Jequié: Vereadores antecipam abertura dos trabalhos e analisa projeto do executivo em reunião na ACIJ

/ Jequié

Presidente Emanuel Campos em reunião. Foto: Leandro Fonseca

Apesar da Câmara de Vereadores de Jequié somente fazer a abertura do primeiro período extraordinário de 2018, em dia a ser confirmado do mês de março, decorrência  de reformas que estão sendo realizados na estrutura física do legislativo, o presidente Emanuel Campos – Tinho (PV) convocou sessão extraordinária para esta quarta-feira (8), no auditório da Associação Comercial e Industrial de Jequié-ACIJ e, contou com a presença de todos os vereadores, para análise preliminar de ofício encaminhado pelo prefeito Sérgio da Gameleira (PSB), constante de cinco projetos de lei. As matérias enviadas pelo Chefe do Executivo, todos vinculados ao setor de Educação, tratam da criação da Escola Municipal Anísio Teixeira (Jequiezinho); a municipalização da Escola Floripes Sodré (Cansanção); criação do quadro de pessoal para a Escola Municipalizada Joana Angélica; pedido de autorização para adotar o programa escolar de manutenção do aluno na escola, que estabelece a permanência de alunos da Educação de Jovens e Adultos (EJA), matriculados no município de Jequié e, pedido de autorização para que o município altere o porte das escolas do município. O vereador Reges Silva (PT), 1º secretário da mesa diretora, colocou durante a sessão ter sido atendido de maneira descortês pelo secretário municipal de Educação, professor Roberto Gondim, quando foi procurar informações detalhadas desses projetos de lei. Os vereadores hipotecaram unanimemente solidariedade ao colega vereador.

Os comentários estão fechados.