Investigação sobre suposto esquema de corrupção cita José Carlos Araújo, que joga no colo de Leão

/ Política

Citado, José Carlos acusa Leão. Foto: Agência Brasil
Citado, José Carlos acusa João Leão. Foto: Agência Brasil
Um suposto esquema de corrupção envolvendo políticos do Recôncavo baiano denunciado à Polícia Federal e ao Ministério Público na Bahia cita o deputado federal José Carlos Araújo (PSD), atual presidente do Conselho de Ética da Câmara Federal. A denúncia foi feita por um membro do Grupo de Combate à Corrupção no Município de Governador Mangabeira, identificado como Luciano Reis Santana, e entregue a reportagem do site Bocão News, da capital do Estado, pelo presidente da Câmara de Vereadores da cidade, Edgar Henrique (PTB), conforme publicou o Bocão. Conforme mostra a denúncia, os suspeitos teriam arquitetado um esquema para desviar cerca de R$ 300 mil mensais, e, ao todo, R$ 10 milhões, dos cofres públicos do município de São Francisco do Conde. O suposto ato tem como objetivo, segundo os acusadores, financiar futuras campanhas políticas do presidente e do atual procurador jurídico da Câmara de São Francisco do Conde, Robson Gomes Portugal (PP), e Marcelo Pedreira, ao cargo de prefeitos de S.F. do Conde e Governador Mangabeira, respectivamente. O líder da oposição na Câmara de Mangabeira, Albano Fonseca (PDT), também participaria do suposto esquema e seria cotado para o cargo de vice-prefeito na cidade na chapa com Marcelo Pedreira. Ainda conforme a denúncia, o procurador e o líder da oposição indicariam aliados políticos de Governador Mangabeira para atuar como funcionários ”laranjas e fantasmas” na folha de pagamento da Prefeitura e da Câmara de Vereadores de São Francisco do Conde. Eles ainda disponibilizam “empresas de familiares e amigos” para desviar dinheiro público do município. Os funcionários ”laranjas” recebiam altos salários que eram repassados, em sua maioria, para Marcelo Pedreira. O valor era dividido entre o procurador, Albano, e o prefeito e o presidente do Legislativo Municipal de Conde. O  prefeito da cidade é Evandro Santos Almeida (PP), que assumiu após a então prefeita Rilza Valentim morrer, em julho de 2014, vítima de uma embolia pulmonar decorrente de uma anemia falciforme. Um dos beneficiados no esquema é a mulher do presidente da Câmara de São Francisco do Conde, Carmem Lucia Calmon Portugal, que recebe da Casa quase R$ 15 mil por mês. Leia a matéria na íntegra

Brasília: Aliado de Dilma, Picciani é reeleito líder do PMDB na Câmara dos Deputados

/ Política

Leonardo Picciani
Leonardo Picciani vence Hugo Mota. Foto: Agência Câmara

Com 37 votos, o deputado Leonardo Picciani (RJ) foi reconduzido ao cargo de líder da bancada do PMDB na Câmara dos Deputados. Mais próximo ao Palácio do Planalto, Picciani venceu Hugo Motta, que obteve 30 votos. Motta era o candidato do presidente da Casa, o também peemedebista Eduardo Cunha (RJ). Dos 71 deputados aptos a votar, dois não votaram. Além do apoio do governo, Picciani teve a seu favor a ampliação da bancada na Câmara com o retorno de titulares que ocupavam cargos no Executivo e foram exonerados para participar das eleições de hoje à tarde. É o caso de Marcelo Castro, que foi exonerado do cargo de ministro da Saúde somente para participar da votação. Castro foi indicado para a pasta por Picciani nas negociações com o Planalto na última reforma ministerial. Os deputados Pedro Paulo (RJ) e Marco Antônio Cabral (RJ), que são secretários no governo do Rio de Janeiro também deixaram seus postos para participar da eleição, com a missão de apoiar a recondução de Picciani. A escolha da liderança da bancada do partido é uma das mais esperadas neste início de ano em função dos reflexos que o nome terá sobre as decisões na Câmara, entre elas a pauta de votações do governo e o processo de impeachment da presidenta Dilma Rousseff. A eleição de Picciani é entendida como favorável ao Planalto e enfraquece uma parcela do PMDB que defende o rompimento com o governo. A escolha também pode ter impacto no destino de Cunha, que enfrenta um processo de cassação de mandato no Conselho de Ética. Maior bancada na Câmara, o PMDB tem força sobre a tramitação de projetos importantes para o governo. Além disso, também compete ao líder a indicação dos oito integrantes do partido na comissão especial que analisará o pedido de impedimento da presidenta. Agência Brasil

Dividido entre PTB e PSL, Marcelo Nilo vai ao Rio de Janeiro decidir futuro político

/ Política

Nilo pode filiar-se ao PTB. Foto: Sílvio Senna/BMF
Marcelo Nilo pode filiar-se ao PTB. Foto: Sílvio Senna/BMF

O presidente da Assembleia Legislativa, Marcelo Nilo vai ao Rio de Janeiro nesta semana conversar com Roberto Jeferson e Cristiane Brasil. Pai e filha comandam o PTB nacionalmente. Nilo ainda não decidiu qual será o seu destino partidário. Está dividido entre o PTB e o PSL. Na conversa que terá com o comando da legenda – o deputado federal pela Bahia, Benito Gama, é vice-presidente do partido – Nilo tentará obter as garantias de independência política que deseja. O problema é que no cenário nacional o PTB tende à oposição a Dilma e Lula e o presidente da Assembleia, como de conhecimento público, é governista. Além deste cenário há ainda a situação de Salvador. Embora o único vereador do PTB na capital baiana – Edvaldo Brito –  seja do grupo independente, corre nos bastidores que Benito Gama teria um acordo com ACM Neto para apoiá-lo. Este é o outro entrave para Marcelo desembarcar no partido. Na Bahia, o PTB tem entre os líderes o deputado federal Antônio Brito. Brito é filho de Edvaldo e está cotado para disputar a prefeitura de Jequié (ainda não decidiu se vai ou não). Nilo promete, se for para o partido, levar com ele de cinco a sete deputados estaduais. O PTB não tem nenhum atualmente. Nos bastidores corre também que o partido assumiria a secretaria estadual de Turismo. Ocupada por Nelson Pelegrino a pasta estaria na cota do PR, mas a disputa política pelo comando da sigla entre José Rocha e Jonga Bacelar, ambos deputados federais, os tirou do tabuleiro naquele momento. Com o desejo anunciado de ter um lugar na chapa majoritária de 2018, Nilo tenta se colocar como cacique de um partido, mas a costura não tem sido fácil e nos prós e contras, ele não encontrou caminho para seguir. O PSL é o outro caminho possível. Por lá, o jogo está combinado e Nilo conseguiria levar ainda mais deputados estaduais. No entanto, teria que trabalhar 2018 para eleger deputados federais para ter condições de sentar-se à mesa ”dos partidos grandes”. Neste caso, o tempo é o inimigo. Nilo está no quinto mandato como presidente da Assembleia. Dificilmente conseguirá manter a cadeira por mais dois. Sendo assim, perde poder de barganha política e volta à planície. Uma vez nela se torna tão importante quanto outros aliados de Rui Costa. Estando no PSL é improvável que consiga viabilidade política para ocupar uma das vagas na majoritária. Com informações do Bocão News

Ibirapitanga: Prefeito Ravan é denunciado por contratação irregular de empresa

/ Política

Drº Ravan (PSD) é denunciado no MPF. Foto: Reprodução
Drº Ravan (PSD) é denunciado no MPF. Foto: Reprodução
Foi protocolada no Ministério Público Federal (MPF) de Ilhéus uma denúncia contra o prefeito de Ibirapitanga, Drº Ravan (PSD). O gestor municipal é suspeito de cometer irregularidades na contratação da empresa para a realização da Jornada Pedagógica de 2015. De acordo com o Blog Política do Sul da Bahia, na denúncia, foram anexados contratos e comprovantes de pagamento do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), no qual mostra que a prefeitura contratou a empresa Irlan Silva Bastos Eireli LTDA, para realizar a jornada. O problema que o primeiro contrato foi no valor de R$ 41.897,50, e a jornada foi realizada no início do ano. O problema é que logo depois a prefeitura contratou e pagou a mesma empresa para realizar a segunda Jornada Pedagógica de 2015,(30/7 a 09/8), sendo que o valor foi de R$ 60 mil.No dossiê apresentado ao MPF, tem declarações de professores que confirmam que só ocorreu uma Jornada Pedagógica no ano de 2015. Se ficar comprovado a denúncia, o prefeito Drº Ravan terá que contratar um advogado criminalista, pois ele poderá ser réu na justiça federal e responder por improbidade administrativa.

Deputado estadual Alex da Piatã diz que já está avaliando sua saída do PMDB

/ Política

Alex da Piatã é sondado por outros partidos. Foto: Divulgação
Alex da Piatã é sondado por outros partidos. Foto: Divulgação

O deputado estadual Alex da Piatã (PMDB) afirmou na manhã desta segunda-feira (15/2), em entrevista à Rádio Metrópole, que está avaliando sua saída do partido. Apesar de não revelar seu possível destino, o peemedebista já foi sondado por lideranças de algumas legendas como o presidente da Assembleia Legislativa, Marcelo Nilo, o vice-governador João Leão (PP), a senadora Lídice da Mata (PSB) e o senador Otto Alencar (PSD). ”A gente está estudando, conversando, acho que não vamos tomar nenhuma decisão sem conversar com a direção do partido. É um período de amadurecimento, temos que ter cuidado na hora de tomar as decisões porque compromete o futuro da nossa vida pública. Estamos ainda estudando isso”, disse.

Deputada Alice Portugal propõe sessão no Congresso para celebrar a data magna da Bahia

/ Política

Deputada é autora do Projeto 2 de Julho. Foto: Blog Marcos Frahm
Alice é autora do Projeto 2 de Julho. Foto: Blog Marcos Frahm

Autora da Lei Nº 12.819, que elevou o dia 2 de Julho como data histórica no calendário das efemérides nacionais, a deputada Alice Portugal quer comemorar a data magna da Bahia em Sessão Solene na Câmara dos Deputados. Para isso, Alice fez a solicitação da sessão junto à Presidência da Casa. A data representa a libertação definitiva do Brasil da coroa portuguesa. “O Dois de Julho tem significado precioso para o povo baiano e está inscrito no Livro das Efemérides Nacionais por conta de projeto de minha autoria aprovado pelo Legislativo brasileiro. É a data da libertação da Bahia. É a data em que os baianos reverenciam seus heróis, homens e mulheres que deram exemplo de patriotismo e bravura na defesa da Pátria. Por seu significado histórico e pelo relevante papel que a independência da Bahia significou para a consolidação da libertação do Brasil do jugo da coroa portuguesa, o Dois de Julho merece esta homenagem que estamos propondo”, justifica Alice. Quando a independência do Brasil foi confirmada em 7 de setembro de 1822, tropas portuguesas se aquartelaram na Bahia, cercaram a Baía de Todos os Santos com seus navios e insistiram no processo de domínio das principais cidades baianas. Num enfrentamento de grande porte, os baianos expulsaram, de forma definitiva, as tropas portuguesas do estado. A lei da deputada Alice que elevou este marco histórico como data nacional foi sancionada pela presidenta Dilma no dia 5 de junho de 2013 e vigora desde então. Alice continua firme na luta pela aprovação do Projeto de Lei nº 6.106/2002, que restitui o nome Dois de Julho ao Aeroporto de Salvador. A matéria encontra-se na Comissão de Cultura da Câmara, mas sofre forte pressão dos parlamentares do DEM que impedem a tramitação do projeto.

Ipirá: Após afastamento para tratar tumor no estômago, prefeito reassume o cargo

/ Política

Ademildo reassume. Foto: Reprodução / Caboronga Notícias
Ademildo reassume. Foto: Reprodução/Caboronga Notícias

Afastado desde agosto do ano passado para tratamento de saúde, Ademildo Almeida (PT) reassumiu o cargo de prefeito nesta quinta-feira (11/2), no município de Ipirá. A solenidade de posse ocorreu na Câmara de Vereadores. Enquanto estava licenciado para tratar de um tumor maligno no estômago, Ademildo foi substituído pelo presidente da Câmara, Aníbal Aragão (PRP), que volta ao posto anterior. No discurso de retorno, Ademildo Almeida se comprometeu a inaugurar obras no município e declarou que para administrar o momento atual de corte de verbas para os municípios cortará ”na própria carne” para gerir as contas da prefeitura. Quando esteve ausente, o prefeito em exercício Aníbal Aragão demitiu mais de 300 servidores da prefeitura. As informações são do Bahia Notícias

Política: Deputado acusa Justiça de irresponsabilidade na Lava Jato por ‘desestruturar o país’

/ Política

Foto: Agência Câmara
Deputado Davidson Magalhães.  Foto: Agência Câmara

O deputado federal baiano Davidson Magalhães (PCdoB) criticou o andamento das investigações da Operação Lava Jato. Em entrevista ao site Bahia Notícias concedida neste domingo (7), ele argumentou que defende o prosseguimento das apurações, mas ela não pode levar a uma desestruturação do país. “Está desestruturando a área de construção civil e a indústria pesada do Brasil. Isso é um equívoco. Tem a ver com a visão predatória. Eu acho que acima de tudo com o complexo de vira lata que existe nesse país, de certos segmentos inclusive incrustados na Justiça Federal que não tem responsabilidade. Defendo as investigações, defendo as apurações. Agora, não podemos desestruturar o país. Quem vai pagar somos nós”, argumentou Magalhães. Ele ainda questionou o fato de nenhuma empresa estrangeira ser alvo de investigações da Polícia Federal durante a Operação Lava Jato. “Eu não vi uma empresa estrangeira envolvida na Lava Jato ser punida até agora. Por que isso? Por que o Ministério Público e a Justiça se escondem em relação às empresas estrangeiras envolvidas. Eu não vi a sede de nenhuma empresa estrangeira ser ocupada pela Polícia Federal”, comentou o parlamentar.

Já é Carnaval em Salvador: Rui Costa e ACM Neto entregam a chave da cidade ao Rei Momo

/ Política

Rui e Neto entregam chave da cidade. Foto: FPaulo M. Azevedo
Rui e Neto entregam chave da cidade. Foto: FPaulo M. Azevedo

O Carnaval 2016 já começou na capital baiana, e prossegue até a próxima quarta-feira de cinzas. Segundo o site Bocão News, o prefeito ACM Neto (DEM) e o governador Rui Costa (PT)  passaram a chave da cidade de Salvador ao Rei Momo da folia, Duzinho Nery. O petista preferiu não falar com a imprensa e seguiu direto para o palco principal da Praça Municipal, localizada em frente a Câmara de Salvador. Neto, que havia chegado, foi buscar o governador no estacionamento da prefeitura. Rui aceitou o convite e se fez presente. O secretário de Segurança Pública, Mauricio Barbosa e o comandante da Policia Militar, Coronel Anselmo Brandão, são algumas das autoridades que acompanham Rui. Após tanta polêmica sobre o aumento de um dia oficial de Carnaval, a cidade já vive seus momentos de folia.

Brasília: Oposição anuncia voto em separado pela reprovação das contas de Dilma na CMO

/ Política

Rose de Freitas prorrogou o prazo para emendas
Rose prorrogou o prazo para emendas. Foto: Agência Senado

Os parlamentares de oposição na Comissão Mista de Orçamento (CMO) anunciaram que apresentarão um voto em separado pela reprovação das contas do governo federal no ano de 2014. O documento fará contraponto ao relatório oficial, do senador Acir Gurgacz (PDT-RO), que é pela aprovação, com ressalvas. O voto está sendo preparado pelo deputado Izalci (PSDB-DF), que anunciou a medida na reunião da CMO desta quarta-feira (3), a primeira do ano. Segundo ele, o documento deverá ser subscrito por todos os membros oposicionistas da comissão. Izalci também pediu o apoio dos parlamentares de legendas que não são abertamente contrárias ao governo mas também não integram formalmente a base aliada. O deputado lembrou que o relatório de Gurgacz vai de encontro à recomendação do Tribunal de Contas da União (TCU), que, em outubro do ano passado, aprovou por unanimidade a rejeição das contas. ”Temos que resgatar a credibilidade não só desta comissão como também do TCU”, defendeu. O senador Paulo Bauer (PSDB-SC) lembrou das chamadas ”pedaladas fiscais” de 2014 (manobras contábeis para atrasar o pagamento de operações do Tesouro com bancos públicos). Ele disse que o fato de a presidente Dilma Rousseff ter quitado essas dívidas em 2015 é o reconhecimento oficial de que ocorreram procedimentos irregulares, e a CMO não pode ignorar isso. — As ”pedaladas” permitiram a ela, na campanha eleitoral, dizer ao povo brasileiro uma inverdade: a de que as contas públicas estavam em dia. Não estavam. A votação do relatório sobre as contas do governo em 2014 acontecerá até a primeira semana de março Antes disso, os membros da CMO têm até o próximo dia 15 para apresentar emendas ao relatório de Acir Gurgacz. Esse prazo era o dia 13, mas a presidente da comissão, senadora Rose de Freitas (PMDB-ES), concedeu uma prorrogação para que a data-limite caísse na segunda-feira, não no sábado. Leia na íntegra

Walter Pinheiro diz não, não e não para candidatura em Salvador e abre mão de vaga para 2018

/ Política

Pinheiro não quer disputar sucessão. Foto: Alessandro Dantas
Pinheiro não quer disputar sucessão. Foto: Alessandro Dantas

O senador Walter Pinheiro (PT) nega pré-candidatura à Prefeitura de Salvador nas eleições deste ano. O petista disse que não irá concorrer a nenhum cargo em 2016, segundo informações do site Bahia Notícias. De acordo com o senador, ele ”não está em nenhuma disputa interna”, como afirmou o ministro e pré-candidato do PT à prefeitura de Salvador, Juca Ferreira. ”De forma bem clara, não, não e não. Eu não tenho feito nenhum debate. Meu primeiro debate é: não serei candidato. O PT lançou o nome deles [Gilmar Santiago, Valmir Assunção e Juca Ferreira], foi para o Bonfim com os nomes e não tem problema nenhum”, afirmou. Walter Pinheiro negou ainda que suas conversas com o governador Rui Costa sejam para viabilizar sua candidatura e disse que não fala “há muito tempo” com o presidente estadual do PT, Everaldo Anunciação. ”Tem muito tempo que eu não converso com Everaldo e este [a eleição] não é uma pauta das minhas conversas com Rui”, contou. Ainda de acordo com o senador, não há também disputa para a candidatura à reeleição para o Senado, em 2018. ”O PT pode ocupar a vaga do senado com quem ele quiser. Seria uma verdadeira ofensa ao povo de Salvador eu dizer que quero ser candidato em 2016 para garimpar 2018”, apontou.

Deputado estadual Pedro Tavares confirma pré-candidatura à Prefeitura de Ilhéus

/ Política

Tavares é pré-candidato a prefeito. Foto: Bocão News
Tavares é pré-candidato. Foto: Reprodução/Bocão News

O deputado estadual Pedro Tavares (PMDB) está mesmo decido em disputar à sucessão municipal em Ilhéus, no Sul do Estado. Tavares é um dos nomes cotados para disputar a Prefeitura da terra de Jorge Amado. Segundo nota do site Bocão News, a oposição em Ilhéus vai se unir em torno de um nome para tentar derrotar o atual prefeito, Jabes Ribeiro (PP). De acordo com o deputado Pedro Tavares, que é pré-candidato, outros nomes do DEM e do PSDB estão no páreo. Luiz Henrique e Dr. Sampaio disputam a vaga do lado oposicionista. “Essa conversa só será realmente definida em março. Vamos avaliar apenas um nome para a eleição”, reafirma Tavares.

Mãe de Wesley Safadão vai mesmo ser candidata a prefeita pelo PMDB, diz coluna

/ Política

Maria Valmira vai se candidtar Foto: Se Liga VM
Maria Valmira vai se candidtar Foto: Reprodução/Se Liga VM

Maria Valmira é mãe do cantor Wesley Safadão, artista com um dos maiores cachês do país atualmente. Mas Dona Bill, como é conhecida, quer ir mais longe. Vice-prefeita de Aracoiaba, no Ceará, Valmira teria se filiado ao PMDB para concorrer à Prefeitura da cidade nas eleições deste ano. Segundo a coluna Expresso, da revista Época, a ida de Dona Bill para o novo partido ocorreu após convite do senador Eunício Oliveira, presidente do diretório estadual da legenda e amigo pessoal de Safadão. O filho ainda não se pronunciou sobre o assunto, mas na cidade de Aracoiaba os comentários já circulam de que Maria vai mesmo se candidatar a prefeita.

Delatores apontam existência de cinco novas contas de Eduardo Cunha no exterior

/ Política

Cunha em maus lençóis. Foto: Reprodução/Agência Brasil
Cunha em maus lençóis. Foto: Reprodução/Agência Brasil

O presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), é acusado por dois empresários da Carioca Engenharia de ter recebido propina em ao menos cinco novas contas mantidas no exterior e até então desconhecidas das autoridades brasileiras. De acordo com o jornal Folha de S. Paulo, em outubro, a descoberta de quatro contas secretas na Suíça mantidas por Cunha e sua família agravou sua situação política e gerou um novo inquérito contra o presidente da Câmara. Caso seja confirmada a existência dessas contas, seriam totalizadas nove contas bancárias no exterior ligadas ao peemedebista. O jornal obteve eve acesso à tabela de transferências bancárias no exterior entregue pelos empresário Ricardo Pernambuco e Ricardo Pernambuco Júnior no acordo de delação premiada que firmaram com a Procuradoria Geral da República na Operação Lava Jato. A documentação, que se encontra em sigilo, apontam que as transferências eram propina para Cunha com o objetivo de obter a liberação de verbas do fundo de investimentos do FGTS para o projeto do Porto Maravilha, no Rio, do qual a Carioca Engenharia obteve a concessão em consórcio com as construtoras Odebrecht e OAS. Essa liberação ocorreria por influência do aliado de Cunha Fábio Cleto, que ocupou uma vice-presidência da Caixa Econômica Federal e também o conselho do fundo de investimento do FGTS. O presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), negou ter recebido os valores. Cunha disse ainda não ter tido participação no esquema apontado pelos empresários e que não teve acesso aos documentos da delação. “Desminto qualquer repasse de valores e qualquer participação naquilo que ele supostamente falou de relação com qualquer das contas”, declarou o presidente da Câmara.