Jornalista Wilson Novaes deixa a 93 FM para comandar programa na Rádio Povo de Jequié

/ Imprensa

Wilson Novaes deixou a Rádio 93 FM. Foto: Blog Marcos Frahm

Mais uma mudança no meio radiofônico de Jequié. O conceituado jornalista Wilson Novaes Jr., que ancorava há 7 anos o programa Jequié Urgente, da Rádio 93 FM, deixou a emissora nesta terça-feira (19). Novaes irá atuar na Rádio Povo de Jequié, emissora do Sistema Pazzi de Comunicação, que migrou de AM para FM e irá reforçar a sua programação com o programa Bahia Ponto a Ponto, que irá ao ar em outubro, com Wilson no comando, das 9h as 12h, de segunda a sexta-feira. O experiente comunicador também deixou o cargo de Diretor de Comunicação da Câmara de Vereadores de Jequié. A vaga deixada por Wilson Novaes na pioneira Rádio 93 passou a ser ocupada, a partir desta quarta, pelo jornalista Marcos Oliver, com participações dos repórteres Marcos Frahm, Josafá Oliveira e do também apresentador Dílson Alves, no Jequié Urgente, que vai ao ar das 06h30 as 09h, de segunda a sexta.

Apresentador de afiliada da Globo é vítima de bala perdida após deixar emissora em Pernambuco

/ Imprensa

Alexandre Farias foi baleado. Foto: Reprodução/TV Asa Branca

O jornalista e apresentador Alexandre Farias foi vítima de uma bala perdida, na noite do último sábado (16), no município de Caruaru, em Pernambuco. Ele trabalha na TV Asa Branca, afiliada da Rede Globo, onde apresenta o ABTV 2ª Edição. De acordo com o G1, Alexandre apresentou o telejornal e depois foi jantar em um supermercado da cidade. Ainda segundo o G1, ele foi atingido no momento em que seguia para casa. A polícia informou que no trajeto, o jornalista acabou cruzando com uma perseguição e troca de tiros com bandidos. Os criminosos estavam em um carro roubado. Alexandre foi atingido e socorrido em estado grave para o Hospital Regional do Agreste (HRA). Pouco tempo depois foi transferido para Hospital Unimed. Não há mais detalhes sobre o caso.

Com câncer, apresentador Marcelo Rezende tem falência múltipla de órgãos e segue internado

/ Imprensa

Marcelo Luiz Rezende sofre com câncer. Foto: Reprodução

Marcelo Rezende, internado desde a última terça-feira (12), segue em observação no Hospital Moriah, Zona Sul de São Paulo. O jornalista foi hospitalizado após sentir fortes dores e, na unidade de saúde, os profissionais identificaram uma pneumonia grave. Conforme o Purepeople apurou, além das complicações do câncer no pâncreas e fígado, a doença ”comprometeu parte do aparelho digestivo” do comandante do ”Cidade Alerta”, da RecordTV, que sofreu ainda falência múltipla dos órgãos. Diagnosticado em maio deste ano, Marcelo afastou-se da televisão e passou por tratamentos alternativos relacionados à alimentação. Pai de Patrícia, Marcella, Ana Carolina, Valentina e Diego, Rezende foi homenageado pelo herdeiro, que mora na Argentina, nesta sexta-feira (15). Em foto publicada em seu perfil no Instagram, o rapaz escreveu: “meu super-herói”. Horas depois, Luciana Lacerda, namorada de Marcelo, compartilhou uma mensagem de fé e pediu forças a Deus, por conta do momento de saúde delicado pelo qual o repórter passa. ”O vazio ocupa um espaço imenso. Que Deus segure nas minhas mãos e na sua, meu amor. Juntos somos mais fortes. Te amo”, disse a carioca.

Marcelo Rezende desmente boatos de que está morrendo e diz que ”a cura vai chegar”

/ Imprensa

”Muita gente vive de boato”, diz Marcelo. Foto: Instagram

O apresentador Marcelo Rezende voltou a publicar vídeo neste domingo (3) desmentindo que esteja morrendo, conforme boatos que circulam nas redes sociais. ”Muita gente vive de boato, e no meu caso até entendo, não é toda hora que tem uma informação”, afirma Rezende, na abertura do vídeo, divulgado em seu Instagram. Em seguida, o apresentador fala da sua luta contra o câncer e diz que ”tem altos e baixos”. ”É como uma montanha russa uma hora eu estou lá em cima, outra lá embaixo”, afirma. Aparentando estar debilitado, Rezende destaca que o importante é estar com a mente sã para enfrentar os desafios impostos pela doença. ”Mais importante é que estou firme. e estar firme é aqui (aponta para a cabeça), onde a mente funciona, e eu tô firme para enfrentar os baixos, até chegar o momento em que o alto vai deslizar. E aí a cura vai chegar. Tenho certeza dela, porque Deus está comigo, Deus está contigo”, finaliza. Desde a revelação do câncer e o afastamento da TV, Rezende utiliza apenas as redes sociais como meio de contato com os fãs. De tempos em tempos, ele aparece para dar notícia sobre seu estado de saúde. Apesar de estar visivelmente debilitado, ele tem se mostrado confiante quanto a seu propósito de se livrar do câncer que tem no pâncreas e no fígado. ”Eu tenho um objetivo. Na hora que eu superar, com a ajuda de Deus, tudo que estou passando, sei o que vou fazer da minha vida: ajudar cada vez mais aqueles que precisam, que não tem esperança, que buscam a cura e mostrar que o Espírito Santo está sempre presente na nossa vida. E nosso Pai há de cuidar de cada um. E é preciso ter fé”, afirmou em outra ocasião.

Doença
Marcelo Rezende revelou em maio, no ”Domingo Espetacular”, que estava com câncer no pâncreas e no fígado. Ele contou que percebeu algo estranho ao se sentir sempre cansado e com falta de apetite. ”Foi aí que eu pensei estou com alguma coisa no fígado, porque eu tenho um paladar lascado e um olfato lascado”, disse na época. Ele procurou um médico e depois dos exames foi diagnosticado. Mesmo com a notícia ruim, o apresentador não perdeu a fé. ”Eu não tenho medo da morte, porque o homem que tem fé não tem medo, ele sabe que irá vencer”, garante. Ele pediu que os fãs rezem por ele. Orem por mim, isso vai ser importante. É essa comunhão do amor que vai fazer eu sair dessa mais forte ainda, mais repleto das convicções que eu tenho. Já já estarei de volta!”, disse, na época. O ”Cidade Alerta” está sendo apresentado por Luiz Bacci enquanto Marcelo se trata.

Ministra Cármen Lúcia se posiciona sobre liberdade de expressão e direito ao esquecimento

/ Imprensa

Cármen Lúcia se reúne com comunicadores. Foto: Ascom/STF
A Associação Nacional de Editores de Revistas (ANER) e o Instituto Palavra Aberta promoveram o Fórum Esquecimento X Memória, na sede da OAB, em Brasília, nesta segunda-feira (21). O evento reuniu profissionais das áreas de comunicação e jurídica, com o intuito de debater os limites da liberdade de informação e as implicações sobre o chamado direito ao esquecimento. Além dos representantes das entidades promotoras e juristas renomados, participaram a presidente do Superior Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, e a subprocuradora Geral, Deborah Duprat, que substituiu o procurador Geral da República, Rodrigo Janot. A presidente do STF esclareceu que é preciso haver comedimento para que a liberdade individual não se sobreponha ao interesse coletivo na busca por informações e dados históricos sob o risco de se estabelecer prejuízo à identidade de toda uma população. ”O debate cresce quando coloca o que há de ser lembrado para não ser esquecido e o que há de ser esquecido para que a gente tenha novas lembranças”, afirmou, durante palestra. O professor da Faculdade de Direito da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ), Gustavo Binenbojm, que também é advogado da TV Globo em caso relativo ao tema, em julgamento no STF, foi contra a presidente da Corte. ”A liberdade de imprensa e o acesso livre à informação não podem ser cerceados em nome de um suposto direito a não ser lembrado ou a ser esquecido. No fundo, o que se defende é uma espécie de efeito de decadência ou prescrição. Esse direito sofre algumas restrições jurídicas muito relevantes, já que não é reconhecido em nenhum lugar da ordem jurídica brasileira”, exclamou. No entendimento de Anderson Schreiber, procurador do Estado do Rio de Janeiro, a questão principal sobre o direito ao esquecimento é saber em que  patamar do sistema jurídico ele se encontra. ”Nos países europeus, é um desdobramento da privacidade, do direito de ter sua personalidade corretamente retratada”, enalteceu. Segundo ele, o que está em discussão no STF é a criação de parâmetros para uma ponderação entre direitos: à liberdade de informação e à privacidade. Já o presidente da ANER, Fábio Gallo, ressaltou que, mediante a polêmica, é necessário manter a cautela e estabelecer critérios quando se trata de direito ao esquecimento. ”Liberdade de expressão, de imprensa e acesso a dados históricos são garantias da sociedade”, frisou. Na visão de Eduardo Mendonça, professor de direito constitucional, reconhecer o direito ao esquecimento não é a resposta adequada ao conflito entre liberdade de expressão e direito à intimidade. Em junho deste ano, a Aner participou de audiência pública, no STF, para discutir o direito ao esquecimento. A sessão foi convocada pelo ministro Dias Toffoli, relator de recurso movido por irmãos de Aida Curi, assassinada em 1958 no Rio de Janeiro e retratada em programa da Rede Globo. A discussão é se pessoas ou familiares podem exigir que seus nomes sejam omitidos de documentos, textos ou reportagens sobre fatos antigos. O tema ainda aguarda uma previsão de julgamento no STF.

Waack volta ao Jornal da Globo antes da hora e funcionários falam em ”marcação de território”

/ Imprensa

William colocou stents no coração. Foto: Reprodução/Globo

O jornalista e apresentador da TV Globo, William Waack, não quis adiar muito o seu retorno ao Jornal da Globo. Apesar de ter sido submetido a instalação de quatro stents no coração, Waack voltou ao trabalho já na segunda-feira (31). A rapidez chamou a atenção e gerou comentários nos corredores da emissora. Há quem diga que o jornalista se apressou para ”marcar território”. Ele havia sido internado às pressas no Hospital Sírio-Libanês depois de passar mal, na última semana. No período em que esteve fora, Waack foi substituído por Carlos Tramontina, do SPTV, e Renata Lo Prete, da Globo News. A direção do canal teria ficado surpresa com a volta antes do tempo.

Evaristo Costa se despediu do Jornal Hoje com abraço em Sandra Annenberg; ”obrigado pelo carinho”

/ Imprensa

Evaristo Costa se despede do Jornal Hoje. Foto: Reprodução

A despedida de Evaristo Costa do Jornal Hoje na quinta-feira (27) deixou fãs do jornalista comovidos e provocou alvoroço nas redes sociais. Fãs do apresentador utilizaram as redes sociais para falar da última apresentação, que teve aperto de mão e abraço entre Evaristo e Sandra Annenberg. ”Eu também me despeço do jornal hoje e de todos vocês. Esta foi minha última apresentação de tantas ao longo dos meus 14 anos aqui com vocês. Muito obrigado pelo carinho nesse tempo todo, e até breve. Obrigado também, Sandra, pela parceria”, disse. Sandra agradeceu o colega. ”Obrigada eu por esses 14 anos nessa bancada, e eu te desejo todo o sucesso e toda a felicidade do mundo na nova caminhada”. ”Muito obrigado, valeu”, respondeu Evaristo. Sorrindo, o jornalista ainda encerrou: ”tem que encerrar ainda, né?”. No encerramento, os dois jornalistas se abraçaram. Em publicação na manhã desta quinta-feira (27), em seu perfil oficial no Twitter, Evaristo confirmou que está de saída da TV Globo. ”Este é meu último Jornal Hoje”, disse o jornalista. ”Estou saindo mesmo. Foi uma decisão muito difícil de ser tomada. Mas estou feliz por ter tomado. Ainda mais feliz por ter feito tudo certinho até aqui. Agradeço à minha família, que por tantos dias, Natais, feriados e fins de semana abriram mão do pai, esposo, pacientemente”, disse. Evaristo justificou sua saída dizendo que estava cansado da rotina de trabalho e da distância da família. ”Eu preciso descansar o corpo e preciso descansar a mente. São muitos anos fazendo a mesma coisa. Eu espero que vocês entendam e continuem torcendo por mim”. Fãs e amigos do jornalista apoiaram a decisão. A colega de emissora Camila Bonfim comentou a saída de Evaristo. ”Vai fazer falta! Tudo de bom na nova fase. Felicidade é abrir e fechar os ciclos com serenidade e convicção. Dá pra ver que você está feliz. Beijo!”, escreveu. Outros jornalistas também comentaram na publicação. ”Muito respeito nas decisões de cada um. Que você seja #Feliz, @evaristocosta!!! Até breve!!!”, escreveu o jornalista César Filho. O colunista Flávio Ricco já havia publicado na semana passada que o jornalista não renovaria o contrato com a emissora. O contrato do jornalista vai até o fim de setembro.   Amigos próximos do jornalista afirmaram ao colunista que ele vai tirar um ano sabático e vai morar fora do Brasil com a mulher e as duas filhas. Depois da viagem, ele decidirá seu futuro na TV.

Jornalista Mayara Magalhães deixa a TV Sudoeste e vai apresentar o Globo Esporte Bahia

/ Imprensa

Mayara Magalhães vai ingressar na TV Bahia. Fotomontagem BMF

A jornalista Mayara Magalhães, após deixar a TV Sudoeste, sediada em Vitória da Conquista, vai substituir a apresentadora Patrícia Abreu, que foi ancorar programa jornalístico na Record Bahia. Mayara, que também é psicóloga, vai aparecer na telinha da TV Bahia, em Salvador, no Globo Esporte Bahia, para ocupar a vaga deixada por Patrícia, que é oriunda de Itabuna e durante muitos anos se destacou na sua ex-emissora. Mayara é graduada em Jornalismo pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia e em Psicologia pela Faculdade Juvêncio Terra. Na TV Sudoeste, ela atuou por seis anos como repórter e apresentadora, sob a coordenação do diretor de jornalismo da emissora, Eduardo Lins, e ganhou destaque em matérias especiais veiculadas pela Globo em rede nacional. Sua estreia na TV Bahia deve ocorrer em agosto.

Jequié: Comando do 19º Batalhão da Polícia Militar promove encontro com a imprensa

/ Imprensa

Itamar Gondim promove café da manhã. Foto: Laila/19ºBPM

O Comandante do 19º Batalhão da Polícia Militar de Jequié, Ten Cel Itamar Gondim Bandeira, que completou 40 dias à frente da instituição militar, promoveu, nesta quarta-feira (19), um café da manhã, com profissionais da imprensa, na sede da unidade. Gondim, que esteve ladeado por oficiais que integram a sua equipe, disse que o café com a imprensa ocorreu com o objetivo reforçar as relações do 19º BPM e os representantes dos veículos de comunicação que divulgam as ações da PM. ”É muito importante que as nossas ações sejam divulgadas e que as notícias cheguem mais rápido à população, principalmente na divulgação do Disk-denúncia”, disse o Comandante, que também se referiu às ferramentas de comunicação que o 19º BPM vem disponibilizando através da internet, a exemplo de página no Facebook e no aplicativo WhatsApp, que permitem que as ações cheguem ao conhecimento público e dos profissionais de imprensa, ”quase que em tempo real”, afirmou. Foi lançada a ideia de aparelhar melhor a sala no quartel do Batalhão disponibilizada à imprensa, dotando-a de internet e equipamentos que facilitem o trabalho de todos.

Segurança Pública em Jequié e municípios da região será debatida neste sábado, na 93 FM

/ Imprensa

Major Rodrigo, da Cipe, estará presente. Foto: Blog Marcos Frahm

O trabalho dos órgãos de segurança pública em Jequié e municípios da região estará em debate no programa A Semana em Revista, deste sábado (17/6), apresentando pelo deputado estadual, jornalista Euclides Fernandes. Analisam e respondem questionamentos acerca do assunto, o diretor da 9ª Coorpin, delegado Fabiano Aurich, a delegada Alessandra Pimentel, da Delegacia Especial de Atenção à Mulher-DEAM, o tenente coronel Itamar Gondim, comandante do 19º Batalhão da Polícia Militar, o major Fábio Rodrigo, comandante da CIPE Central e o Major Sandes, da Academia de Polícia Militar, que realiza curso de formação de cadetes da PM. O programa vai ao ar das 8h às 10 horas. *Por Wilson Novaes

Repórter e cinegrafista da TV Aratu são agredidos por mulher: mordidas e arranhões

/ Imprensa

Ticiane Bicelli foi atacada durante reportagem. Foto: Divulgação

A repórter Ticiane Garcez Bicelli, 30, e o cinegrafista Liberato Santana, da TV Aratu (SBT), foram agredidos, na manhã desta sexta-feira (16), durante a produção de uma reportagem para o programa ”Que Venha o Povo”, no bairro da Calçada, em Salvador. O que era para ser uma matéria descontraída sobre a cobrança no uso do banheiro do Mercado do Peixe, na Feira de São Joaquim, terminou com cenas de agressão. Segundo a repórter, na última quarta-feira (14), ela esteve no local para uma outra matéria e achou engraçado o fato de ser cobrado o valor de R$0,50 para se fazer o ”número 1” (xixi) e R$1,00 para o ”número 2” (cocô). Questionando-se como seria a fiscalização do uso, ela voltou ao local nesta sexta para fazer uma matéria ”leve” para o programa. Ao chegar ao local para gravar, uma mãe procurou a repórter para dizer que sua filha pequena desejava usar o banheiro, mas que ela não tinha o dinheiro necessário e que achava absurda a cobrança. Ticiane então se aproximou do banheiro e encontrou uma outra mulher sentada numa cadeira. A moça então lhe perguntou: ”Você aqui de novo?”. Em seguida, a mãe desta jovem, ambas com identidade ainda desconhecida, abordou a repórter de forma violenta. Inicialmente, a mãe empurrou Ticiane pedindo que deixasse sua filha em paz. A apresentadora se defendeu empurrando a mulher de volta. A partir daí, mãe e filha partiram para cima da repórter com socos. Ticiante também foi mordida, teve os cabelos puxados e  foi arranhada no pescoço.

Agressão foi gravada pelo cinegrafista. Foto: Reprodução/TV Aratu

O cinegrafista tentou intervir para separar as duas, enquanto gravava com a outra mão toda a agressão. Durante a ação, o microfone e parte da câmera do profissional foram danificados. A mãe da jovem chegou a jogar uma cadeira na direção da repórter, mas não chegou a atingi-la. Com a ajuda de outros feirantes, as mulheres foram separadas. Ticiane então se escondeu num box e ficou aguardando a chegada da polícia. As mulheres foram conduzidas para a 3ª Delegacia (Bonfim), onde permanecem detidas. A repórter registrou a queixa da Central de Flagrantes, na região do Iguatemi, de onde seguiu para realizar exame de corpo de delito no Departamento de Polícia Técnica (DPT).

Nota de repúdio

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado da Bahia (Sinjorba) afirmou que o equipamento utilizado pelo cinegrafista foi quebrado e os profissionais registraram queixa em delegacia. ”Essa agressão a integrantes da imprensa é um grave sintoma da violência que permeia a sociedade por atingir pessoas que são responsáveis por dar voz aos problemas desta mesma sociedade. O Sinjorba solicita o imprescindível apoio da Secretaria de Segurança Pública da Bahia para que a acusada seja identificada e julgada na forma da Lei”, disse o sindicato, em nota.

Radialista Jefinho, da Rádio Itapoan FM, é baleado no tórax, durante assalto em Salvador

/ Imprensa

Locutor Jefinho foi baleado no peito. Foto: Reprodução/Facebook

O radialista Jeferson da Silva Oliveira, conhecido como Jefinho Simpatia, 49 anos, da Rádio Itapoan FM, foi baleado no peito, na manhã deste domingo (21), na Alameda dos Umbuzeiros, no Caminho das Árvores, em Salvador. Ele foi encaminhado ao Hospital Geral do Estado (HGE), estado grave. O bandido foi rendido por policiais. O assaltante Bruno Oliveira de Assis, 35 anos, que atirou no radialista recebeu o indulto da Páscoa e não regressou ao sistema penitenciário. A informação é do posto da Polícia Civil, no Hospital Geral do Estado. Ainda segundo informações do posto policial, ele havia sido preso por extorquir uma juíza. Já a Secretaria de Segurança Pública (SSP) informou que Bruno foi condenado até 2033 pelo crime de roubo, mas estava solto porque não retornou do indulto de Páscoa concedido pela Justiça. Antes ele já cumpria a pena no regime semi-aberto. O não retorno à prisão já havia sido comunicada à Vara de Execuções Penais, para quem um novo mandado fosse expedido, fazendo- o retornar ao regime fechado na Colônia Penal Lafayete Coutinho, onde cumpria a pena inicial.O comunicador Jefinho foi submetido a procedimento cirúrgico e reagiu bem a cirurgia, conforme informações divulgadas pela imprensa da capital.

Apresentador Marcelo Rezende se afasta da TV após diagnóstico de câncer no fígado e pâncreas

/ Imprensa

Marcelo tem câncer no pâncreas e no fígado. Foto: Portal iG

O jornalista Marcelo Rezende, 65 anos, apresentador do programa Cidade Alerta, na TV Record revelou em entrevista de quase meia hora, ao programa Domingo Espetacular neste domingo (14), na emissora que trabalha, estar se afastando do programa  para fazer um tratamento após ter sido diagnosticado que está com câncer no pâncreas e no fígado. Ele foi internado no último dia 8, após sentir dores, no Hospital Albert Einstein, para onde foi levado pelo colega Geraldo Luis. Em casa, Marcelo Rezende recebeu o repórter Raul Dias Filho, fazendo um emocionante depoimento. A partir de agora, Rezende irá dar início à quimioterapia para o tratamento do tumor. ”Mas eu não quero saber [como será]. Não quero ser médico. Não sou médico (…) A minha preocupação é como ficar firme até o fim para vencer”, contou. ”Se eu vou sair dessa? Vou, porque qualquer homem que ama a Deus não tem obstáculo”, finalizou

Cármen Lúcia cria comissão para apurar processos contra liberdade de imprensa

/ Imprensa

Cármen defende trabalho da imprensa. Foto: Nelson Jr/STF

 A presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) e do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), ministra Cármen Lúcia, anunciou ontem (3) a instalação da comissão do Fórum Nacional do Poder Judiciário e Liberdade de Imprensa, do CNJ. A comissão vai apurar possíveis restrições à liberdade de imprensa. Segundo ela, hoje, o Brasil não é um país que garante livremente o exercício do jornalismo, entretanto, ao menos no Poder Judiciário, é preciso dar ampla eficácia à Constituição, que garante o trabalho do jornalista de informar o cidadão e promover uma cidadania informada. ”E eu quero apurar isso melhor, para saber quais são os problemas que são gerados com a Constituição que garante tão amplamente liberdades, inclusive a liberdade de imprensa, com um texto que não necessita de grande intervenção para ser interpretado. É proibido qualquer tipo de censura e, no entanto, continua haver censura e jornalistas que não podem exercer os seus diretos. É preciso resolver isso”, disse. A ministra explicou que o fórum foi criado pelo ex-presidente do STF e do CNJ, ministro Joaquim Barbosa, mas não havia sido implantado na comissão, que funcionará dentro do Conselho Nacional de Justiça. Segundo ela, a portaria de instalação está pronta e deve ser publicada nos próximos dias. ”Para que a gente tenha no conselho nacional um exame de quais os problemas que dizem respeito ao Poder Judiciário, quais as vertentes de críticas, censuras judiciais que são ditas, e processos sobre jornalistas para que a gente dê prioridade.” Para ela, o Brasil está vivendo um momento de grandes transformações, e não só no jornalismo, mas ”a imprensa livre é essencial para que se tenha democracia. E é exatamente em um Estado democrático que queremos viver”. Por isso, segundo Cármen, é preciso garantir que o jornalista possa trabalhar, ”buscar suas informações, informar o cidadão e fazer o que ninguém mais pode fazer, assegurar a plena cidadania informada, livre e, portanto, crítica e responsável por suas escolhas, sem continuarmos, assim, a ter uma parcela de analfabetismo político pela ausência de informações precisas”.