Prefeito de Lafaiete comemora aprovação de contas do exercício de 2020: ”comprovação da responsabilidade”

Freitas comemora aprovação de contas. Foto: BMFrahm

Os conselheiros do Tribunal de Contas dos Municípios da Bahia, na sessão desta quinta-feira (02/06), emitiram parecer recomendando a aprovação com ressalvas, pelas câmaras de vereadores, das contas de mais quatro prefeituras baianas, referentes ao exercício de 2020. Esses pareceres englobam as contas de governo e as de gestão.

Foram analisadas e aprovadas as contas das prefeituras de Catu, da responsabilidade de Geranilson Dantas Requião; de Ichu, Carlos Santiago de Almeida; de Lafayiete Coutinho, José Freitas de Santana Júnior; e de Santana, Marco Aurélio dos Santos Cardoso.

No caso dessas prefeituras, ambas as contas – governo e gestão – são de responsabilidade do próprio prefeito, que atua concomitantemente como chefe de governo e ordenador de despesas.

Os conselheiros relatores, ao final de cada voto, também apresentaram Deliberação de Imputação de Débito – DID, com propostas de multas aos gestores nos valores de R$1,5 mil (Ichu e Santana); R$2,5 mil (Lafayete Coutinho) e R$ 5 mil (Catu) em razão das ressalvas indicadas nos relatórios técnicos.

Lafaiete Coutinho.

Ao comentar a decisão da corte, em contato com o BMFrahm, o prefeito de Lafaiete disse reconhecer com naturalidade a aprovação com ressalvas. ”Todas as contas, de contas as prefeituras, quando aprovadas, são com ressalvas, mas o que deixa a gente feliz é saber que as de Lafaiete foram aprovadas e isso aí é a comprovação da responsabilidade que nós temos com o dinheiro público. Agradecemos a Deus e a nossa equipe”, comemorou.

Os comentários estão fechados.