Bahia registra 2.964 casos de Covid-19 nas últimas 24 horas, diz boletim epidemiológico da Sesab

/ Bahia

Ainda hoje, quarta-feira (15), a Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) disponibilizará, para acesso público, a base de dados completa dos casos suspeitos, descartados, confirmados e óbitos relacionados ao coronavírus (Covid-19). Para fazer o download, é simples: basta acessar o link bi.saude.ba.gov.br/transparencia/ e clicar no ícone localizado no topo da página. A iniciativa amplia transparência e possibilita que qualquer cidadão, em qualquer lugar do mundo, possa acompanhar e analisar a evolução da pandemia na Bahia. Progressivamente novas funcionalidades e filtros serão implementados.

Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 2.964 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +2,7%), 54 óbitos (+2,1%) e 4.557 curados (+5,5%). Dos 112.993 casos confirmados desde o início da pandemia, 86.708 já são considerados curados, 23.647 encontram-se ativos e 2.638 tiveram óbito confirmado de coronavírus.

Os casos confirmados ocorreram em 399 municípios baianos, com maior proporção em Salvador (40,64%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 100.000 habitantes foram Gandu (2.721,97), Itajuípe (2.435,22), Ipiaú (2.020,80), Lauro de Freitas (1.786,43) e Itabuna (1.746,06).

O boletim epidemiológico contabiliza ainda 224.802 casos descartados e 96.978 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com os Cievs municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 17 horas desta quarta-feira (15).

Na Bahia, 11.748 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Para acessar o boletim completo, clique aqui ou acesse o Business Intelligence.

Óbitos

A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) contabiliza 2.638 mortes pelo novo coronavírus. Em virtude da disponibilização da base de dados relacionada aos óbitos da Covid-19, os interessados no detalhamento dos perfis poderão fazer o download do arquivo completo.

Policial Militar filha de prefeito morre após ser atingida por tiro durante serviço em Feira de Santana

/ Bahia

Lorena era filha do prefeito da cidade de Baixa Grande. Foto: Facebook

Uma policial militar morreu após ser atingida por um tiro no bairro São João, em Feira de Santana. De acordo com a Polícia Militar, as circunstâncias do disparo ainda serão esclarecidas.

Em nota de pesar enviada nesta terça-feira (14), a PM informou que Lorena Gomes Miranda, de 27 anos, estava em serviço quando foi atingida, na segunda-feira (13). Ela foi socorrida para um hospital da região, mas não resistiu aos ferimentos.

Segundo a PM, a soldado Lorena entrou na corporação em 2014. Ela era lotada na 64ª CIPM. Ela era solteira e não tinha filhos. O velório aconteceu às 10h desta terça-feira no Pax Cristo Rei, bairro Kalilândia, em Feira de Santana. O sepultamento está previsto para às 14h.

Lorena Gomes Miranda é filha do prefeito da cidade de Baixa Grande, que fica a cerca de 145 km de Feira de Santana. Em suas redes sociais, Heraldo Alves Miranda publicou uma imagem em homenagem à filha.

Bahia registra 3.138 casos de Covid-19 nas últimas 24 horas, diz boletim epidemiológico da Sesab

/ Bahia

A partir desta terça-feira (14), o Business Intelligence da Secretaria da Saúde do Estado da Bahia disponibiliza para acesso público, a taxa de ocupação dos leitos Covid-19 por unidade hospitalar. As informações estão disponíveis em https://bi.saude.ba.gov.br/transparencia/. Progressivamente novas funcionalidades e filtros serão implementados.

Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 3.138 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +2,9%), 49 óbitos (+1,9%) e 8.016 curados (+10,8%). Dos 110.029 casos confirmados desde o início da pandemia, 82.151 já são considerados curados, 25.294 encontram-se ativos e 2.584 tiveram óbito confirmado.

Os casos confirmados ocorreram em 399 municípios baianos, com maior proporção em Salvador (40,64%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 100.000 habitantes foram Gandu (2.721,97), Itajuípe (2.435,22), Ipiaú (2.020,80), Lauro de Freitas (1.786,43) e Itabuna (1.746,06).

O boletim epidemiológico contabiliza ainda 220.920 casos descartados e 94.807 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com os Cievs municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 17 horas desta terça-feira (14).

Na Bahia, 11.574 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Todos os dados estão disponíveis no Painel Epidemiológico. Para acessar o boletim completo, clique aqui, ou acesse o Business Intelligence (https://bi.saude.ba.gov.br/transparencia/).

Óbitos

A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) contabiliza 2.584 mortes pelo novo coronavírus.

2536º óbito – mulher, 80 anos, residente em Salvador, portadora de hipertensão arterial e doença respiratória sistêmica, foi internada dia 06/06 e foi a óbito dia 10/07, em unidade da rede privada, em Salvador;

2537º óbito – mulher, 67 anos, residente em Jacobina, portadora de hipertensão arterial e diabetes, foi internada dia 30/06 e foi a óbito dia 05/07, em unidade da rede pública, em Salvador;

2538º óbito – homem, 85 anos, residente em São Francisco do Conde, portador de hipertensão arterial, foi internado dia 04/07 e foi a óbito dia 05/07, em unidade da rede pública, em Salvador;

2539º óbito – mulher, 69 anos, residente em Mascote, portadora de doença cardiovascular, data de admissão não informada, foi a óbito dia 07/07, em unidade da rede pública, em Camacan;

2540º óbito – mulher, 64 anos, residente em Cachoeira, sem comorbidades, foi internada dia 01/07 e foi a óbito dia 03/07, em unidade da rede pública, em Salvador;

2541º óbito – homem, 78 anos, residente em Salvador, portador de hipertensão arterial, foi internado dia 02/07 e foi a óbito dia 11/07, em unidade da rede pública, em Salvador;

2542º óbito – homem, 76 anos, residente em Uauá, portador de hipertensão arterial, foi internado dia 04/07 e foi a óbito dia 11/07, em unidade da rede pública, em Juazeiro;

2543º óbito – homem, 43 anos, residente em Itapetinga, portador de doença renal crônica, data de admissão não informada, foi a óbito dia 12/07, em unidade da rede pública, em Vitória da Conquista;

2544º óbito – homem, 65 anos, residente em Camaçari, sem comorbidades, foi internado dia 22/06 e foi a óbito na mesma data (22/06), em unidade da rede pública, em Camaçari;

2545º óbito – mulher, 61 anos, residente em Salvador, portadora de doenças autoimunes, foi internada dia 19/06 e foi a óbito dia 01/07, em unidade da rede privada, em Salvador;

2546º óbito – mulher, 78 anos, residente em Alagoinhas, portadora de hipertensão arterial, foi internada dia 09/07 e foi a óbito dia 10/07, em unidade da rede pública, em Alagoinhas;

2547º óbito – mulher, 80 anos, residente em Alagoinhas, portadora de hipertensão arterial e diabetes, foi internada dia 04/07 e foi a óbito dia 07/07, em unidade da rede pública, em Alagoinhas;

2548º óbito – homem, 43 anos, residente em Ituberá, sem informação de comorbidades, data de admissão não informada, foi a óbito dia 09/07, em unidade não informada, em Ituberá;

2549º óbito – mulher, 48 anos, residente em Catu, portadora de doença renal crônica, foi internada dia 03/07 e foi a óbito dia 05/07, em unidade da rede pública, em Alagoinhas;

2550º óbito – homem, 85 anos, residente em Nova Ibiá, sem comorbidades, data de admissão não informada, foi a óbito dia 12/06, em unidade da rede pública, em Nova Ibiá;

2551º óbito – mulher, 84 anos, residente em Salvador, portadora de demências, incluindo Alzheimer, foi internada dia 26/06 e foi a óbito dia 08/07, em unidade da rede privada, em Salvador;

2552º óbito – homem, 70 anos, residente em Salvador, portador de hipertensão arterial e diabetes, foi internado dia 03/06 e foi a óbito dia 12/07, em unidade da rede privada, em Salvador;

2553º óbito – mulher, 59 anos, residente em Salvador, portadora de hipertensão arterial e diabetes, foi internada dia 01/07 e foi a óbito dia 12/07, em unidade da rede privada, em Salvador;

2554º óbito – homem, 41 anos, residente em Itapetinga, sem comorbidades, data de admissão não informada, foi a óbito dia 27/06, em unidade da rede pública, em Itapetinga;

2555º óbito – mulher, 77 anos, residente em Itanhém, portadora de hipertensão arterial e diabetes, foi internada dia 30/06 e foi a óbito dia 08/07, em unidade da rede pública, em Teixeira de Freitas;

2556º óbito – mulher, 24 anos, residente em Salvador, portadora de doenças autoimunes, foi internada dia 12/06 e foi a óbito dia 13/07, em unidade da rede filantrópica, em Salvador;

2557º óbito – homem, 74 anos, residente em Iguaí, portador de hipertensão arterial e diabetes, data de admissão não informada, foi a óbito dia 12/06, em unidade da rede pública, em Iguaí;

2558º óbito – mulher, 56 anos, residente em Itapetinga, portadora de doença cardiovascular e doença respiratória crônica, data de admissão não informada, foi a óbito dia 12/06, em unidade da rede pública, em Itapetinga;

2559º óbito – homem, 71 anos, residente em Salvador, portador de hipertensão arterial, foi internado dia 10/06 e foi a óbito dia 11/07, em unidade da rede privada, em Salvador;

2560º óbito – homem, 87 anos, residente em Nova Viçosa, sem comorbidades, foi internado dia 0907 e foi a óbito dia 13/07, em unidade da rede pública, em Teixeira de Freitas;

2561º óbito – homem, 72 anos, residente em Itamaraju, portador de doença cardiovascular, data de admissão não informada, foi a óbito dia 11/07, em unidade da rede pública, em Itamaraju;

2562º óbito – homem, 49 anos, residente em Jequié, sem comorbidades, data de admissão não informada, foi a óbito dia 12/07, em unidade da rede pública, em Jequié;

2563º óbito – mulher, 82 anos, residente em Salvador, portadora de hipertensão arterial. Internada dia 08/06, foi a óbito dia 09/07, em hospital da rede pública, em Salvador;

2564º óbito – homem, 47 anos, residente em Teixeira de Freitas, portador de hipertensão arterial e diabetes mellitus. Internado dia 02/07, foi a óbito dia 12/07, em hospital da rede pública, em Teixeira de Freitas;

2565º óbito – homem, 56 anos, residente em Salvador, portador de hipertensão arterial. Internado dia 23/06, foi a óbito dia 07/07, em hospital da rede pública, em Salvador;

2566º óbito – homem, 64 anos, residente em Juazeiro, portador de hipertensão arterial. Internado dia 08/07, foi a óbito dia 11/07, em hospital da rede pública, em Juazeiro;

2567º óbito – mulher, 79 anos, residente em Salvador, portadora de hipertensão arterial e diabetes mellitus. Internada dia 27/06, foi a óbito dia 08/07, em hospital da rede pública, em Salvador;

2568º óbito – homem, 49 anos, residente em Juazeiro, portador de tuberculose e doenças do sistema nervoso. Internado dia 04/07, foi a óbito dia 07/07, em hospital da rede pública, em Juazeiro;

2569º óbito – mulher, 35 anos, residente em Feira de Santana, portadora de diabetes mellitus e obesidade. Sem informação acerca do dia de internação, foi a óbito dia 04/07, em hospital da rede pública, em Feira de Santana;

2570º óbito – homem, 77 anos, residente em Salvador, portador de hipertensão arterial, diabetes mellitus e doença renal crônica, Internado dia 30/06, foi a óbito dia 08/07, em hospital da rede pública, em Salvador;

2571º óbito – homem, 59 anos, residente em Salvador, portador de hipertensão arterial, diabetes mellitus e doença renal crônica. Internado dia 12/06, foi a óbito dia 13/07, em hospital da rede pública, em Salvador;

2572º óbito – homem, 79 anos, residente em Salvador, portador de hipertensão arterial. Internado dia 26/06, foi a óbito dia 06/07, em hospital da rede pública, em Salvador;

2573º óbito – homem, 71 anos, residente em Salvador, portador de hipertensão arterial e doença cardiovascular. Internado dia 04/06, foi a óbito dia 08/07, em hospital da rede privada, em Salvador;

2574º óbito – mulher, 50 anos, residente em Jequié, portadora de hipertensão arterial. Internada dia 05/06, foi a óbito dia 13/07, em hospital da rede pública, em Jequié;

2575º óbito – mulher, 79 anos, residente em Salvador, portadora de hipertensão arterial. Internada dia 16/06, foi a óbito dia 04/07, em Hospital da rede privada, em Salvador;

2576º óbito – mulher, 82 anos, residente em Salvador, portadora de hipertensão arterial, diabetes mellitus e obesidade. Internada dia 19/06, foi a óbito dia 10/07, em hospital da rede pública, em Salvador;

2577º óbito – mulher, 67 anos, residente em Camaçari, portadora de diabetes mellitus, doença cardiovascular e neoplasias. Internada dia 18/06, foi a óbito dia 19/06, em hospital da rede privada, em Camaçari;

2578º óbito – homem, 65 anos, residente em Camaçari, portador de diabetes mellitus e doença renal crônica. Internado dia 31/05, foi a óbito dia 19/06, em unidade da rede pública, em Camaçari;

2579º óbito – homem, 57 anos, residente em Camaçari, sem informações acerca da existência de comorbidades. Internado dia 28/05, foi a óbito dia 21/06, em unidade da rede pública, em Camaçari;

2580º óbito – homem, 84 anos, residente em Nova Ibiá, sem comorbidades. Internado dia 27/06, foi a óbito dia 12/07, em hospital da rede pública, em Salvador;

2581º óbito – homem, 52 anos, residente em Barreiras, portador de hipertensão arterial, doença cardiovascular e doenças hematológicas. Internado dia 08/07, foi a óbito dia 13/07, em hospital da rede pública, em Barreiras;

2582º óbito – homem, 58 anos, residente em Salvador, portador de doença cardiovascular e doenças do sistema nervoso. Internado dia 27/05, foi a óbito dia 02/06, em hospital da rede pública, em Salvador;

2583º óbito – mulher, 52 anos, residente em Porto Seguro, portadora de hipertensão arterial, diabetes mellitus e obesidade. Internada 03/07, foi a óbito dia 13/07, em hospital da rede pública, em Porto Seguro;

2584º óbito – homem, 90 anos, residente em Teixeira de Freitas, sem informações acerca da existência de comorbidades. Também sem informação da data de internação, foi a óbito dia 10/07, em unidade da rede pública, em Teixeira de Freitas.

Entregues pelo governador Rui Costa ponte e trecho de rodovia em Maragogipe nesta terça

/ Bahia

Rui Costa entrega obras em Maragogipe. Foto: Paula Fróes

O governador Rui Costa esteve no município de Maragogipe, mais precisamente no distrito de São Roque do Paraguaçu, na manhã desta terça-feira (14), para a entrega da ponte sobre o rio Baetantã, além de acessos à BR-420 e ao Estaleiro. O equipamento de 525 metros faz a ligação entre diversos municípios da região.

”Esta é uma obra grande que se junta a outras diversas obras realizadas nesta região pelo Governo do Estado e que somam um investimento de mais de R$ 100 milhões. O objetivo é reforçar toda essa infraestrutura, no sentido da logística, para esta baía, que tem um potencial enorme de geração de emprego. Poucos lugares do mundo têm essa condição geográfica que possibilita que empresas venham se instalar para a construção de plataformas e de navios. É uma região que tem muito potencial e estamos investindo nisso”, explicou o governador.

Foram investidos mais de R$ 53 milhões na construção da ponte que beneficia diretamente 155 mil habitantes que vivem em Maragogipe, Nazaré, Salinas das Margaridas, Vera Cruz, Itaparica e as localidades de São Roque do Paraguaçu, Cairu e Enseada.

Além desta ponte, durante a visita, Rui Costa deu por entregue a obra da rodovia BR-420, referente ao trecho de 34 quilômetros que liga São Roque a Maragogipe. A obra contou com recursos da ordem de R$ 15 milhões e beneficia 115 mil moradores da região. São Felix, Maragogipe, Cachoeira, Conceição da Feira e Governador Mangabeira são os municípios diretamente beneficiados pela obra da rodovia.

Em Maragogipe, o governador ainda participou da entrega da Creche Municipal Germana Inês Mancione e visitou as obras da Escola Municipal, que estão em fase de finalização.

Vídeo; Lojista faz apelo e se emociona ao pedir a reabertura dos shoppings a ACM Neto

/ Bahia

Um proprietário de uma loja no Salvador Shopping se emocionou, na manhã desta segunda-feira (13), ao pedir ao prefeito ACM Neto (DEM) pela reabertura das atividades em meio à pandemia do novo coronavírus.

“Eu te peço, prefeito, por favor, pelos meus filhos. Eu não sei mais o que faço para pagar as minhas contas e conseguir manter os meus empregados. Por favor, prefeito, eu não sei mais o que eu faço”, declarou o homem, que não teve a identidade revelada.

O representante, inclusive, elogiou o trabalho da Prefeitura no combate à doença, mas pediu a liberação do funcionamento das lojas, argumentando que, no shopping, é possível ”ter um controle maior do que na Feira de São Joaquim”. O pedido ocorreu durante o evento de inauguração da nova via de ligação entre a Orla e Avenida Paralela.

Bahia registra 1.128 casos de Covid-19 nas últimas 24 horas, diz boletim epidemiológico da Sesab

/ Bahia

Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 1.128 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +1,1%), 52 óbitos (+2,1%) e 405 curados (+0,5%). Dos 106.891 casos confirmados desde o início da pandemia, 74.135 já são considerados curados, 30.221 encontram-se ativos e 2.535 tiveram óbito confirmado.

Os casos confirmados ocorreram em 398 municípios baianos, com maior proporção em Salvador (40,73%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 100.000 habitantes foram Gandu (2.709,63), Itajuípe (2.337,61), Ipiaú (2.012,08), Lauro de Freitas (1.760,23) e Itabuna (1.713,70).

O boletim epidemiológico contabiliza ainda 212.884 casos descartados e 95.589 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com os Cievs municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 17 horas desta segunda-feira (13).

Na Bahia, 11.385 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Todos os dados estão disponíveis no Painel Epidemiológico. Para acessar o boletim completo, clique aqui.

Taxa de ocupação

Na Bahia, dos 2.378 leitos disponíveis do Sistema Único de Saúde (SUS) exclusivos para coronavírus, 1.522 possuem pacientes internados, o que representa uma taxa de ocupação de 64%. No que se refere ao total de leitos de UTI adulto, dos 926 leitos dedicados à Covid-19, 732 possuem pacientes internados, compreendendo uma taxa de ocupação de 79%. A região Extremo-Sul da Bahia possui a maior taxa de ocupação, com 96% dos leitos de UTI ocupados, seguida da região Sul, com 88%.

Cabe ressaltar que o número de leitos é flutuante, representando o quantitativo exato de vagas disponíveis no dia. Intercorrências com equipamentos, rede de gases ou equipes incompletas, por exemplo, inviabilizam a disponibilidade do leito. Ressalte-se que novos leitos são abertos progressivamente mediante o aumento da demanda.

Óbitos

A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) contabiliza 2.535 mortes pelo novo coronavírus.

2484º óbitos – homem, 84 anos, residente em Salvador, portador de diabetes mellitus. Internado dia 23/06, foi a óbito dia 07/07, em hospital da rede pública, em Salvador;

2485º óbito – mulher, 71 anos, residente em Ipiaú, portadora de diabetes mellitus e hipertensão arterial. Sem informação acerca da data de internação, foi a óbito dia 10/07, em unidade da rede pública, em Ipiaú;

2486º óbito – mulher, 72 anos, residente em Valença, portadora de diabetes mellitus. Internada dia 07/07, foi a óbito dia 10/07, em hospital da rede pública, em Salvador;

2487º óbito – homem, 76 anos, residente em Catu, portador de diabetes mellitus. Sem informação acerca da data de internação, foi a óbito dia 09/07, em hospital da rede privada, em Salvador;

2488º óbito – mulher, 84 anos, residente em Porto Seguro, portadora de hipertensão arterial. Sem informação acerca da data de internação, foi a óbito dia 12/07, em hospital da rede pública, em Porto Seguro;

2489º óbito – homem, 70 anos, residente em Mucugê, sem comorbidades. Sem informação acerca da data de internação, foi a óbito dia 26/06, em hospital da rede pública, em Seabra;

2490º óbito – homem, 58 anos, residente em Lauro de Freitas, portador de diabetes mellitus. Sem informação acerca da data de internação, foi a óbito dia 02/07, em unidade da rede pública, em Lauro de Freitas;

2491º óbito – homem, 62 anos, residente em Iguaí, portador de hipertensão arterial e doença renal crônica. Sem informação acerca da data de internação, foi a óbito dia 11/07, em hospital da rede pública, em Vitória da Conquista;

2492º óbito – homem, 92 anos, residente em Presidente Tancredo Neves, sem informações acerca de comorbidades. Também sem informação acerca da data de internação, foi a óbito dia 25/06, em hospital da rede pública, em Santo Antônio de Jesus;

2493º óbito – mulher, 68 anos, residente em Ruy Barbosa, portadora de diabetes mellitus e hipertensão arterial. Sem informação acerca da data de internação, foi a óbito dia 10/07, em hospital da rede pública, em Salvador;

2494º óbito – homem, 94 anos, residente em Salvador, portador de diabetes mellitus, doença cardiovascular e outras comorbidades. Internado dia 15/06, foi a óbito dia 04/07, em hospital da rede pública, em Salvador;

2495º óbito – mulher, 72 anos, residente em Salvador, portadora de hipertensão arterial e doença cardiovascular. Internada dia 17/06, foi a óbito dia 06/07, em hospital da rede pública, em Salvador;

2496º óbito – mulher, 60 anos, residente em Salvador, portadora de hipertensão arterial e diabetes mellitus. Sem informação acerca da data de internação, foi a óbito dia 04/07, em hospital da rede pública, em Salvador;

2497º óbito – mulher, 58 anos, residente em Salvador, portadora de diabetes mellitus e hipertensão arterial, além de obesidade. Internada dia 02/06, foi a óbito dia 04/07, em hospital da rede pública, em Salvador;

2498º óbito – homem, 71 anos, residente em Salvador, portador de hipertensão arterial, diabetes mellitus e doença cardiovascular. Internado dia 03/06, foi a óbito dia 03/07, em hospital da rede pública, em Salvador;

2499º óbito – homem, 80 anos, residente em Ilhéus, sem informações acerca de comorbidades. Também sem informação acerca da data de internação, foi a óbito dia 24/06, em hospital da rede privada, em Ilhéus;

2500º óbito – homem, 78 anos, residente em Ilhéus, sem informações acerca de comorbidades. Internado dia 13/06, foi a óbito dia 18/06, em hospital da rede privada, em Ilhéus;

2501º óbito – mulher, 43 anos, residente em Ilhéus, portadora de obesidade. Sem informação acerca da data de internação, foi a óbito dia 30/06, em hospital da rede privada, em Ilhéus;

2502º óbito – homem, 54 anos, residente em Salvador, portador de diabetes mellitus. Internado dia 30/06, foi a óbito dia 02/07, em hospital da rede pública, em Salvador;

2503º óbito – mulher, 65 anos, residente em Itaparica, portadora de hipertensão arterial, diabetes mellitus, doença cardiovascular e doença renal crônica. Internada dia 02/07, foi a óbito dia 08/07, em hospital da rede pública, em Salvador;

2504º óbito – homem, 77 anos, residente em Barreiras, portador de doença cardiovascular, além de outras comorbidades. Internado dia 30/06, foi a óbito dia12/07, em hospital da rede pública, em Barreiras;

2505º óbito – homem, 57 anos, residente em Jaguaquara, portador de diabetes mellitus e doença renal crônica. Internado dia 20/06, foi a óbito dia 11/07, em hospital da rede pública, em Jequié;

2506º óbito – homem, 90 anos, residente em Queimadas, portador de doença respiratória crônica. Internado dia 01/07, foi a óbito dia 05/07, em hospital da rede pública, em Salvador;

2507º óbito – homem, 71 anos, residente em Barro Preto, portador de hipertensão arterial e diabetes mellitus. Sem informação acerca da data de internação, foi a óbito dia 12/07, em hospital da rede privada, em Ilhéus;

2508º óbito – mulher, 95 anos, residente em Salvador, portadora de hipertensão arterial e diabetes, foi internada dia 17/06 e foi a óbito dia 05/07, em unidade da rede pública, em Salvador;

2509º óbito – homem, 72 anos, residente em Salvador, portador de imunodeficiências, foi internado dia 02/07 e foi a óbito dia 06/07, em unidade da rede pública, em Salvador;

2510º óbito – mulher, 72 anos, residente em Simões Filho, portadora de doença cardiovascular, foi internada dia 27/06 e foi a óbito dia 02/07, em unidade da rede pública, em Salvador;

2511º óbito – mulher, 82 anos, residente em Salvador, portadora de hipertensão arterial, foi internada dia 20/06 e foi a óbito dia 09/07, em unidade da rede filantrópica, em Salvador;

2512º óbito – mulher, 99 anos, residente em Salvador, portadora de hipertensão arterial e demências, incluindo Alzheimer, foi internada dia 25/06 e foi a óbito dia 10/07, em unidade da rede filantrópica, em Salvador;

2513º óbito – mulher, 39 anos, residente em Porto Seguro, portadora de neoplasias e doenças autoimunes, data de admissão não informada, foi a óbito dia 30/04, em unidade da rede pública, em Barretos, São Paulo;

2514º óbito – mulher, 79 anos, residente em Feira de Santana, portadora de doença respiratória crônica, doença cardiovascular e doenças do sistema nervoso, foi internada dia 22/06 e foi a óbito dia 30/06, em unidade da rede pública, em Salvador;

2515º óbito – mulher, 54 anos, residente em Salvador, portadora de obesidade, foi internada dia 03/07 e foi a óbito dia 06/07, em unidade da rede pública, em Salvador;

2516º óbito – homem, 73 anos, residente em Salvador, portador de hipertensão arterial, foi internado dia 20/06 e foi a óbito dia 28/06, em unidade da rede privada, em Salvador;

2517º óbito – mulher, 75 anos, residente em Itabuna, sem comorbidades, data de admissão não informada, foi a óbito dia 11/06, em unidade da rede pública, em Itabuna;

2518º óbito – mulher, 72 anos, residente em Salvador, portadora de hipertensão arterial e diabetes, foi internada dia 19/06 e foi a óbito dia 11/07, em unidade da rede filantrópica, em Salvador;

2519º óbito – mulher, 66 anos, residente em Itapetinga, portadora de diabetes e doença renal crônica, data de admissão não informada, foi a óbito dia 09/07, em unidade da rede privada, em Vitória da Conquista;

2520º óbito – mulher, 80 anos, residente em Salvador, portadora de hipertensão arterial e neoplasias, foi internada dia 17/06 e foi a óbito dia 03/07, em unidade da rede pública;

2521º óbito – mulher, 74 anos, residente em Camaçari, portadora de diabetes, foi internada dia 13/06 e foi a óbito dia 18/06, em unidade da rede pública, em Camaçari;

2522º óbito – homem, 45 anos, residente em Salvador, portador de hipertensão arterial e diabetes, foi internado dia 16/06 e foi a óbito dia 05/07, em unidade da rede filantrópica, em Salvador;

2523º óbito – bebê, 1 mês e 11 dias, residente em Porto Seguro, sem informação de comorbidade, data de admissão não informada, foi a óbito dia 10/07, em unidade da rede pública, em Itabuna;

2524º óbito – mulher, 62 anos, residente em Camaçari, portadora de diabetes e doença cardiovascular, foi internada dia 13/05 e foi a óbito dia 26/05, em unidade da rede pública, em Salvador;

2525º óbito – homem, 71 anos, residente em Caetité, portador de hipertensão arterial, diabetes e neoplasias, foi internado dia 02/07 e foi a óbito dia 05/07, em unidade da rede pública, em Salvador;

2526º óbito – mulher, 61 anos, residente em Candeias, portadora de diabetes e doença renal crônica, data de admissão não informada, foi a óbito dia 11/07, em unidade da rede privada, em Salvador;

2527º óbito – homem, 51 anos, residente em Santo Antônio de Jesus, portador de hipertensão arterial, diabetes e obesidade, foi internado dia 14/06 e foi a óbito dia 02/07, em unidade da rede pública, em Salvador;

2528º óbito – homem, 77 anos, residente em Santo Antônio de Jesus, portador de diabetes e doença cardiovascular, foi internado dia 26/06 e foi a óbito dia 10/07, em unidade da rede pública, em Santo Antônio de Jesus;

2529º óbito – mulher, 87 anos, residente em São Francisco do Conde, portador de hipertensão arterial, doença cardiovascular e doença respiratória crônica, foi internado dia 24/06 e foi a óbito dia 04/07, em unidade da rede pública, em Salvador;

2530º óbito – homem, 55 anos, residente em Valença, portador de diabetes, foi internado dia 02/07 e foi a óbito dia 12/07, em unidade da rede pública, em Vitória da Conquista;

2531º óbito – mulher, 80 anos, residente em Campo Formoso, portadora de hipertensão arterial, foi internada dia 10/07 e foi a óbito na mesma data (10/07), em unidade da rede pública, em Campo Formoso;

2532º óbito – homem, 65 anos, residente em Santo Antônio de Jesus, portador de diabetes e doença cardiovascular, foi internado dia 20/06 e foi a óbito dia 02/07, em unidade da rede pública, em Salvador;

2533º óbito – mulher, 65 anos, residente em Camaçari, portadora de diabetes, data de admissão não informada, foi a óbito dia 09/06, em unidade da rede pública, em Camaçari;

2534º óbito – mulher, 55 anos, residente em Camaçari, portadora de hipertensão arterial e diabetes, data de admissão não informada, foi a óbito dia 03/06, em unidade da rede pública, em Camaçari;

2535º óbito – mulher, 57 anos, residente em Salvador, portadora de doença respiratória crônica, foi internada dia 08/07 e foi a óbito dia 11/07, em unidade da rede filantrópica, em Salvador.

ACM cogita realizar o carnaval em meados de 2021, sem que conflite com os festejos do São João

/ Bahia

ACM Neto diz que é impossível fazer festa. Foto: Vagner Souza

O prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), afirmou nesta segunda-feira (13) que cogita conversar com os gestores do Rio de Janeiro e de São Paulo para discutir a possibilidade de adiar o Carnaval para meados de 2021, sem que conflite com os festejos do São João.

Por ter como principal característica a aglomeração de pessoas nas ruas, atraindo visitantes do mundo todo, o Carnaval na capital baiana, que ocorre tradicionalmente em fevereiro, não deve ser realizado na data prevista devido à pandemia do novo coronavírus, que provoca a Covid-19.

Em coletiva à imprensa, ACM Neto informou que tem conversado com sua equipe interna, bem como com empresários envolvidos na realização da festa, e chegou ao um consenso de que o futuro do evento deverá ser decidido até novembro deste ano, ainda sob sua gestão.

”Nós aqui temos quase três milhões de pessoas nas ruas de Salvador por dia no período da festa. Hoje é impossível nós dizermos se teremos segurança para a realização do Carnaval em fevereiro ou não. Só ocorrerá se puder acontecer em ambiente de total e completa segurança. Caso cheguemos em novembro e não haja segurança, penso que seria uma boa alternativa discutirmos o adiamento. Caso isso aconteça, vou defender que os prefeitos das principais cidades que sediam o Carnaval no Brasil tentem organizar um calendário comum. Avaliamos a possibilidade de acontecer ali no final de mês de maio e início do mês de junho, sem que conflite com o calendário junino. A gente sabe que os festejos de São João são muito importantes para o Nordeste, que esse ano já não tivemos”, explicou.

O prefeito de Salvador tem demonstrado preocupação com o trade turístico da cidade e já afirmou que o setor do turismo, importante para a economia da capital, é um dos mais afetados pela pandemia e deve ser o último a retornar. De acordo com ele, todo o calendário de eventos do segundo semestre deste ano está comprometido, a exemplo do Festival Primavera, que ocorreria em setembro e já foi cancelado.

O futuro Festival da Virada, no Réveillon, também deverá ser decidido até novembro. Segundo ACM Neto, apesar de o cenário atual indicar o cancelamento dos eventos, a decisão da Prefeitura pode mudar caso haja uma vacina efetiva que permita a imunização coletiva da população contra o novo coronavírus.

Com mais de 5 mil casos confirmados do vírus, Feira de Santana fica sem toque de recolher

/ Bahia

A falta de um bom termo no diálogo entre o governador Rui Costa (PT) e o prefeito de Feira de Santana, Colbert Martins Filho (MDB), sobre a revisão das medidas para frear o avanço do novo coronavírus, o município de Feira de Santana ficou de fora dalista de 62 cidades baianas que tiveram o toque de recolher decretado no sábado (11).

O prefeito Colbert condiciona a adoção da medida a um reforço da Polícia Militar. Ele informou que mesmo já contando com o apoio permanente da PM e do corpo de bombeiros, só conseguiria realizar o toque de recolher em dois ou três bairros. A ideia é solicitar apoio do governo do estado para a ampliação deste efetivo policial e contemplar um maior número de localidades com a medida.

Feira de Santana registrou 82 novos casos de Covid-19 neste sábado (11), chegando a 5.061 notificações, 2.400 casos ativos, 2.579 pessoas estão e 82 óbitos. Com informações do bahia.ba

Polícia da Bahia faz reprodução simulada da morte do miliciano Adriano da Nóbrega

/ Bahia

Polícia da Bahia no momento da reprodução simulada Foto: SSP-BA

As Polícias Civil e Técnica da Bahia realizaram, neste domingo (12), a reconstituição da morte do miliciano Adriano da Nóbrega, ocorrida no dia 9 de fevereiro deste ano, na zona rural da cidade de Esplanada. A informação é da Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA).

A secretaria já tinha anunciado que a polícia iria fazer a reprodução do caso, mas a data ainda não tinha sido definida. Conforme a SSP, as equipes envolvidas no confronto refizeram, neste domingo, todo o percurso do dia da morte de Adriano. [Veja as imagens no vídeo acima]

A repetição do caso durou 4 horas, informou a SSP-BA. Buscas, localização, entrada na casa e abordagem a miliciano foram demonstrados pelos policiais que participaram da ação.

A SSP-BA detalhou que a célula tática, composta de três policiais militares, que localizou o miliciano, mostrou como foram as buscas, a tentativa de cumprir o mandado, a entada no imóvel onde o foragido se escondia, o confronto e o socorro.

O laudo da reprodução simulada será anexado aos exames periciais no corpo de Adriano, no colete balístico atingido no confronto e na análise do local de crime, informou a SSP-BA.

Por meio de nota, a Secretaria de Segurança Pública informou que o secretário da pasta, Maurício Barbosa, disse que desde o início do caso o órgão foi transparente e que a reprodução simulada é mais uma maneira de esclarecer e oferecer os subsídios à Polícia Civil para concluir o inquérito. Barbosa informou também que, assim que o inquérito for concluído, todos os resultados serão divulgados e repassados aos órgãos envolvidos.

O procedimento foi solicitado por delegados do Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco). Peritos do Departamento de Polícia Técnica (DPT) coordenaram as repetições.

Caso

Adriano Magalhães da Nóbrega, conhecido como Capitão Adriano, era alvo de um mandado de prisão expedido em janeiro de 2019 e era considerado foragido até de ser encontrado na cidade baiana.

Na época em que foi morto, a SSP-BA afirmou que ele era suspeito de envolvimento no assassinato de Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes, em março de 2018. O nome do miliciano, no entanto, não consta do inquérito que investiga a morte da vereadora.

Também na época da morte do miliciano, a SSP-BA informou que Adriano da Nóbrega foi encontrado na casa por equipes do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), da Companhia Independente de Policiamento Especializado (Cipe) Litoral Norte e da Superintendência de Inteligência (SI) da SSP-BA. O imóvel é um sítio de um vereador do PSL de Esplanada.

Prefeita de Ubatã anuncia lockdown e toque de recolher a partir da próxima segunda

/ Bahia

Prefeita Simeia anuncia lockdown em Ubatã. Foto: Divulgação

A cidade de Ubatã, na região Sul, terá lockdown (bloqueio total) e toque de recolher a partir da próxima segunda-feira (13), como forma de conter o avanço da Covid-19. O anúncio das medidas foi realizado pelo secretário de Administração, Expedito Rigaud, em entrevista a Rádio Povo local.

De acordo com o pronunciamento, os estabelecimentos deverão permanecer fechados até o próximo dia 16, com exceção dos serviços essenciais, como farmácias e postos de combustíveis, através do decreto a ser publicado pela prefeita Simeia Queiroz. Ainda de acordo com o gestor, o toque de recolher vai funcionar das 18h às 5h, com restrição ao tráfego de pessoas até o fim do mês de julho.

Conforme o último boletim epidemiológico, Ubatã já registrou 218 casos da Covid-19, com 81 pacientes curados e cinco mortes confirmadas.

Rui vai decretar medidas mais duras em Jequié e municípios com elevadas taxas de contaminação

/ Bahia

Rui fala em medidas duras para conter o vírus. Foto: Paula Fróes

Durante transmissão ao vivo, na noite desta quinta-feira (9), para atualizar os números da pandemia na Bahia, o governador Rui Costa lembrou que esteve reunido com mais de 60 prefeitas e prefeitos nas últimas horas, buscando alinhar medidas para contenção do novo coronavírus nos municípios do interior do estado.

Na oportunidade, Rui anunciou que nesta sexta-feira (10), serão definidas medidas mais duras de restrição para diversas cidades baianas, que vêm apresentando um crescimento acentuado no número de casos da Covid-19, nos últimos dias.

”Estou extremamente preocupado com o crescimento de casos registrados em alguns municípios baianos e, justamente por isso, decidi conversar com os prefeitos para entender o que levou a esse súbito aumento. Fruto dessa reunião de amanhã vamos fazer um decreto estadual alinhado com vários prefeitos e preitas”, afirmou.

O gestor estadual pediu a população que continue realizando o isolamento social, sobretudo nessas 100 cidades com elevação de casos. ”Se essa situação se prolongar, poderemos chegar a um colapso do sistema de saúde da Bahia, por isso precisaremos endurecer as restrições nessas localidades. Nossa meta é e sempre será lutar para que vidas humanas sejam salvas. Também em função disso, orientei que os prefeitos façam o internamento precoce de pacientes com sintomas e morbidades para tentar evitar que a situação se agrave. O Estado vai atuar junto com os municípios para reverter essa curva ascendente”, ressaltou Rui.

Fazem parte da relação de cidades que passarão a ter medidas mais duras de circulação de pessoas municípios como Jequié e Jaguaquara. Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 2.783 casos de Covid-19, 51 óbitos. Dos 98.319 casos confirmados desde o início da pandemia, 69.098 já são considerados curados, 26.893 encontram-se ativos e 2.328 tiveram óbito confirmado.

Bahia registra 2.783 casos de Covid-19 nas últimas 24 horas, diz boletim epidemiológico da Sesab

/ Bahia

Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 2.783 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de + 2,9%), 51 óbitos (+2,2%) e 2.548 curados (+3,8%). Dos 98.319 casos confirmados desde o início da pandemia, 69.098 já são considerados curados, 26.893 encontram-se ativos e 2.328 tiveram óbito confirmado.

As confirmações ocorreram em 394 municípios do estado, com maior proporção em Salvador (42,90%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 100.000 habitantes foram Gandu (2.419,53), Itajuípe (2.283,93), Ipiaú (1.868,20), Lauro de Freitas (1.590,41) e Itabuna (1.552,37).

O boletim epidemiológico contabiliza 98.319 casos confirmados, 194.329 casos descartados e 98.644 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com os Cievs municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 17 horas desta quinta-feira (9).

Na Bahia, 10.760 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Todos os dados estão disponíveis no Painel Epidemiológico. Para acessar o boletim completo, clique aqui.

Taxa de ocupação

Na Bahia, dos 2.351 leitos disponíveis do Sistema Único de Saúde (SUS) exclusivos para coronavírus, 1.531 possuem pacientes internados, o que representa uma taxa de ocupação de 65%. No que se refere aos leitos de UTI adulto, dos 898 leitos exclusivos para o coronavírus, 730 possuem pacientes internados, compreendendo uma taxa de ocupação de 81%. A região Extremo-Sul da Bahia possui a maior taxa de ocupação, com 96% dos leitos de UTI ocupados, seguida da região Sul, com 92%.

Cabe ressaltar que o número de leitos é flutuante, representando o quantitativo exato de vagas disponíveis no dia. Intercorrências com equipamentos, rede de gases ou equipes incompletas, por exemplo, inviabilizam a disponibilidade do leito. Ressalte-se que novos leitos são abertos progressivamente mediante o aumento da demanda.

Óbitos

A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) contabiliza 2.328 mortes pelo novo coronavírus.

2278º óbito – mulher, 63 anos, residente em Canudos, portadora de diabetes, data de admissão não informada, foi a óbito dia 30/06, em unidade da rede pública, em Canudos;

2279º óbito – homem, 76 anos, residente em Salvador, portador de hipertensão arterial e diabetes, foi internado dia 23/06 e foi a óbito dia 01/07, em unidade da rede pública, em Salvador;

2280º óbito – homem, 75 anos, residente em Camacan, portador de diabetes, doença cardiovascular e neoplasias, foi internado dia 31/05 e foi a óbito dia 01/06, em unidade da rede pública, em Camacan;

2281º óbito – mulher, 65 anos, residente em Ilhéus, portadora de doença cardiovascular, foi internada dia 13/06 e foi a óbito dia 03/07, em unidade da rede pública, em Ilhéus;

2282º óbito – mulher, 49 anos, residente em Itabuna, sem informação de comorbidade, data de admissão não informada, foi a óbito dia 06/07, em unidade da rede pública, em Ilhéus;

2283º óbito – homem, 60 anos, residente em Ilhéus, portador de doença renal crônica, foi internado dia 11/06 e foi a óbito dia 06/07, em unidade da rede pública, em Ilhéus;

2284º óbito – homem, 91 anos, residente em Ilhéus, sem comorbidades, foi internado dia 06/06 e foi a óbito dia 23/06, em unidade da rede pública, em Ilhéus;

2285º óbito – mulher, 84 anos, residente em Salvador, portadora de hipertensão arterial e diabetes, foi internada dias 22/06 e foi a óbito dia 04/07, em unidade da rede privada, em Salvador;

2286º óbito – homem, 78 anos, residente em Ilhéus, sem informação de comorbidades, data de admissão não informada, foi a óbito dia 05/07, em unidade da rede pública, em Ilhéus;

2287º óbito – mulher, 57 anos, residente em Ubaíra, sem comorbidades, foi internada dia 22/06 e foi a óbito dia 07/07, em unidade da rede pública, em Salvador;

2288º óbito – homem, 68 anos, residente em Ilhéus, portador de doenças endócrinas e nutricionais, foi internado dia 16/05 e foi a óbito dia 07/06, em unidade da rede pública, em Ilhéus;

2289º óbito – homem, 84 anos, residente em Ilhéus, portador de hipertensão arterial e diabetes, foi internado dia 26/06 e foi a óbito dia 03/07, em unidade da rede pública, em Ilhéus;

2290º óbito – homem, 68 anos, residente em Casa Nova, portador de diabetes, foi internado dia 23/06 e foi a óbito dia 24/06, em unidade da rede particular, em Araripina, Pernambuco;

2291º óbito – mulher, 92 anos, residente em Ubaitaba, portadora de hipertensão arterial, data de admissão não informada, foi a óbito dia 06/07, em unidade da rede privada, em Ubaitaba;

2292º óbito – homem, 62 anos, residente em Ilhéus, portador de diabetes e doença cardiovascular, foi internado dia 23/06 e foi a óbito dia 30/06, em unidade da rede pública, em Ilhéus;

2293º óbito – homem, 74 anos, residente em Salvador, portador de hipertensão arterial e diabetes, foi internado dia 06/06 e foi a óbito dia 19/06, em unidade da rede privada, em Salvador;

2294º óbito – homem, 82 anos, residente em Ipirá, portador de hipertensão arterial, neoplasias e doença renal foi internado dia 21/06 e foi a óbito dia 28/06, em unidade da rede pública, em Salvador;

2295º óbito – homem, 101 anos, residente em Salvador, portador de hipertensão arterial e doença cardiovascular, foi internado dia 05/07 e foi a óbito dia 07/07, em unidade da rede privada, em Salvador;

2296º óbito – homem, 84 anos, residente em Lauro de Freitas, portador de diabetes, data de admissão não informada, foi a óbito dia 06/07, em unidade da rede privada, em Lauro de Freitas;

2297º óbito – homem, 34 anos, residente em Sento Sé, portador de doença cardiovascular e doença hepática, data de admissão não informada, foi a óbito dia 06/07, em unidade da rede filantrópica, em Juazeiro;

2298º óbito – homem, 61 anos, residente em Morpará, portador de neoplasias, foi internado dia 02/07 e foi a óbito dia 08/07, em unidade da rede pública, em Lauro de Freitas;

2299º óbito – homem, 85 anos, residente em Casa Nova, sem informação de comorbidades, foi internado dia 02/07 e foi a óbito dia 04/07, em unidade da rede pública, em Casa Nova;

2300º óbito – mulher, 91 anos, residente em Lauro de Freitas, portadora de hipertensão arterial, diabetes, doença cardiovascular e doença do sistema nervoso, foi internada dia 15/06 e foi a óbito dia 02/07, em unidade da rede pública, em Salvador;

2301º óbito- mulher, 81 anos, residente em Salvador, portadora de hipertensão arterial e diabetes, foi internada dia 16/06 e foi a óbito dia 02/07, em unidade da rede privada, em Salvador;

2302º óbito – homem, 67 anos, residente em Eunápolis, portador de hipertensão arterial e diabetes, foi internado dia 16/06 e foi a óbito dia 17/06, em unidade da rede pública, em Eunápolis;

2303º óbito – homem, 75 anos, residente em Salvador, sem informação de comorbidades, data de admissão não informada, foi a óbito dia 08/07, em unidade da rede pública, em, Salvador;

2304º óbito – homem, 93 anos, residente em Itamaraju, portador de hipertensão arterial e diabetes, foi internado dia 03/07 e foi a óbito dia 08/07, em unidade da rede pública, em Itamaraju;

2305º óbito – homem, 30 anos, residente em Juazeiro, sem informação de comorbidades, data de admissão não informada, foi a óbito dia 06/06, em unidade da rede pública, em Itamaraju;

2306º óbito – homem, 65 anos, residente em Salvador, portador de diabetes e doença cardiovascular, foi internado dia 15/06 e foi a óbito dia 30/06, em unidade da rede privada, em Salvador;

2307º óbito – homem, 52 anos, residente em Candeias, portador de hipertensão arterial, diabetes e obesidade, foi internado dia 21/05 e foi a óbito dia 24/05, em unidade da rede pública, em Candeias;

2308º óbito – homem, 81 anos, residente em Salvador, portador de doença respiratória crônica, foi internado dia 28/06 e foi a óbito na mesma data (28/06), em unidade da rede pública, em Salvador;

2309º óbito – mulher, 61 anos, residente em Salvador, portadora de hipertensão arterial e diabetes, foi internada dia 28/06 e foi a óbito dia 03/07, em unidade da rede filantrópica, em Salvador;

2310º óbito – homem, 74 anos, residente em Salvador, portador de hipertensão arterial e diabetes, foi internado dia 15/06 e foi a óbito dia 02/07, em unidade da rede pública, em Salvador;

2311º óbito – mulher, 67 anos, residente em Salvador, portadora de hipertensão arterial, diabetes, doença cardiovascular e neoplasias, foi internada dia 30/06 e foi a óbito no dia 06/07, em unidade da rede privada, em Salvador;

2312º óbito – homem, 74 anos, residente em Salvador, portador de hipertensão arterial e neoplasias, foi internado dia 30/06 e foi a óbito dia 02/07, em unidade da rede filantrópica, em Salvador;

2313º óbito – homem, 63 anos, residente em Itabuna, portador de diabetes e doença cardiovascular, data de admissão não informada, foi a óbito dia 05/07, em unidade da rede pública, em Itabuna;

2314º óbito – homem, 69 anos, residente em Barro Preto, portador de diabetes e doença cardiovascular, data de admissão não informada, foi a óbito dia 21/06, em unidade da rede pública, em Itabuna;

2315º óbito – homem, 96 anos, residente em Presidente Tancredo Neves, sem informação de comorbidades, data de admissão não informada, foi a óbito dia 04/07, em unidade da rede pública, em Presidente Tancredo Neves;

2316º óbito – homem, 81 anos, residente em Nazaré, sem informação de comorbidades, data de admissão não informada, foi a óbito dia 05/07, em unidade da rede privada, em Nazaré;

2317º óbito – mulher, 66 anos, residente em Coaraci, sem comorbidades, data de admissão não informada, foi a óbito dia 05/07, em unidade da rede pública, em Ilhéus;

2318º óbito – homem, 61 anos, residente em Floresta Azul, portador de hipertensão arterial e diabetes, foi internado dia 03/07 e foi a óbito dia 06/07, em unidade da rede pública, em Itabuna;

2319º óbito – mulher, 78 anos, residente em Itabuna, portadora de hipertensão arterial e diabetes, data de admissão não informada, foi a óbito dia 27/06, em unidade da rede pública, em Itabuna;

2320º óbito – homem, 52 anos, residente em Itabuna, portador de diabetes, foi internado dia 19/05 e foi a óbito dia 05/06, em unidade da rede pública, em Itabuna;

2321º óbito – mulher, 64 anos, residente em Ibirapitanga, portadora de diabetes, data de admissão não informada, foi a óbito dia 01/06, em unidade da rede pública, em Ibirapitanga;

2322º óbito – mulher, 88 anos, residente em Itajuípe, portadora de doença cardiovascular, foi internada dia 24/05 e foi a óbito na mesma data (24/05), em unidade da rede pública, em Itabuna;

2323º óbito – homem, 52 anos, residente em Itajuípe, sem informação de comorbidades, data de admissão não informada, foi a óbito dia 29/06, em unidade da rede pública, em Itabuna;

2324º óbito – homem, 22 anos, residente em Itabuna, sem comorbidades, foi internado dia 07/05 e foi a óbito dia 08/05, em unidade da rede pública, em Itabuna;

2325º óbito – homem, 87 anos, residente em Itajuípe, portador de hipertensão arterial e diabetes, data de admissão não informada, foi a óbito dia 28/06, em unidade da rede privada, em Itajuípe;

2326º óbito – homem, 79 anos, residente em Camacan, portador de hipertensão arterial e diabetes, foi internado dia 30/06 e foi a óbito dia 05/07, em unidade da rede privado, em Camacan;

2327º óbito – mulher, 58 anos, residente em Juazeiro, portadora de diabetes, foi internada dia 20/06 e foi a óbito dia 06/07, em unidade da rede privada, em Remanso;

2328º óbito – homem, 75 anos, residente em Camaçari, portador de hipertensão arterial, foi internado dia 15/06 e foi óbito dia 29/06, em unidade da rede pública, em Salvador.

Secretário diz que taxa de casos ativos do coronavírus subiu no interior após festejos juninos

/ Bahia

Fábio Vilas-Boas fala do aumento de casos. Foto: Mateus Pereira

O secretário de Saúde (Sesab), Fábio Vilas-Boas, afirmou, na tarde desta quinta-feira (9), que a taxa de crescimento dos casos ativos do novo coronavírus subiu drasticamente após os festejos juninos.

”Muito preocupante. Vínhamos ao longo de duas emanas chegando em um platô. A partir de julho, voltamos a ter aceleração, principalmente no interior. É preciso acompanhar de perto esse fenômeno”, escreveu.

Pelo sexto ano consecutivo, a Bahia apresenta redução dos roubos contra bancos

/ Bahia

Pelo sexto ano consecutivo, a Bahia apresenta redução dos roubos contra bancos. No primeiro semestre deste ano, a modalidade criminosa teve diminuição de 28,6%, comparando com o mesmo período de 2019. Em números absolutos foram 20 casos, nos primeiros seis meses de 2020, contra 28 no mesmo período do ano anterior.

”Trabalhamos integrados e em situações pontuais. Usamos as equipes do Bope, Graer, Cipes e Choque, pois, na maioria das vezes são criminosos que utilizam armamentos com grande poder de fogo. Respondemos proporcionalmente e dentro da lei”, destacou o comandante do Policiamento Especializado (CPE) da PM, coronel Sérgio Freire.

Também no primeiro semestre, ações das polícias Militar e Civil desarticularam duas quadrilhas especializas em ataques contra instituições financeiras. Vinte e uma armas de fogo foram apreendidas, entre elas sete fuzis, 13 criminosos acabaram presos em flagrantes e 14 não resistiram a confrontos com as forças de segurança estaduais.

O diretor do Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco), delegado Marcelo Sansão, por sua vez, falou sobre as investigações dessas organizações criminosas. ”Chegamos nesses grupos com a utilização de técnicas de inteligência. Importante ressaltar a valiosa parceria com a Polícia Federal”, completou.