Operação Paz no Vale: Polícia Militar apreende arma, drogas e dinheiro em Itaquara

/ Itaquara

A Polícia Militar apreendeu, durante a Operação Paz no Vale, na cidade de Itaquara, no Vale do Jiquiriçá, arma de fogo, balança de precisão, drogas e aparelhos celulares com um suspeito após denúncia nesta segunda-feira (09).

Segundo a PM, através de informações divulgadas pela 3ª Cia, com o indivíduo foram aprendidos 01 revólver calibre .38, nº 139495, 01 balança de precisão; 05 tabletes de substância análoga à maconha pesando aproximadamente 2.100 kg; aproximadamente 100 gramas de material análogo à cocaína; 03 aparelhos celulares; 06 munições de calibre .38; e R$ 2.025,00, em espécie. O suspeito e o material apreendido foram apresentados na Delegacia da Polícia Civil.

Ainda no Município de Itaquara, a PM recuperou uma motocicleta Honda CG, que de acordo com a instituição militar teria sido roubada em Jaguaquara. O suspeito que conduzia o veículo fugiu ao perceber a guarnição da PM e abandonou a moto CG Sport de placa EED-2A87, de cor vermelha.

Contas de 2018 de Itaquara são aprovadas, após pedido de reconsideração feito pelo prefeito

/ Itaquara

Os conselheiros do Tribunal de Contas dos Municípios acataram o pedido de reconsideração apresentado pelo prefeito de Itaquara, Marco Aurélio Wanderley Cruz Costa, para alterar o mérito no julgamento das contas municipais referentes ao exercício de 2018 de rejeição para aprovação com ressalvas. A decisão foi tomada por maioria dos conselheiros presentes à sessão desta terça-feira (22/06), realizada por meio eletrônico. O relator do parecer, conselheiro Mário Negromonte, reduziu a multa imputada de R$10 mil para R$6 mil.

Com a nova documentação apresentada, o gestor comprovou que cumpriu – após a exclusão dos valores gastos com insumos, ajuda de custo, indenização de férias e da terceirização da mão de obra – o limite de 54% para despesa com pessoal, previsto na Lei de Responsabilidade Fiscal. O montante aplicado foi reduzido de R$10.495.536,76 para R$10.446.008,99. Assim, o percentual aplicado caiu de 54,23% para 53,97% da Receita Corrente Líquida, de R$19.353.360,89. Foi excluída, desta forma, a multa imputada de R$50.400,00.

Os conselheiros Paolo Marconi e Fernando Vita votaram por negar provimento ao recurso, mantendo o parecer do relatório original, pela rejeição. Isto porque, eles não concordam com a aplicação da Instrução nº 03 do TCM – que permite a exclusão desses gastos do cômputo de pessoal –, o que elevaria as despesas para 62% da RCL. A maioria dos conselheiros, no entanto, seguiu o voto do relator do recurso.

O prefeito também descaracterizou, no recurso, a irregularidade relativa à ausência de comprovação da execução dos serviços contratados por meio da Cooperativa de Trabalho – COOPS. Por essa razão, o conselheiro Mário Negromonte excluiu a determinação de ressarcimento aos cofres municipais de R$428.373,23, montante que teria sido investido nos serviços em questão. Foi retirada, por fim, a determinação de representação ao Ministério Público Estadual.

Itaquara: Prefeito participa de audiência com secretário da educação, em busca de nova escola

/ Itaquara

Dep.Vitor, prefeito Marco e secretário Jerônimo. Foto: Divulgação

O prefeito de Itaquara, Marco Aurélio Costa (PSB), quer melhorar a qualidade do ensino público no Município e busca parceria com o Governo do Estado para alavancar a Educação.

Acompanhado do deputado estadual Vitor Bonfim (PDT), o gestor participou, nesta quarta-feira (3), de uma audiência com o secretário estadual da Educação, Jerônimo Rodrigues. O encontro aconteceu na sede da Secretaria, no Centro Administrativo da Bahia, em Salvador.

Em pauta, foram discutidos diversos assuntos da área, mas Marco Aurélio priorizou a construção de uma nova unidade escolar da rede estadual para atender aos alunos do Ensino Médio, além da implantação de cursos profissionalizantes, a exemplo do MédioTec e manutenção de cursos existentes. ”Proporcionar uma educação de qualidade é uma das nossas maiores lutas, já que através dela que passamos garantir o desenvolvimento social, cultural e econômico para a nossa querida cidade”, disse Marco.

Retrospectiva: Itaquara perdeu em maio de 2020 um dos símbolos da política local, Astor Araújo

/ Itaquara

Astor Araújo faleceu em maio de 2020. Foto: Blog Marcos Frahm

O município de Itaquara, no Vale do Jiquiriçá, perdeu no dia (05) de maio de 2020 um dos símbolos da política local. O ex-prefeito da cidade, Astor Moura Araújo, morreu aos 69 anos, em Salvador, onde estava internado em uma unidade hospitalar acometido por problemas de saúde, que não foram revelados pelos seus familiares à época.

O corpo foi sepultado no Cemitério Jardim da Saudade, na capital baiana. Astor ingressou na vida pública na década de 80, tendo sido prefeito de Itaquara de 89 a 93 e de 97 a 2005 e secretário de Governo de 2013 a 2017, quando a sua esposa, a médica Iracema Guimarães Araújo, governou o município após ter sido eleita com o seu apoio em 2012, quando Araújo foi impedido pelo TRE de disputar as eleições à época. Influente no cenário político, Astor, que tinha parentesco com o então deputado federal  Afrísio Vieira Lima (In memoriam) pai do ex-ministro Geddel Vieira Lima e do ex-deputado Lúcio Vieira era militante do PMDB, atual MDB e chegou a ocupar cargo na Companhia Baiana de Pesquisa Mineral – CBPM, no primeiro mandato do ex-governador Jaques Wagner (PT), por indicação do seu partido, quando Edmundo Pereira, pelo PMDB, integrou a chapa de Wagner em 2006 como vice-governador.

A morte do ex-gestor Astor Moura Araújo foi lamentada nas redes sociais por moradores e lideranças políticas de toda a região.

Itaquara: Prefeito visita obras de requalificação do Hospital CAMOI e diz que será entregue em fevereiro

/ Itaquara

Marco Aurélio vistoria obras do CAMOI. Foto: Blog Marcos Frahm

O prefeito Marco Aurélio Costa (PSB) visitou, nesta quarta-feira (23), as obras de requalificação do Hospital Municipal CAMOI, em Itaquara. A reforma, orçada em mais de R$ 400 mil, sendo recursos oriundos de emenda parlamentar do deputado estadual Victor Bonfim e da Secretaria de Saúde do Estado em parceria com o Município, os investidos estão sendo concentrados na parte física e a Prefeitura informou que irá formalizar termo de aditivo para investir mais recursos, para a aquisição de equipamentos, como por exemplo, um novo aparelho Raio/X.

A unidade será entregue à população em fevereiro, conforme informou o prefeito. ”As obras consistem na reforma geral da estrutura física do CAMOI, que é um patrimônio histórico de Itaquara. Nós vamos manter o padrão, porém, com mudanças que vão resultar em conforto e comodidade aos pacientes. Esse projeto, com investimento de mais de R$ 400 mil, será concluído em fevereiro e juntos iremos comemorar mais uma importante conquista para o nosso povo”, disse Marco Aurélio.

Reeleito aos 27 anos em 15 de novembro, para governar o Município por mais quatro anos, Marco disse ter motivos para comemorar, apesar do ano atípico por conta da pandemia. ”O ano chega ao fim sem festa, pois infelizmente ainda enfrentamos restrições em todo o mundo decorrente da Covid-19 e aqui eu me solidarizo com familiares daqueles que nos deixaram acometidos por essa terrível doença, mas não podemos deixar de agradecer a Deus por mais uma vitória. Fomos reconduzidos pela maioria das pessoas ao cargo de prefeito e não mediremos esforços para honrar os votos com trabalho”.

Questionando sobre a recente decisão do Tribunal de Contas dos Municípios – TCM, que reprovou as contas da Prefeitura, relativas ao exercício financeiro de 2019, em razão do descumprimento dos percentuais de investimento em Educação, o gestor afirmou que as falhas foram técnicas, prometendo correção na próxima gestão, com possível alteração no setor contábil: ”Vamos tomar medidas para resolver os problemas presentados no nosso pedido de recurso. Iremos também analisar as falhas e buscar melhoria na parte e contabilidade”, justificou.

Morre em Itaquara o ex-vereador Edinho Barreto, pai do candidato do PP que disputou as eleições 2020

/ Itaquara

Edinho Barreto faleceu aos 77 anos. Foto: Arquivo familiar

Faleceu nesta segunda-feira (30), na fazenda onde residia na zona rural do município de Itaquara, no Vale do Jiquiriçá, o ex-presidente da Câmara de Vereadores, Edson Andrade Barreto.

Figura querida e bastante conhecida em Itaquara, Seu Edinho, como era apelidado, enfrentava problemas de saúde e faleceu as 77 anos. Ele era pai de Leonardo Barreto, candidato do PP que disputou à Prefeitura local nas eleições 2020, sem vencido pelo atual prefeito, Marco Auréio (PSB).

Em 2004, Edinho, que era filiado ao MDB, chegou a ser candidato ao Executivo apoiado pelo prefeito da época, Astor Araújo (in memoriam), mas não foi eleito.

O corpo de Seu Edinho está sendo velado na zona rural e será transladado na manha de terça-feira (1) para o plenário da Câmara Municipal, na sede do município, para sepultamento na cidade. *Nota original do Blog Marcos Frahm

Prefeito de Itaquara vai à Polícia Civil, diz ter sofrido atentado e que sua casa foi alvejada com seis tiros

/ Itaquara

Candidato Marco Aurélio visita sede da 9ª Coorpin em Jequié

O prefeito de Itaquara, no Vale do Jiquiriçá, Marco Aurélio Costa, candidato à reeleição pelo PSB, visitou na manhã deste sábado (14) a sede da 9ª Coorpin – Coordenadoria Regional de Polícia Civil em Jequié, para registrar Boletim de Ocorrência, relatando que foi vítima de atentado durante a madrugada.

Conforme a ocorrência, Marco Aurélio disse ter ouvido, por volta das 03h50, estampidos de disparos de arma de fogo, que atingiram o portão de sua residência, localizada na Rua Máximo Quadros, no bairro Agenor Araújo.

Além do registro na Delegacia Regional da Polícia Civil, o candidato também se manifestou nas redes sociais, postando um vídeo, no qual relata o caso. ”Estamos aqui agora na 9ª Coorpim em Jequié, aonde viemos prestar uma queixa do atentado que ocorreu na noit de hoje, às quatro da manhã, onde dois elementos armados alvejaram seis disparos contra a minha casa, contra o meu portão, tentando intimidar. Podem ter certeza, que nós vamos continuar lutando por uma Itaquara melhor”, disse o prefeiturável, que acusou a oposição de ter entrado em ”desespero”.

Diagnosticado com coronavírus, prefeito de Itaquara recebe alta e sai da quarentena

/ Itaquara

Prefeito Marco Aurélio Costa já pode circular. Foto: Divulgação

O prefeito de Itaquara, Marco Aurélio Costa (PSB), encerrou o período de isolamento social que estava cumprindo após testar positivo para covid-19, retornando as atividades do cargo, normalmente, a partir de hoje (21).

O anúncio foi feito através de uma postagem do Instagram, veiculada nesta sexta-feira. ”Obrigado a todos vocês pelas mensagens de carinho, recuperação e pelas orações”, disse Marco na postagem ao aparecer segurando um cartaz, com a frase: ”Eu venci a Covid-19”.

Itaquara confirma o 1º óbito Covid-19; paciente idoso estava internado em Salvador

/ Itaquara

Itaquara já registrou 28 casos do vírus. Foto: Divulgação

O município de Itaquara, no Vale do Jiquiriçá, registrou, neste sábado (8), o 1º óbito por Covid-19. Conforme informações divulgadas pela Prefeitura, o paciente, um idoso de 80 anos, deu entrada no serviço de saúde local com dispnéia e no dia 18/7 foi transferido para o  Hospital de Campanha Wet’n Wild em Salvador.

Na manhã do dia 19/7, ele foi internado como caso confirmado por teste rápido de coronavírus. Neste sábado, o idoso não resistiu ao vírus.

A Prefeitura publicou nota de pesar pela morte do ancião, que teve o nome revelado pela gestão, sendo identificado como Manoel José Santos. Itaquara registrou 28 casos, desde o início da pandemia.

Prefeito de Itaquara diz que rejeição de contas é usada como palanque eleitoral e vai recorrer

/ Itaquara

Marco Aurélio diz que vai recorrer de decisão do TCM. Foto: Divulgação

O prefeito mais jovem da Bahia, Marco Aurélio Costa (PSB), do município de Itaquara, no Vale do Jiquiriçá, comentou, em rede social, a decisão do Tribunal de Contas dos Municípios de reprovar as contas da Prefeitura relativas ao exercício financeiro de 2018. Marco Aurélio teria ultrapassado o limite de gastos com pessoal, ou seja, contratou servidores acima do limite prudencial, que é de 54%, e os gastos apontaram 54,23%.

Na decisão desta quinta-feira (16), o relator do processo foi o conselheiro substituto Cláudio Ventin, que propôs a representação ao Ministério Público Estadual, em razão das evidências do cometimento do crime de improbidade administrativa e multas foram imputadas ao gestor.

Outro motivo para a rejeição das contas foi à ausência de comprovação da execução dos serviços contratados por meio da Cooperativa de Trabalho – COOPS para a área da Saúde. Por esse motivo, o relator determinou ainda o ressarcimento aos cofres municipais de R$ 428.373,23, montante que teria sido investido nos serviços em questão.

Contudo, cabe recurso e o chefe do Executivo de Itaquara se posicionou e se manifestou em relação à decisão da corte. Em um vídeo publicado na rede social, Marco Aurélio afirmou que irá recorrer: ”Vamos recorrer dessa decisão. A prefeitura vai entregar toda a documentação necessária para comprovar que gastamos menos do limite permitido e eu quero explicar a toda a população que, quanto ao ressarcimento, a prefeitura, efetivamente, teve os serviços prestados por uma cooperativa de Saúde no ano de 2018 e todos os profissionais contratados receberam. Então, vamos pegar toda essa documentação de recebimentos dos salários e explicar ao Tribunal, esclarecendo qualquer dúvida. Quero dizer que, nesse momento, infelizmente, vamos ter isso usado como palanque eleitoral pela nossa oposição, mas a prefeitura não vai parar de trabalhar. Amanhã vamos ter nova ordem de serviço”, bradou Marco Aurélio.

*Para a reprodução deste conteúdo em qualquer meio de comunicação de forma ética é necessário dar o crédito para o veículo autor da matéria

Prefeito de Itaquara tem contas rejeitadas por ultrapassar gastos com pessoal e é multado

/ Itaquara

Marco Aurélio tem contas de 2018 rejeitadas. Foto: Reprodução

Na sessão plenária realizada por meio eletrônico nesta quinta-feira (16), o Tribunal de Contas dos Municípios rejeitou as contas da prefeitura de Itaquara, da responsabilidade do prefeito Marco Aurélio Wanderley Cruz Costa, relativas ao exercício de 2018. O relator do processo foi o conselheiro substituto Cláudio Ventin, que propôs a representação ao Ministério Público Estadual, em razão das evidências do cometimento do crime de improbidade administrativa. Foi determinada uma multa de R$10 mil pelas diversas irregularidades apontadas no relatório técnico.

Também foi aplicada ao prefeito uma segunda multa, mais expressiva, no valor de R$50.400,00 – equivalente a 30% dos subsídios anuais –, devido à não recondução da despesa total com pessoal ao limite previsto na Lei de Responsabilidade Fiscal, o que levou os conselheiros a aprovar o parecer que recomenda a rejeição. De acordo com a LRF as prefeituras podem investir até 54% da receita corrente líquida em gastos com pessoal. A prefeitura de Itaquara gastou 54,233% desta receita, de acordo com o conselheiro relator.

Os conselheiros Paolo Marconi e Fernando Vita acompanharam o parecer do relator pela rejeição, mas sem a aplicação da Instrução nº 03 do TCM, vez que não concordam com a sua aplicação, o que elevaria os gastos com pessoal para 62% da RCL.

Outro motivo para a rejeição das contas foi a ausência de comprovação da execução dos serviços contratados por meio da Cooperativa de Trabalho – COOPS. De acordo com a Inspetoria Regional de Controle Externo, a documentação juntada aos processos de pagamento não permite verificar de que forma os profissionais de saúde realizaram suas atividades no município com detalhamento. Ou seja, por exemplo, os dias trabalhados com a folha de frequência, a carga horária e o local de atendimento, de modo a comprovar, documentalmente, que a cooperativa contratada tem cumprido as obrigações firmadas no contrato. Por esse motivo, o relator determinou ainda o ressarcimento aos cofres municipais de R$428.373,23, montante que teria sido investido nos serviços em questão.

A prefeitura cumpriu todas as obrigações constitucionais, vez que foram investidos 25,18% dos recursos provenientes de transferências na manutenção e desenvolvimento do ensino; 18,73% nas ações e serviços públicos de saúde; e 62,23% dos recursos do Fundeb no pagamento da remuneração dos profissionais do magistério.

Entre as irregularidades apontadas no relatório técnico, destacam-se a baixa cobrança de dívida ativa, desequilíbrio fiscal, falhas na transparência pública e no relatório de Controle Interno, além de diversas inconsistências contábeis.

Cabe recurso da decisão.

Prefeito Marco Aurélio assina ordem de serviço para pavimentação de mais ruas em Itaquara

/ Itaquara

Marco Aurélio Costa assina ordem de serviço. Foto: Divulgação

Em rápida solenidade, na manhã desta sexta-feira (3), o prefeito de Itaquara, Marco Aurélio Costa (PSB), acompanhado de vereadores aliados, secretários municipais e representantes de moradores das áreas beneficiadas, assinou ordem de serviço para início das obras de pavimentação em paralelepípedo três vias públicas da cidade.

Segundo o gestor, as obras, orçadas em R$ 490 mil, através de emenda parlamentar alocada pelo deputado federal Jorge Solla (PT), irá beneficiar moradores das ruas: Arlindo Soares, Rua das Flores e parte da Avenida Agenor Araújo. ”Entendemos que, mesmo com a crise provocada pela pandemia do coronavírus, o trabalho não vai parar”, garantiu Marco Aurélio.

Prefeito de Itaquara assina ordem de serviços para pavimentação de vias públicas na cidade

/ Itaquara

Prefeito Marco Aurélio, vice, vereadores e secretários. Foto: Divulgação

O prefeito de Itaquara, no Vale do Jiquiriçá, assinou, em meio a pandemia, ordem de serviços para obras de pavimentação que irá abarcar várias vias públicas do município.

Nesta sexta-feira (26), em rápida cerimônia na sede da Prefeitura, Marco Aurélio Costa (PSB), na presença de vereadores, secretários e do vice-prefeito assinou ordem para pavimentação das ruas: Baetinga de cima até o Cascalho, Baetinga de Baixo, frente ao posto de combustível, entre outras vias, conforme publicação do gestor na rede social.

Serão quase  R$ 400 mil investidos, segundo a publicação. ”Não cansamos de repetir, não vamos parar de buscar recursos e trabalhar pelo nosso município, em todos os cantos da cidade, para todos, sem deixar ninguém para trás, com especial atenção para quem mais precisa. Mesmo com crise, mesmo com pandemia, não vamos descansar”, escreveu!

Itaquara confirma o primeiro caso do coronavírus e prefeito apela por isolamento social

/ Itaquara

Marco Aurélio diz que paciente está em isolamento. Foto: Rede social

O município de Itaquara, no Vale do Jiquiriçá, registrou neste sábado (20) o primeiro caso de Covid-19.

A revelação da ocorrência registrada pela Secretaria Municipal de Saúde foi feita pelo prefeito Marco Aurélio Costa (PSB), por volta das 17h. ”Hoje, venho eu e a secretária de Saúde, após 90 dias de ações da prefeitura de combate ao coronavírus, dar uma triste notícia. Infelizmente, confirmamos o primeiro caso no município. O paciente está em isolamento, à família está em isolamento e eu peço a todos que fiquem em casa, que só saiam em caso de extrema necessidade e usem máscaras. Por favor, vamos manter o isolamento, que Deus abençoe a todos vocês”, disse Marco Aurélio, que apelou pelo isolamento social.

Conforme informações, a pessoa que teria contraído o vírus é mulher e o quadro é estável, estando a paciente em isolamento domiciliar.