos.

E continuou: ”É uma vergonha estarem dizendo que está tudo bem. Será que nós somos cegos e só eles que enxergam”? questionou o parlamentar. O vereador sugeriu que Edione faça a troca da sua equipe como forma de presentear a cidade. ”O único presente que a prefeita poderia dar a Jaguaquara era mudar essa equipe dela, porque não obedece ninguém, não faz nada e é uma equipe de 20 anos. É a melhor coisa que ela faz, mudar a equipe, respeitar mais a comunidade e chamar para si a responsabilidade da cidade. A prefeita não acordou ainda, ela está no palanque”, disparou.

Artistas da terra de fora do São João

Dermeval aproveitou para se solidarizar com artistas da cidade, citando como exemplo o cantor Wisley Moraes, que no último final de semana publicou em sua rede social uma mensagem revelando que estaria sendo excluído da grade do São João de Jaguaquara por ter se posicionado contrário ao projeto político da prefeita durante as eleições de 2020: ”Porque não contratar os filhos de Jaguaquara?”, completou.

Jaguaquara: Procissão reúne fiéis e encerra festa em homenagem a Padroeira Maria Auxiliadora

/ Jaguaquara

A terça-feira (24), feriado municipal, foi de festa para os fiéis católicos de Jaguaquara, que amanheceram com alvorada festiva, às 05h30, em homenagem a Maria Auxiliadora. Em seguida, na Igreja Católica, ocorreu a Celebração Eucarística na Matriz; as 07h30, Solene Celebração Eucarística presidida pelo Frei Gilson de Jesus.

Centenas de fiéis lotaram as ruas da cidade a partir das 16h, para acompanhar a tradicional Procissão de Nossa Senhora Maria Auxiliadora, Padroeira de Jaguaquara, fechando as comemorações.

Fiéis de todas as idades acompanharam o cortejo, com a imagem da santa no andor puxado por um trator, cercado de flores e crianças. O ato religioso atraiu também a participação de políticos.

Jovem de 20 anos é morto com facada no tórax em Jaguaquara, durante a madrugada deste sábado

/ Jaguaquara

Davi de Jesus Farias foi golpeado e morto. Foto: Reprodução/Polícia

Um jovem de 20 anos foi morto com um golpe de arma branca – faca no tórax depois de se envolver numa confusão na madrugada deste sábado (21), no bairro São Jorge.

As informações preliminares são de que a confusão entre a vítima e autor ou autores teria iniciado num bar, nas proximidades da Unidade de Saúda da Família José Joaquim Tosta Lima, no bairro São Jorge, e que de lá saíram em discussão, tendo Davi de Jesus Farias, tentado se livrar, mas foi alcançado e agredido.

A Polícia Militar e uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência foram acionados, mas Davi, golpeado, não resistiu e tombou numa via pública. O caso será apurado pela Delegacia Territorial. A motivação e autoria são investigadas. O corpo do jovem foi encaminhado ao Instituto Médico Legal de Jequié.

No aniversário de 101 anos de Jaguaquara, prefeita natural de Irajuba recebe Título de Cidadã

/ Jaguaquara

Nildo Pirôpo entrega honraria a Edione. Foto: Rede social

Numa sessão solene em alusão ao aniversário de 101 anos de emancipação político- administrativa de Jaguaquara, completados nesta quarta-feira (18), a Câmara Municipal homenageou, na noite desta terça-feira (17), com a outorga do Títulos de Cidadãos Jaguaquarenses, a prefeita Edione Agostinone (PP), natural de Irajuba, mas radicada na cidade, além de outras quatro quatro figuras públicas: a presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Jaguaquara, Nilzete Dantas, a presidente da APLB, Vilma Martins, a secretária de Desenvolvimento Social e ex-primeira-dama, Geisa Martinelli, e o advogado Renato Reis, oriundo de Salvador, que presta serviços à Prefeitura.

A sessão presidida pelo vereador – presidente Nildo Pirôpo (PP) foi prestigiada pela juíza de Direito da Comarca local, Andrea Padilha Sodré Leal Palmerella, pelo promotor de Justiça Lúcio Meira Mendes, além do prefeito de Lafaiete Coutinho, João Freitas, servidores da Casa e convidados.

A prefeita homenageada fez discurso de agradecimento aos parlamentares pela honraria, tendo afirmado que Jaguaquara passou a fazer parte da sua vida de forma intensa; ”estou tendo a honra de receber o título de cidadã jaguaquarense, mais um capítulo que escrevo em minha trajetória, tão cheia de altos e baixos, mas sempre com a proteção de Deus. Gostaria de agradecer aos nobres vereadores, por esta tão rica oportunidade. Estou feliz, lisonjeada e honrarei todos os dias o título a mim conferido, dando o meu melhor para o progresso dessa terra”.

Operação Paz no Vale da Polícia Militar intensifica ações e realiza apreensões em Jaguaquara e região

/ Jaguaquara

Operação Vale em Paz em Jaguaquara, Itaquara e Santa Inês. Foto: PM

A Polícia Militar através da 3ª Cia do 19º BPM intensifica ações de combate ao crime em Jaguaquara e região. A Operação Vale em Paz, desencadeada para conter delitos resultou em apreensões nos últimos dias em Jaguaqara, Santa Inês e Itaquara.

Em Jaguaquara, um indivíduo ao perceber a presença da guarnição na quinta-feira (12) apresentou nervosismo e acabou sendo abordado pelos militares, que encontraram com o mesmo trouxas de substância análoga à maconha. Indagado sobre a existência de mais drogas, o suspeito, conforme informações policiais levou os soldados ao local indicado, quando foram apreendidos 01 simulacro de pistola, 01 espingarda de fabricação artesanal, 04 munições intactas de calibre .38, 01 balança de precisão e uma quantia de R$ 193,00, em espécie. Ele foi conduzido à Delegacia Territorial com o material ilícito, ficando a disposição da Justiça. No bairro Casca, ainda na quinta-feira, outro suspeito caiu nas garras da patrulha com R$ 22,00 em espécie, 01 aparelho celular, 18 trouxas de substância análoga à maconha, 01 tablete médio de substância análoga à maconha.

Em Santa Inês, em rondas de rotina na rua Francisco Alexandre II, os policiais militares avistaram dois indivíduos que, ao perceberem a presença da viatura, arremessaram um objeto, que posteriormente foi identificado como sendo um pincel para quadro branco. Em ato contínuo, os policiais notaram um comportamento diferente dos dois indivíduos e iniciaram uma busca minuciosa nos suspeitos  e nos seus pertences, momento em que ao checar o objeto arremessado,  material ilícito foi localizado no seu interior. Eram porções de substância análoga ao crack e com eles foram também apreendidos três aparelhos celulares.

Já na cidade de Itaquara, três pessoas foram presas, entre elas uma mulher, na quarta-feira (11), com R$ 236,00, em espécie, 03 aparelhos celulares, 15 trouxas de substância análoga à maconha, 03 pedaços médios de substâncias análoga à maconha, 01 balança de precisão e 01 fita crepe e vários sacolés. A ação ocorreu por volta das 14h30 e os suspeitos foram levados a unidade da Polícia Civil, segundo informações da 3ª Cia.

Edione nega atrito com Martinelli e prega independência; ”Não não vou ficar dependendo”

/ Jaguaquara

Edione Agostinone fala de relação com Martinelli. Foto: Rede social

A prefeita de Jaguaquara, Edione Agostinone (PP), ex-secretária de Desenvolvimento Social do Município e lançada a candidata em 2020 pelo então prefeito e irmão do seu genro, Giuliano Martinelli (PP), negou, em entrevista nesta terça-feira (10) que esteja em atrito com o agora ex-mandatário, diante das informações de que estaria enfrentando ”fogo amigo”.

Questionada pelo radialista Dilson Pirôpo sobre sua relação com o padrinho, ou ex padrinho, ela minimizou os burburinhos e disse que está honrando a confiança.

No entanto, Agostinone disse que não quer ficar dependente de Martinelli para governar. ”Todo mundo sabe que Giuliano sempre foi um homem muito trabalhador e Edione está honrando a confiança de ele ter entregado o grupo a ela. Eu não não tenho nada contra Giuliano, mas chegou um momento de dar conta do recado e eu não vou poder ficar dependendo dele. Foi um gestor que trabalhou e isso ninguém vai apagar. Chega um momento em que a gente é cobrado e eu não vou poder ficar a vida inteira dependendo, vou caminhar. Estou apoiando o candidato de Zé Cocá, Hassan e, se ele [Giuliano], fosse o candidato eu estaria apoiando ele, mas ele não quis e por gratidão a Zé Cocá estou com Hassan. Independente do disse-me-disse Giuliano é da minha família, política passa, tudo passa, só não o amor de Deus”, afirmou, tendo explicitado que marchará com Cocá, Leão e Cacá, os novos integrantes da chapada da oposição liderada pelo pré-candidato a governador da Bahia pelo União Brasil, ACM Neto, mas que não abrirá mão de apoiar a pré-candidatura de Jerônimo Rodrigues do PT, indicado pelo governador Rui Costa: ”Estaremos com Cocá, com Hassan, com Cacá, com João Leão, que é uma pessoa maravilhosa, mas o nosso candidato a governador é Jerônimo”, garantiu.

Entre as especulações que predominaram em torno dos motivos que estariam azedando a relação da prefeita com o ex-prefeito de Jaguaquara, está a de que Edione teria se tornado aliadíssima do prefeito de Jequié e ex-aliado de Martinelli (PP), Zé Cocá (PP), este que teria escolhido o ex-secretário de Governo da Cidade Sol, Hassan Iossef (PP) para representar o grupo regional do Progressistas como candidato a deputado estadual e escanteado Giuliano.

Não é segredo que a relação da gestora com o ex-mandatário não é mais a mesma depois da emblemática disputa eleitoral de 2020, que terminou com a vitória da ”Mãe’, como é classificada pelos simpatizantes por uma diferença de 58 votos para o segundo colocado no pleito, Raimundo do Caldo, do PSD.

Prefeita de Jaguaquara diz ter apoio de Rui Costa para complementar grade do São João com novas atrações

/ Jaguaquara

Edione comemora apoio do Estado para festa. Foto: Rede social

A grade de artistas do São João de Jaguaquara, antes anunciada pela Prefeitura e muito contestada pela população, sobretudo pela juventude, ganhou  novas atrações, conforme informações divulgadas em programa de rádio pela prefeita Edione Agostinone (PP).

A gestora parece gozar de amplo respaldo no Governo do Estado. Em entrevista a Rádio Povo FM, a prefeita fez efusivos elogios ao governador Rui Costa, pela liberação de importantes obras para o município e revelou ter conquistado o apoio do chefe do Palácio de Ondina para complementar a grade dos festejos juninos: ”Todos os dias eu agradeço a Deus por ter colocado o governador Rui Costa em minha vida. Eu fiz uma live e lancei uma grade que, como prefeita, eu poderia assumir com o dinheiro da prefeitura. A repercussão não foi boa e eu entendi que são dois anos de pandemia e chegou o momento de a gente ter outro olhar para o São João. Fui procurar o governador, falei da situação, queria que ele me ajudasse e foi o que aconteceu. Jaguaquara nunca conseguiu o valor que conseguir pela Bahiatursa. O governador liberou R$ 450 mil”, disse Edione, que ainda enumerou obras como construção de Delegacia, Complexo Esportivo, reforma de Estádio, pavimentação, reforma de escolas, da unidade da Polícia Militar, instalação do Corpo de Bombeiros e outros benefícios destinados pelo Estado.

Novas atrações

Em relação ao São João a Prefeitura, alegando dificuldades financeiras teria anunciado Flávio José, Lara Amélia, Solange Almeida, Toque Dez e Priscila Senna como atrações principais. Agora, Tarcísio do Acordeon, Jonas Esticado, Chambinho, Cacau com Leite, Pisadinha de Luxo e outros completam a lista dos que irão se apresentar em praça pública, de 23 a 26 de junho.

Contas de 2020 de seis prefeituras são aprovadas pelo Tribunal, inclusive do município de Jaguaquara

/ Jaguaquara

Na sessão realizada nesta terça-feira (10/05), os conselheiros do Tribunal de Contas dos Municípios da Bahia emitiram parecer prévio recomendando a aprovação com ressalvas, pelas câmaras de vereadores, das contas de mais seis prefeituras baianas, referentes ao exercício de 2020. Esses pareceres englobam as contas de governo e as de gestão.

Foram analisadas e aprovadas as contas das prefeituras de Alcobaça, Antônio Gonçalves, Barra do Rocha, Caravelas, Jaguaquara e Sítio do Mato, da respectiva responsabilidade de Leonardo Coelho Brito, Roberto Carlos Dantas Lima, Luís Sergio Alves de Souza, Sílvio Ramalho da Silva, Giuliano de Andrade Martinelli e Sofia Márcia Nunes Gonçalves.

Os conselheiros relatores, ao final de cada voto, também apresentaram Deliberação de Imputação de Débito – DID, com propostas de multas aos gestores nos valores de R$1,5 mil (Antônio Gonçalves e Caravelas), R$2 mil (Barra do Rocha e Sítio do Mato) e de R$5 mil (Alcobaça e Jaguaquara), em razão das ressalvas indicadas nos relatórios técnicos.

Cabe recurso das decisões.

Durante evento privado em Jaguaquara, Tarcísio do Acordeon revela contrato para tocar no São João

/ Jaguaquara

Tarcísio do Acordeon estará de volta à Jaguaquara. Foto: Rede social

O discurso de escassez de recursos para a realização do São João de Jaguaquara começa a mudar, com a contratação de um dos artistas de maior sucesso na atualidade no forró eletrônico, Tarcísio do Acordeon, que ao se apresentar neste domingo (8) num evento privado na cidade revelou, durante o show, que teve uma conversa com a prefeita Edione Agostinone, tendo fechado contrato com a Prefeitura para apresentação em praça pública no dia (25) de junho.

Tarcísio, a nova atração da grade do São João, que inclusive já estaria fechada e anunciada em live pela gestão municipal irá complementar a lista que inclui Flávio José, Lara Amélia, Solange Almeida, Priscila Sena, Toque 10 e outras. O novo artista contratado é também uma das atrações do badalado São João da cidade vizinha, Jequié.