MPs ajuizam ação contra Oi, Telemar e Anatel por problemas em prestação de serviço em Jequié

/ Jequié

As empresas de telefonia Oi Móvel, Telemar Norte Leste e a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) foram denunciadas pelos Ministérios Públicos estadual e federal da Bahia por interrupções e dificuldades de utilização do sistema de telefonia na cidade de Jequié, no sudoeste do estado. A ação dos MPs pedem que as empresas garantam à população de Jequié serviços adequados de telefonia móvel e fixa, e de internet banda larga. A ação aponta que, nos últimos anos, a sociedade jequiense sofre com contínuas interrupções e dificuldades de utilização dos serviços das duas operadoras, sem que a Anatel tome providências para sanar o problema. A ação requer que a Justiça, em liminar, determine que a Anatel fiscalize os serviços prestados pela Oi e Telemar em Jequié, em 40 dias, com elaboração de relatório que indique as medidas a serem tomadas para ampliar a rede das operadoras, com melhoria do serviço à população. Também pede que as duas empresas deixem de comercializar novas assinaturas ou habilitar novas linhas ou códigos de acesso de telefonia móvel, fixa e internet, e que a Oi não efetue portabilidade de outra operadora para ela. Os órgãos pedem que as proibições persistam até que fique comprovada o funcionamento dos equipamentos necessários e suficientes para atender a demanda local. As empresas ainda devem apresentar, em 30 dias, o recebimento do relatório, os projetos de ampliação da rede com aprovação da Anatel. As operadoras ainda podem ser condenadas a pagar indenização por danos morais coletivo, no valor de R$ 5 milhões. A Promotoria de Justiça de Jequié instaurou um inquérito civil a partir de representações formuladas pelo juiz da 1ª Vara do Sistema de Juizado da comarca local, que constatou o aumento significativo de ações contra as operadoras, que reclamavam da má qualidade do serviço e falta de resolução dos problemas apresentados.

Os comentários estão fechados.