Ex-prefeito de Irajuba contesta decisão do TCM e afirma que vai recorrer de multa da Corte

Sampaio esclarece procedimento licitatório. Foto: Blog Marcos Frahm

O ex-prefeito do município de Irajuba, Antônio Oliveira Sampaio, multado pelo Tribunal de Contas dos Municípios da Bahia na sessão plenária de quinta-feira (29/08), em nota pública endereçada ao Blog Marcos Frahm esclarece que, mesmo tendo sido multado pelo TCM, em decorrência de falhas materiais em dois procedimentos licitatórios realizados pela Prefeitura, a matéria da denúncia realizada pelos seus opositores foi considerada improcedente pela Corte de Contas.

A denúncia que motivou o processo trata de diversos processos licitatórios onde os denunciantes acusam o ex-gestor de desvios de verbas públicas e superfaturamento de valores.

Sampaio afirma ao BMFrahm que foi realizada auditoria in loco por técnicos do TCM, acompanhada pelo denunciante e um preposto nomeado pelo ex-prefeito, quando chegou-se à conclusão que os serviços foram prestados e foram afastadas as hipóteses de  superfaturamento, restando tão somente a ausência de publicação dos editais em jornal de grande circulação e o registro da entrada e saída de materiais, motivo da multa de 3 mil.

A assessoria contábil de Sampaio afirma que irá recorrer das falhas apontadas pela Corte, pois os respectivos processos foram publicados no Diário Oficial do Município, assim como se pode comprovar que houve o devido controle dos materiais.

Os comentários estão fechados.