Presidente do partido de Bolsonaro chama Kannário de ”elemento” e seus eleitores de marginais

/ Política

Dayane Pimentel detona o cantor Igor Kannário. Foto: Reprodução

A presidente estadual do PSL, Dayane Pimentel, chamou os eleitores do vereador Igor Kannário (PHS) de ”marginais”. Ao responder nesta sexta-feira (17) a uma seguidora nas redes sociais sobre a possibilidade de o vereador/cantor se eleger devido à coligação do PSL com o PHS, Dayane Pimentel afirmou que ”esse elemento está apto para concorrer, independente da coligação”. E completou: ”A culpa é da nossa Justiça falha. Os votos dele são dos marginais e esse povo nem título de eleitor regularizado tem. Foco nos candidatos de Bolsonaro e pronto! Ele (Kannário) é meu concorrente e eu irei derrotá-lo nas urnas”, escreveu a dirigente no Instagram.

Candidato a governador pelo DEM, Zé Ronaldo acredita que popularidade virá com campanha

/ Política

”Eu estou viajando há 120 dias”, diz Ronaldo. Foto: Divulgação

Depois de admitir, durante o debate eleitoral da TV Band, nesta quinta-feira (16), ainda não ser muito conhecido dos eleitores baianos, o candidato do Democratas ao Palácio de Ondina, José Ronaldo, aposta que, mesmo curta, a campanha o tornará ainda mais popular. ”Eu estou viajando há 120 dias, mas a gente sente o clima de campanha agora. Agora sim as pessoas estão se ligando, as pessoas estão ouvindo falar de política. A campanha vai ser na rua, antes era em ambientes fechados. A publicidade daqui a pouco vai para o rádio e para a televisão. E tudo isso vai acontecendo e a gente vai se tornando mais conhecido”, justificou em entrevista ao bahia.ba nesta sexta-feira (17). O prefeito de Salvador ACM Neto concorda com o correligionário e lembra que Ronaldo é ”bastante conhecido em Feira de Santana e na região dele”. Ao bahia.ba, o presidente nacional do DEM utilizou o exemplo do atual governador da Bahia Rui Costa (PT) para fundamentar a tese: ”Há quatro anos, quando Rui Costa começou a campanha ele também não era conhecido. O que tornou Rui Costa conhecido foi a campanha política e é o que vai acontecer agora com José Ronaldo”.

Candidatura de Lula à presidência da República é publicada no ”Diário da Justiça Eletrônico”

/ Política

O PT foi o último partido a registrar candidatura. Foto: Estadão

O registro da candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) foi publicado no ”Diário da Justiça Eletrônico” desta nesta sexta-feira (17).  O PT foi o último partido a registrar candidatura à Presidência, na quarta-feira (15). Com a publicação do edital, a Justiça Eleitoral considera que houve publicidade oficial para a candidatura e é aberto o prazo para impugnações que vai até o dia 22. Pelas regras, candidatos, partidos, coligações e o Ministério Público podem contestar as candidaturas em até cinco dias após a publicação. Além disso, qualquer cidadão que esteja com direitos políticos válidos pode apresentar ”notícia de inelegibilidade”, ou seja, informar ao TSE que o candidato está inelegível. O registro da candidatura de Lula será relatado pelo ministro Luís Roberto Barroso.

Após debate, Rui Costa se diz ”perplexo” com candidatos que não apresentaram propostas

/ Política

Rui critica falta de propostas de adversários. Foto: Bocão News

O governador Rui Costa falou que ficou perplexo ”com alguns candidatos” após o fim do primeiro debate televisivo entre os postulantes ao governo do estado nesta quinta-feira (16). Segundo Rui, alguns dos adversários focaram mais em atacá-lo do que apresentar ideias para ”melhorar a Bahia”. A afirmação pode ter sido uma alfinetada a José Ronaldo (DEM), com quem o governador trocou farpas durante a discussão. ”O que o povo esperava era uma proposta de alguns candidatos, mas depois de duas horas teve candidato que saiu sem apresentar uma proposta sequer. Eu estou perplexo”, comentou o governador candidato à reeleição. Rui também criticou o uso de dados durante as discussões: ”Muitos dados foram apresentados sem ter base na verdade. O ritmo do debate não permite que seja corrigido isso”. Sobre sua estratégia de citar muito presidente Michel Temer (MDB) durante o embate sobre a Bahia, Rui afirmou que a estratégia faz parte da compreensão de que ”o estado só vai voltar a crescer, caso o Brasil também volte a crescer”. Informações do site Bahia Notícias

Debate na Band: José Ronaldo ataca Rui e João Henrique fala sobre investimento no turismo

/ Política

Zé diz que a Bahia tem muitos desempregados. Foto: Vagner Souza

Questionado por uma jornalista sobre Salvador ter a terceira maior taxa de desemprego no país e ser governada pelo seu correligionário ACM Neto, o candidato José Ronaldo (DEM) saiu pela tangente e disse que a Bahia tem o maior número de desempregados. ”Não vejo nenhuma ação no governador para mudar isso, vejo é desempregando gente, como na EBDA e na Cesta do Povo”, ressaltou o democrata. Ainda em sua resposta, José Ronaldo preferiu atacar mais uma vez Rui Costa e disse que o governador não está bem informado sobre as ações na área de saúde e que a Prefeitura de Feira de Santana tem maternidade administrada 100% pelo governo municipal. ”Dizem até que o secretário de Saúde não manda na Secretaria”. Já sobre o desemprego, o democrata mais uma vez afirmou que vai atrair empresas para o Estado. Em seu comentário, o ex-prefeito João Henrique (PRTB) destacou a necessidade de se investir no setor de Turismo e criticou os governos estadual e municipal por estarem, cada um, construindo um novo centro de convenções. Foi a deixa para Zé Ronaldo lembrar sobre o incêndio que acabou com o atual centro de convenções, mesmo após passar por investimentos de cerca de R$ 30 milhões do governo Rui Costa.

Debate na Band: Marcos Mendes diz que governo Rui Costa tira dos pobres para dar aos ricos

/ Política

Marcos fala em beneficiar agricultores. Foto: Vagner Souza

O candidato Marcos Mendes (Psol) afirmou que o governo Rui Costa (PT) ”tira dos pobres para dar aos ricos”. ”Ao todo, 55% das terras da Bahia são do Estado e elas estão servindo ao agronegócio. Nós temos na Bahia um banco de desenvolvimento e de fomento que dá mais de R$ 200 milhões para o agronegócio e apenas R$ 253 mil para agricultura familiar. Nós vamos inverter essa lógica. Nós vamos investir esses R$ 200 milhões para os pequenos agricultores”, disse Marcos Mendes, ao salientar que ”o governador Rui Costa gastou R$ 200 milhões em propaganda para se autointitular Rui Correria”.

Debate na Band: João Santana e Ronaldo criticam regulação da saúde no atual governo

/ Política

João fala de fila em atendimento a saúde. Foto: Vagner Souza

Como o candidato João Santana (MDB) perdeu o tempo para fazer uma pergunta no debate da Band, José Ronaldo (DEM) aproveitou para rebater as críticas do atual governador Rui Costa sobre a gestão do democrata em Feira de Santana. ”O governador nesse debate só faz propaganda de governo, estou licitando, estou fazendo. Fica falando de policlínicas, que vai ficar pronto, já estamos em agosto. As responsabilidades de Feira de Santana eu cumpri, tanto que fui eleito quatro vezes a prefeito”. João Santana concordou com Zé Ronaldo e aproveitou para criticar a regulação na saúde do Estado. ”Prédios bonitos, mas já começaram a dar problemas, tem fila da morte também, como em Ilhéus. Só vamos resolver esse problema da regulação no dia que fizer concursos no setor e investimentos de equipamentos”. Zé Ronaldo, na tréplica, acusou o atual governo de comandar ”politicamente” a regulação.

ACM Neto rechaça possibilidade de aliança de Alckmin com PT e projeta queda de Bolsonaro

/ Política

ACM aposta em queda de Jair Bolsonaro. Foto: Democratas

O prefeito de Salvador e presidente nacional do DEM, ACM Neto, rechaçou qualquer possibilidade de formar uma aliança com o PT em caso de um segundo turno sem o seu candidato, o presidenciável Geraldo Alckmin. Para Neto, essa possibilidade não existe vide que Alckmin chegará forte ao pleito e disputará o segundo turno independente do adversário. ”Não vamos fazer aliança com o PT, isso está totalmente descartado. Receber apoio é outra história e eu acho que apoio não se nega desde que seja feita de forma transparente e clara. Até porque não cogito nenhum cenário em que Geraldo Alckmin não esteja no segundo turno. Nenhum candidato tem palanques estaduais tão fortes quanto Geraldo e esse é um elemento diferencial e positivo para nossa campanha” afirmou. Questionado sobre uma possível queda de Bolsonaro, como havia previsto há alguns meses, Neto afirmou que o candidato do PSL não deverá manter seu desempenho por conta de uma ausência do horário político na TV. ”Eu acho que o começo do embate na TV traz um elemento novo, que talvez seja o canhão mais forte dessa campanha política, e ele não tem esse canhão. Eu continuo acreditando que há uma tendência que ele tenha uma queda, não sei de que tamanho, é difícil precisar isso”, avaliou.

Candidato a presidente, Meirelles diz que governo tem que pagar escola particular do aluno pobre

/ Política

Meirelles é o candidato do MDB à presidência. Foto: Estadão

O candidato à Presidência pelo MDB, Henrique Meirelles, defende que o governo pague para que alunos pobres estudem em escolas particulares. ”Os vouchers são um mecanismo importante de financiamento da educação porque famílias pobres passam a ter condições de escolher onde seus filhos vão estudar”, disse ele para o blog Eleição+Educação. Na política conhecida como vouchers, usada em alguns Estados americanos e defendida por Donald Trump, os pais podem escolher a escola particular onde o filho vai estudar e o governo custeia a mensalidade. Estudos não mostram melhor desempenho de alunos em escolas que usam vouchers. Já no ensino superior, Meirelles quer que os mais ricos paguem pela universidade pública. A proposta dele seria a de que o valor da mensalidade fosse igual à média do que o aluno gastou na escola de ensino médio, corrigido pela taxa de inflação.

Zé Ronaldo apresenta seu programa de governo e fala em atrair empresas privadas

/ Política

Zé fala em retomada do desenvolvimento. Foto: Divulgação

O candidato ao governo do estado pelo DEM, Zé Ronaldo, apresentou nesta quarta-feira (15) seu programa de governo. Segundo ele, as principais diretrizes do documento apontam para a retomada do desenvolvimento da Bahia e recuperação emergencial de setores como segurança, saúde e educação. O candidato comentou ainda que um dos objetivos do programa é atrair a iniciativa privada e estimular o setor produtivo local. ”É preciso restabelecer essa parceria e recuperar a confiança dos investidores que, no passado, foi responsável por atrair grandes empreendimentos”, avaliou Zé Ronaldo.

Rui pede que Fernando Haddad venha à Bahia rápido: ”Quero você lá o mais rápido possível”

/ Política

Rui e Leão aparecem ao lado de Manuela D’Ávila. Foto: Facebook

O governador da Bahia e candidato à reeleição, Rui Costa (PT), apelou nesta quarta-feira (15) ao candidato a vice do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Fernando Haddad (PT), e pediu que ele venha ”o mais rápido possível” à Bahia. A afirmação do petista foi feita durante entrevista coletiva sobre o registro da candidatura de Lula no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em Brasília, nesta tarde. ”Haddad, eu quero que você vá lá na Bahia o mais rápido possível. Estamos ansiosos pra ir pra rua fazer campanha. Nós vamos ganhar a eleição. O prazo é curto, então quem ganhar a eleição tem que começar a pedir voto ao povo. O Haddad tem que ir onde o povo está. Vamos ganhar a eleição com Lula presidente e Haddad vice”, declarou Rui.  Durante a coletiva, a presidente nacional do PT, senadora Gleisi Hoffmann (RS), exaltou o momento, que classificou como ”histórico”. ”Temos uma multidão em Brasília que vem aqui para fazer o registro da candidatura do presidente Lula. O mais líder popular preso injustamente, politicamente. Chegamos até aqui, a despeito de muitos que não acreditavam”, afirmou. Além de Rui, foram ao ato em Brasília o ex-governador da Bahia e candidato ao Senado, Jaques Wagner (PT), além do candidato a vice-governador, João Leão (PP), e o candidato ao Senado Angelo Coronel (PSD). Segundo o presidente do PT na Bahia, Everaldo Anunciação, mais de 20 ônibus, com cerca de 2 mil, sairiam do estado para ir à capital federal acompanhar o evento.

PT registra candidatura de Lula à Presidência com Fernando Haddad de vice no TSE

/ Política

PT tem até setembro para troca de candidato. Foto: Estadão

O PT registrou na tarde desta quarta-feira 915), último dia do prazo, a candidatura à Presidência do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, condenado e preso na Lava Jato, com o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad na vice. O documento foi entregue ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) por volta das 17h20. Com a candidatura registrada, o partido agora tem até dia 17 de setembro para troca de candidato, caso o ex-presidente seja impedido de concorrer com base na Lei da Ficha Limpa. Ao TSE, o petista declarou ter patrimônio de R$ 7,988 milhões. ”O registro da candidatura de Lula é um ato de obediência à vontade do povo e à Constituição Federal”, disse Haddad em nota divulgada no site oficial da campanha. A campanha eleitoral começa oficialmente na quinta-feira (16), e os prazos para pedidos de impugnação começam a contar a partir do dia 18. É possível a candidatura de Lula seja julgada em 7 de setembro.

”Repudiamos a conduta dele”, diz presidente do PSL sobre Kannário ser candidato a deputado

/ Política

Cantor Igor Kannário (PHS) será candidato a federal. Foto: CMS

O PSL, partido do presidenciável Jair Bolsonaro, não digere bem a candidatura do vereador de Salvador, Igor Kannário (PHS) a deputado federal na coligação com o PRTB e PPS.  A legenda tem recebido manifestações contrárias à presença no grupo do cantor conhecido como ”Príncipe do Guetto”. ”Repudiamos a conduta dele”, disse ao site bahia.ba a presidente do PSL na Bahia, Dayane Pimentel. A dirigente diz que a legenda busca conversar com o PHS, mas entende que ele é apto a se candidatar. ”E nós vamos lutar para que os votos dele eleja alguém de bem. Ele é nosso concorrente”, disse ela. Embora fechada nacionalmente junto ao PRTB, no estado, a coligação que incluiu o PPS e PHS passou pela retirada da candidatura do vice de João Henrique, que era do PSL e acabou sendo substituído por um membro do próprio PRTB. Além disso, o PSL baiano também ainda não definiu quem irá apoiar no pleito ao Palácio de Ondina, mesmo com o ex-prefeito de Salvador dizendo que se tornaria ”favorito” com o apoio de Bolsonaro.

Levantamento mostra o deputado Paulo Magalhães como candidato à reeleição mais rico; veja ranking

/ Política

Deputado Paulo declarou R$ 16.683.655,72. Foto: Blog Marcos Frahm

O deputado federal Paulo Magalhães (PSD) é o candidato à reeleição que declarou o patrimônio mais robusto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Conforme levantamento feito pelo site Bahia Notícias, baseado no sistema Divulga Cand, o parlamentar declarou R$ 16.683.655,72. Seguida aparece Lucio Vieira Lima (MDB), com bens de R$ 11.235.928,92. Cláudio Cajado aparece logo atrás, com R$ 11.124.956,55. Chama atenção é que, dos quatro com menor patrimônio, dois são do PRB.  A presidente da legenda na Bahia, Tia Eron, aparece com R$ 38,3 mil, e Marcio Marinho, com R$ 309.028,06, ambos da Igreja Universal do Reino de Deus.

Confira abaixo a lista completa:

1 – Paulo Magalhães (PSD): R$ 16.683.655,72;
2 – Lucio Vieira Lima (MDB): R$11.235.928,92;
3 – Claudio Cajado (PP): R$11.124.956,55;
4 – José Rocha (PR): R$7.286.824,48;
5 – Aleluia (DEM): R$ 6.257.041,86;
6 – José Nunes (PSD): R$4.285.968,31;
7 – Jonga Bacelar (PR): R$3.719.709,13;
8 – Elmar Nascimento (DEM): R$3.092.652,53;
9 – Carletto (PP): R$2.931.612,84;
10 – Felix Mendonça (PDT): R$2.414.766,83;
11 – Mario Negromonte JR (PP): R$2.281.417,64;
12 – Antonio Brito (PSD): R$2.178.108,34;
13 – Arthur Maia (DEM): R$ 1.789.813,86;
14 – Paulo Azi (DEM): R$1.671.368,80;
15 – Imbassahy (PSDB): R$1.670.429,09;
16 – Alice Portugal (PCdoB): R$1.217.987,08;
17 – Benito Gama (PTB): R$1.063.155,77;
18 – Waldenor Pereira (PT): R$1.011.070,73
19 – Sergio Brito (PSD): R$1.000.901,58;
20 – Daniel Almeida (PCdoB): R$939.020,00;
21 – José Carlos Araújo (PR): R$858.741,83;
22 – Cacá Leão (PP): R$819.034,57;
23 – Jorge Solla (PT): R$646.715,27;
24 – Pelegrino (PT): R$600.000,00;
25 – Caetano (PT): R$ 476.500,00;
26 – Bacelar (Podemos): R$413.246,77;
27 – Josias Gomes (PT): R$400.412,38;
28 – Afonso Florence (PT): 385.743,71;
29 – Marcio Marinho (PRB): R$309.028,06;
30 – Uldurico Junior (PPL): R$145.577,65;
31 – Erivelton Santana (Patriota): R$56.700,00;
32 – Tia Eron (PRB): R$38.347,10.