Suspeito de cometer homicídio em Jaguaquara é preso em Salvador após investigação da Polícia Civil

/ Jaguaquara

Uma operação policial realizada nesta quarta-feira (14) em Salvador, com a colaboração do Serviço de Inteligência da Polícia Civil de Jaguaquara resultou na prisão de um suspeito de ter cometido crime de homicídio, em Jaguaquara, identificado como Valdeci Oliveira Moraes, apelidado de Binho Miserê e que de acordo com nota divulgada pela Delegacia Territorial teria participação na morte de Fabrício Monteiro Santos, cujo crime ocorreu em 14/03/2021, no bairro São José, no Entroncamento de Jaguaquara.

Leia abaixo a nota da Polícia Civil

A operação em proeminência apresenta como finalidade a assessoria da investigação policial contra homicídios supostamente motivados pela traficância de entorpecentes desenvolvida no município baiano de Jaguaquara, ilícito que tem culminado na alta taxa de CVLI, dentre outros delitos cometidos no Estado da Bahia por nacionais.

DEFLAGRAÇÃO:

Na manhã desta quarta-feira (14), no bairro de Paripe, Salvador, uma operação supervisionada pelo DPC Chardison Castro de Oliveira, Delegado de Polícia, empreendida por Polícias Civis da CATI – Coordenação de Apoio Técnico à Investigação / DEPIN – Departamento de Polícia do Interior, com apoio da Coordenação de Operações desta Superintendência de Inteligência, resultou no cumprimento do Mandado de Prisão Preventiva do nacional VALDECI OLIVEIRA MORAES, vulgarmente conhecido pelo cognome ”BINHO MISERÊ”.

Saliente-se que o alvo em comento se encontrava foragido, por figurar como principal suspeito do homicídio de FABRÍCIO MONTEIRO SANTOS, ação delituosa perpetrada em 14/03/2021, no bairro São José, entroncamento de Jaguaquara/BA. As investigações prosseguem, objetivando identificar os demais integrantes do grupo criminoso.

 

APLB reafirma que não retornará aulas presenciais na Bahia e convoca reunião da categoria

/ Bahia

A APLB-Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado da Bahia mantém a decisão de não retornar às aulas presenciais na Bahia. O coordenador-geral do Sindicato, Rui Oliveira, afirmou que a categoria “não pretende retornar”, mesmo após a decisão do governo do Estado para que a rede pública retome as aulas em formato híbrido, a partir de 26 de julho.

Rui criticou o governo do estado e a secretaria de Educação que ameaçam cortar direitos e benefícios de professores e estudantes, caso desrespeitem a decisão.  ”Estamos sendo intimidados. Nós não fomos consultados em nada. Esperamos que o bom senso prevaleça. A nossa luta pela vida, segue. Nossa posição é retornar após 15 dias da segunda dose aplicada em 100% da categoria”, rebate o coordenador Rui Oliveira.

Uma pesquisa interna realizada pela APLB consultou 13 mil profissionais em todo o território baiano. Destes, 97% decidiram que só retornarão às aulas presenciais após concluírem o calendário vacinal com a aplicação da segunda dose.

”O que é mais razoável? Nós voltarmos com todo o gás, toda a energia, sem confusão, ou acatar a esta decisão unilateral do governador, sem conversar com ninguém, intimidando cortar salários, intimidando suspender os R$ 55 dos alunos, se não voltarem. Não vão voltar porque não é dessa forma”, declarou Oliveira.

Em vista disso, a APLB convocou a categoria para uma reunião ampliada de forma remota, nesta sexta-feira (16), às 10h. As informações são do bahia.ba

Zé Cocá diz que Jequié poderá ser incluída na rota de voos regulares comerciais da Azul Linhas aéreas

/ Jequié

Zé Cocá comenta visita de técnicos da Seinfra. Foto: Emanuel Jr.

Uma equipe técnica da Secretaria de Infraestrutura do Estado da Bahia (Seinfra) esteve em Jequié, na segunda e na terça-feira (12e 13 de junho), atendendo solicitação do prefeito Zé Cocá, com dois objetivos.

Um deles, avaliar a estrutura do Aeródromo Vicente Grilo para uma possível adequação do local, visando preparar o espaço para o início de operação de voos regulares da empresa Azul Linhas Áreas, que pretende incluir Jequié no roteiro de cidades com voos comerciais.

O Município passaria a ser atendido com uma aeronave com nove assentos. O prefeito Zé Cocá afirma que a possibilidade de inclusão de Jequié no tão sonhado roteiro de cidades com voos comerciais é real e que poderá ser concretizado em breve.

Equipe da Seinfra estuda aeroporto em Jaguaquara

A equipe visitou, ainda atendendo a uma solicitação do prefeito Zé Cocá, áreas no entorno dos municípios de Jequié e Jaguaquara, a fim de identificar um local para a construção de um aeroporto regional. O prefeito lembra que o governador Rui Costa já deu indicação de que aprovaria um projeto nessa direção e que, a partir da visita dos técnicos da SEINFRA, que deverão produzir um levantamento das viabilidades, acredita que esta possibilidade será, enfim, realizada, para o desenvolvimento dos municípios da região, destaca Cocá. *por Souza Andrade

Bahia registra 2.230 casos e 64 mortes por Covid-19 em 24h, diz boletim da Secretaria de Saúde

/ Bahia

A Bahia registrou 2.230 casos de Covid-19 e 64 mortes pela doença em 24 horas, segundo dados divulgados nesta quarta (14) pela Secretaria de Saúde do Estado (Sesab). Apesar de as mortes terem ocorrido em diversas datas, a confirmação e registro foram realizados nesta data.

No total, o estado tem 1.164.162 casos confirmados desde o início da pandemia, com 24.974 mortes. A taxa de ocupação dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para pacientes adultos com coronavírus é de 62%.

Situação da regulação de Covid-19
Às 12h desta quarta-feira, 10 solicitações de internação em UTI Adulto Covid-19 constavam no sistema da Central Estadual de Regulação. Outros 7 pedidos para internação em leitos clínicos adultos Covid-19 estavam no sistema. Este número é dinâmico, uma vez que transferências e novas solicitações são feitas ao longo do dia.

Jaguaquara: Vereador questiona falta do SAMU em acidente com caçamba e gestão municipal rebate

/ Jaguaquara

Dermeval questionado ausência do SAMU. Foto: Câmara Municipal

O vereador Dermeval Gama, de Jaguaquara, usou as redes sociais para questionar a ausência da Ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência em ocorrências no Município e citou como exemplo o acidente ocorrido na noite da última segunda-feira (12), na Rodovia BA-545, que envolveu uma caçamba da Prefeitura quando retornava da zona rural e resultou na morte de um operador de máquinas, deixando outros dois feridos.

O parlamentar disse que os fatos registrados serviram para o que ele considera de decadente, se referindo ao atendimento público na Saúde. Na publicação, Gama diz que uma senhora, moradora do bairro Palmeira, sentiu-se mal e não foi atendida pelo SAMU, em razão de problemas com o veículo da instituição.

Na mesma postagem ele diz que o SAMU de Santa Inês teria sido acionado para substituir o de Jaguaquara no socorro às vítimas do acidente e que a ambulância local estaria sem condições de uso. Criticou também a prefeita Edione Agostinone por ter transito nas ruas da cidade no último sábado conduzindo um ônibus escolar que o Município recebeu e afirmou não ter nada contra a gestora, mas cobra providência para o restabelecimento do serviços prestados pelo SAMU. ”Nesta segunda-feira (12) dois fatos serviram para efetivar o quando está decadente o serviço de atendimento público na área da saúde em Jaguaquara. Uma senhora, cuja identidade será preservada, moradora do bairro Palmeira, sentiu-se mal fruto de uma súbita queda de pressão e não pôde ser atendida pelo SAMU porque a ambulância local está quebrada, no socorro foi utilizado um carro particular. No começo da noite uma caçamba tombou na região do Baixão deixando saldo de um morto e dois feridos. Foi acionado o SAMU de Santa Inês pelo mesmo motivo, a ambulância de Jaguaquara está sem condições de uso.”, diz um trecho da publicação.

Gestão classifica nota de Gama de descabida

A Prefeitura reagiu, tendo informado, por meio do Facebook, que a ambulância estava em manutenção e classificou a nota de Gama de descabida e tendenciosa. A gestão pública revelou ainda que o veículo oficial apresentou problema no último sábado (10), sendo encaminhado para a autorizada. ”Temos o compromisso de compartilhar com a população de Jaguaquara, em virtude da descabida e tendenciosa nota emitida por um dos representantes do legislativo a respeito da nossa viatura (SAMU 192) que está escalada para manutenção e ficou fora de funcionamento desde a madrugada do último sábado, dia 10 de julho. Ressaltamos que nossa viatura é nova e passa por todas as revisões nas datas corretas. Frisamos ainda que qualquer equipamento está passível de danos, principalmente quando seu uso exige intensas horas de funcionamento. Revisões e reparos são realizados mediante autorização dos convênios nas autorizadas. Já acionados em tempo hábil. Assim como somos suporte pra a região quando se precisa, também podemos receber suporte da região se estivermos necessitando, como foi o caso nos últimos acontecimentos. A ambulância apresentou problema na madrugada do sábado e a autorizada realizada o serviço na data agendada. Não há em momento algum falta de compromisso ou desrespeito com a população. Estamos sempre atentos às demandas e buscamos prestar todo o apoio possível.”, retufou.

DJ Ivis é preso na Grande Fortaleza por agressões contra ex-mulher, Pamella Holanda

/ Justiça

O cantor DJ Ivis, Iverson de Souza Araújo, foi preso nesta quarta-feira (14) após os vídeos de agressões contra a ex-mulher, Pamella Holanda, serem divulgados por ela nas redes sociais. A prisão aconteceu em um condomínio de luxo em Aquiraz, na Região Metropolitana de Fortaleza.

Ivis foi encaminhado para a Delegacia Metropolitana do Eusébio, na Grande Fortaleza, que investiga o caso. Ele chegou por volta das 18h e, às 19h, foi levado para a Perícia Forense, onde passará por exame de corpo de delito. Em seguida, ele deve ser levado para a Delegacia de Captura, conforme informações apuradas no local.

A prisão preventiva havia sido pedida nesta terça (13) pela Polícia Civil, e concedida nesta tarde pela Justiça. O governador Camilo Santana confirmou a prisão do artista por meio das redes sociais.

”Acabo de ser informado pelo nosso secretário de Segurança da prisão do DJ Ivis, no caso das agressões a Pamella Holanda. A prisão preventiva havia sido solicitada ontem pela nossa Polícia Civil e decretada há pouco pela Justiça. Que responda pelo crime cometido”, publicou Camilo.

A advogada de Pamella, Priscila Virino, informou que ela não vai se pronunciar neste momento quanto à prisão de Ivis. ”Ela ainda não irá se pronunciar. Mas não há palavras para definir que a Justiça está sendo feita”, disse. Com informações do G1

Bolsonaro é transferido a São Paulo após apresentar um quadro de obstrução intestinal

/ Brasília

Imagem de Jair foi divulgada em rede social verificada Foto: Instagram

O presidente Jair Bolsonaro está sendo transferido para São Paulo, após seu médico constatar nesta quarta-feira (14) um quadro de obstrução intestinal. Na capital paulista, ele passará por novos exames para verificar se uma cirurgia de emergência será necessária. A informação foi confirmada por nota do Palácio do Planalto.

”Após exames realizados no HFA [Hospital das Forças Armadas], em Brasília, o Dr. [Antonio Luiz de Vasconcellos] Macedo, médico responsável pelas cirurgias no abdômen do Presidente da República, decorrentes do atentado a faca ocorrido em 2018, constatou uma obstrução intestinal e resolveu levá-lo para São Paulo onde fará exames complementares para definição da necessidade, ou não, de uma cirurgia de emergência”, diz o comunicado a Secretaria Especial de Comunicação Social.

Nesta madrugada, Bolsonaro deu entrada para exames no HFA (Hospital das Forças Armadas) com dores abdominais. Segundo nota da Presidência da República, Bolsonaro seguiu orientação de sua equipe médica para a realização de exames para investigar a causa dos soluços.

Ainda de acordo com o Planalto, por orientação médica, o presidente ficaria sob observação, “no período de 24 a 48 horas, não necessariamente no hospital”. O cirurgião Antônio Luiz Macedo, que operou Bolsonaro após a facada que levou no abdome, em setembro de 2018, foi chamado para Brasília.

Ministros ouvidos sob reserva disseram à Folha que, no início da tarde, Bolsonaro estava sedado por causa dos exames que havia feito. Eles esperavam a avaliação do médico, mas defendiam que o presidente fosse logo submetido a uma cirurgia para corrigir eventuais problemas decorrentes da facada.

*por Ricardo Della Coletta/Daniel Carvalho/Folhapress

Anvisa libera testes clínicos para duas novas vacinas da China e Reino Unido contra o Coronavírus

/ Saúde

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou nesta quarta-feira (14), em Brasília, a realização de pesquisas clínicas de duas novas vacinas contra o novo coronavírus (covid-19).

Uma é desenvolvida pelo Instituto de Biologia Médica da Academia Chinesa de Ciências Médicas (Imbcams, na sigla em inglês), da China, e a outra é produzida pela empresa AstraZeneca.

A primeira pesquisa realizará ensaio clínico de fase 3, controlado por placebo, para avaliar a eficácia, segurança e a imunogenicidade da vacina do Imbcams, que usa a tecnologia de vírus inativado.

O estudo, a ser realizado no Brasil, integra parte de uma pesquisa maior que também está sendo realizada na China e em outros países. Farão parte dos testes adultos de 18 anos de idade ou mais que receberão duas doses, com intervalo de 14 dias entre a primeira e segunda dose.

“O delineamento de um estudo controlado por placebo ainda é considerado metodologicamente adequado para avaliar a segurança e eficácia da vacina, considerando também que ainda há uma grande parcela da população não vacinada, desde que se leve em conta a possibilidade de acesso dos voluntários às vacinas disponíveis em um curto período”, informou a Anvisa.

Aproximadamente 34.020 participantes serão recrutados no Brasil, Malásia, Bangladesh, China e México. Desse total, 7.992 participarão dos testes no Brasil, que serão realizados no Rio de Janeiro, Goiás, Santa Catarina e São Paulo.

AstraZeneca

Já a segunda pesquisa clínica aprovada testará a vacina (AZD2816), desenvolvida pela AstraZeneca com a tecnologia de vetor de adenovírus recombinante, a mesma utilizada no imunizante anterior e que é aplicado no Brasil.

A vacina será fabricada pela empresa Symbiosis Pharmaceutical Services, sediada no Reino Unido, e é uma nova versão do imunizante aplicado no país (AZD1222). Ele foi modificado para também fornecer imunidade contra a recém-emergente cepa da variante B.1.351 da covid-19, identificada primeiro na África do Sul, em abril.

O estudo, de fase II/III parcialmente duplo-cego, randomizado, será aplicado em adultos de 18 anos de idade ou mais, previamente vacinados e não vacinados para determinar a segurança e a imunogenicidade da vacina candidata.

A AstraZeneca quer verificar a eficácia do imunizante, que atuaria como uma espécie de terceira dose para indivíduos soronegativos para SARS-CoV-2, que receberam anteriormente uma vacinação primária de duas doses contra a covid-19 SARS-CoV-2 com a vacina atualmente em uso (AZD1222) ou de uma vacina que utiliza a tecnologia de RNA mensageiro (mRNA) contra a covid-19, como as da Pfizer e da Moderna.

Também será verificada a eficácia da candidata a imunizante sendo aplicada como vacinação homóloga primária de duas doses para pessoas soronegativas para SARS-CoV-2 que não estão vacinadas”.

Nesse caso, os pesquisadores querem testar uma espécie de esquema misto, com a aplicação de uma primeira dose da vacina da AstraZeneca já utilizada no país e a segunda dose da nova versão do produto.

A empresa planeja testar esse esquema em 2.475 participantes no Brasil, Reino Unido, África do Sul e Polônia. Aqui está prevista a participação de 800 pessoas no Distrito Federal, Bahia, Paraná, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul e São Paulo.

Diretora diz que preço de vacina não era atribuição da Precisa e nega oferta de US$ 10 pela Covaxin

/ Brasília

Diretora da Precisa Medicamentos, Emanuela. Foto: Ag. Senado

A diretora-técnica da Precisa Medicamentos, Emanuela Medrades, disse em depoimento à CPI da Covid nesta quarta-feira (14) que o valor de US$ 15 estabelecido para a compra da vacina Covaxin é determinado pelo laboratório Bharat Biotech e não pela empresa que ela representa e intermediou o contrato com a farmacêutica indiana.

Emanuela relatou ter inclusive buscado negociar junto à Bharat para que o valor ofertado ao Ministério da Saúde ficasse abaixo de US$ 10, mas que não foi possível.

A representante da Precisa também negou que tivesse apresentado uma oferta para o Ministério da Saúde com o preço de US$ 10 por dose da vacina da Covaxin. O contrato final previa preço de US$ 15 por dose.

Os senadores questionaram a depoente, porque receberam uma ata de reunião do Ministério da Saúde com representantes da Precisa. Nessa reunião, com a presença do então secretário-executivo Élcio Franco e outras autoridades da pasta, teria sido feita a proposta de US$ 10, valor que poderia ser reduzido se a quantidade adquirida fosse considerável.

”Eu não sei por que colocaram que o produto custaria US$ 10, porque o produto não foi ofertado. Existe sim uma expectativa que esse valor fosse de menos de US$ 10”, afirmou.

A diretora da Precisa ainda contou que os primeiros contatos com o laboratório indiano foram feitos no meio do ano passado. ”Em junho de 2020 foi nosso primeiro contato com eles. A vacina ainda estava em fase 2. Foi um contato embrionário”, afirmou.

A primeira reunião que a Precisa teve com o Ministério da Saúde foi em 3 de novembro. Segundo Emanuela, foram 114 dias de negociação até que o contrato entre o governo e a empresa fosse assinado, em 25 de fevereiro de 2021.

Emanuela Medrades também afirmou que a rapidez na negociação com a Precisa se deu porque a empresa teria aceitado todas as condições propostas pelo Ministério da Saúde.

”Aceitamos 100% da minuta padrão que foi enviada pela conjur [consultoria jurídica]. Não pedimos nenhuma alteração de cláusula, nenhuma alteração de prazo. Foi por isso que esse processo teve celeridade maior”.

Medrades afirmou ainda que partiu dela própria a iniciativa de levar a vacina indiana Covaxin para o Ministério da Saúde.

A CPI da Covid recentemente tem avançado na investigação de intermediários, que atuariam na ligação entre governo federal e laboratórios.

”Foi uma iniciativa minha, a partir do momento que tínhamos uma vacina com bastante potencial. E eu fui buscar qual era o departamento responsável pela imunização no Brasil. Foi aí que tivemos uma reunião com responsáveis pelo PNI no dia 3 de novembro”.

*Julia Chaib e Renato Machado/Folhapress

Rui Costa autoriza novo concurso público com 1 mil vagas para Polícia Civil da Bahia

/ Polícia

Por meio de sua conta oficial no Twitter, o governador Rui Costa anunciou, nesta terça-feira (13), que será realizado um novo concurso para a Polícia Civil na Bahia.

As secretarias da Administração (Saeb) e da Segurança Pública (SSP) vão organizar um concurso para que 1 mil vagas sejam oferecidas.

”Autorizei a preparação de um novo concurso para a Polícia Civil da Bahia. O concurso será realizado no segundo semestre de 2021, com 1000 vagas: 100 vagas para delegados, 100 escrivães e 800 agentes”, disse Rui, ao revelar que a convocação será no primeiro semestre de 2022.

Após ameaça no corte de salários, secretário fala sobre retorno dos professores com comorbidades

/ Educação

Secretário de Educação, Jerônimo Rodrigues. Foto: Mônica Bahia

Na manhã desta quarta-feira (14), o governador Rui Costa afirmou, em entrevista ao Jornal da Manhã, da TV Bahia, que os professores que não retornarem às salas de aula a partir do dia 26 de julho terão o salário cortado. Declaração aconteceu após o posicionamento do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado da Bahia, contrário à volta às aulas.

Quando questionado sobre a situação dos profissionais que sofrem de alguma comorbidade em coletiva concedida à imprensa, nesta quarta-feira (14), o Secretário da Educação do estado, Jerônimo Rodrigues, garantiu que o cuidado será mantido.

”Agora nas atividades remotas já existe esse respeito e cuidado com esses professores com comorbidades. Mesmo entendendo que a grande maioria desse público já foi vacinada, nós continuaremos com esse cuidado. Nós veremos com as unidades que têm professores com comorbidades para continuar respeitando o cuidado com esses profissionais. Com a apresentação do atestado, o profissional vai estar no direito dele”, afirmou.

De acordo com dados levantados pela cobertura vacinal da Covid-19 no estado da Bahia, feita pela Secretaria de Saúde estadual (Sesab), até a manhã desta quarta-feira (14), cerca de 26.539 profissionais da educação tomaram, no mínimo, a primeira dose da vacina contra a doença.

Polícia diz que suspeitos de envolvimento na morte de policiais em Conquista morreram em Itiruçu

/ Polícia

Dois homens de identidade não revelada foram mortos em ação da Companhia Independente de Policiamento Especializado – Cipe Central, na manhã desta quarta-feira (14), na cidade de Itiruçu, no Vale do Jiquiriçá.

Em comunicado, a Cipe informou que seriam dois indivíduos suspeitos de terem envolvimento na morte de dois policiais militares no distrito de José Gonçalves, na terça-feira (13), área rural de Vitória da Conquista, no Sudoeste baiano.

A Cipe disse em nota que os suspeitos estavam em um veículo e teriam empreendido fuga para uma estrada vicinal e que chegaram a efetuar disparos de arma de fogo, que a guarnição reagiu e os ocupantes do carro foram atingidos, socorridos ao Hospital Municipal de Itiruçu, mas não resistiram.

Material apreendido

◼️ 1 Revólver Calibre 38

◼️ 1 Revólver Calibre 32

◼️ 01 veiculo Cross fox placa JSQ8H48

Jovens são presos com 65 quilos de maconha em porta-malas de carro na BR-116

/ Polícia

Dupla receberia R$ 5 mil pelo transporte, diz polícia. Foto: PRF

Um jovem de 20 anos foi preso em flagrante por suspeita de tráfico de drogas, após ser encontrado com 65 quilos de maconha na BR-116, em Milagres, na madrugada desta quarta-feira (14). Ele estava acompanhado de outra jovem, de 22 anos, que também foi detida.

As prisões aconteceram na altura da cidade de Milagres, que fica a cerca de 245 km de Salvador. A droga estava escondida no porta-malas do carro em que a dupla estava. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), foi dada uma ordem de parada aos dois, que não obedeceram.

Os policiais então passaram a acompanhar a dupla pela rodovia, e os jovens foram interceptados no pátio de um posto de combustíveis, que fica à margem da rodovia. Durante a conferência dos documentos, os policiais perceberam que o rapaz, que dirigia o veículo, estava nervoso.

Ainda na abordagem, ele também deu informações desencontradas sobre o motivo e o destino da viagem. Os agentes da PRF fizeram uma busca no veículo e encontraram a droga no porta malas, distribuída entre 62 tabletes, em um total de 65 quilos.

O motorista disse aos policiais que foi contratado para levar a droga de São Paulo até Salvador, e que receberia R$ 5 mil pelo transporte. Ainda de acordo com a PRF, ele disse que, só no meio do caminho, ficou sabendo que a encomenda ”não se tratava de coisa boa”.

Os dois foram detidos em flagrante por tráfico de drogas e levados para a delegacia de Milagres, onde o caso foi registrado.

APLB critica volta às aulas na Bahia e bate o pé: ”Só volta com todos professores vacinados”

/ Educação

Após desentendimentos da Prefeitura de Salvador com o sindicato dos professores da Bahia (APLB), em abril, agora o embate da associação é com o Governo do Estado.

O governador Rui Costa vai anunciar nesta terça-feira (13) o retorno das aulas híbridas estadual de ensino, que deve ser ainda em julho. O coordenador-geral da APLB, Rui Oliveira, no entanto, diz que a categoria segue irredutível sobre a necessidade de todos os professores estarem vacinados com as duas doses contra a Covid-19 para voltarem às salas de aula.

”Espero que a entidade seja respeitada. Se ele [Rui Costa] vai anunciar alguma coisa de forma unilateral eu não tenho nada a ver com isso. Não fomos consultados. Vai ser o mesmo tratamento dado à Prefeitura de Salvador”, afirma Oliveira ao Metro1.

Em abril, após o prefeito Bruno Reis anunciar o retorno às aulas, a categoria protestou e estabeleceu em assembleia que não voltaria presencialmente. ”Tem uma decisão da categoria de só voltarmos com todo mundo vacinado e no máximo 15 dias depois das doses. O prefeito tentou e até hoje não teve”, diz. *Metro1