Cooperativa de Catadores Recicla Jequié enfrenta dificuldades para receber parcelas da Prefeitura

/ Jequié

Cooperativa tem 35 pessoas, inclusive idosas. Foto: Souza Andrade

A presidente da Cooperativa de Catadores Recicla Jequié – COOPERJE -, Zenaide Almeida de Oliveira, se diz bastante preocupada com a situação dos cooperados. São 35 pessoas, muitas das quais idosas, que estão com suas atividades suspensas por precaução à pandemia do novo coronavírus. ”São pessoas carentes que precisam de muita atenção, especialmente nesse momento” alegou em entrevista concedida ao jornalista Souza Andrade.

Ela aproveitou a ocasião para solicitar da Prefeitura de Jequié a regularização dos repasses do contrato firmado entre o poder público municipal e a cooperativa, já que estão impossibilitados de manter contato direto com a estrutura administrativa da Prefeitura. ”Antes, a COOPERJE recebia verba oriunda de subvenções, mas, com a atual gestão do prefeito Sérgio da Gameleira, conseguimos uma grande conquista que foi a assinatura de um contrato que tem importância vital, porém tem parcelas em atraso, com isso encontramos dificuldades de manter nossas atividades”, disse.

Afirma ainda que espera contar com a sensibilidade da gestão para a situação que considera delicada ainda mais agora com a suspensão de suas atividades.

Os comentários estão fechados.