Carregador de feira é morto a facadas em Jequié após discussão por som alto usado por evangélica

/ Jequié

Vítima foi a óbito no local do crime após três golpes mortais

Um jovem de 20 anos foi morto a golpes de faca hoje na feira livre que ocorre aos domingos no Largo São Francisco, no bairro Joaquim Romão, em Jequié. Paulo Roberto Dias Santos foi a óbito no local, depois de atingido por arma branca.

No local, populares disseram que Paulo Roberto, que atuava como carregador de feiras, discutiu com o autor e que a motivação teria sido por uma senhora evangélica que se apresentava com uma caixa de som em um carrinho de mão para pregações no local e que Paulo reclamou do volume, dizendo que não tinha surdo na feira, pediu para o que o equipamento fosse retirado e, o filho da mulher, ao presenciar as reclamações saiu na defesa da mãe, iniciou uma discussão com Paulo e reagiu aplicando três golpes mortais.

Contudo, o caso está sendo apurado pela Delegacia Territorial de Jequié, tendo sido registrado pela delegada plantonista, Alessandra Pimentel. O corpo foi encaminhado ao IML após serviços periciais realizados por prepostos do DPT e o autor de pré-nome Tiago é procurado.

Os comentários estão fechados.