Jequié: COMDEF promove reunião em busca da inclusão de pessoas com deficiência no mercado de trabalho

/ Jequié

Evento ocorreu na Secretaria de Educação. Foto: Secom

Por iniciativa do Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência – COMDEF – foi realizada, no auditório da Secretaria de Educação de Jequié, na quinta-feira (16) com a finalidade de discutidas estratégias visando à inclusão de pessoas com deficiência no mercado de trabalho de Jequié. Atualmente, estima-se que este número tenha saltado para, cerca de, 15 mil pessoas, de acordo informações da Prefeitura. ”Apesar de termos um número grande de pessoas com deficiência, nós temos um número baixo de pessoas com deficiência trabalhando”, disse Evandro Sérgio Souza Brandão, representando a Associação dos Deficientes Físicos de Jequié – ADFIJ, ao destacar a importância do grupo de trabalho, ora proposto pelo COMDEF, buscando minimizar esses números a partir da inclusão no mercado de trabalho.

A reunião contou com a participação de membros das secretarias municipais de Educação. Saúde; Desenvolvimento Social e a de Desenvolvimento Econômico, além de representações da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-Jequié); Associação Industrial e Comercial de Jequié (ACIJ); Núcleo de Prevenção e Reabilitação Física de Jequié (NUPREJ); do Instituto Euvaldo Lodi (IEL); do Centro Regional de Referência em Saúde do Trabalhador de Jequié (CEREST), do Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE), dentre outras.

“O primeiro papel nosso é articular, junto a sociedade e com o mercado de trabalho para que eles entendam a importância. E o segundo papel é garantir a efetivação das políticas públicas para as pessoas com deficiência; então, mostrar à sociedade que, de fato, essas pessoas não são apenas pessoas com deficiência, mas são multitarefas, com habilidades potencializadas em outras áreas de conhecimento e provocando a aplicação prática de políticas públicas para que leve mais dignidade, mais acesso ao emprego, mais geração de renda, e que as empresas percebam o quão elas podem ter de benefícios com essas pessoas trabalhando”, disse o secretário de Desenvolvimento Econômico, Celso Galvão.

Deixar uma Resposta