Rui Costa toma posse e reforça tripé educação, saúde e segurança como prioridade do seu governo

/ Bahia

Rui Costa toma posse como governador. Foto: Fernando Vivas

Um discurso sobre conquistas, desafios e determinação marcou a cerimônia de posse do governador Rui Costa, que irá conduzir o Estado da Bahia pelos próximos quatro anos. Reeleito, Rui foi empossado chefe do executivo estadual durante cerimônia realizada na Assembleia Legislativa da Bahia (Alba), na tarde desta terça-feira (1º). ”Hoje é um dia de profunda emoção. Ser governador da Bahia, meu estado querido, é um privilégio, uma bênção de Deus. Repito sempre que, para chegar onde cheguei – onde chegamos, pois ninguém faz nada sozinho e isso é uma convicção de vida –, saindo de onde saí, filho de uma família humilde e trabalhadora, só mesmo acreditando em um ser superior magnânimo que tem iluminado minha vida e a quem agradeço todos os dias”, declarou.

Reconhecimento

Eleito com mais de 75% dos votos, Rui alcançou a marca de governador mais bem votado da história do estado ao ser o escolhido por mais de cinco milhões de baianos. ”Graças a Deus, sou reconhecido como o governador, no país, que mais cumpriu compromissos de campanha e agora serei ainda mais rigoroso nesses objetivos”, assegurou Rui, que ainda afirmou que ”irá governar para todos, sem exceção e sem discriminação”. Foi observado de perto pela esposa, a primeira-dama Aline Peixoto, e os filhos, as pequenas Marina e Malu, e os mais velhos Caio e Aline, a quem o governador classificou como” a base de tudo, responsável por consolidar ainda mais a convicção de que é a família o núcleo onde o respeito, o amor, a responsabilidade e a paz precisam ser cultivados”. No decorrer dos primeiros quatros anos de governo, Rui Costa percorreu todas as regiões do estado, levando ações concretas que transformaram a vida dos baianos. Foram 469 viagens, e em todas elas Rui, como contou, fez questão de falar aos moradores dos quatro cantos da Bahia, um estado de dimensões continentais. Rui declarou, durante a posse, que, ”ao longo dos próximos quatro anos, o tripé Saúde, Educação e Segurança será prioridade”. Leia o discurso na íntegra

Os comentários estão fechados.