Jaguaquara: Maracujá apresenta alta de preço nas primeiras semanas de 2020 na Ceasa

/ Agricultura

Preço do maracujá alegra produtores. Foto: Blog Marcos Frahm

O Brasil ocupa a posição de maior produtor de maracujá do mundo, com uma produção anual de 492.000 toneladas, segundo o IBGE.

Em nível de macrorregião, o Nordeste é o maior produtor, respondendo por cerca de 45% da produção nacional, sendo a Bahia e Sergipe os Estados que registram produções mais expressivas.

O município de Jaguaquara, no Vale do Jiquiriçá, é responsável por mais de 40% da produção estadual.

Um dos fatores dessa excelente posição é a qualidade do fruto produzido em Jaguaquara. Mas, a variação de preço do produto no Mercado Produtor Ceasa local é o que mais chama a atenção.

Semanas atrás, em dezembro de 2019, era fácil encontrar produtores reclamando de queda nas vendas em decorrência do pequeno preço do maracujá, mas nessas primeiras semanas de 2020, o quadro se inverteu na Ceasa e os produtores e comerciantes comemoram.

O maracujá está se destacando como uma das frutas que mais registraram alta em janeiro. O saco com 13 kg, que antes era vendido a R$ 20,00, passou a custar até R$ 65,00, conforme levantamento feito pelo Blog Marcos Frahm junto a direção do órgão. O maracujá de primeira chega a R$ 70,00 e a procura pelo produto aumenta.

Os comentários estão fechados.