Vereadores cobram melhorias para o Hospital Municipal

/ Jaguaquara

Edmilson e Valdenor querem equipamentos
Edmilson e Valdenor querem equipamentos no HMJ

Os vereadores Edmilson Barbosa – Dema (PTB) e Valdenor Souza – Bode da Saúde (PP) apresentaram na sessão desta quinta-feira (4), na Câmara Municipal, um requerimento em conjunto, de Nº 130/2014 propondo o pleno funcionamento do Centro Cirúrgico do Hospital Municipal de Jaguaquara, com instalação de novos equipamentos na unidade hospitalar. Os vereadores encaminharam o documento ao aliado político e presidente da Frente Parlamentar de Apoio às Santas Casas, Hospitais e Entidades Filantrópicas, deputado federal Antônio Brito (PTB), para que o parlamentar interceda junto a Secretaria Estadual da Saúde – Sesab, solicitando do Governo a disponibilização de modernos equipamentos para o HMJ. Edmilson e Valdenor salientam que o Hospital necessita de novos equipamentos, que permitam a melhora na qualidade dos serviços prestados à população jaguaquarense. ”A iniciativa tem um importante alcance social e precisa ser velada em consideração pelos benefícios que pode trazer para a saúde pública em nosso município. Acreditamos que o deputado Antônio Brito tem sensibilidade para compreender que muitas pessoas serão beneficiadas com a instalação desses equipamentos”, afirma Valdenor.

Estourada, banda ”A Turma da Bregadeira” se apresenta neste sábado, no Jaguar Clube

/ Jaguaquara

Sucesso na Bahia, jovens se apresentam
Sucesso na Bahia, jovens se apresentam em Jaguaquara

O grupo sensação do estilo musical ‘’bregadeira’’, ritmo que tem influência do arrocha, brega, funk e música mexicana se apresenta nesta sábado (6) em Jaguaquara. A Turma da Bregadeira tem show marcado para as 23h, no Jaguar Clube, na Festa da Independência. O grupo é oriundo de Salvador e tem se destacado como uma das atrações mais curtidas pelos jovens. Além da Turma da Bregadeira se apresentam no Jaguar as bandas Love A 3 e É Pra Pegar. O responsável pelo evento, Nei da Erte, se diz confiante no sucesso da festa, diante da acentuada procura de ingressos nos pontos de venda espalhados pela cidade.

Homem de SP está desaparecido em Jaguaquara

/ Jaguaquara

José Erivan ''Zelinho''
José Erivan o  ”Zelinho”

Uma família de Sorocaba (SP) procura por um homem desaparecido há mais de 8 meses no Distrito Stela Dubois – Entroncamento de Jaguaquara. José Erivan de Oliveira, 39 anos, apelidado de ‘’Zelinho’’, estava a trabalho como acompanhante em um caminhão de transporte de cavalos, viajando há 3 dias, quando o veículo estacionou no posto de gasolina Grande Valle, às margens da BR-116, no Entroncamento de Jaguaquara e o rapaz desapareceu por volta das 22h30 do dia 14/12/2013. De acordo com informações de familiares, José Erivan trajava bermuda vermelha, camiseta branca e calçava chinelo. Não portava celular nem documentos, pois estava indo tomar banho quando desceu do caminhão. Reside em Sorocaba, ele trabalha no Jockey Clube daquela cidade. Desesperados, familiares buscam informações a cerca do paradeiro de José Erivan de Oliveira ‘’Zelinho’’. Quem obtiver qualquer informação pode entrar em contato através dos números: (15)3293-1177 (15) 3225-1073 (15) 3232-1024 (15) 99826-1688 falar com Aline Bufalo.

Obra de requalificação da Praça JJ –Seabra vai começar

/ Jaguaquara

Praça será interditada para início da obra. Foto: BMF
Praça será interditada para início da obra. Foto: BMF

A Prefeitura de Jaguaquara, enfim, alimenta a esperança dos jaguaquarenses, que sonham em frequentar na cidade uma área de lazer. A primeira etapa da tão esperada obra de requalificação da Praça JJ-Seabra é autorizada e deverá ser iniciada nos próximos dias. A praça será totalmente interditada. As primeiras ações de trabalho englobam isolamento da área, que começou nesta quinta-feira (4) e retirada de barracas de alimentação do local. As características originais da nova praça são preservadas pela Prefeitura, mas segundo informações, o projeto refere-se a intervenções urbanísticas e paisagísticas. Os comerciantes locais vão atuar em outros espaços públicos da área durante os trabalhos, como as baianas de acarajé. Eleitoreira ou não, a obra dará um aspecto aconchegante ao Centro de Jaguaquara e é mais um benefício do Governo Federal, que liberou recursos através do Programa de Aceleração do Crescimento.

No Comércio, pessoas se queixam de poluição sonora

/ Jaguaquara

se queixam das propagandas excessivas.
Pessoas se queixam no Centro das propagandas excessivas

A Justiça Eleitoral em Jaguaquara agiu. Retirou de praças, jardins e outros locais públicos placas com propaganda eleitoral. Agora, acredita-se que, com o mesmo rigor, a fiscalização agirá em relação aos carros de som que circulam na cidade fazendo propaganda de candidatos. Dentre os veículos, alguns circulam com o volume acima do permitido, algo que é observado nos quatro cantos da cidade, principalmente na área central de Jaguaquara, onde comerciantes e comerciários se queixam das propagandas excessivas.

Em banners, prefeito apresenta seus candidatos

/ Jaguaquara

Prefeito aparece em peças publicitárias
Prefeito aparece com Rui Costa em banners. Foto: BMF

Pelo menos na propaganda, os atuais líderes políticos de Jaguaquara dão as caras para angariar votos para os seus candidatos. Na majoritária, o prefeito Giuliano Martinelli (PP), sem nem querer saber das intrigas do passado com Rui Costa (PT), padrinho político do seu adversário, Ricardo Leal (PT), apoiará o petista para governador, que tem como vice na chapa governista o correligionário João Leão, líder do PP baiano. Giuliano aparece em banners espalhados pela cidade ladeado por Rui, Leão, Otto, Dilma Rousseff e os seus candidatos a deputados estadual e federal, Aderbal Caldas (PP) e Cacá Leão (PP). Fontes revelam que os cabos eleitorais de Rui Costa, mesmo em separados, colocaram o bloco na rua nos próximos dias para reforçar a campanha do petista. Os opositores que se cuidem.

Ceasa: Sem espaço, motoristas sofrem para estacionar

/ Jaguaquara

Trânsito é infernal na Ceasa
Trânsito é infernal na Ceasa. Fotos: Blog Marcos Frahm

A falta de estacionamento no Mercado Produtor Ceasa, em Jaguaquara, revela a necessidade de requalificação do órgão e é questionada pelos produtores e motoristas que atuam no local. Aperto e muito tumulto na hora de estacionar fazem parte da rotina de frequentadores, carregadores e feirantes da Ceasa, localizada na Rua Barão do Rio Branco, Centro da cidade. Nesta terça-feira (2), a reportagem do ”Blog Marcos Frahm” constatou o ”sufoco” vivido por motoristas para estacionar veículos pesados – caminhões, que chegam e saem a todo instante, sempre transportando produtos hortifrutigranjeiros. Os guardas contratados pelo Estado, e que atuam como fiscais do trânsito na Ceasa também encontram dificuldades para orientar os motoristas – pois o fluxo de veículos é alto e às vezes se torna impossível encontrar uma pequena vaga para estacionamento.

Motoristas vivem momentos de ''sufoco''
Motoristas vivem momentos de ”sufoco” no trânsito da Ceasa

Os problemas alertam para a importância de se discutir novas alternativos para ampliar o espaço físico do Mercado Produtor, que atualmente se encontra estrangulado, com sua estrutura ultrapassada. Providências por parte do governo são aguardadas.

Obra prevista para este mês, não é concluída na Palmeira

/ Jaguaquara

Obra teria quer ser concluída neste mês
Obra pública teria quer ser concluída neste mês de Setembro

Quem tem explicação para a situação em que se encontram as obras públicas em Jaguaquara? Os sinais da paralisação são vistos por toda a parte. Os problemas com obras emperradas no município vão se arrastando de uma gestão para outra. Obras de creches, quadras, pavimentações e até de unidades de saúde não são entregues nos prazos legais, mas por quê? A população quer saber. No bairro Palmeira, por exemplo, a construção de uma Unidade Básica de Saúde – UBS, que deveria ser entregue neste mês, nem chegou à metade. Moradores da Rua Pedro Tavares Cafezeiro, onde a obra é realizada, solicitaram a presença da equipe do blog no local para acompanhar de perto a situação. Nenhum representante da construtora responsável pela obra, e contratada pela Prefeitura de Jaguaquara, foi encontrado no canteiro.

Placa mostra data de início e término da construção
Placa mostra data de início e término da construção de UBS

A construção da UBS Pedro Bernardino iniciou-se na atual administração, em fevereiro deste ano, através de parceria entre Governo Federal e Prefeitura. A obra está orçada em R$ 400. 141, 83, com recursos oriundos do Ministério da Saúde. Agora é aguardar a entrega fora do prazo, pois setembro já começou e a obra não acabou.

Vereador Pirôpo critica hospital por morte de idoso

/ Jaguaquara

Pirôpo critica à saúde em Jaguaquara
Pirôpo critica à saúde em Jaguaquara. Foto: BlogMarcosFrahm

A família do idoso Antônio José dos Santos, 89 anos, que morreu na tarde do último dia 25 de agosto, em frente ao Pronto-Socorro do Hospital Municipal de Jaguaquara busca uma explicação para a morte do ancião. A informação é do vereador Resenildo dos Santos Pirôpo (PT). Em sua fala na sessão de quinta-feira (28), na tribuna da Câmara Municipal, Pirôpo teceu críticas à saúde do município. O parlamentar disse que, o idoso, após ser socorrido ao HMJ, não foi submetido aos procedimentos normais e que o hospital liberou o homem 24 horas depois de ter sofrido acidente automobilístico e apresentar fraturas em partes do corpo. O vereador classificou de ”absurda” a decisão da unidade hospitalar, de não ter dado atenção especial ao ancião. Antônio José era de família humilde e residia no bairro Casca. Segundo registro da Delegacia Territorial local, que foi procurada por familiares, ele deixou o leito do hospital e, ao adentrar em um veículo, em frente ao Pronto – Socorro, sentiu-se mal e faleceu. Antônio José era transportado como carona de um carro Ford Fiesta, de placa JOP- 7380, dirigido pelo genro, André da Cruz, que segundo informações policiais foi atingido por um automóvel Corsa de placa NDO -4837, conduzido por um adolescente, de 14 anos, na tarde de 24 de agosto. Na ocasião, a vítima viveu momentos de extrema angústia e humilhação, aguardando por mais de uma hora por socorro no Centro da cidade.