Santa Casa e Maternidade de Jaguaquara recebe auxílio de R$ 521 mil para combate à Covid-19

/ Jaguaquara

Dr. Argemiro fala sobre mudanças na SBOTE. Foto: Blog Marcos Frahm

A direção da Santa Casa de Saúde e Maternidade Maria José de Souza Santos – SBOTE de Jaguaquara comemorou, nesta quarta-feira (24), o recebimento de auxílio financeiro emergencial para ações de combate a pandemia do novo coronavírus, por parte da unidade de Saúde, que atende pelo SUS. Os recursos, da ordem de R$ 521.290,09, já depositados na conta do Fundo Municipal de Saúde serão aplicados na reestruturação da Maternidade, conforme informou o Diretor e médico Argemiro Pereira, durante entrevista concedida hoje à tarde ao Blog Marcos Frahm.

A SBOTE, que integra a rede de Santas Casas e Hospitais Filantrópicos, sem fins lucrativos, sendo responsável por mais de 50% dos atendimentos do SUS no país, passará por uma reestruturação, a partir da aplicação dos recursos destinados.  ”Nós recebemos essa quantia, que chega a fundo perdido, ou seja, nós não precisaremos devolver o dinheiro e ele vem através de um projeto de modernização que nós apresentamos cujo objetivo é readequar a Santa Casa, para melhorar o atendimento nessa fase de coronavírus. Vamos readequar todo o nosso centro cirúrgico, com uma mesa nova, carro de anestesia, outros equipamentos e também com o pré-parto. – parto e puerpério em um leito individualizado, que é quando a paciente tem um quarto pra ela, uma maneira de preservarmos a pessoa, dando mais conforto.  Vamos ter uma sala de recuperação pós-anestésica, o nosso Raio-X vai ser o primeiro digitalizado da região e vamos readequar o nosso berçário, pois somos o único hospital, depois da Santa Casa de Jequié que dispõe de um neonato. Uma parte desse dinheiro será para compra de insumos, inclusive EPIs, para que os nossos profissionais possam trabalhar protegidos nesse período” afirmou.

O diretor da Maternidade em entrevista ao repórter Marcos Frahm

Segundo Argemiro, os serviços de reestruturação do prédio já foram iniciados e a Maternidade estará dando total transparência à reforma, para que a sociedade tenha conhecimento de todas as ações feitas com os recursos destinados pelo Governo Federal e agradeceu o apoio da Secretaria Municipal de Saúde e do Conselho Municipal de Saúde e que as os trabalhos serão concluídos num prazo de 90 dias.

Atuando em Jaguaquara durante mais de 30 anos, com vasta experiência na medicina, o médico acredita que o município estará dando um salto de desenvolvimento na saúde, com a ampliação e reforma em andamento do Hospital Municipal e a abertura da UPA/24H, instalada no distrito Stela Dubois, o que deve ocorrer nas próximas semanas, conforme garantiu o Secretário de Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas: ”O hospital está passando por uma modernização, ficará melhor para a população e a Santa Casa também”.

Brasil registra 1.185 óbitos por covid-19 nas últimas 24 horas, diz Ministério da Saúde

/ Saúde

De acordo com o Ministério da Saúde, nas últimas 24 horas, o Brasil registrou 1.185 novos óbitos por covid-19 e elevou o total de mortes para 53.830. A atualização diária traz um aumento de 2,2% no número de óbitos em relação a ontem (23), quando o total estava em 52.645.

Na detecção de novos casos da doença, foram 42.725 novos diagnósticos confirmados totalizando 1.188.631. O acréscimo de pessoas infectadas marcou uma variação de 3,7% sobre o número de ontem, quando constava o total de 1.145.906 de pessoas infectadas.

Do total, 484.893 estão em observação, 649.908 foram recuperados e 3.904 mortes estão em investigação.

Os estados com maior número de óbitos são São Paulo (13.352), Rio de Janeiro (9.295), Ceará (5.815), Pará (4.726) e Pernambuco (4.425). Ainda figuram entres os com altos índices de vítimas fatais em função da pandemia Amazonas (2.710), Maranhão (1.836), Bahia (1.541), Espírito Santo (1.463), Alagoas (938) e Paraíba (828).

Os estados com mais casos confirmados da doença são São Paulo (238.822), Rio de Janeiro (103.493), Ceará (99.578), Pará (91.708) e Maranhão (73.314).

Semanas epidemiológicas

Na análise por semanas epidemiológicas, o Brasil chegou a ter uma redução entre a 23ª, com 7.096 mortes, para a 24ª, quando foram registrados 6.790 óbitos em função da doença. Mas desta para a 25ª semana epidemiológica, a última, o total voltou a subir, para 7.256, atingindo seu maior patamar desde o início da contabilização.

A média de casos confirmados também aumentou nesta última semana epidemiológica, saindo de 25.381 na 24ª semana para 31.009 na 25ª semana. Da Agência Brasil

Jequié confirma mais 28 pessoas com covid, com a morte de uma mulher, sem comorbidade

/ Jequié

Taxa de ocupação do HGPV é de 52,6%. Foto: Blog Marcos Frahm

A Prefeitura de Jequié, através da Secretaria de Saúde, apresentou, na noite desta quarta-feira (24), o boletim epidemiológico do coronavírus, atualizado às 19h, que registrou mais um óbito, sendo uma mulher, de 87 anos, sem comorbidades, moradora do bairro Caixa D’Água.

O boletim trouxe também, o registro de mais 28 pessoas confirmadas com a doença, perfazendo um total de 793 casos positivos. Destes, 326 foram diagnosticados por meio do método laboratorial RT-PCR. 465 pacientes encontram-se recuperados e não apresentam mais os sintomas da doença. Os que estão em quarentena somam 1544 pessoas.

O boletim local conta, agora, com os dados encaminhados pelo Hospital Geral Prado Valadares (HGPV) relativos a ocupação de adultos nos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Até às 12h a taxa de ocupação era de 52,6%.

Bahia registra 2.847 novos casos de Covid-19 nas últimas 24 horas, diz boletim da Sesab

/ Bahia

Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 2.847 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +5,8%), 50 óbitos (+3,4%) e 2.266 curados (+9,0%). Dos 51.931 casos confirmados desde o início da pandemia, 27.521 já são considerados curados, 22.869 encontram-se ativos e 1.541 tiveram óbito confirmado.

As confirmações ocorreram em 363 municípios do estado, com maior proporção em Salvador (50,14%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 100.000 habitantes foram Ipiaú (1.312,32), Itajuípe (1.141,96), Gandu (1.111,01), Uruçuca (1.091,67) e São José da Vitória (1.025,28).

O boletim epidemiológico contabiliza 51.931 casos confirmados, 111.557 casos descartados e 102.247 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com os Cievs municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 18 horas desta quarta-feira (24).

Na Bahia, 6.811 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Para acessar o boletim completo, clique aqui.

Taxa de ocupação

Na Bahia, dos 2.188 leitos disponíveis do Sistema Único de Saúde (SUS) exclusivos para coronavírus, 1.351 possuem pacientes internados, o que representa uma taxa de ocupação de 62% No que se refere aos leitos de UTI adulto e pediátrico, dos 901 leitos exclusivos para o coronavírus, 684 possuem pacientes internados, compreendendo uma taxa de ocupação de 76%.

Cabe ressaltar que o número de leitos é flutuante, representando o quantitativo exato de vagas disponíveis no dia. Intercorrências com equipamentos, rede de gases ou equipes incompletas, por exemplo, inviabilizam a disponibilidade do leito. Ressalte-se que novos leitos são abertos progressivamente mediante o aumento da demanda.

Óbitos

A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) contabiliza 1.541 mortes pelo novo coronavírus.

1492º óbito – mulher, 89 anos, residente em Salvador, portadora de hipertensão arterial e doença respiratória crônica, foi internada dia 15/04 e foi a óbito dia 06/06, em unidade da rede filantrópica, em Salvador;

1493º óbito – mulher, 87 anos, residente em Igrapiúna, sem informação de comorbidades, data de admissão não informada, foi a óbito dia 08/06, em unidade da rede pública, em Igrapiúna;

1494º óbito – homem, 55 anos, residente em Salvador, portador de diabetes e doença cardiovascular, foi internado dia 03/06 e foi a óbito dia 18/06, em unidade da rede pública, em Salvador;

1495º óbito – mulher, 56 anos, residente em Salvador, sem informação de comorbidades, foi internada dia 17/06 e foi a óbito dia 19/06, em unidade da rede pública, em Salvador;

1496º óbito – homem, 75 anos, residente em Salvador, sem informação de comorbidades, data de admissão não informada, foi a óbito dia 08/06, em unidade da rede pública, em Salvador;

1497º óbito – mulher, 71 anos, residente em Salvador, portadora de hipertensão arterial e diabetes, data de admissão não informada, foi a óbito dia 06/06, em unidade da rede pública, em Salvador;

1498º óbito – mulher, 91 anos, residente em Salvador, portadora de hipertensão arterial, foi internada dia 18/05 e foi a óbito dia 22/05, em unidade da rede pública, em Salvador;

1499º óbito – mulher, 68 anos, residente em Valença, portadora de hipertensão arterial e diabetes, data de admissão não informada, foi a óbito dia 19/06, em unidade da rede filantrópica, em Valença;

1500º óbito – homem, 79 anos, residente em Salvador, portador de hipertensão arterial, foi internado dia 06/06 e foi a óbito dia 18/06, em unidade da rede pública, em Salvador;

1501º óbito – homem, 58 anos, residente em Salvador, sem informação de comorbidades, foi internado dia 03/05 e foi a óbito dia 30/05, em unidade da rede pública, em Salvador;

1502º óbito – homem, 72 anos, residente em Salvador, portador de hipertensão arterial, diabetes, doença cardiovascular e doença renal crônica, foi internado dia 17/05 e foi a óbito dia 21/06, em unidade da rede privada, em Salvador;

1503º óbito – mulher, 54 anos, residente em Salvador, portadora de diabetes, foi internada dia 02/06 e foi a óbito dia 07/06, em unidade da rede pública, em Salvador;

1504º óbito – mulher, 77 anos, residente em Salvador, portadora de hipertensão arterial e diabetes, data de admissão não informada, foi a óbito dia 07/06, em unidade da rede pública, em Salvador;

1505º óbito – homem, 85 anos, residente em Salvador, portador de hipertensão arterial e diabetes, foi internado dia 13/06 e foi a óbito dia 16/06, em unidade da rede pública, em Salvador;

1506º óbito – homem, 68 anos, residente em Salvador, portador de hipertensão arterial e diabetes, foi internado dia 28/05 e foi a óbito dia 04/06, em unidade da rede pública, em Salvador;

1507º óbito – mulher, 96 anos, residente em Salvador, portadora de hipertensão arterial e doença renal crônica, foi internada dia 06/06 e foi a óbito dia 20/06, em unidade da rede privada;

1508º óbito – homem, 64 anos, residente em Salvador, portador de doença cardiovascular, foi internado dia 27/05 e foi a óbito dia 09/06, em unidade da rede pública, em Salvador;

1509º óbito – homem, 73 anos, residente em Salvador, portador de diabetes e doença renal crônica, foi internado dia 12/06 e foi a óbito dia 22/06, em unidade da rede pública, em Salvador;

1510º óbito – mulher, 89 anos, residente em Salvador, portadora de hipertensão arterial, diabetes e doença renal crônica, foi internada dia 10/06 e foi a óbito dia 14/06, em unidade da rede pública, em Salvador;

1511º óbito – mulher, 79 anos, residente em Salvador, portadora de hipertensão arterial e diabetes, foi internada dia 10/06 e foi a óbito dia 17/06, em unidade da rede pública, em Salvador;

1512º óbito – homem, 48 anos, residente em Salvador, sem informação de comorbidades, foi internado dia 08/05 e foi a óbito dia 09/06, em unidade da rede pública, em Salvador;

1513º óbito – homem, 79 anos, residente em Salvador, portador de diabetes, doença renal crônica e doença cardiovascular, foi internado dia 02/06 e foi a óbito dia 20/06, em unidade da rede pública, em Salvador;

1514º óbito – mulher, 87 anos, residente em Salvador, portadora de doença cardiovascular, data de admissão não informada, foi a óbito dia 11/06, em unidade da rede pública, em Salvador;

1515º óbito – homem, 75 anos, residente em Salvador, portador de hipertensão arterial, foi internado dia 09/06 e foi a óbito dia 10/06, em unidade da rede pública, em Salvador;

1516º óbito – homem, 75 anos, residente em Salvador, portador de hipertensão arterial, diabetes e doença respiratória infecciosa, foi internado dia 06/06 e foi a óbito dia 14/06, em unidade da rede pública, em Salvador;

1517º óbito – homem, 70 anos, residente em Salvador, portador de doença respiratória crônica, foi internado dia 14/06 e foi a óbito dia 20/06, em unidade da rede pública, em Salvador;

1518º óbito – homem, 58 anos, residente em Salvador, portador de hipertensão arterial, foi internado dia 05/06 e foi a óbito dia 17/06, em unidade da rede pública, em Salvador;

1519º óbito – homem, 77 anos, residente em Salvador, sem informação de comorbidade, foi internado dia 12/06 e foi a óbito dia 16/06, em unidade da rede pública, em Salvador;

1520º óbito – mulher, 73 anos, residente em Salvador, portadora de hipertensão arterial e diabetes, foi internada dia 18/06 e foi a óbito na mesma data (18/06), em unidade da rede pública, em Salvador;

1521º óbito – mulher, 70 anos, residente em Salvador, portadora de doença cardiovascular, foi internada dia 01/06 e foi a óbito dia 17/06, em unidade da rede pública, em Salvador;

1522º óbito – homem, 83 anos, residente em Salvador, sem informação de comorbidades, foi internado dia 05/06 e foi a óbito dia 16/06, em unidade da rede pública, em Salvador;

1523º óbito – homem, 60 anos, residente em Salvador, portador de hipertensão arterial, diabetes e obesidade, foi internado dia 11/06 e foi a óbito dia 19/06, em unidade da rede pública, em Salvador;

1524º óbito – homem, 69 anos, residente em Salvador, portador de hipertensão arterial, diabetes e doença cardiovascular, foi internado dia 28/05 e foi a óbito dia 03/06, em unidade da rede pública, em Salvador;

1525º óbito – homem, 67 anos, residente em Caldeirão Grande, sem informação de comorbidade, data de admissão não informada, foi a óbito dia 23/06, em unidade da rede pública, em Caldeirão Grande;

1526º óbito – mulher, 91 anos, residente em Salvador, portadora de doença cardiovascular, foi internada dia 08/06 e foi a óbito dia 18/06, em unidade da rede pública, em Salvador;

1527º óbito – mulher, 77 anos, residente em Salvador, portadora de hipertensão arterial e diabetes, foi internada dia 25/05 e foi a óbito dia 03/06, em unidade da rede pública, em Salvador;

1528º óbito – mulher, 50 anos, residente em Salvador, portadora de hipertensão arterial, foi internada dia 06/06 e foi a óbito dia 18/06, em unidade da rede pública, em unidade da rede pública;

1529º óbito – homem, 72 anos, residente em Salvador, portador de hipertensão arterial, foi internado dia 03/06 e foi a óbito dia 18/06, em unidade da rede pública, em Salvador;

1530º óbito – mulher, 65 anos, residente em Salvador, portadora de hipertensão arterial e doença renal crônica, foi internada dia 18/05 e foi a óbito dia 01/06, em unidade da rede pública, em Salvador;

1531º óbito – homem, 60 anos, residente em Juazeiro, portador de diabetes, data de admissão não informada, foi a óbito dia 22/06, em unidade da rede pública, em Araripina, Pernambuco;

1532º óbito – homem, 69 anos, residente em Juazeiro, portador de hipertensão arterial, foi internado dia 16/06 e foi a óbito dia 21/06, em unidade da rede pública, em Juazeiro;

1533º óbito – homem, 83 anos, residente em Sobradinho, sem informação de comorbidades, data de admissão não informada, veio a óbito dia 22/06, em unidade da rede pública, em Juazeiro;

1534º óbito – homem, 81 anos, residente em Sobradinho, portador de hipertensão arterial, data de admissão não informada, foi a óbito dia 22/06, em unidade da rede privada, em Remanso;

1535º óbito – mulher, 61 anos, residente em Juazeiro, portadora de hipertensão arterial e diabetes, foi internada 15/05 e foi a óbito dia 17/06, em unidade da rede pública, em Juazeiro;

1536º óbito – homem, 82 anos, residente em Salvador, portador de doença cardiovascular e doença renal crônica. Internado dia 22/05, foi a óbito dia 25/05, em hospital da rede pública, em Salvador;

1537º óbito – homem, 80 anos, residente em Salvador, portador de hipertensão arterial e diabetes mellitus. Internado dia 20/05, foi a óbito dia 01/06, em hospital da rede pública, em Salvador;

1538º óbito – homem, 49 anos, residente em Salvador, sem comorbidades. Internado dia 20/05, foi a óbito dia 02/06, em hospital da rede pública, em Salvador;

1539º óbito – homem, 56 anos, residente em Salvador, sem informações acerca de comorbidades. Internado dia 26.05, foi a óbito dia 04/06, em hospital da rede pública, em Salvador;

1540º óbito – mulher, 23 anos, residente em Salvador, portadora de diabetes mellitus. Internada dia 22/05, foi a óbito dia 25/05, em hospital da rede pública, em Salvador;

1541º óbito – homem, 48 anos, residente em Salvador, sem informações acerca de comorbidades. Sem informações sobre a data de internação, foi a óbito dia 25/05, em hospital da rede pública, em Salvador.

Jaguaquara: Ministério Público prorroga inquérito que apura suposto gasto excessivo em combustíveis

/ Jaguaquara

Gastos ocorreram entre 2017 e 2019. Foto: Blog Marcos Frahm

A 2ª Promotoria de Justiça da Comarca de Jaguaquara, no Vale do Jiquiriçá, prorrogou um inquérito que apura suposto gasto excessivo em combustíveis pela prefeitura. Em decisão publicada nesta quarta-feira (24) no Diário da Justiça online, a promotoria comunicou o adiantamento da ação por um ano.

De acordo com a informação do Bahia Notícias , a investigação se concentrará na apuração dos gastos entre 2017 e janeiro de 2019, dentro da gestão do prefeito Giuliano Martinelli (PP), reeleito em 2016. O inquérito ficará sob responsabilidade do promotor Lúcio Meira Mendes. 

Zé Cocá acusa Antonio Brito de ”criar robôs” para desqualificar adversários nas redes sociais

/ Jequié

Zé Cocá manda recado para Antônio Brito. Foto: Divulgação

As já estremecidas relações políticas entre os deputados Zé Cocá (PP) – estadual e Antonio Brito (PSD) – federal ganharam novos contornos nesta semana. Durante a costumeira Live – transmissão ao vivo pelo Facebook -, Cocá mandou um recado duro ao federal com torpedos recheados de denúncias.

Cocá acusa Antonio Brito de criar um grupo de robôs para operar nas redes sociais buscando desqualificar pessoas que por alguma razão decidiram optar por apoiar outros políticos na sucessão municipal 2020.

O deputado estadual diz também ter conhecimento de 10 funcionários ou mais, da Santa Casa de Jequié, que foram demitidos assim que se filiaram a partidos que não apoiam Alexandre. Não se tem conhecimento quanto a algum pronunciamento de Antonio Brito a respeito das denúncias.

Vale ressaltar que, nas eleições de 2018, Cocá e Brito marcharam juntos, com a famosa dobradinha em Jequié e, de lá pra cá, houve ruptura política entre ambos. Agora, Cocá e Brito irão se enfrentar na disputar municipal. Líder das pesquisas, Zé deve enfrentar Alexandre Iossef (PSD), que se afastou da direção da Santa Casa de Saúde para se dedicar a campanha de candidatura à prefeitura, apoiado por Antônio Brito, que além de padrinho político é seu cunhado.

Na véspera do São João, Senado aprova adiamento das eleições para 15 e 29 de novembro

/ Brasília

Alcolumbre presidiu sessão que adiou eleição. Foto: Ag. Senado

O Senado Federal aprovou nesta terça-feira (23), em votação remota, o adiamento em 42 dias do calendário das eleições municipais de 2020. O primeiro e segundo turno das eleições, inicialmente previstos para outubro, foram alterados para os dias 15 e 29 de novembro, respectivamente, em virtude da pandemia de coronavírus.

O texto aprovado é um substitutivo do senador Weverton (PDT-MA), à Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 18/2020. A matéria segue agora para análise da Câmara dos Deputados.

Com a previsão das eleições ainda para este ano, fica garantido o período dos atuais mandatos. A data da posse dos eleitos também permanece inalterada. Prefeito, vice-prefeito e vereadores têm mandato de quatro anos e tomam posse em 1º de janeiro.

A proposta torna sem efeito — somente para as eleições deste ano — o artigo 16 da Constituição, segundo o qual qualquer lei que alterar o processo eleitoral só se aplicará à eleição que ocorrer após um ano de sua vigência.

“Em se confirmando esse texto na Câmara dos Deputados e virando lei, nós vamos manter o mesmo calendário eleitoral previsto para as eleições de 4 de outubro. Ou seja, o período de rádio e TV é o mesmo, o período de Internet é o mesmo, da convenção até o dia da eleição é o mesmo, nós fizemos apenas algumas adaptações quanto ao calendário pós eleição, por conta do tempo. Mas todos têm de ficar bastante atentos, porque não houve aumento de tempo de TV, todos os tempos são os destinados na legislação”.

Convenções e campanhas

As emissoras podem transmitir programas apresentados ou comentados por pré-candidatos até 11 de agosto. A partir dessa data, esse tipo de transmissão fica proibido.

A PEC define também o período entre 31 de agosto e 16 de setembro para a realização das convenções para escolha dos candidatos pelos partidos e a deliberação sobre coligações.

Até 26 de setembro, partidos e coligações devem solicitar à Justiça Eleitoral o registro de seus candidatos.

Após 26 de setembro, inicia-se a propaganda eleitoral, inclusive na internet. A Justiça Eleitoral convocará os partidos e a representação das emissoras de rádio e de televisão para elaborarem plano de mídia.

Partidos políticos, coligações e candidatos devem, obrigatoriamente, divulgar o relatório discriminando as transferências do Fundo Partidário e do Fundo Especial de Financiamento de Campanha, os recursos em dinheiro e os estimáveis em dinheiro recebidos, bem como os gastos realizados em 27 de outubro.

Vai até 15 de dezembro o prazo para o encaminhamento à Justiça Eleitoral do conjunto das prestações de contas de campanha dos candidatos e dos partidos políticos e comitês, relativos ao primeiro e, onde houver, ao segundo turno das eleições. A diplomação dos candidatos eleitos ocorrerá em todo o país até o dia 18 de dezembro.

PEC

Por acordo de líderes, os dois turnos da proposta de alteração do calendário eleitoral foram votados na mesma sessão. Na tramitação normal de uma PEC, o intervalo entre as votações é de, no mínimo, cinco dias. A matéria também passará por dois turnos na Câmara.

O relatório do senador Weverton reuniu três propostas numa só: a PEC 18/2020, do senador Randolfe Rodrigues (Rede/AP); a PEC 22/2020, de José Maranhão (MDB-PB); e a PEC 23/2020, da senadora Rose de Freitas (Podemos-ES).

O relator ressaltou que a necessidade de isolamento social imposta atualmente à sociedade brasileira pode comprometer a realização do pleito, especialmente com eventos como as convenções partidárias e a própria campanha eleitoral.

Weverton enfatizou que essa convicção é compartilhada por autoridades da área sanitária e especialistas da área eleitoral ouvidos em sessão temática promovida pelo Senado na segunda-feira (22), com a presença de senadores e do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

“Face a todo esse quadro, fica claro que se impõe, então, o adiamento, que permitirá que possamos realizar com segurança e normalidade as próximas eleições, sem que seja necessária alteração do mandato dos atuais prefeitos, vice-prefeitos e vereadores ou daqueles a serem eleitos em 2020”, completou o relator.

TSE

Weverton ainda optou por autorizar o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) a promover os ajustes no cronograma eleitoral de acordo com a situação sanitária de cada município. A decisão se aplica, inclusive, ao estabelecimento de novas datas para o pleito, até o prazo limite de 27 de dezembro.

Isso inclui também o atendimento às sugestões de alguns senadores, como a do voto facultativo aos eleitores com mais de 60 anos, considerados integrantes do grupo de risco da Covid-19, e a de ampliação dos horários de votação com a fixação de locais específicos como forma de reduzir a aglomeração de pessoas.

Já quando se tratar de um estado, no caso de as condições sanitárias não permitirem a realização das eleições nas datas previstas, a definição de novo dia para o pleito caberá ao Congresso Nacional, por provocação do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), instruída com manifestação da autoridade sanitária nacional e após parecer da Comissão Mista da Covid-19.

Agência Senado

INSS prevê retomar perícias médicas a partir de 13 de julho, através de portaria do Governo Federal

/ Brasil

O governo federal publicou na segunda-feira (22) uma portaria definindo as regras para a reabertura das agências da Previdência Social a partir de 13 de julho.

Em comunicado sobre a retomada do atendimento presencial, o INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) divulgou que serviços que não puderam ser realizados a distância, como as perícias médicas e a reabilitação, terão prioridade na reabertura.

Desde o início da quarentena de combate ao novo coronavírus, o INSS antecipa R$ 1.045 para segurados que solicitam o auxílio-doença, sem exigir a realização de perícia médica, pois os postos estão fechados. A antecipação de apenas um salário mínimo, porém, prejudica trabalhadores que possuem renda mais elevada, pois poderiam receber auxílios com valores mais altos.

Os demais serviços não estarão disponíveis de forma presencial neste primeiro momento, segundo o INSS, e permanecerão nos canais remotos: o Meu INSS (gov.br/meu INSS, site e aplicativo) e telefone 135. Atualmente, 753 agências estão aptas a voltar a funcionar, o que representa 70% da capacidade de atendimento do instituto (são 1.525 no total), informou o instituto.

Para a reabertura ao público, o governo ainda prevê diversas restrições. As agências só poderão funcionar se atenderem às medidas mínimas de segurança sanitária recomendadas pelo Ministério da Saúde e às regras de isolamento, quarentena e outras condições de funcionamento estabelecidas por estados, Distrito Federal e municípios.

Algumas das medidas a serem adotadas são fornecimento e instalação de equipamentos de proteção individual e coletiva contra a disseminação da Covid-19; acesso controlado ao interior das agências, que ficará restrito aos servidores e contratados, e aos usuários que tenham feito prévio agendamento para atendimento presencial.

Recém-nascidas gêmeas morrem após serem atacadas por cachorro da família no sudoeste da Bahia

/ Bahia

Recém-nascidas foram atacadas em Piripá. Foto: Arquivo pessoal

Duas irmãs gêmeas recém-nascidas morreram na tarde desta terça-feira (23), após serem atacadas pelo cachorro da família, na cidade de Piripá, no sudoeste da Bahia. A mãe das vítimas teria chegado a ouvir o barulho, correu para socorrer as filhas e conseguiu retirar o cachorro, que não teve a raça informada.

Anne e Analú, que tinham 26 dias de nascidas, chegaram a ser socorridas por uma amiga da família que é técnica de enfermagem e prestou os primeiros socorros. Em seguida, elas foram levadas para o Hospital Municipal Maria Pedreira Barbosa, em Piripá.

Segundo o médico plantonista da unidade médica, uma das crianças chegou sem vida no hospital e a outra em estado grave. De acordo com o profissional, que foi o responsável pelo pré-natal das meninas, todos os procedimentos médicos possíveis no momento foram feitos, mas a outra criança também não resistiu.

O médico ressaltou que a mãe das gêmeas sempre demonstrou cuidado com as filhas durante a gravidez e após o nascimento das meninas. O enterro de Anne e Analú aconteceu no final da tarde desta terça, no cemitério da Saudade Dois, em Piripá.

Em nota divulgada nas redes sociais, a prefeitura de Piripá manifestou o mais profundo pesar pelo falecimento das bebês. Ao site G1, a delegacia da cidade informou que não vai abrir investigação sobre o caso.

Prefeitura de Porto Seguro vai autorizar abertura de hotéis e liberar praias em 15 de julho

/ Bahia

Porto Seguro vai voltar a receber turistas a partir de (15) de julho deste ano, quando a Prefeitura permitirá a reabertura de bares, restaurantes e hotéis. Os turistas também poderão fazer passeios nos atrativos turísticos e o acesso às praias será liberado. Conforme o decreto 10.867, assinado na tarde desta terça-feira (23), pela prefeita Cláudia Oliveira, os hotéis e restaurantes vão funcionar com 50% da capacidade. Em agosto essa taxa deve aumentar para 70% e em outubro, a ocupação será de 100%. Os passeios nos pontos turísticos estão liberados com grupos de no máximo 20 turistas.

A reabertura do turismo segue a vários protocolos do Ministério da Saúde e do Governo da Bahia. Diversas regras deverão ser seguidas, respeitando o limite e o distanciamento entre pessoas, uso de máscara e também diretrizes de higiene como a disponibilização do álcool em gel.

O turismo em Porto Seguro está totalmente paralisado desde o dia 19 de março deste ano, quando teve início a pandemia do novo coronavírus. A rede hoteleira, composta por aproximadamente 50 mil leitos, é a principal geradora de empregos formais. Segundo a prefeita Cláudia, o decreto se baseia na necessidade de preservar o emprego, a renda e a economia da cidade, que é baseada no turismo. Até o momento, Porto Seguro, registrou cinco mortes e 449 casos de coronavírus. *Com informações do Radar 64

Motociclista morre após batida com carreta na BR-324, trecho urbano de Feira de Santana

/ Trânsito

Acidente ocorreu em trecho urbano. Foto: Berimbau Notícias

Um motociclista morreu após o veículo que pilotava bater em uma carreta, na BR-324, altura de Feira de Santana, na terça-feira (23). A informação é da ViaBahia, concessionária que administra o trecho da rodovia.

Segundo a empresa, o acidente ocorreu no Km-520, que fica na altura do bairro Aviário. Não há detalhes sobre as circunstâncias da batida, nem se o motorista da carreta sofreu algum ferimento.

O homem chegou a ser socorrido e levado para um hospital da cidade, mas não resistiu aos ferimentos.

O corpo dele foi encaminhado para o Departamento de Polícia Técnica (DPT) da cidade, onde será periciado. Não há informações sobre o sepultamento da vítima.