Ipiaú confirma morte de idosa de 76 anos infectada pelo coronavírus, com comorbidade / diabete

O boletim epidemiológico de Ipiaú, divulgado nesta quarta-feira (15) pela secretaria Municipal de Saúde, contabiliza mais um óbito e 21 novos casos de covid-19, elevando o total de infectados para 1.006 e o de mortos para 12.

Segundo o site Giro em Ipiaú, a paciente tinha 76 anos, era diabética, e estava internada no Hospital Costa do Cacau, em Ilhéus. O falecimento ocorreu no último dia 09, no entanto o resultado do exame de laboratório (swab) foi divulgado pelo Lacen nesta quarta-feira (15).

Ainda conforme o novo boletim, 805 pessoas estão recuperadas. O número de pacientes ativos é de 190, desses, 05 estão internados. 87 pessoas aguardam por realização de testes e resultados de exame laboratorial. Dos 3.992 casos notificados, 2.899 foram descartados.

Jequié confirma a morte de um homem de 52 anos por covid, com comorbidade, internado no São Vicente

/ Jequié

Homem estava no Hospital São Vicente. Foto: Blog Marcos Frahm

A Prefeitura de Jequié, através da Secretaria de Saúde, apresentou, na noite desta quarta-feira (15), o boletim epidemiológico do coronavírus, atualizado à 19h, que registrou mais um óbito, sendo um homem de 52 anos de idade, morador do bairro Espírito Santo, portador de obesidade, que e estava internado no Hospital São Vicente.

O boletim registrou mais 84 novos casos, perfazendo um total de 1.987, até agora. Destes, 632 foram diagnosticados por meio do método laboratorial RT-PCR. 1018 pacientes encontram-se recuperados e não apresentam mais os sintomas da doença.

Jequié: Tribunal de Contas suspende licitação para concessão de área pública / zona azul

/ Jequié

Denúncia foi da empresa Serbet. Foto: Blog Marcos Frahm

Na sessão desta quarta-feira (15), realizada por meio eletrônico, os conselheiros do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) ratificaram medida cautelar concedida – de forma monocrática – pelo conselheiro Fernando Vita que determinou ao prefeito de Jequié, Luiz Sérgio Suzarte Almeida, a suspensão imediata de concorrência pública para a concessão onerosa com o objetivo de exploração e gestão de área pública para estacionamento de veículos em vias e logradouros da cidade. O certame ficará suspenso até a decisão final do processo.

Os conselheiros da Corte de Contas consideraram que estavam presentes na denúncia o ”fumus boni juris”, ou seja, a possibilidade de que o direito pleiteado pelo denunciante exista no caso concreto, e também o ”periculum in mora”, que se caracteriza pelo risco de decisão tardia, resultando em dano de difícil reparação.

A denúncia foi apresentada pela empresa Serbet – Sistema de Estacionamento Veicular do Brasil, que indicou a existência de vícios no edital no que diz respeito às exigências para a participação e habilitação de licitantes, especialmente em relação à apresentação de atestados de capacidade técnica. Alegou ainda ter havido violação do princípio da legalidade pelo oferecimento de respostas evasivas e não conclusivas em torno das impugnações e pedidos de esclarecimentos apresentados no bojo do procedimento licitatório.

Para o conselheiro Fernando Vita, relator da denúncia, não é plausível permitir a continuação do certame e sua eventual conclusão em razão da ”possível incompatibilidade das exigências do edital com o escopo da licitação e com o interesse público”. A continuação do procedimento, segundo a relatoria, apenas gerará conflitos judiciais e demora na solução final da questão.

Ressaltou que normas previstas no edital contém cláusula restritiva à competitividade do certame, vez que a exigência de que conste em atestado experiência em ”controle da arrecadação por emissão de nota fiscal” é por demais específica, impossibilitando uma maior competitividade, ainda que o objeto da licitação seja gestão e exploração de espaços públicos de estacionamento.

O Ministério Público de Contas, através da procuradora Aline Paim Monteiro do Rego Rio Branco, se manifestou pelo deferimento da cautelar para suspender a Concorrência Pública nº 02/2020 até que sejam alterados os itens do edital que se afiguram exorbitantes e dissonantes do Estatuto das Licitações.

Viúva tem cota dupla de auxílio emergencial assegurado pela Justiça Federal na Bahia

/ Justiça

A Justiça Federal na Bahia, concedeu o direito de uma viúva, de 27 anos, de receber cota dupla do auxílio-emergencial, do Governo Federal. A ação foi movida pela Defensoria Pública da União na Bahia (DPU-BA). Consta no processo, que a mulher está desempregada e tem uma filha menor de idade. Ela solicitou o benefício, mas só lhe foi garantido o pagamento de uma cota, mesmo sendo chefe de família monoparental.

Ao analisar o sistema da Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência (Dataprev), verificou-se que o equívoco no valor do auxílio ocorreu em razão do falecido esposo da assistida ainda constar no banco de dados do Cadastro Único do Governo Federal (CadÚnico). Entretanto, a certidão de óbito apresentada comprova que o ex-esposo da assistida faleceu em novembro de 2019, por embolia pulmonar.

De acordo com a defensora pública federal, Charlene Borges, o indeferimento das duas cotas que a autora tem direito foi indevido. ”Sendo chefe de família monoparental e possuindo uma filha menor em seus cuidados, tem direito a perceber o auxílio emergencial em sua plenitude”, afirma. O benefício foi concedido pelo juiz substituto da 9ª vara federal, Tiago Borré, que determinou urgência no pagamento do auxílio.

Secretário de Saúde desiste de pré-candidatura em Salvador, mas avisa: ”Um sonho não morre”

/ Política

Léo Prates desiste de pré-candidatura. Foto: Vagner Souza

O secretário de Saúde de Salvador, Leo Prates (PDT), divulgou uma carta aberta em que anuncia que desistiu oficialmente de ser pré-candidato à Prefeitura, segundo informou o site BNes. ”Não vou sair da secretaria. Decidi agora”, declarou Prates.

Intitulada ”Um sonho não morre”, a carta descreve toda a sua trajetória política, elenca uma série de justificativas para a saída da corrida eleitoral e deixa implícito que ele apenas adiou o projeto político de comandar o Palácio Thomé de Souza. Prates reafirma que a pandemia do novo coronavírus inviabilizou a campanha.

”Quis o destino que eu estivesse na cadeira de secretário de saúde quando testemunhamos Salvador encarar um dos seus maiores desafios, a guerra contra o Novo Coronavírus. Frente a este momento entendi que os planos tinham mudado, o meu objetivo de cuidar das vidas do povo de Salvador ainda não viria pela disputa eleitoral, mas pela dedicação ao cargo que já ocupava na saúde do município”, declarou.

O secretário, que não se desincompatibilizou da pasta após um pedido do prefeito ACM Neto, vinha até então alimentando a ideia de que poderia ser beneficiado com os novos prazos eleitorais do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O PDT, inclusive, fez uma consulta oficial para saber se pré-candidatos envolvidos no combate à pandemia também poderiam ser beneficiados com um prazo mais elástico. A resposta ainda não saiu.

Vale lembrar que Prates também era cotado para a vice do pré-candidato do DEM, Bruno Reis. Como alternativa, o PDT filiou a também ex-secretária Ana Paula Matos como opção para o posto. O grupo carlista também negocia a vice com o Republicanos, que tem a recém-filiada Ivete Sacramento – outra ex-secretária de Neto – em seus quadros, além de Geraldo Júnior (MDB).

”As decisões definitivas serão tomadas em momento oportuno em conjunto com o partido, mas a nossa principal luta segue firme, um PDT mais forte em toda a Bahia, em prol de um verdadeiro projeto de desenvolvimento nacional”, finaliza a carta de Prates.

 

Inaugurado pelo governador o Hospital Geral Clériston Andrade 2, em Feira de Santana

/ Saúde

Sem aglomeração, Rui fez inauguração. Foto: Paula Fróes

O Governo do Estado entregou, nesta quarta-feira (15), o maior investimento em saúde já realizado no interior da Bahia. O Hospital Geral Clériston Andrade 2 foi vistoriado pelo governador Rui Costa e oficialmente entregue à população, mas sem evento de inauguração. Instalado em uma área de 25 mil metros quadrados, o HGCA 2 contou com um investimento de R$ 60 milhões.

”Esse equipamento está entre os melhores da Bahia, incluindo os privados. Aqui tem equipamentos que a rede privada não possui, nem em Feira de Santana, nem em Salvador. É uma unidade de primeiro mundo, não só tecnicamente falando, mas também estruturalmente e esteticamente. Além disso, possui o selo verde, por possuir placa solar, estrutura para reuso de água e ar condicionados funcionando com gás natural, o que significa que o hospital terá um baixo consumo de energia elétrica, esta que funcionará de forma alternativa ao gás”, revelou o governador.

A unidade de saúde funciona em prédio de três pavimentos

A unidade funciona em prédio de três pavimentos onde foi implantado um centro cirúrgico com 11 salas de cirurgias e outras três para procedimentos invasivos, além de um Centro de Hemorragia Digestiva e um setor de bioimgem. O HGCA 2 é considerado um prédio verde com certificação de eficiência energética e biossegurança. Outro diferencial do hospital é a informatização, os prontuários serão eletrônicos em substituição ao papel no trâmite de informações dos pacientes.

O secretário Fábio Vilas-Boas destaca que o hospital foi projetado para atender a segunda maior cidade do estado e ainda absorver a demanda dos municípios do entorno. ”O governador Rui Costa construiu em Feira de Santana o maior complexo de saúde do interior da Bahia, com policlínica regional, UPA, uma nova emergência, uma maternidade regional e agora, o Hospital Geral Clériston Andrade 2. Juntas, as obras superam R$ 100 milhões de investimento”, afirma Vilas-Boas, ao pontuar ainda que esta é a segunda de três etapas. “A primeira foi a construção da nova emergência, a segunda, o HGCA 2, e a terceira, que iniciará em breve, será a ampliação de 100 novos leitos no complexo hospitalar, além de reformar completamente a fachada, dentre outras intervenções no antigo hospital”, ressalta.

O HGCA2 fortalece ainda mais o atendimento à saúde no interior, já que a região dispõe de uma Policlínica Regional, UPA, uma maternidade regional e uma nova emergência. Todos estes investimentos em saúde realizados pelo Governo do Estado superam R$100 milhões.

Novo exame de Bolsonaro dá positivo para o vírus, e presidente deve manter isolamento

/ Brasília

Bolsonaro testou positivo para coronavírus. Foto: Isac Nóbrega

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou nesta quarta-feira (15) que seu último exame médico ainda detectou a presença do coronavírus. Bolsonaro, que revelou em 7 de julho ter sido contaminado, só deve voltar ao trabalho após testes clínicos indicarem que ele não tem mais o vírus.

”Estou bem graças a Deus, fiz exame ontem de manhã e a à noite deu resultado que ainda estou positivo para a Covid. Espero que nos próximos dias eu faça um novo exame e, se Deus quiser, dê tudo certo para a gente voltar logo à atividade”, disse Bolsonaro, em uma live transmitidas em suas redes sociais.

Bolsonaro gravou uma mensagem no jardim em frente ao Palácio da Alvorada. Ele usou a transmissão para novamente defender o uso hidroxicloroquina para o tratamento do coronavírus, embora ainda não haja estudos que comprovem a eficácia do medicamento. O presidente é um entusiasta da substância, mas especialistas alertam ainda que há efeitos colaterais associados à sua utilização.

”Graças a Deus estou muito bem. Fui medicado desde início com a hidroxicloroquina, [com] recomendação médica para isso. Me senti melhor logo no dia seguinte, não tive nenhum sintoma forte. [Tive] febre pequena na segunda retrasada (6), 38°C, um pouco de cansaço e dores musculares. E o resto tudo bem”, disse Bolsonaro. Desde que foi diagnosticado com a Covid-19, Bolsonaro tem permanecido em isolamento no Palácio da Alvorada, residência oficial da Presidência.

Segundo relataram auxiliares, ele se mantém afastado de familiares que moram no Alvorada —a primeira-dama Michelle Bolsonaro, sua filha e enteada. As três já realizaram exame do coronavírus e os resultados foram todos negativos. Desde o início da crise mundial do coronavírus, Bolsonaro tem dado declarações nas quais busca minimizar os impactos da pandemia e, ao mesmo, tratar como exageradas algumas medidas tomadas no exterior e por governadores de estado no país.

Ele também provocou aglomerações, muitas vezes sem uso de máscara recomendada para evitar o contágio da Covid-19. Bolsonaro defendeu a hidroxicloroquina na maior parte do vídeo transmitido e também disse que a história julgará ”quem estava certo” e ”a quem cabe qualquer responsabilidade sobre parte das mortes”.

”Coincidência ou não, sabemos que não tem nenhuma comprovação científica, mas deu certo comigo. Não existe medicamento no mundo que tenha comprovação científica constatada, então é uma situação de observação. Deu certo comigo, com muita gente, muitos médicos dizem que hidroxicloroquina funciona”, declarou.

”Não estou fazendo nenhuma campanha por medicamento, afinal de contas o custo é baratíssimo. E talvez por causa disso que tem muitas pessoas contra. E outras, parece, por questão ideológica. O que está ocorrendo? Eu não recomendo nada, recomendo que você procure o seu médico e converse com ele. O meu, um médico militar, foi recomendado a hidroxicloroquina e funcionou”, concluiu.

Bahia registra 2.964 casos de Covid-19 nas últimas 24 horas, diz boletim epidemiológico da Sesab

/ Bahia

Ainda hoje, quarta-feira (15), a Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) disponibilizará, para acesso público, a base de dados completa dos casos suspeitos, descartados, confirmados e óbitos relacionados ao coronavírus (Covid-19). Para fazer o download, é simples: basta acessar o link bi.saude.ba.gov.br/transparencia/ e clicar no ícone localizado no topo da página. A iniciativa amplia transparência e possibilita que qualquer cidadão, em qualquer lugar do mundo, possa acompanhar e analisar a evolução da pandemia na Bahia. Progressivamente novas funcionalidades e filtros serão implementados.

Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 2.964 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +2,7%), 54 óbitos (+2,1%) e 4.557 curados (+5,5%). Dos 112.993 casos confirmados desde o início da pandemia, 86.708 já são considerados curados, 23.647 encontram-se ativos e 2.638 tiveram óbito confirmado de coronavírus.

Os casos confirmados ocorreram em 399 municípios baianos, com maior proporção em Salvador (40,64%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 100.000 habitantes foram Gandu (2.721,97), Itajuípe (2.435,22), Ipiaú (2.020,80), Lauro de Freitas (1.786,43) e Itabuna (1.746,06).

O boletim epidemiológico contabiliza ainda 224.802 casos descartados e 96.978 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com os Cievs municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 17 horas desta quarta-feira (15).

Na Bahia, 11.748 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Para acessar o boletim completo, clique aqui ou acesse o Business Intelligence.

Óbitos

A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) contabiliza 2.638 mortes pelo novo coronavírus. Em virtude da disponibilização da base de dados relacionada aos óbitos da Covid-19, os interessados no detalhamento dos perfis poderão fazer o download do arquivo completo.

Fundação José Silveira treina profissionais de saúde para atendimento a pacientes com Covid-19

/ Saúde

Profissionais de saúde vem recebendo treinamento realizado Fundação José Silveira (FJS), através do Centro de Pesquisa e Inovação, em meio à pandemia do novo coronavírus. O foco é a assistência aos pacientes infectados pela Covid-19.

A instituição promoveu a Formação Continuada em Serviço para profissionais de saúde treinados para Covi-19, com a participação de novos técnicos de enfermagem. Os profissionais foram treinados na modalidade de ensino à distância, por meio de uma parceria firmada entre a FJS e a Unime de Lauro de Freitas, para atuar nas unidades de saúde de referência, especialmente nas áreas de UTI e Emergência.

A Fundação José Silveira também implantou o treinamento de profissionais de saúde que atuam nas unidades de terapia intensiva, contemplando atualmente o Hospital Geral Ernesto Simões Filho e o Instituto Couto Maia (Icom). O treinamento à beira leito dos profissionais de saúde é voltado às equipes que atuam em UTI para a assistência aos pacientes com Covid-19.

A capacitação à beira leito é feita por meio de atividades presenciais na própria unidade, supervisionadas por especialista na área de terapia intensiva. Além das aulas práticas, os profissionais de enfermagem estão participando de aulas teóricas à distância na plataforma do Centro de Pesquisa e Inovação da Fundação José Silveira.

Bolsa brasileira sobe ”1,3%” com resultado positivo de vacina contra o coronavírus

/ Economia

A Bolsa brasileira subiu 1,34% nesta quarta-feira (15), a 101.790 pontos, maior patamar desde 5 de março. Durante o pregão, o Ibovespa chegou a superar os 102 mil pontos.

A alta veio após a Moderna ter sucesso na fase 1 dos testes de sua vacina contra o novo coronavírus. Segundo os resultados preliminares publicados na revista científica The New England Journal of Medicine na terça (14), a vacina americana induziu resposta imunológica de combate ao Sars-CoV-2 nos 45 participantes do estudo. Anticorpos neutralizantes do novo coronavírus foram detectados por dois métodos em todas as pessoas imunizadas.

Em nota, a Moderna diz que os dados dão suporte para o início de um estudo clínico maior, de fase 3, que vai contar com 30 mil participantes. A expectativa é que a próxima etapa tenha início no dia 27 de julho. As ações da farmacêutica em Nova York subiram 6,9%, a US$ 80,22.

Também contribuiu para o otimismo de investidores dados econômicos positivos nos Estados Unidos. Segundo o Fed, banco central dos EUA, a produção nas fábricas americanas aumentou pelo segundo mês seguido em junho, em um salto de 7,2%, acima das expectativas do mercado. Em maio, a produção nas fábricas avançou 3,8% em maio.

A produção fabril ainda está 11,1% abaixo de seu nível de fevereiro.

Outro ponto positivo foi o forte balanço trimestral da Goldman Sachs. A receita com transações do banco americano dobrou no segundo trimestre, impulsionada pela grande volatilidade nos mercados de ações e títulos desde março, e levou o lucro líquido do banco a aumentar 2%, para US$ 2,25 bilhões no segundo trimestre, acima das projeções do mercado.

Com as surpresas positivas, as Bolsas de Nova York fecharam em alta. S&P 500 subiu 0,9%, Dow Jones, 0,85% e Nasdaq, 0,6%. Os preços do petróleo também avançaram. O barril de Brent (referência internacional) sobe 1,6%, a US$ 43,59., depois que dados da agência de energia dos EUA mostraram que os estoques de petróleo do país recuaram em 7,5 milhões de barris na semana passada —analistas esperavam uma queda de 2,1 milhões de barris, segundo pesquisa da Reuters.

O real, porém, não sustentou o viés positivo e perdeu valor ante o dólar, que fechou em alta de 0,67%, a R$ 5,3840. O turismo está a R$ 5,68. A alta da moeda americana reflete a tensão entre EUA e China em torno de Hong Kong e a saída de capital do Brasil. O fluxo cambial ficou negativo em quase US$ 2 bilhões apenas na semana passada, elevando o déficit de julho a US$ 2,376 bilhões. No ano, a debandada é de quase US$ 15 bilhões.

O foco dos investidores se volta agora para o PIB (Produto Interno Bruto) chinês, que serão divulgados na noite desta quarta. Economistas consultados pela Reuters estimam crescimento de 9,6% no segundo trimestre sobre um ano antes. A China é o principal parceiro comercial do Brasil e a segunda maior economia do mundo.

Novos casos de coronavírus por 100 mil brasileiros se multiplicam por 13 em 12 semanas

/ Brasil

O número de novos casos de coronavírus por 100 mil brasileiros se multiplicou por 13 entre a quinzena que terminou em 28 de abril e a que terminou no último domingo (12). Foi de cerca de 19/100 mil para quase 250/100 mil, segundo balanço da ECDC (agência europeia de controle de doenças).

Essa é a consequência, em termos humanos, de o país completar 12 semanas seguidas com uma taxa de contágio acima de 1, ou seja, com a epidemia fora de controle há quase quatro meses.

A taxa de contágio indica para quantas pessoas, em média, cada infectado transmite o coronavírus. A brasileira é de 1,03, segundo cálculos do centro de acompanhamento de pandemia do Imperial College (um dos principais do mundo) para a semana que começou no dia 12.

O número significa que cada 100 contaminados no Brasil transmitem para 103 outras pessoas, que passam o vírus para outras 106,09, que por sua vez contagiam mais 109,27, espalhando a doença de forma cada vez mais rápida.

Quando a taxa de contágio (também chamada de Rt) está abaixo de 1, o número de novos casos se contrai e a epidemia é controlada. No caso do Chile, por exemplo, a Rt é 0,79: cada 100 contaminados passam o vírus para outros 79, que o transmitem para mais 62,4, que por sua vez contaminam 49,3 e assim por diante, reduzindo o alcance da doença.

Para calcular a Rt, o Imperial College se baseia no número de mortes registradas, que costuma ser mais preciso que o de casos. Como há um intervalo entre o momento do contágio e o das mortes, o cálculo mostra como estava a transmissão na quinzena anterior, e o impacto de medidas de controle aparece apenas duas semanas depois.

O centro de estudos britânicos também faz uma estimativa do número de mortes por Covid-19: na semana que começou no dia 12, a previsão é que 7.860 doentes acabem morrendo por causa do coronavírus.

É o maior número de óbitos entre os 58 países acompanhados pelo Imperial College. O centro analisa os que tiveram ao menos cem mortes desde o início da pandemia e ao menos dez mortes em cada uma das duas semanas anteriores.

De acordo com o levantamento da instituição, os casos de infecção por coronavírus registrados no Brasil representam 49,6% dos efetivamente contaminados. A taxa de registro de casos do país vem melhorando nas últimas semanas. No final de junho, ela estava em torno de 34%.

Jequié confirma mortes de homens de 48 e 56 anos e mulher de 50 por coronvírus

/ Jequié

Mais duas vítimas morreram no HGPV. Foto: Blog Marcos Frahm

A Prefeitura de Jequié, através da Secretaria de Saúde, apresentou o boletim epidemiológico do coronavírus desta terça-feira (14), atualizado à 19h, que registrou mais três óbitos, sendo uma mulher, de 50 anos, moradora do bairro Cidade Nova, portadora de hipertensão arterial sistêmica e que estava internada na UTI do Hospital Geral Prado Valadares; o outro, um homem, de 48 anos, morador do bairro Jequiezinho, sem comorbidades e que estava na UTI do Hospital Geral Prado Valadares; o terceiro óbito, um homem de 56 anos de idade, morador do Joaquim Romão, sem comorbidades e que estava internado no Hospital São Vicente.

O Boletim registrou também o maior índice de novos casos positivos, de um dia para o outro, desde o início da pandemia, em Jequié, com mais 131 novos casos, perfazendo um total de 1903, até agora. Destes, 611 foram diagnosticados por meio do método laboratorial RT-PCR. 958 pacientes encontram-se recuperados e não apresentam mais os sintomas da doença. Os que estão em quarentena somam 4064 pessoas.

Covid-19: Brasil tem 41,8 mil novos casos e 1.300 óbitos em 24h, diz boletim do Ministério da Saúde

/ Saúde

A atualização diária divulgada pelo Ministério da Saúde registrou 41.857 novos casos do novo coronavírus e 1.300 óbitos por covid-19 nas últimas 24 horas.

O total de mortes subiu para 74.133, semelhante à população da histórica cidade de Ouro Preto, em Minas Gerais. O resultado marcou um aumento de 1,7% em relação a ontem(13), quando o balanço do ministério trazia 72.833 óbitos.

Já os casos confirmados acumulados desde o início da pandemia chegaram a 1.926.824. Se fosse uma cidade, seria a 9ª mais populosa do país, à frente de Recife. A soma representou uma elevação de 2,2% sobre o total divulgado ontem, de 1.884.967 pessoas infectadas.

Aos sábados, domingos e segundas-feiras, o número registrado diário tende a ser menor pela dificuldade de alimentação dos bancos de dados pelas secretarias municipais e estaduais. Já às terças-feiras, o quantitativo em geral é maior pela atualização dos casos acumulados aos fins de semana.

De acordo com a atualização do Ministério da Saúde, 643.483 pessoas estão em acompanhamento e 1.209.208 se recuperaram da doença. Há ainda 3.928 mortes em investigação.

A taxa de letalidade (número de mortes pelo total de casos) ficou em 3,8%. A mortalidade (quantidade de óbitos por 100 mil habitantes) atingiu 35,3. A incidência dos casos de covid-19 por 100 mil habitantes é de  916,9.

Covid-19 nos estados

Os estados com mais mortes por covid-19 são: São Paulo (18.324), Rio de Janeiro (11.624), Ceará (6.977), Pernambuco (5.715) e Pará (5.318). As Unidades da Federação com menos falecimentos pela pandemia são: Mato Grosso do Sul (177), Tocantins (267), Roraima (398), Acre (436) e Amapá (483).

Os estados com mais casos confirmados de covid-19 desde o início da pandemia são: São Paulo (386.607), Ceará (139.437), Rio de Janeiro (132.822), Pará (128.570) e Bahia (110.029). As Unidades da Federação com menos pessoas infectadas registradas são: Mato Grosso do Sul (13.934), Tocantins (15.723), Acre (16.479), Roraima (22.968) e Rondônia (27.528).

Policial militar e mulher são encontrados mortos em apartamento na Paralela, em Salvador, diz polícia

/ Polícia

Casal foi encontrado na cama. Foto: Eduardo Oliveira/TV Bahia

Um policial militar e a esposa dele foram encontrados mortos na tarde desta terça-feira (14), em um apartamento no bairro do Trobogy, em Salvador. Conforme o comandante de Policiamento Especializado (CPE) da Polícia Militar, coronel Humberto Sturaro, informações preliminares apontam que o homem matou a esposa e depois cometeu suicídio.

Segundo o coronel Sturaro, o casal foi encontrado na cama, por volta das 16h30, por uma equipe da 50ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Sete de Abril), após uma vizinha ouvir o cachorro dos dois latir insistentemente e chamar a polícia. A arma usada no crime foi estava perto dos corpos.

Uma equipe do Departamento de Polícia Técnica (DPT) foi para o local para fazer a perícia e remoção dos corpos. O caso vai ser investigado pela Polícia Civil.

Em nota, a Polícia Militar da Bahia informou que o soldado Anísio Borges Ferreira Neto, de 45 anos, era lotado no Batalhão Especializado em Polícia Turística (Beptur) e há 13 anos integrava as fileiras da corporação. O militar deixa dois filhos. As informações são do G1