PM cumpre ação de reintegração de posse de terra ocupada pelo MST na zona rural de Jaguaquara

/ Jaguaquara

Policiais se reuniram na seda da 3ª Cia. Fotos: Blog Marcos Frahm

A Polícia Militar realizou, nesta sexta-feira (3), uma ação de reintegração de posse de uma área pertencente a uma fazenda localizada na zona rural de Jaguaquara, no Vale do Jiquiriçá. Segundo informações apuradas junto ao advogado de defesa Marcos Ernesto Mendes, da proprietária da Fazenda Cachoeira Dourada, Ana Angélica Vieira, a propriedade rural havia sido ocupada por aproximadamente 50 pessoas, que se dizem integrantes do MST.

Policiais militares no interior da Fazenda Cachoeira Dourada

Os policiais cumpriram a ação de reintegração com pedido de liminar contra o líder do movimento, que alegava  ser legítimo proprietário da terra invadida, cometendo esbulho possessório e construindo barracos, conforme consta da ação, que a redação do Blog Marcos Frahm teve acesso.

Área de terra invadida foi desocupada sem conflito pelos invasores

Policiais do Ceto e Companhia Independente de Policiamento Especializado chegaram  ao local, na região de Jiquitaia, no início da manhã desta sexta, com acompanhamento de militares do 8º Grupamento do Corpo de Bombeiros de Jequié, representantes do Conselho Tutelar e oficiais de Justiça de Jaguaquara. Não houve registro de conflito na ação e a fazenda foi desocupada.

Polícia Militar apreende armas e munições de calibre restrito no Entroncamento de Jaguaquara

/ Jaguaquara

Armas e munições estavam em uma casa. Foto: Blog Marcos Frahm

A Polícia Militar apreendeu, nesta sexta-feira (3), uma grande quantidade de armas de fogo e munições no distrito Stela Dubois – Entroncamento de Jaguaquara. Segundo o 19º Batalhão de Polícia Militar, a ação ocorreu por volta das 10h, quando a Gavião 1953 recebeu informações de que numa residência situada na localidade existia uma grande quantidade de armas, munições e material para confecção de novos armamentos, além de material para fabricação de materiais bélicos diversos. Com base na denúncia, os policiais seguiram para o endereço indicado e lá obtiveram a permissão, conforme informou a PM ao Blog Marcos Frahm, para realizar uma revista no interior do imóvel, constatando a veracidade do fato. Foram localizadas 5 armas de fogo, munições de diversos calibres, inclusive de calibre restrito, além de outros materiais bélicos. Foi dada voz de prisão ao proprietário do imóvel, Francisco Gurunga da Silva de 63 anos, que juntamente com todo material apreendido foi apresentado na Delegacia Territorial de Jaguaquara.

Veja lista de material apreendido

1 (um) revólver calibre .32, nº 14708; 1 (um) revólver calibre .32, nº 31796; 1 (um) revólver calibre .38. numeração suprimida; 1 (uma) carabina CBC, calibre .22, nº 00757; 1 (uma) espingarda de fabricação caseira; 28 (vinte e oito) ferrolhos de espingarda; 3 (três) coldres; 27 (vinte e sete) recipientes contendo pólvora preta; 47 (quarenta e sete) minições de calibre .38; 9 (nove) munições de calibre .380; 22 (vinte e duas) munições de calibre .22;  5 (cinco) munições de calibre .44; 5 (cinco) estojos metálicos de calibre .32; 19 (dezenove) embalagens de espoleta, marca CBC; e  Aproximadamente 20 (vinte) kg de pólvora e Chumbo.

Jaguaquara: Obra do SAC está 90% concluída e órgão deve entrar em funcionamento em setembro

/ Jaguaquara

Obra do SAC está em fase de conclusão. Foto: Blog Marcos Frahm

A obra de construção da unidade do SAC de Jaguaquara já tem 90% concluída. O prédio que irá abrigar as instalações da unidade já foi erguido pela Prefeitura, no antigo Centro Cultural, no Centro da cidade e a fase agora é de instalação de forro e divisórias, parte que cabe ao Estado. Uma equipe de uma empresa contratada pela Secretaria de Administração do Estado assumiu as instalações na área interna do prédio, que deve ser finalizado no final deste mês, conforme informações da Prefeitura. A gestão pública municipal de Jaguaquara, que teria anunciado a inauguração do órgão para o fim do primeiro semestre alegou que, o período chuvoso, teria provocado atraso na obra. A inauguração ainda não foi definida, mas o SAC deve entrar em funcionamento a partir de setembro. O investimento do município é de R$ 305 mil na construção e o Governo do Estado investirá R$ 407 mil em equipamentos e instalações.

Jaguaquara: PRF conduz motorista com carro adulterado e documento falso na BR-420

/ Jaguaquara

Motorista foi flagrado na BR-420, trecho do município de Jaguauqara

Um Grupo de Patrulhamento Tático da Polícia Rodoviária Federal (PRF) atendeu uma ocorrência de receptação, uso de documento falso e adulteração de sinal identificador de veículo automotor na BR-420, por volta das 15h30 desta quarta-feira (1º), no KM 335, trecho do município de Jaguaquara. Durante fiscalização de rotina, foi abordado o veículo Fiat Strada Adventure Flex, de cor preta, com placa ostentada JQX-0877, conduzido pelo senhor Osvaldo Silva Santos. Ao verificar os documentos de porte obrigatório do veículo, os policiais identificaram, por meio de minuciosa identificação documental e veicular, indícios de falsidade nos elementos identificadores do CRLV e adulteração nas características do veículo. ”Foi constatado que de fato tratava-se do veículo de placa JQM-7039 com ocorrência de roubo desde o dia 26/02/2013 na cidade de Salvador-BA, com registro de nº 0026015/2013. Fora detido o condutor do veículo, que afirmou ter adquirido o carro por meio de uma compra a um vendedor de requeijão, que reside no povoado do Jenipapo, zona rural de Ubaíra-Ba. Informou ainda ter dado como pagamento a quantia de R$ 11.800,00 em espécie. O condutor, ileso, e o veículo foram encaminhados a Delegacia da Polícia Civil de Jaguaquara para as providências cabíveis. Foi encontrado e apreendido 1 unidade de Documento (CRLV / CRV) (Portador: Osvaldo Silva Santos), que foi enquadramento por receptação, uso de documento falso e adulteração”, diz a PRF.

Polícia Civil de Jaguaquara ganha nova viatura. Foto: Blog Marcos Frahm

A Polícia Civil de Jaguaquara, integrada a 9ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior agora conta com uma nova viatura para realizar suas incursões. O veículo foi destinado a unidade prisional de Jaguaquara nesta semana pela Secretaria de Segurança Pública do Estado.

Jaguaquara: Secretaria de Saúde responde denúncia da Leishmaniose e diz que acompanha pacientes

/ Jaguaquara

Secretaria de Saúde esclarece denúncia. Foto: Blog Marcos Frahm

Através de nota, a Secretaria de Saúde do município de Jaguaquara se posicionou diante da denúncia feita por moradores da localidade do Cedro, na zona rural, sobre possível infestação de transmissores da Leishmaniose na comunidade, inclusive tendo revelado que mais de 20 pessoas já foram infectadas no local, a exemplo da dona de casa Ramira Sampaio de Jesus, 49 anos, cujos familiares revelaram que a mesma passa por tratamento [veja]. Além de admitir já ter identificado casos na localidade, a Secretaria informou que tem acompanhado os casos que são da ”Leishmaniose Tegumentar”, mas discorda do número citado na matéria anterior publicada pelo Blog Marcos Frahm, com base em denúncia de moradores. Na nota pública, a Secretaria diz que: ”os números citados pela fonte precisam ser analisados em virtude dos diagnósticos já realizados e dos tratamentos já iniciados. Inclusive, é importante ressaltar que a paciente em questão, foi encaminhada para a realização do diagnóstico clínico-epidemiológico por um médico especialista (dermatologista), que a direcionou para iniciar o tratamento adequado que é diário e contínuo, na unidade de saúde mais próxima da sua residência”, esclarece. Contudo, a família diz que a mulher recorre a um posto na sede do município. Moradores teriam alegado falta de atenção, que estariam buscando atendimento em municípios vizinhos. Já a Secretaria nega a falta de atendimento. ”Nenhum paciente identificado deixou de ser atendido pelo município. Negligenciar atendimento não é uma prática da gestão, que inclusive atende casos de municípios vizinhos quando chegam buscando orientação ou tratamento”. A nota ressalta o comprometimento da equipe da Vigilância Epidemiológica e evidencia o interesse em explorar a situação e conclui admitindo a presença dos transmissores da doença na região. ”Na região é possível sim a presença do agente transmissor e que seguir as orientações em saúde  são  necessários para evitar a contaminação. Caso comprovado o aumento de casos, acima do esperado, por estar em uma área endêmica a Secretaria de Saúde dará todo o suporte necessário para realizar as intervenções. Os casos comprovados serão atendidos pelas unidades de saúde da comunidade e direcionadas para a realização do tratamento”, explicou.

Após sinalizar o trânsito com tachões e sofrer críticas, Prefeitura de Jaguaquara volta atrás e faz alteração

/ Jaguaquara

Prefeitura retira tachões após críticas. Foto: Blog Marcos Frahm

O Departamento de Trânsito da Prefeitura de Jaguaquara tem se movimentando para tentar organizar o trânsito na área central da cidade, para impor educação, com foco na sinalização horizontal e vertical. Porém, a última investida da equipe que cuida dos serviços de sinalização acabou frustrada e rendendo duras críticas a gestão municipal. Num cruzamento da Rua Avelar, entrada da cidade, com a principal via de acesso ao bairro Muritiba a Prefeitura implantou tachões refletivos, inclusive sendo utilizados como redutores de velocidade. Motoristas passaram a reclamar das alterações no local e a Prefeitura passou a receber uma chuva de críticas nas redes sociais. Os usuários da via alegam que, os tachões, também chamados de tartarugas geram prejuízos aos condutores e para o poder público, pois danificam o asfalto e, podem causar acidentes ao invés de preveni-los. Diante das reclamações, a equipe resolveu, nesta quarta-feira (1º), arrancar os tachões usados como redutores de velocidade substituindo-os por massa asfáltica.  A Resolução do CONTRAN que trata desse tema prevê que as tartarugas deveriam ser banidas do trânsito há mais de seis anos. Mas ainda é possível perceber elas, em muitas vias e até em rodovias, de forma irregular. Instituto Brasileiro de Defesa da Cidadania – já reforçou a necessidade do cumprimento dessa medida, alegando os transtornos das tartarugas para os condutores e também ressaltou que a permanência desses dispositivos atentava contra a questão até educacional, relacionada ao desrespeito a uma legislação nacional.

Jaguaquara: PRF revela redução nas mortes por acidentes na BR-116, trecho da Serra do Mutum

/ Imprensa, Jaguaquara

Serra do Mutum tem redução de acidentes. Foto: Blog Marcos Frahm

Um levantamento feito pela redação do Blog Marcos Frahm junto a Polícia Rodoviária Federal (PRF) mostra que houve redução nas mortes por acidentes na BR-116, sobretudo na Serra do Mutum, entre os municípios de Jaguaquara e Jequié, trecho considerado um dos mais perigosos da rodovia federal no Sudoeste baiano. Na Serra, que é área de abrangência da Delegacia 10/3 da PRF de Jequié, o último acidente com vítima fatal foi registrado em (05) de fevereiro deste ano. Na ocasião, uma carreta – caçamba desgovernada atingiu vários veículos e provocou uma morte no local, no KM 643, por volta das 19h. A carreta atingiu inicialmente um Ford/KA, um VW/Gol e um automóvel Hyundai Tucson, vitimando fatalmente a passageira do carro, identificada como Rita de Cássia Santos Correa, de 57 anos, moradora de Jequié, que não resistiu aos ferimentos e foi a óbito no local. O marido da vítima e motorista do carro, Dermival Jospe Souza Correia, chegou a ser socorrido ao Hospital Geral Prado Valadares – HGPV, transferido posteriormente para uma unidade hospitalar da capital baiana, mas também não resistiu. A morte do casal comoveu a população regional, que desenvolveu campanha em rede social pela duplicação do trecho. Contudo, até hoje, nem a Concessionária ViaBahia, que administra a rodovia, nem o Governo Federal se manifestaram sobre a prometida obra de duplicação. A redução no número de acidentes com mortes na Serra do Mutum é significativa em comparação com anos anteriores, quando acidentes graves eram registrados com frequência. Melhorias na sinalização, instalação de radares e a intensificação das fiscalizações e conscientização dos motoristas por parte da PRF contribuem para a redução.

Jaguaquara: Moradores denunciam foco de transmissão de Leishmaniose na zona rural

/ Jaguaquara

Denúncia vem de moradores do Cedro. Foto: Leitor do BMF

Moradores da localidade do Centro, na zona rural de Jaguaquara, em contato com o Blog Marcos Frahm, nesta terça-feira (31), denunciaram uma possível infestação de mosquitos-palha, na área, os transmissores da Leishmaniose. Pessoas que residem na comunidade dizem que mais de 20 moradores estão infectados e que os números são preocupantes. Familiares da dona de casa Ramira Sampaio de Jesus, de 49 anos, revelaram durante contato com o BMFrahm que a mulher foi infectada e que será submetida a tratamento em um posto de saúde do bairro São Jorge, na sede do município. Outros moradores dizem que recorrem a municípios vizinhos, reclamando da falta de acompanhamento do caso por parte da Secretaria de Saúde de Jaguaquara, que teria disponibilizado medicamentos, mas sem desenvolver na localidade um trabalho de monitoramento e recolhimento dos insetos que transmitem a doença. Os denunciantes cobram mais atenção da Prefeitura e que o poder público viabilize a captura dos transmissores da Leishmaniose para evitar o agravamento do problema. A Secretaria de Saúde ainda não se pronunciou.

Jaguaquara: Vereador diz ter sido caluniado em entrevista e que rádio ”nega direito de resposta”

/ Jaguaquara

Rádio barra Nildo Pirôpo. Foto: BMF

O vereador Nildo Pirôpo (PSB), de Jaguaquara, procurou a redação do Blog Marcos Frahm, na tarde desta terça-feira (31), afirmando estar buscando esclarecimento, por parte da Rádio Povo de Jaguaquara, emissora afiliada ao Sistema Pazzi de Comunicação, de ter lhe negado o direito de resposta, depois de sentir-se atingido em sua honra por comentário veiculado na rádio durante entrevista do ex-prefeito do município, Ademir Moreira, que segundo o parlamentar, teria feito comentário difamatório ao vivo em programa de notícias na última sexta-feira (27). Pirôpo disse que, desde a última sexta, vem tentando obter espaço para esclarecer a população a cerca das críticas sofridas, e que ele diz ter sido ofensivas e difamatórias, mas que o espaço não foi concedido pelo proprietário da emissora, José Roberto Pazzi. O vereador revela que manteve contato com Pazzi via WhatsApp, que o empresário lamentou o ocorrido, que a entrevista do ex-prefeito foi conduzida sem a sua autorização e que ”daqui pra frente todas as entrevistas terão que passar por mim, para evitar constrangimento, mas no tempo certo agendaremos sim”, disse Roberto Pazzi, em um trecho da conversa, conforme revela o vereador. Integrante da base do prefeito da cidade, Giuliano Martinelli (PP), Pirôpo também saiu na defesa do gestor aliado. ”O exercício da liberdade de manifestação de pensamento e informação deve se dar sempre dentro de certos limites, pois sustentamos que o papel do jornalismo deve ser o de informar à sociedade fatos verídicos, e não o de difamar e caluniar irresponsavelmente. Não somos contra o fato de abrir o espaço para qualquer político ou cidadão que por ventura queira questionar o nosso mandato, questionar a administração pública, mas fazer acusação sem provas é crime e essa não é a linha da rádio, que presta um importante serviço a sociedade jaguaquarense, mas infelizmente abriu espaço para um político ficha suja difamar os seus adversários. O prefeito também foi caluniado e todas as famílias que ouviram aquele programa jamais esquecerão das palavras chulas usadas por um político inelegível”, bradou. O edil destacou ainda, que vem sofrendo com indiretas em programas, e que discorda de ataques a classe política numa emissora que detém contrato de R$ 4.690,00 com a Câmara e R$ 5.000,00 com a Prefeitura. ”O contrato com a prefeitura é pra divulgar as ações da gestão e não para sugerir a pauta do jornalismo. O contrato da câmara é para transmissão das sessões e não para ditar as normas dos programas, mas esses contratos passam pela nossa aprovação, nós, políticos.  Inclusive, o ex-prefeito ficha suja ainda cometeu algo mais grave, que foi pedir votos no ar para os seus candidatos, Leur Lomanto e Sandro Régis, o que não é permitido pela legislação. Aí eu pergunto, como vamos aceitar ser caluniados e não ter o direito de resposta?”, questiona e conclui. Para quaisquer considerações, esclarecimentos e informações fica aberto o espaço no blog para o empresário, ou o ex-prefeito, interessados sobre o assunto.

Jaguaquara: Operação da Polícia Militar prende suspeito de tráfico com armas e drogas

/ Jaguaquara

Armas e drogas apreendia com ”Marquinhos”. Foto: Divulgação/PM

Um suspeito de envolvimento com o tráfico de drogas em Jaguaquara foi preso no final de semana pela Polícia Militar, após denúncia. Antônio Marcos Almeida Santana, o Marquinhos, de 23 anos, foi detido pela guarnição da Gavião 1953, que foi ao local denunciado, no bairro Casca e, segundo informações policiais, o suspeito, ao avistar a viatura, fugiu com a companheira a bordo de uma motocicleta, mas acabou sendo alcançado pelos militares. Após averiguação e busca pessoal, conforme a polícia, foram encontradas drogas e armas. Com Marquinhos, os policiais apreenderam:  um revólver Taurus cal.32″ n° 33660; pistola 2 canos cal.22″ n°70727; espingarda artesanal cal.20″; peças de arma artesanal(canos e blocos); duas munições cal. 32″ intactas; um simulacro de pistola; vinte porções pequenas e embaladas para comercialização de material análogo a cocaína; duas porções pesando aproximadamente 50 gramas de material análogo a cocaína; onze porções de substância embalada análoga a maconha; R$ 52,70 em espécie, além de celular preto de marca linoxx. Todo o material apreendido e o suspeito foram apresentados na Delegacia Territorial de Jaguaquara.

Quatro homens morrem em confronto com polícia no Sul da Bahia e um deles era de Jaguaquara

/ Jaguaquara

Adalberto já teria sido preso em Jaguaquara. Foto: Polícia Civil

Quatro suspeitos de tráfico de drogas e homicídios morreram em confronto com agentes da Polícia Civil durante uma operação, na cidade de Barro Preto, na região sul da Bahia, na manhã de sexta-feira (27). Segundo informações da polícia, um homem foi preso. Maconha, armas e munições foram encontradas durante a ação.  A operação aconteceu nos bairros Bonfizão, Centro e Antigo Lixão do município. Os policiais chegaram à Rua José Lopes, no bairro Centro, e foram recebidos a tiros por quatro homens. Os agentes revidarem e, no confronto, os quatros suspeitos foram atingidos. Eles foram identificados como Daniel do Nascimento Bispo, de 19 anos, Alan Santos de Souza, 18 anos, Nathan de Oliveira Pereira, que não teve a idade divulgada, e Adalberto Barbosa Silva, de 22 anos, natural de Jaguaquara. O homem preso foi identificado como Roberto Ferreira dos Santos. Ele foi localizado no bairro Bonfinzão, com drogas. Em contato com o delegado titular de Jaguaquara, na noite deste sábado (28), Chardison Castro de Oliveira, o BMFrahm foi informado de que Adalberto possuía passagem pela unidade prisional, após ter sido preso em Junho de 2017, com um comparsa, a bordo de uma motocicleta roubada e com droga. Ainda segundo o delegado, na ocasião, Adalberto, que apesar de ser natural de Jaguaquara residia na localidade da Agência, no município de Itaquara, foi encaminhado para o cumprimento de pena no Conjunto Penal de Jequié, mas que havia sido liberado e estava em liberdade condicional. O primo de Adalberto, preso em 2017 com ele, permanece preso, conforme informou a autoridade policial. Adalberto também era suspeito de ter invadido a casa de um empresário no bairro Palmeira, em Jaguaquara, para a prática de assalto.

Mais um morto

Outro jaguaquarense, morador do bairro Malvina, foi morto na madrugada deste sábado em Salvador, mas a redação ainda não obteve informações sobre o caso. A identidade do jovem, apelidado de Joca, também não foi revelada.

Começa obra de reforma, ampliação e adequação do Hospital Municipal de Jaguaquara

/ Jaguaquara

Obra começa na área interna da unidade. Fotos: Blog Marcos Frahm

O Hospital Municipal de Jaguaquara (HMJ) já passa por obra de reforma, ampliação e adequação, que engloba todas as áreas da unidade hospitalar, além da construção de novos setores.  O contrato para execução da obra está publicado no Diário Oficial, com investimento, por parte do Governo do Estado, da ordem de R$ 2.399.9966,08 (Dois milhões, trezentos e novena e nove mil, novecentos e noventa e seis reais e oito centavos), além da contrapartida da Prefeitura, que ficará responsável pela reestruturação na parte frontal do hospital, inclusive, com a construção de estacionamento e guarita para Polícia Militar. Conforme apurou o Blog Marcos Frahm, a unidade terá ampliação em sua estrutura física, com a instalação de sala vermelha, que é o local para atendimento ao paciente grave no pronto-socorro, novo necrotério, nova ala de fisioterapia, nova área administrativa e novo centro cirúrgico.

Placa exposta mostra valores e prazo da obra do Hospital Municipal

A obra é executada pela empresa vencedora do processo licitatório, (Silva Sousa Estruturas Metálicas, Construções e. Serviços Ltda), cujo prazo previsto para conclusão e entrega, é Junho de 2019. Para o controlador do município, Judson Matos, que acompanhou a reportagem do BMFrahm durante visita a obra, ”graças ao compromisso do governador Rui Costa em parceria com o prefeito Giuliano em ampliar a resolutividade das unidades hospitalares do estado, será possível transformar a realidade do hospital de Jaguaquara, que será um novo hospital para servir a população”. Segundo a construtora, 95% da mão de obra é da cidade.

Confiante, Seleção de Jaguaquara é inscrita no Intermunicipal 2018 e equipe é apresentada

/ Jaguaquara

Equipe é apresentada na Câmara Municipal. Foto: Flávio Silva

Jaguaquara estará de volta ao Campeonato Baiano Intermunicipal de Futebol, uma competição brasileira amadora de futebol realizada na Bahia com equipes de municípios do interior do Estado. Jogadores e comissão técnica foram apresentados na noite desta quinta-feira (26), no plenário da Câmara Municipal, pela Secretaria Municipal de Esporte e Cultura, representada pelo secretário Weder Mello.  Entre os atletas revelados pelo Campeonato Intermunicipal em sua história, estão grandes nomes do futebol brasileiro e mundial como Edílson Capetinha, Bobô, Liédson, Charles, Neto Berola, Uelliton, Aldair entre outros. Jaguaquara volta ao cenário futebolístico depois de 7 anos, com participação no Intermunicipal, que na edição 2018 contará com 64 equipes, tendo início no dia (12) de Agosto. O time jaguaquarense está confiante. Conquistou a Copa Intervale 2018, contra a seleção de Laje, e manterá a base da equipe campeã, oportunizando aos atletas da cidade a competirem o Intermunicipal.

Prefeitura de Jaguaquara realiza a VI Conferência Municipal da Criança e do Adolescente

/ Jaguaquara

Evento conteceu na sede do Salão Paroquial. Foto: Flávio Silva

A Secretaria de Desenvolvimento Social do município de Jaguauqara, juntamente com o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e Do Adolescente realizaram, nesta quarta-feira (25), a VI Conferência da Criança e do Adolescente, na sede do Salão Paroquial, no bairro Muritiba, com a presença de representantes de diversos segmentos. Presente, o prefeito Giuliano Martinelli ressaltou a importância do desenvolvimento de políticas públicas voltadas para o ”Apoio e Proteção Integral, Diversidade e Enfrentamento das Violências”, tema escolhido para a Conferência. Foram discutidos eixos temáticos abordando os seguintes temas: Eixo I: Garantia dos Direitos e Políticas Públicas Integradas e de Inclusão Social; Eixo II: Prevenção e Enfrentamento da Violência Contra Crianças e Adolescentes; Eixo III: Orçamento e Financiamento das Políticas para Crianças e Adolescentes; Eixo IV: Participação, Comunicação Social e Protagonismo de Crianças e Adolescentes; Eixo V: Espaços de Gestão e Controle Social das Políticas Públicas de Criança e Adolescentes. A Promotora de Justiça Verena Aguiar Silveira Dunham, a secretária de Desenvolvimento Social Edione Agostinone – titular da pasta, a secretária de Governo e primeira-dama Geisa Martinelli, vereadores, a presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais, Nilzete Dantas, além de representantes de conselhos tutelares de municípios da região também participaram do evento. A conferencia apresenta como objetivo principal a mobilização dos integrantes do Sistema de Garantia de Direitos – SGD, crianças, adolescentes e a sociedade para a construção de propostas voltadas para a afirmação do princípio da proteção integral de crianças e adolescentes nas políticas públicas, fortalecendo as estratégias/ações de enfrentamento às violências e considerando a diversidade.