Saque extraordinário: trabalhadores nascidos em julho já podem retirar até R$ 1 mil no FGTS

/ Economia

Trabalhadores nascidos em julho já podem sacar até R$ 1 mil das contas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) a partir deste sábado (21). A Caixa Econômica Federal depositará o dinheiro na conta poupança digital usada para o pagamento de benefícios sociais e previdenciários.

Os valores só podem ser movimentados por meio do aplicativo Caixa Tem (disponível para sistemas operacionais Android e iOS), o que permite o pagamento de contas domésticas e a realização de compras virtuais em estabelecimentos não conveniados. O Caixa Tem também libera o saque em caixas eletrônicos e a transferência para a conta de terceiros.

Em todo o calendário de pagamento serão liberados cerca de R$ 30 bilhões para aproximadamente 42 milhões de trabalhadores com direito ao saque. Pelo calendário, divulgado em março, a liberação dos recursos segue cronograma baseado no mês de nascimento. O dinheiro será liberado em etapas até 15 de junho, quando recebem os nascidos em dezembro.

Todo o processo para pedir o saque será informatizado. O trabalhador não precisará ir a uma agência da Caixa, bastando entrar no aplicativo oficial do FGTS, disponível para smartphones e tablets, e inserir os dados solicitados.

Eleito pelos sócios em 2019, Paulo Carneiro é destituído da presidência do Esporte Clube Vitória

/ Esporte

Paulo não é mais presidente. Foto: Arisson Marinho/Arquivo Correio

Eleito e destituído pelos sócios. Após um comemorado retorno com vitória esmagadora nas urnas rubro-negras em eleição que aconteceu em 2019, Paulo Carneiro se tornou vítima dos mesmos votos que o elegeram. Na manhã desde sábado (21), o presidente do Vitória foi destituído em Assembleia Geral Extraordinária (AGE) que aconteceu no Barradão.

Paulo Carneiro, o PC, estava afastado da presidência desde setembro de 2021 após o Conselho Deliberativo do Vitória aprovar parecer da Comissão de Ética que apontou indícios de gestão temerária.

A Comissão apontou, entre outras irregularidades, a ausência de um contrato entre o clube e a empresa Magnum, que recebeu R$ 3.586.068,00 do Vitória; e o adiantamento de remunerações feito por Paulo Carneiro durante a pandemia, iniciada em março de 2020.

A expulsão de um presidente após votação dos associados é feito inédito na história do clube, que vive o momento mais turbulento de seus 123 anos recém-completados. Desde o final do mandato de Alexi Portela Júnior, em 2013, nenhum presidente eleito do Vitória conseguiu terminar seu mandato.

Raimundo Viana, entre 2015 e 2016 foi o único a conseguir o feito – mas era um mandato tampão cumprido após renúncia de Carlos Falcão, eleito em 2013, e quem justamente abriu essa série maldita na história do clube. *Correio da Bahia

Brasil registra 16.194 novos casos de covid-19 e 35 mortes em 24 horas, diz boletim d Ministério

/ Brasil

Com 16.194 casos de covid-19 em 24 horas, o Brasil registrou 30.778.607 infecções pelo novo coronavírus, desde o início da pandemia. Os dados estão no boletim diário, divulgado pelo Ministério da Saúde.

O número de mortes chegou a 665.528, com 35 registradas em 24 horas. Os pacientes recuperados somam 29.816.521 (96,9% dos casos).

O estado de São Paulo tem o maior número de casos acumulados desde o início da pandemia, com 5.459.629. As mortes foram 168.864.

Em seguida, na lista de estados com maior número de casos, aparecem os estados de Minas Gerais (3.383.874 casos e 61.458 óbitos); do Paraná (2.510.336 e 43.247 mortes) e do Rio Grande do Sul (2.392.924 casos e 39.441 óbitos).

Várias unidades da federação não atualizaram os dados neste sábado: Distrito Federal, Minas Gerais, Maranhão, Mato Grosso do Sul (não atualizou número de mortes), Mato Grosso, Rio de Janeiro, Roraima, São Paulo e Tocantins.

Novo coordenador da 7ª Ciretran de Jequié diz que atua para colaborar com investigação

/ Jequié

Coordenador Ricardo Tuacha

No cargo de Coordenador da 7ª Ciretran de Jequie desde o dia (17) de março de 2022, quando foi nomeado pelo governador Rui Costa, o administrador Ricardo Tuacha esclarece que não foi alvo das diligências deflagradas na sexta-feira (20) pela Polícia Civil, que dá continuidade à investigações iniciadas no ano de 2019.

A Operação Dolus mira possíveis crimes cometidos por servidores do órgão estadual. Na época, foi instaurado Inquérito Policial, o qual conta atualmente com cerca de 2.000 páginas. Diante dos fatos verificou-se um esquema de falso reconhecimento de firma em um dos cartórios da cidade e, paralelamente a isso fraudes no primeiro emplacamento de veículos praticados por um despachante na 7ª Ciretran/Jequié, conforme informações divulgadas pelo delegado Moabe Macêdo, que comandou a ação de sexta-feira.

Já o Coordenador, Tuacha, em contato com o BMFrahm disse que o órgão colabora com as investigações e que adotará todas as providências para aumentar o controle e transparência na Ciretran. Segundo Ricardo, na ação, foram detidas três pessoas, mas ele afirma que não tem como detalhar uma operação que é de competência da Polícia Civil. ”Não posso opinar sobre a operação, apenas colaborar com as autoridades para que possam apurar as possíveis irregularidades. Essa operação nos surpreendeu na manhã de sexta-feira, mas informamos que, a partir desta segunda-feira, a Ciretran estará funcionando normalmente”, esclareceu.