Porque Santa Inês figura entre cidades que oferecem alto risco de propagar casos de Covid-19?

Santa Inês ainda não tem caso da Covid-19. Foto: Blog Marcos Frahm

Num estudo concluído recentemente os pesquisadores Kaique Brito e Roberto José estimam que 323 municípios baianos estão vulneráveis ao covid-19 e destes municípios 91 estão com alto risco de contaminação.

No território Vale do Jiquiriçá localizado entre a zona litorânea e o  sertão baiano, quatro municípios foram classificadas como de alto risco: Brejões, Irajuba, Jaguaquara e Santa Inês.

O que foi levado em consideração para a inclusão de Santa Inês nesse quadro?

Santa Inês é um município da Microrregião de Jequié, no Sudoeste do Estado da Bahia, com 11.177 habitantes, (IBGE/2015). O município é servido pela BR-420 e pelas BA-120 e BA-553.

É importante salientar que a BR-420 que, atravessa o município, liga as duas maiores rodovias do país BR-116 a BR-101. A BA-120 é o principal elo de ligação com o município de Cravolândia. Por outro lado a BA-553 é classificada como uma rodovia estadual de ligação, pois liga a BR-420, num trecho do perímetro urbano de Santa Inês, a BR-116, numa extensão de apenas 29 km.

A inclusão de Santa Inês como de alto risco em propagar novos casos da COVID-19, ocorreu em função da proximidade com a BR-116, através da BA-553 e da dinâmica espacial com o município de Jequié que teve caso confirmado da doença. A chegada do vírus em uma localidade que exerce influencia regional com fluxo de pessoas, veículos e mercadorias aponta para eventuais cenários de contaminação.

Portanto, a inclusão de Santa Inês foi baseada na circulação geográfica, na dinâmica populacional e na proximidade com Jequié que já apresenta caso confirmado, ou seja, foi levado em consideração a relação dos ”objetos geográficos” como os portos, ferrovias, aeroportos e rodovias, nesse caso específico, as rodovias e as respectivas relações intermunicipais.

É importante pontuar que a existência, no município de Santa Inês, de um campus do Instituto Federal Baiano (IFBAIANO), que atende estudantes de pelo menos 20 municípios da região perfazendo um fluxo correspondente a mais de 10% da população total do município, não foi considerado para o enquadramento do município nesse cenário.

O município de Santa Inês não registrou nenhum caso do covid-19 e alguns acontecimentos e ações podem estar contribuíndo para esse cenário, tais como: a BA-553 que liga o município a BR-116, está em total situação de abandono pelo governo estadual desde 1994, resistindo apenas como via de circulação de pessoas que trabalham ou tem fazendas ao longo de seu trecho, o IF Baiano teve suas atividades pedagógicas e administrativas suspensas, exceto serviços essenciais, desde o dia 14 de março do corrente ano, recomendando aos estudantes e servidores retorno para suas residências e isolamento social e a Prefeitura Municipal através de decretos com medidas preventivas, ações de sensibilização social e manutenção de uma barreira sanitária na entrada principal da cidade.

*Por Marco Antonio Rodrigues / professor de Climatologia do IF Baiano

Os comentários estão fechados.