Jaguaquara: Sepultado corpo de homem encontrado em saco plástico na zona rural

/ Jequié

Corpo foi encontrado dentro de um rio. Foto: Blog Marcos Frahm

Familiares de Sérgio Silva de Brito, de 33 anos, que foi encontrado morto na manhã do dia (18) de agosto deste ano, dentro de um rio, na localidade de Itiubinha, na área rural de Jaguaquara, a cerca de 40 km da sede do município informaram ao Blog Marcos Frahm que os restos mortais do homem foram sepultados em Jaguaquara, no último final de semana, depois de concluídos os exames de identificação do corpo por parte do Instituto Médico Legal, em Jequié. Conforme noticiado à época pelo Blog Marcos Frahm, a família procurava pelo rapaz desde o dia 18 de junho, quando ele havia saído da fazenda onde trabalhava e só foi encontrado na manhã do dia 18 de agosto, por populares, que avistaram o cadáver no rio e acionaram a polícia. Após o desaparecimento, familiares registram ocorrência na Delegacia Territorial de Jaguaquara sob alegação de que Sérgio teria sofrido ameaça de morte por um indivíduo, morador da mesma localidade. A versão da família é de que, na ocasião, informações surgiram dando conta de que Sérgio Silva foi ameaçado por um suspeito de ter arrombado uma residência na região e que o indivíduo lhe ameaçou depois de ter tomado conhecimento de que Sérgio teria denunciado o suposto arrombamento ao proprietário do imóvel. A vítima teria desaparecido a partir do dia em que sofreu ameaças. A polícia depois de acionada esteve na localidade, onde encontrou o corpo enrolado por um cobertor e dentro de um saco plástico. Em seguida, prepostos do Departamento de Polícia Técnica realizaram o levantamento cadavérico e encaminharam o corpo ao Instituto Médico Legal de Jequié. O delegado Chardison Castro de Oliveira informou ao Blog Marcos Frahm, quando questionado na data em que o cadáver foi encontrado que está acompanhando e coordenando as investigações da Polícia Civil e que o suspeito já teria sido intimado e ouvido na Delegacia, na ocasião do desaparecimento, e como em junho não havia registro de crime, apenas de desaparecimento, o suspeito apenas compareceu para prestar esclarecimentos na unidade policial, tendo negado o fato. ”Foi instaurado o inquérito e o fato está sendo apurado. Agora, como o corpo foi encontrado é que podemos apurar com constatação de crime e trabalhar pela elucidação do caso”, disse a autoridade policial. Já a família da vítima pede Justiça sobre o caso e diz ter informações de que o suspeito está foragido.

Os comentários estão fechados.