Chegando a reta final da campanha, Hassan, candidato de Zé Cocá, fez mais de 200 viagens a cidades baianas

/ Jequié

Hassan busca uma das cadeiras da Assembleia. Foto: Divulgação

O candidato a deputado estadual Hassan, sob coordenação de Zé Cocá, prefeito de Jequié e presidente da UPB, já percorreu mais de 200 municípios, demonstrando uma gigantesca corrente de apoio ao seu nome. Há apenas uma semana do pleito, Hassan intensificou sua agenda de visitas e no sábado esteve em Poções, Dário Meira e Manoel Vitorino, acompanhado do deputado federal Leur Lomanto, candidato a reeleição.

Os últimos dias têm sido marcados por reuniões com lideranças, encontros políticos e intensas caminhadas nos municípios, mobilizando centenas de participantes.

”Muito trabalho ainda, porque temos uma semana de ações e de mobilização. As propostas que Hassan vêm trazendo representam as demandas da população dos municípios do Vale do Jiquiricá, Médio Rio das Contas e de outras localidades que estão compromissadas com a gente e que iremos, com fé em Deus, trabalhar para transformar essas cidades, devolvendo a confiança depositada no nosso projeto.”, afirmou Zé Cocá, coordenador da campanha de Hassan.

”O momento agora é o de centrar as energias e intensificar as visitas, tomando as ruas e avenidas onde temos bases eleitorais sem perder o foco de atrair mais e mais apoiadores em todas as demais cidades. Temos sim, uma ótima expectativa mas temos que trabalhar mais! Contamos com o apoio da população dos municípios que representamos e vamos pra cima, que agora é a reta final e precisamos conversar, dialogar e apresentar, para quem ainda não conhece, as propostas que executaremos na Assembleia Legislativa, com fé em Deus!” declarou Hassan.

Sem Jerônimo, Rui Costa fez arrastão por municípios do Vale do Jiquiriçá e atraiu grande público

/ Política

Rui Costa foi recepcionado por lideranças do Vale. Foto: Rede social

O governador Rui Costa decidiu reservar os últimos dias de campanha para fazer comícios e caminhadas por municípios do Vale do Jiquiriçá, neste domingo (25), atraindo grande público, mesmo sem a presença do candidato á sucessão estadual pelo PT, Jerônimo Rodrigues, que segundo informações da assessoria teria se dedicado a gravação de programas eleitorais e concentração para participação de debate na capital do Estado.

Representando a chapa governista na disputa pelo Palácio de Ondina, Rui percorreu as principais cidades do território, que possui cerca de 222 mil eleitores.

O arrastão do PT teve início na cidade de Laje, passando por Mutuípe, Jiquiriçá, Ubaíra, Santa Inês, Itaquara, Jaguaquara, finalizando no fim da noite em Maracás.

Recepcionado por prefeitos, ex-prefeitos, vereadores e outras lideranças o governador discursou por onde passou, cravando a vitória do aliado, Jerônimo, que encabeça a chapa integrada por Geraldo Jr. (MDB) vice e Otto Alencar (PSD) senador.

Jovem de 18 anos morre durante intervenção policial no município de Jaguaquara; arma foi apreendida

/ Jaguaquara

Auto de resistência é registrado na Delegacia. Foto: BMFrahm

Um jovem de 18 anos morreu durante operação policial na localidade conhecida como Assentamento Wilson Furtado, na área rural do Município de Jaguaquara, por volta das 17h30 de domingo (25).

De acordo com informações divulgadas pelo Comando da 3ª Cia da PM, o rapaz foi identificado como Brendon Adolfo Vieira, que segundo a nota da instituição militar teria resistido à intervenção policial, sendo o mesmo alvejado.

Leia abaixo a nota da PM

Por volta da 17h30, após informações acerca da presença de homens portando arma de fogo e traficando drogas numa localidade conhecida como Assentamento Wilson Furtado, foi deflagrada operação com o objetivo de averiguar as denúncias; com as patrulhas em incursão no terreno, indivíduos foram visualizados portando armas de fogo e ao perceberem a presença dos policiais passaram a efetuar disparos; com a investida dos criminosos, não restou alternativa às patrulhas que não o revide à injusta agressão, momento em que um dos agressores foi atingido evoluindo a óbito, enquanto os demais fugiram pela mata fechada, sendo um deles detido, imediatamente após o confronto. Todo fato, assim como o detido e o material ilícito foram apresentados à Autoridade Competente para adoção das medidas cabíveis.

Resistente:
▪️Brendon Adolfo Vieira, 18 anos.

Material Apreendido:
▪️01 revólver Taurus, Calibre .38, com 04 estojos deflagrados e 02 munições picotadas;
▪️98 trouxas de substância análoga à maconha;
▪️41 papelotes de substância análoga à cocaína; e
▪️01 aparelho celular.

Mulher foi morta a tiros pelo ex-companheiro na zona de Itaquara e autor está foragido, diz delegado

Vítima morreu antes de ser transferida. Foto: Blog do Marcos Frahm

Uma mulher foi morta a tiros pelo ex-companheiro no povoado de Vila Castelo Branco, distante 13 KM da cidade de Itaquara, na área rural do Município, no Vale do Jiquiriçá. De acordo com o registro da polícia, uma guarnição da Polícia Militar foi informada sobre uma mulher vítima de disparos de fogo na localidade, indo ao local indicado no final da tarde de domingo (25), onde foi constatada a veracidade da informação.

Entretanto, a mulher já teria sido socorrida inicialmente ao Hospital de Itaquara, de onde foi transferida para o Hospital Municipal de Jaguaquara – HMJ, mas não resistiu e faleceu depois de todos os procedimentos médicos tentados para estabilizá-la. Uma unidade de Suporte avançado chegou a ser acionada para a transferência da paciente ao Hospital Geral Prado Valadares – HGPV, em Jequié, mas a vítima foi a óbito sem ter sido transferida.

Identificada como Maria Aparecida Vicencia Tenório, a mulher, de 40 anos, deixa dois filhos menores, que segundo o delegado que apura o caso, Chardison Castro de Oliveira, são frutos de outro relacionamento e o crime passional teria como principal suspeito o ex-companheiro dela, Edvaldo Pereira dos Santos, de 48 anos, que está foragido. ”A polícia já tomou as medidas cautelares cabíveis. Ela havia deixado ele há cinco meses, estava se relacionando com outra pessoal, motivo pelo qual ele ceifou a vida dela”, disse o delegado ao Blog do Marcos Frahm, nesta segunda-feira (26).

Pai de cadeirante morta a tiros em escola se emociona: ”Se eu tivesse na hora, me atravessava na frente”

/ Bahia

Geane Brito era cadeirante

José Ferreira, pai da jovem Geane da Silva Brito, de 19 anos, morta durante o ataque a tiros no Colégio Municipal Eurides Sant’Anna, em Barreiras, no oeste da Bahia, nesta segunda-feira (26), se emocionou ao falar da filha.

Em entrevista ao Bahia Meio Dia, o pai da garota disse que, se pudesse, teria ficado na frente dos disparos para salvar a filha. ”O sentimento não é de culpado, porque um pai não se sente culpado no momento desse. Se eu tivesse na hora, eu me atravessava na frente da bala para salvar minha filha. Eu peço desculpa a vocês, porque é triste, um pai está na frente de uma situação dessa, é dolorido”, disse José Ferreira.

Segundo o pai de Geane Brito, a jovem fazia tratamento em um hospital da Rede Sarah, em Brasília. Ele também detalhou que ela tinha feito quatro procedimentos cirúrgicos em fevereiro deste ano e tinha previsão de passar por mais um no início de 2023.

”Uma boa menina, ela é especial. No mês de fevereiro, ela fez quatro operações, no mês de fevereiro ia fazer mais outras e aconteceu um caso desse, triste para um pai de família”, contou.

Vídeos gravados por pessoas que estavam na frente da escola mostram o desespero e a correria dos alunos durante o ataque a tiros. Geane da Silva Brito, de 19 anos, era estudante do 9° ano, na instituição.

Segundo o delegado Rivaldo Luz, coordenador de Polícia Civil da região, um adolescente de 14 anos, que também estudava na escola, invadiu o local com um revólver calibre 38, duas armas brancas e aparentemente uma bomba caseira, e atirou contra os alunos, por volta das 7h. Não há informações sobre a motivação do crime.

O atirador foi baleado por uma pessoa que passava pelo local (não identificada), socorrido e levado pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para o Hospital Geral do Oeste. De acordo com informações preliminares, o jovem foi atingido em um dos ombros, no abdômen e em uma das pernas.

O Samu informou que quando o atirador foi socorrido, não respondia aos comandos da equipe médica, mas a saturação estava boa. O jovem deu entrada na unidade médica por volta das 8h10 e foi para o centro cirúrgico. Não há detalhes sobre o estado de saúde dele.

De acordo com o comando da Polícia Militar, o atirador chegou na escola disparando. No momento, os estudantes aguardavam o horário das aulas para entrar nas salas. O porteiro, que não estava armado, correu com os alunos para tentar se proteger.

O autor do crime atirou diversas vezes na vítima. Quando acabou as munições da arma de fogo, usou o facão para esfaqueá-la.

A Polícia Civil investiga algumas publicações em redes sociais atribuídas ao adolescente de 14 anos com discurso de ódio. O pai do atirador, que é policial, foi chamado para prestar depoimento na delegacia da cidade. Ele contou que o revólver dele ficava escondido na casa dele. Também contou que acreditava que o filho não sabia em qual local ficava a arma.

A Prefeitura de Barreiras informou que as aulas na escola em que aconteceu o ataque foram suspensas por uma semana. Em nota, também lamentou o caso e disse que a Secretaria de Educação e a Polícia Militar acompanham e oferecem apoio e assistência aos estudantes e seus familiares.

”Em tempo, solidarizam-se com a família da aluna vitimada, expressando os mais profundos sentimentos neste momento de profunda dor e consternação”, disse em trecho da nota.

A Secretaria da Educação do Estado da Bahia (SEC), também se manifestou por meio do Núcleo Territorial da Bacia do Rio Grande (NTE 11).

O órgão informou que uma equipe do NTE e psicólogos da SEC foram colocados à disposição para prestar atendimento e apoio socioemocional à comunidade escolar e aos familiares da vítima.

”Neste momento de dor, a SEC se solidariza com os familiares, amigos, estudantes, educadores e trabalhadores da instituição de ensino”, afirmou a secretaria. As informações são do G1

Suspeita de erro no Auxílio Brasil faz DPU cobrar R$ 10 mi de indenização ao governo

/ Brasil

A Defensoria Pública da União (DPU) entrou com uma ação civil pública na Justiça contra o Governo Federal por supostos erros no pagamento do Auxílio Brasil.  A ação pede uma indenização de R$ 10 milhões por danos morais coletivos aos beneficiários que tiveram o auxílio negado. As informações são do portal Metrópoles.

Segundo a DPU, o governo tem negado o benefício a pessoas que receberam, após entrar na Justiça, o retroativo do antigo auxílio emergencial, ofertado durante o momento mais crítico da pandemia. O Ministério da Cidadania alega que foi preciso reter o pagamento das parcelas para não haver acúmulo indevido de benefícios sociais.

A DPU alega que o recebimento de ambos os benefícios ocorreu apenas por conta de um erro da administração, que acabou obrigando beneficiários a recorrerem ao Poder Judiciário para terem acesso ao Auxílio Emergencial. ”Portanto, o pagamento tardio de verbas devidas ao cidadão, pela via judicial, não pode vir a resultar em penalização para o favorecido”, acrescenta o órgão.

O órgão afirma ainda que o bloqueio, imediato e sem prévio aviso, de valores de parcelas do Auxílio Brasil é uma medida ”inidônea, desnecessária, desproporcional e não razoável”. A ação cita 35 casos como exemplo, mas estima que ”alguns milhares” de brasileiros devem ter sido prejudicados.

Candidato a governador, ACM Neto lamenta morte de estudante após atentado em Barreiras

/ Política

”Minha solidariedade à família e amigos da jovem”. Foto: Divulgação

O candidato a governador ACM Neto (União Brasil) lamentou nesta segunda-feira (26) a morte da estudante Jeane da Silva Brito, aos 20 anos, após um adolescente invadir uma escola e atirar contra alunos, em Barreiras, no Oeste da Bahia.

”Minha solidariedade à família e amigos da jovem estudante Jeane da Silva, que morreu hoje num atentado a uma escola em Barreiras. Que Deus possa confortá-los e que a comunidade escolar, assim como toda a cidade, possa superar este momento de dor”, disse ACM Neto.

João Roma realiza carreatas e motociatas no interior da Bahia, com passagem por Jaguaquara

/ Política

Roma esteve em Jaguaquara e Itaberaba neste domingo. Foto: Divulgação

O candidato ao Governo da Bahia, João Roma (PL), participou de uma nova carreata neste sábado, 24, na cidade de Luís Eduardo Magalhães, no Extremo-Oeste do Estado. Na manhã deste domingo (25) o deputado federal visitou o município de Jaguaquara, antes de seguir viagem para a Itaberaba, onde cumprirá agenda de campanha.

O ex-ministro da Cidadania e deputado federal participará de carreatas e motociatas em apoio à sua campanha e a do atual presidente Jair Bolsonaro. Para ele, essas manifestações do povo são a demonstração do desejo de transformar o Brasil em uma grande nação.

”Isso vem se tornando possível com o governo do presidente Jair Bolsonaro, que resgatou o amor do brasileiro por sua pátria”, afirmou.

Segundo Roma, que destacou a volta de Bolsonaro à Bahia na próxima terça-feira , para uma manifestação em Juazeiro e na cidade pernambucana de Petrolina, é preciso ter muita clareza do que se espera para o futuro da Bahia.

”Cada um sabe muito bem que nós estamos aqui não é participando apenas de uma eleição, mas da eleição mais importante da história do Brasil e talvez uma das mais acirradas”.

O ex-ministro aproveitou para lembrar que ele era o responsável por idealizar e implementar o Auxílio Brasil, que garantiria o mínimo de R$ 600 para mais de 2,5 milhões de famílias no estado.

”Essa é a realidade que está sendo feita aqui com mais de R$ 10 bilhões investidos na Bahia por ano. Vamos mostrar que a Bahia não é vergonha para o Brasil, porque a nossa Bahia é solução para o Brasil”, declarou.

Policiais trocam tiros em João Pessoa após discussão sobre política; um deles ficou ferido

/ Brasil

Após uma carreata eleitoral em João Pessoa, na Paraíba, uma discussão envolvendo dois policiais terminou em troca de tiros e deixou os dois feridos neste domingo (25). Segundo a Polícia Militar, testemunhas disseram que o embate envolveu política.

De acordo com o G1, o caso aconteceu à tarde, quando um sargento da reserva da Polícia Militar, de 59 anos, estava bebendo com outros amigos, em um bar do mercado, e passou uma carreata de político não identificado. Segundo a PM, um policial civil, que também bebia no local, se aproximou da mesa do PM e os dois começaram a discutir.

Ainda de acordo com a polícia, o policial civil foi atrás do PM e começou a atirar com uma pistola. O PM reagiu atirando com um revólver calibre 38 e houve uma troca de tiros com mais de 20 disparos. O tiroteio acabou quando ambas as pessoas se feriram.

 

Randolfe Rodrigues deve ocupar ministério em possível governo de Lula, diz portal Metrópoles

/ Brasília

Randolfe é cotado para ministério. Pedro França/Agência Senado

O futuro de Randolfe Rodrigues em um eventual governo Lula tem alimentado especulações no entorno do senador e do ex-presidente. Ele tem mais quatro anos de mandato no Senado, mas mesmo o PT considera natural que ele esteja no governo. A informação é da coluna de Guilherme Amado, do portal Metrópoles.

De acordo com a publicação, integrantes da Rede e lideranças da política amapaense apostam que Lula oferecerá a Randolfe o Ministério do Meio Ambiente, por sua atuação no tema e por pertencer à Rede Sustentabilidade. Outra possibilidade aventada é que ele seja o titular do Ministério dos Povos Indígenas, já anunciado por Lula.

As duas movimentações, se forem consideradas algo da cota da Rede, terão que passar, por certo, por Marina Silva, que se distanciou de Randolfe desde o começo do ano, quando foi cogitada uma candidatura dele.

A coluna diz ainda que os petistas que cercam o ex-presidente, entretanto, acreditam que Randolfe poderá ocupar um dos assentos no Palácio do Planalto para participar da articulação política de um eventual governo.

Randolfe pretendia disputar o governo do Amapá, mas desistiu da eleição para ajudar a campanha de Lula.

Guedes destaca papel de Roma para a criação dos Auxílios Emergencial e do Auxílio Brasil

/ Política

Paulo Guedes fez elogios ao candidato João Roma. Foto: Reprodução

O ministro da Economia Paulo Guedes abriu a sua palestra ”Perspectivas para a Economia Brasileira”, elogiando o candidato a governador da Bahia, ex-ministro da Cidadania e deputado federal, João Roma (PL), no Senai-Cimatec, na manhã desta segunda-feira (26). Ele destacou a ação de Roma para ‘a efetivação do Auxílio Emergencial e também do Auxílio Brasil’, que atualmente garante uma renda mínima de R$ 600 para 2,5 milhões de famílias somente na Bahia.

”Começamos a atender toda a parte social com os recursos, com o Auxílio Emergencial, que é o maior programa de transferência de renda que o Brasil já teve, que tem 1,5% do PIB para os mais frágeis, para os mais vulneráveis”, disse Guedes. O ministro da Economia disse ainda que o governo do presidente Jair Bolsonaro conseguiu a verbas para manter o programa, mas sem comprometer as futuras gerações.

”Ao mesmo tempo, com responsabilidade fiscal, mantivemos esse duplo compromisso de atender a esse público por um lado, mas sem empurrar a conta para as futuras gerações. Nós mesmos pagamos aquela verba. Tenho orgulho de não empurrar a conta para filho e para netos”, declarou o ministro da Economia.

”Quero agradecer a vinda do ministro Paulo Guedes, que é uma demanda antiga da classe empresarial. Não podemos ficar amarrados a uma Bahia folclórica, pois temos temos visto as potencialidades do nosso estado”, disse Roma, ao recordar que, na visita ao Cimatec, o presidente Jair Bolsonaro ficou impressionado com a tecnologia de ponta existente, a exemplo do maior para processamento de dados da América Latina.

Roma destacou o orgulho que teve de trabalhar ao lado de Guedes, mesmo que fosse necessário a figura de um ”Bolsonaro pacificador” para coadunar as ações de ambos. “Paulo Guedes me chamou no Ministério da Economia, me explicou o que estava acontecendo. A economia e a área social são duas faces da mesma moeda, pois, se a economia não for bem, quem mais sofre é justamente o cidadão mais necessitado, pois não há como aplicar recursos em programas sociais”, comentou Roma.

Mercado financeiro reduz projeção da inflação de 6% para 5,88%; É a 13ª redução consecutiva da projeção

/ Economia

A previsão do mercado financeiro para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), considerada a inflação oficial do país, caiu de 6% para 5,88% neste ano. É a 13ª redução consecutiva da projeção.

A estimativa está no Boletim Focus de hoje (26), pesquisa divulgada semanalmente pelo Banco Central (BC), com a expectativa de instituições para os principais indicadores econômicos. Para 2023, a estimativa de inflação ficou em 5%. Para 2024 e 2025, as previsões são de inflação em 3,5% e 3%, respectivamente.

A previsão para 2022 está acima da meta de inflação que deve ser perseguida pelo BC. A meta, definida pelo Conselho Monetário Nacional, é de 3,5% para este ano, com intervalo de tolerância de 1,5 ponto percentual para cima ou para baixo. Ou seja, o limite inferior é 2% e o superior 5%.

Em agosto, a inflação teve recuo de 0,36%, após queda de 0,68% em julho. Com o resultado, o IPCA acumula alta de 4,39% no ano e 8,73% em 12 meses, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística.

Taxa de juros

Para alcançar a meta de inflação, o Banco Central usa como principal instrumento a taxa básica de juros, a Selic, definida em 13,75% ao ano pelo Comitê de Política Monetária (Copom). A taxa está no maior nível desde janeiro de 2017, quando também estava em 13,75% ao ano.

Para o mercado financeiro, a expectativa é de que a Selic encerre o ano nesse patamar. Para o fim de 2023, a estimativa é de que a taxa básica caia para 11,25% ao ano. Já para 2024 e 2025, a previsão é de Selic em 8% ao ano e 7,63% ao ano, respectivamente.

Quando o Copom aumenta a taxa básica de juros, a finalidade é conter a demanda aquecida, e isso causa reflexos nos preços porque os juros mais altos encarecem o crédito e estimulam a poupança. Desse modo, taxas mais altas também podem dificultar a expansão da economia.

Além da taxa Selic, os bancos consideram outros fatores na hora de definir os juros cobrados dos consumidores, como risco de inadimplência, lucro e despesas administrativas.

Com a recente queda na inflação, o Banco Central decidiu interromper o ciclo de alta dos juros, após um ano e meio de reajustes seguidos. O Copom se reuniu na semana passada e manteve a taxa nos atuais 13,75%.

Quando o Copom reduz a Selic, a tendência é de que o crédito fique mais barato, com incentivo à produção e ao consumo, reduzindo o controle da inflação e estimulando a atividade econômica.

PIB e câmbio

As instituições financeiras consultadas pelo BC elevaram a projeção para o crescimento da economia brasileira neste ano de 2,65% para 2,67%. Para 2023, a expectativa para o Produto Interno Bruto (PIB) – a soma de todos os bens e serviços produzidos no país – é de crescimento de 0,5%. Em 2024 e 2025, o mercado financeiro projeta expansão do PIB em 1,75% e 2%, respectivamente.

A expectativa para a cotação do dólar manteve-se em R$ 5,20 para o final deste ano. Para o fim de 2023, a previsão é de que a moeda americana se mantenha nesse mesmo patamar.

Agência Brasil