Novo suspeito de envolvimento no desaparecimento de indigenista e jornalista inglês é preso

/ Imprensa

Um homem com histórico de ameaças a indígenas foi preso por suspeita de envolvimento no desaparecimento do indigenista Bruno Pereira e do jornalista inglês Dom Phillips. O suspeito foi preso em flagrante pela Polícia Militar no Amazonas. A informação é da colunista Míriam Leitão em reportagem no Bom Dia Brasil desta quarta-feira (8).

De acordo com a Polícia Civil, o homem se chama Amarildo da Costa de Oliveira, de 41 anos. Ele é conhecido na região como ”Pelado”. A prisão aconteceu na última terça-feira (7), quando, segundo a colunista, o suspeito foi encontrado fazendo ameaças à equipe de indígenas que estava em busca.

Ele deve prestar um novo depoimento nesta quarta-feira (8) e vai passar por audiência de custódia. Detido desde terça-feira (7), o homem  permaneceu em silêncio no primeiro interrogatório feito pelos investigadores em Atalaia do Norte, no Amazonas.

Na noite da última segunda-feira (6), dois pescadores suspeitos de envolvimento no desaparecimento haviam sido presos e levados para a cidade de Atalaia do Norte para prestar esclarecimentos.

Bruno e Dom estão desaparecidos na Amazônia desde o domingo (5), quando percorriam, de barco, o trajeto entre a comunidade ribeirinha São Rafael e a cidade de Atalaia do Norte. A viagem dura cerca de duas horas, mas os dois não chegaram a destino.

Os comentários estão fechados.