Jaguaquara: Supermercado Irmãos Vaz realiza primeiro sorteio da promoção natalina 2019

/ Jaguaquara

Primeiro sorteio contemplou cinco pessoas. Foto: Blog Marcos Frahm

Com a aproximação do período natalino, os clientes do Supermercado Irmãos Vaz, em Jaguaquara, o mais tradicional empreendimento do ramo supermercadista na cidade, encontram, além de preços acessíveis, uma promoção que rende prêmios aos participantes.

O Natal de Prêmios Irmãos Vaz é uma iniciativa da direção, que ocorre todos os anos e, neste sábado (07/12), foi realizado o primeiro sorteio da promoção/edição 2019.

Foram sorteados vale compras no valor de R$ 500,00 e duas TVs, de 32 polegadas. Os ganhadores foram: Jailton dos Santos Pereira, Nilda Souza Gomes, Valdete Barreto Lima, Ivana Andrade Ribeiro e Solange Santos de Jesus.

No próximo dia (24), serão sorteados uma moto Honda CG Start 160 CC, TVs e vale compras. Presente durante o primeiro sorteio, o empresário Miguel Vaz agradeceu aos clientes que participam através de cupons distribuídos no ato da compra e disse ser um prazer para a equipe do Irmãos Vaz contemplar as pessoas com uma promoção que se consolida a cada ano.

Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia abre inscrições para o ”vestibular” 2020

/ Educação

Candidatos à graduação da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb) já podem ficar atentos. As inscrições para o vestibular de 2020 ficarão abertas dos dias 16 a 9 de janeiro, somente pela internet. Ao todo, a Universidade irá oferecer 1.186 vagas para seus cursos, sendo 709 para o primeiro período letivo e 477 para o segundo semestre.

Metade das vagas será disputada em ampla concorrência e os outros 50% serão destinados aos cotistas. A entidade também disponibiliza três vagas adicionais para quilombolas, indígenas ou pessoas com deficiência, em cada curso.

As provas acontecerão nos dias 2 e 3 de fevereiro, nas três cidades que a Uesb possui campus. No primeiro dia, os candidatos  respondem as questões de Língua Portuguesa, Literatura Brasileira, Língua Estrangeira e Matemática, além da Redação. Já no segundo dia, as provas contemplam as áreas de Ciências Humanas (História, Geografia e Conhecimentos Contemporâneos) e Ciências da Natureza (Química, Física e Biologia).

Para quem tem dúvida sobre qual curso escolher, a Uesb oferece 47 opções de graduação, sendo 22 licenciaturas e 25 bacharelados, distribuídos nos campi de Itapetinga, Jequié e Vitória da Conquista. A lista de cursos completa pode ser conferida no catálogo da entidade.

Maiores informações podem ser conferidas no Edital 237/2019, no Manual do Candidato e pelos perfis oficias da Uesb nas mídias sociais (Facebook, Instagram, Twitter e Youtube).

A Comissão Permanente de Vestibular (Copeve) também está disponível para tirar dúvidas através dos telefones (77) 3261-8604, em Itapetinga; (73) 3528-9695, em Jequié, e (77) 3424-8757, em Vitória da Conquista, ou pelo e-mail [email protected] O contato ainda pode ser feito pelo whatsapp (77) 98146-7537.

Jaguaquara: Júri popular condena dois réus por morte de adolescente de 17 anos em 2018

/ Jaguaquara

Um forte aparato policial foi montado. Foto: Blog Marcos Frahm

Foram julgados pelo Tribunal do Júri, na Comarca de Jaguaquara, os réus Ademilton Mercês Alves e Jonas Brito dos Santos, acusados pela morte do adolescente Flávio Silva dos Santos, 17, praticado em (14/07/18) as margens da BA-545, no bairro São Jorge.

Flávio foi morto a tiros e o crime teria sido encomendado pelo presidiário Ademilton, sendo executado por Jonas e outro adolescente, que encontra-se no Centro de Atendimento Socioeducativo (Case), em Salvador.

Julgados na quinta-feira (05/12), Ademilton e Jonas foram condenados, respectivamente, a 19 e 15 anos de prisão em regime fechado, pelo crime de homicídio qualificado.

De acordo com a sentença condenatória, da qual o Blog Marcos Frahm teve acesso, Ademilton, reconduzido após o júri para o Conjunto Penal de Serrinha, onde responde por outros crimes foi condenado à pena maior. O júri acolheu na íntegra a denúncia do Ministério Público, representado pelo promotor Lúcio Meira Mendes.

Na defesa atuaram os advogados: Nilton Sena Oliveira e Tárcilo José. A sessão de julgamento, iniciada as 09h de quinta-feira foi presidida pela juíza Andrea Padilha Sodré Leal Palmarella, sendo encerrada por volta das 233h, quando a magistrada leu a sentença condenatória. Um forte aparato policial foi montado durante o julgamento.

Um homem é morto e outro baleado em Ipiaú; é o segundo crime de homicídio no final de semana

Atentado ocorreu na Rua Disney Lima. Foto: Giro em Ipiaú

Um homem foi morto a tiros e outro baleado na noite deste sábado (07), em Ipiaú, na Rua Disney Lima, no fundo da Schin, bairro Santana. De acordo com as informações preliminares publicadas pelo site Giro em Ipiaú, os tiros partiram de indivíduos dentro de um carro de cor prata.

Foram ouvidos sete disparos de arma de fogo. Um homem identificado até o momento pelo prenome de Marcos, apelidado de Miúdo, estava numa bicicleta e acabou não resistindo aos ferimentos e morreu no local.

O outro homem baleado foi identificado como Josenildo Silva dos Santos, de 27 anos. Ele conseguiu fugir até a localidade conhecida como Favelinha, onde foi amparado por populares e encaminhado ao Hospital Geral de Ipiaú. Segundo apurou a reportagem, Josenildo foi baleado nas pernas e braços. Ele será transferido para o Prado Valadares, em Jequié. Os criminosos fugiram logo em seguida.

A Polícia Militar foi acionada, isolou a área e realiza buscas pelos suspeitos. O Departamento de Polícia Técnica (DPT)  foi acionado para realizar a perícia no local e remover o corpo. Esse é o segundo homicídio registrado nesse final de semana em Ipiaú.

Acidente entre caminhonete de luxo e carreta mata três na BR-242; criança está entre vítimas

/ Trânsito

Caminhonete de luxo bateu com carreta. Foto: Blog Braga

Um acidente no Km 807 da BR-242, no trecho da cidade de Barreiras, oeste da Bahia, deixou três pessoas mortas na tarde deste sábado (7). De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), uma das vítimas é uma criança.

Conforme publicação do G1, a batida foi entre uma caminhonete de luxo e uma carreta. Segundo a PRF, o motorista da caminhonete perdeu o controle do veículo e acabou invadindo a pista no sentido contrário, batendo de frente com a carreta. O carro chegou a capotar.

As três vítimas estavam na caminhonete e morreram na hora. As identidades delas não foram reveladas, mas a PRF detalhou que foram um homem, uma mulher e uma menina. Uma cadeirinha de criança foi arremessada para fora do veículo. A PRF não tinha informações se a menina estava no equipamento.

”Estamos sem chão”, diz mãe do menino Bernardo encontrado morto na Chapada Diamantina

/ Bahia

Bernardo foi encontrado na Chapada Diamantina. Foto: Arquivo pessoal

A mãe de Bernardo, de 1 ano e 11 meses, disse ao site G1 neste sábado (7) que vive os piores momentos da vida desde a sexta-feira (29), quando o pai buscou o menino na creche, em Brasília, e desapareceu com a criança. Preso na segunda-feira (2), Paulo Roberto de Caldas Osório confessou ter assassinado o filho.

Na quinta-feira (5), a polícia baiana encontrou um corpo de criança na zona rual de Palmeiras, cidade da Chapada Diamantina. A roupa, um colar de âmbar no pescoço e a cadeirinha usada no carro para transportar a criança, levaram os policiais e a família a acreditar que se tratava de Bernardo.

No entanto, por causa do avançado estado de decomposição do corpo, os exames feitos foram inconclusivos. O material genético será examinado em Brasília e, segundo a Polícia Civil do DF (PCDF), deve chegar no começo da tarde deste sábado à capital.

Conforme os investigadores, o corpo encontrado na Chapada Diamantina não será encaminhado para Brasília porque está sendo periciado pela polícia baiana.

“O departamento de Polícia Técnica do DF está trabalhando junto com a Polícia Civil da Bahia para a conclusão do trabalho de perícia. Estão sendo empregadas técnicas avançadas para que os resultados saiam o mais rápido possível”, afirmou, em nota, a PCDF.

Tatiana Silva, a mãe de Bernardo, disse ao G1 que a avó e uma tia da criança permanecem na Bahia. Questionada sobre o que sente em relação ao ex-companheiro, ela disse que não tem raiva de Osório.

”Perdoar eu não perdoo, mas não tenho raiva. Só não quero mais saber dele na minha vida, não quero nem notícias. Pra mim ele morreu junto com meu filho. Quero que ele se trate porque ele é uma pessoa doente, que precisa ser tratada”, desabafou.

Na Bahia, relatório mostra que cobertura da mídia sobre casos de ”feminicídio” é inapropriada

/ Bahia

No Brasil, a cobertura midiática de casos de feminicídio e violência sexual carece de aprimoramento. A avaliação é da jornalista Luciana Araújo e consta no relatório Imprensa e Direitos das Mulheres: Papel Social e Desafios da Cobertura sobre Feminicídio e Violência Sexual. Segundo a jornalista, na maioria das vezes em que os crimes são noticiados, os veículos de comunicação não humanizam as vítimas, tampouco colaboram para que a sociedade compreenda mais sobre as políticas públicas de enfrentamento à violência contra mulheres e sobre como o ciclo de violência pode ser rompido.

A publicação, do Instituto Patrícia Galvão, analisou matérias publicadas em 71 veículos de comunicação das cinco regiões do país. Ao todo foram 1.583 matérias sobre homicídios de mulheres e 478 sobre crimes de estupro.

A análise mostra que as matérias jornalísticas não contêm uma contextualização complementar e deixam de informar, por exemplo, se as vítimas já haviam procurado o Estado para pedir proteção. Além disso, a publicação conclui que os jornalistas têm contribuído para culpabilizar as vítimas, fazendo um movimento contrário ao recomendado. Isso acontece quando citam que os agressores estavam ”fora de si”, ”transtornados” ou ”sob efeito de álcool” no momento do crime.

A publicação revela também que uma parcela dos repórteres menciona que os agressores cometem o crime “em defesa da honra”. Quando a ocorrência é relacionada a estupro, o discurso é de que as vítimas provocaram a situação, ao exercer sua sexualidade ou ter um comportamento considerado inadequado para uma mulher.

Estrutura das reportagens

Luciana afirma que toda matéria jornalística deve conter, necessariamente, informações sobre os serviços públicos disponíveis para as vítimas, como atendimento de saúde e em delegacias especializadas. Outro aspecto que classifica como imprescindível é a divulgação sobre como as mulheres podem reconhecer a violência de gênero, isto é, quais atitudes configuram esse tipo de crime. Ambas orientações, frisa ela, podem salvar vidas.

A comunicadora defende, ainda, que a formação dos jornalistas deveria incluir direitos humanos, para que os profissionais tenham melhor entendimento sobre violência de gênero. ”É um déficit importante na nossa formação”, diz.

Para ela, mesmo com a correria do dia a dia, os jornalistas têm de se esforçar para sair da redação para a cobertura já dominando noções básicas, como os itens preconizados na legislação. Assim, evitariam a banalização de mulheres, ao deixar de noticiar qualquer morte de mulher como feminicídio.

Outro ponto que Luciana defende é que os profissionais de imprensa estejam atentos a expressões que possam desqualificar a palavra da vítima. Quando a mulher relata um episódio de violência, escrever algo como “a vítima diz que foi agredida” significa gerar desconfiança sobre sua versão dos fatos.

”Se uma matéria aborda que a mulher denunciou uma tentativa de feminicídio ou estupro, [deve-se] trocar o ‘diz que’. A gente é um país que tem um ditado popular que é o ‘diz que diz que’. A gente [deve] trocar o ‘diz que foi estuprada’, ‘diz que foi violentada’, por ‘relata”, sugere.

”Particularmente no caso de estupro, é uma violência muito ocultada, porque ela costuma não ter testemunhas. Não é uma violência que deixa marcas físicas que sejam facilmente identificáveis. Então, tornar aquele relato um relato não questionado de pronto é importante, porque o volume de casos em que há denúncia é tao pequeno, ínfimo, insignificante do ponto de vista das estatísticas, ao contrário das denúncias não feitas. Os estudos nacionais e internacionais apontam que os estupros registrados são de cerca de 10% a, no máximo, 35% [do total de ocorrências], no mundo. As mulheres têm vergonha, têm medo”, explica.

Exposição e mulheres transexuais

Luciana diz também que é papel do jornalista cobrar atuação do Estado, ”algo fundamental na profissão”. Ela esclarece que o repórter precisa compreender e destacar o contexto onde a vítima vivia, informando se existe uma rede de apoio na região onde a vítima mora ou morava, como delegacias ou hospitais.

”É uma série de questões que pode abordar jornalisticamente, sem nenhum juízo de valor, sem, vamos dizer, tomar partido, para cobrar que o Estado faça o que é função dele fazer. Porque uma outra questão importante é que, muitas vezes, na maioria dos casos, tanto a violência sexual como o feminicídio, são em decorrência de ação ou omissão do Estado, seja pelas políticas públicas não asseguradas, seja por uma educação que não prevê a perspectiva de respeito aos direitos do outro, seja, efetivamente, por um caso em que o próprio agente do Estado foi o autor daquela morte.”

O relatório condena a exposição das vítimas, algo que considera grave e que tem sido prática de parte da imprensa. Ao todo, em 15% das matérias analisadas que continham imagens de vítimas, houve exibição de corpos sem qualquer tratamento de edição. Essa violação de direito ocorreu em maior número entre vítimas negras.

A versão integral da publicação pode ser acessada pela internet. A iniciativa teve apoio da Secretaria Nacional de Políticas para as Mulheres, do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos.

Prefeitura de Jequié entrega obra de restauração e realiza tombamento do Casarão Histórico Nestor Ribeiro

/ Jequié

Evento reuniu prefeito, deputado e secretários. Foto: Divulgação

Como parte importante da história local, de acordo com registros da época, o Casarão Histórico Nestor Ribeiro, que está localizado no Centro da cidade, teria sido palco de diversos acontecimentos relevantes para a cidade, como a reunião que definiu a escolha do padroeiro de Jequié, Santo Antônio; os encontros do ‘Clube União’ e as reuniões políticas, que trataram dos problemas da, então, ”Vila de Jequié”.

Por iniciativa do Poder Executivo local, essa parte da história da cidade foi recuperada e devolvida à população. A Prefeitura de Jequié, através da Secretaria de Cultura e Turismo, inaugurou, oficialmente, na tarde desta quinta-feira, dia 5, as obras de restauração do Casarão Histórico. Estiveram presentes, o prefeito de Jequié, Sérgio da Gameleira; o deputado estadual, Euclides Fernandes; o secretário de Cultura e Turismo, Alysson Andrade; o Secretário de Governo, Alex Souza; o secretário de Infraestrutura, Daniel Muniz; demais secretários municipais; os vereadores, Roque Silva; José Simões de Carvalho, o Zé Simões, e Márcio de Oliveira Melo, o Marcinho; a equipe técnica da Secretaria de Cultura e Turismo, além de familiares de Nestor Ribeiro.

Governo prevê ampliar benefícios do programa Bolsa Família para jovens de até 21 anos

/ Economia

O novo Bolsa Família, que está em elaboração no governo federal, quer ampliar as faixas etárias dos beneficiários até jovens com 21 anos. Segundo a nova proposta, eles iriam expandir o pagamento adicional a lares com crianças de até 36 meses (3 anos) e aos que tenham jovens de até 21 anos e preencham pré-requisitos. A previsão do governo é apresentar as mudanças na quinta (12).

Hoje, as famílias que possuem renda de até R$ 178 mensais por pessoa recebem, além do benefício, um extra se houver bebês de até seis meses ou adolescentes de 16 e 17 anos em casa. Além de aumentar as faixas beneficiadas, os auxiliares do presidente Jair Bolsonaro pretendem criar o “benefício cidadania”, que será voltado para famílias pobres. Especialistas acreditam que será o aprimoramento do Benefício para Superação da Extrema Pobreza, existente hoje.

O desafio do governo é definir quais programas serão cortados para abrir espaço para a ampliação do Bolsa Família. O assunto está sendo tratado pelos ministérios da Cidadania e Economia. A única exigência da pasta de Paulo Guedes é que seja definida a fonte dos recursos que vão bancar a mudança.

A ideia de incluir a primeira infância integra também o pacote social apresentado pela deputada federal Tabata Amaral (PDT-SP), no mês passado. A diferença é que a proposta da parlamentar prevê o pagamento do benefício a crianças com até 5 anos, e não 3.

Com até Manno Góes convidado, PT da Bahia oficializou Éden Valadares na presidência

/ Política

Éden Valadares assume presidência do PT. Foto: Roberto Viana

O novo secretário de Desenvolvimento Urbano da Bahia, o deputado federal licenciado Nelson Pellegrino, e o deputado estadual Robinson Almeida, pré-candidatos do PT à prefeitura, não foram convidados a compor a mesa durante posse da nova diretoria estadual do PT, neste sábado (7), que oficializou Éden Valadares na presidência.

Na mesa, que contava com a presença de autoridades do PT, como o senador Jaques Wagner, o deputado federal Afonso Florence, o deputado estadual Rosemberg Pinto, teve até cadeira para o músico Manno Goes.

Ao lado da prefeita de Lauro de Freitas, Moema Gramacho (PT), havia uma cadeira livre. O secretário chegou a subir no palco para cumprimenta-la, que indicou o lugar vago para o correligionário, que não sentou no lugar e desceu a escada.

O novo cargo de Pellegrino na Sedur afasta a possibilidade de disputar as eleições 2020 pelo partido. Ele corre o risco de não ser liberado em abril, limite para desincompatibilização. As informações são do BNews

Reforma do sistema de pensões anunciada pelo presidente Macron gera protestos em Paris

/ Mundo

Presidente Emanuel Macron enfrenta protesto. Foto: Reprodução

A ruas de Paris foram ocupadas por milhares de manifestantes em protesto contra a reforma do sistema de pensões, anunciada pelo presidente francês, Emanuel Macron. Além disso, desde a quinta-feira (5) está ocorrendo uma greve geral que irá durar todo o fim de semana. Um novo protesto está programado para a próxima terça-feira (10).

Na quinta-feira, as manifestações na França mobilizaram cerca de 800 mil pessoas e levaram à suspensão parcial do funcionamento do sistema de transportes, de escolas e hospitais.

Neste sábado (7) estão paradas, em sua maioria, as ligações ferroviárias, assim como o metrô de Paris. O novo protesto irá acontecer um dia antes da apresentação oficial do projeto de lei, pelo primeiro-ministro Edouard Philippe.

80% dizem ao menos desconfiar de declarações de Bolsonaro, diz pesquisa Datafolha

/ Brasília

Declarações de Jair não são confiáveis. Foto: Alan Santos

Uma parcela de 80% da população diz ao menos desconfiar das declarações do presidente Jair Bolsonaro, aponta a mais recente pesquisa do Datafolha.

Segundo levantamento nacional realizado na última quinta-feira (5) e sexta-feira (6), 43% dos entrevistados disseram que nunca confiam em afirmações do presidente, e 37% declararam confiar às vezes. Já os que dizem confiar sempre são 19% dos entrevistados —1% não soube responder.

A pesquisa ouviu 2.948 pessoas em 176 municípios em todo o país. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos, dentro do nível de confiança de 95%.

O resultado da avaliação do presidente será publicado neste domingo (8) na Folha.

Desde o meio do ano, Bolsonaro incorporou à sua rotina manifestações quase diárias a jornalistas, especialmente em frente ao Palácio da Alvorada, o que aumentou a repercussão de suas declarações.

Foi em um desses episódios, por exemplo, em que fez comentários que contribuíram para uma crise diplomática relacionada às queimadas na Amazônia.

Em novembro, levantamento feito pela Folha mostrou que o presidente dá ao menos uma declaração falsa ou imprecisa a cada quatro dias. Os dados estão reunidos no Bolsonômetro, ferramenta que reúne afirmações do presidente checadas e contextualizadas pela Folha desde o início do mandato.

Na pesquisa desta semana, o Datafolha também questionou os entrevistados sobre como veem as atitudes de Bolsonaro, considerando o cargo que ele ocupa.

Um total de 28% disse que em nenhuma situação ele se comporta como um presidente deveria se comportar, enquanto outros 28% afirmaram que, na maioria das vezes, ele se comporta de acordo com o cargo que ocupa.

Para 25%, em algumas situações ele se comporta adequadamente, mas, na maioria, não. Outros 14% afirmaram que as atitudes são adequadas em “todas as ocasiões”.

Os números são mais favoráveis ao presidente entre entrevistados com 60 anos ou mais ou que tenham renda familiar mensal entre cinco e dez salários mínimos. A aprovação a Bolsonaro nesse item cai entre moradores da região Nordeste.

Após ser criticado, governo recua de decisão de excluir 17 ocupações do Microempreendedor Individual

/ Economia

A Receita Federal informou na tarde deste sábado, 7, que vai propor a revogação da resolução publicada no Diário Oficial da União (DOU) de sexta-feira (6) que excluiu 17 ocupações do sistema de Microempreendedor Individual (MEI), a partir de 1º de janeiro.

A lista incluía professores particulares independentes, astrólogos e esteticistas, além de três subclasses, voltadas ao desenvolvimento e licenciamento de programas de computador. Também ocupações ligadas ao setor cultural (DJs, VJs, humoristas ou contadores de histórias, instrutores de artes cênicas, instrutores de arte e cultura, instrutores de música e proprietários de bar).

A medida foi muito criticada nas redes sociais. No Twitter, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), avisou que o Congresso derrubaria a exclusão por meio de um decreto legislativo. “Essa é uma decisão que não faz sentido. A cultura é a alma da nossa democracia”, escreveu.

De acordo com a Receita, a Secretaria-Executiva do Simples Nacional (SE-CGSN) vai encaminhar ao Comitê Gestor do Simples Nacional (CGSN) a proposta de revogação da medidas. Mas o órgão vai propor “ampla revisão” da relação das cerca de 500 atividades que podem atuar como MEI. Segundo a Receita, a revisão será feita “considerando dinamismo econômico que resulta no constante surgimento e transformação de novas ocupações”.

A exclusão das ocupações foi publicada na sexta-feira no DOU. O texto é assinado por José Barroso Tostes Neto, secretário especial da Receita Federal. A mesma resolução incluiu outras cinco categorias no MEI, como motorista de aplicativo, serralheiro e quitandeiro.

O MEI permite ao pequeno empresário com faturamento anual de até R$ 81 mil o pagamento de valores menores para tributos como INSS, ICMS e ISS. Com informações do Estadão

Barra da Estiva: 2020 será palco para mais uma disputa entre Bole Bole e Saramandaia

/ Política

Cerca de 20 mil habitantes, média de 18 mil votantes e uma disputa política polarizada entre os grupos Bole Bole e Saramandaia, respectivamente representados pelo deputado Marquinho Viana (PSB) e sua Mãe, Dona Lúcia Viana, que já anunciou pré-candidatura às eleições do ano que vem, e o outro pelo atual prefeito, João de Didi, que buscará reeleição filiando-se ao PP, e seus apoiadores. É este o cenário já posto para as eleições de 2020 no município de Barra da Estiva.

Para renovar seu mandato, João de Didi terá como principal desafio manter a votação diante de uma gestão com alguns questionamentos e perceptível aumento de rejeição, desgaste que, segundo ele, “é natural para quem está no poder”.

“As demandas do município são inúmeras e históricas. Alguns problemas tem soluções que não dependem somente da vontade do gestor. Falta chuva, falta emprego para todos, falta recursos para resolver aquele problema naquela hora. Apesar das dificuldades, realizamos muito e tenho certeza de que os eleitores que estiveram conosco continuarão e pelas adesões que vem acontecendo naturalmente, podemos ampliar nossa votação”’, avaliou o gestor em conversa com o site Política Livre.

Didi deverá enfrentar ainda a tentativa de retorno da professora D. Lúcia Viana, que tem em seu favor sua longa trajetória política e os feitos realizados nos anos de 2005-2012, quando esteve à frente da gestão municipal e deixou a prefeitura com aproximadamente 80% de aprovação, elegendo ainda um sucessor do mesmo grupo.

“Todos os programas que a gente tinha lá, nada funciona mais. Ele [João de Didi] só tem para mostrar ao povo uma única obra, uma estrada que o Governo do Estado fez, que é uma passagem urbana. Na incompetência da gestão atual eles conseguiram perder R$ 3,5 mi de emenda destinada ao município. Ele não tem nada a mostrar”, enfatizou o deputado Marquinho Viana ao avaliar o contexto atual da cidade. O deputado acusa ainda a atual gestão de ter descontinuado programas de apoio a agricultura familiar, principal base da economia local.

Nas eleições de 2018, Viana obteve cerca de 60% dos votos válidos na cidade, número bastante superior ao nome apoiado pelo prefeito, o deputado estadual Nelson Leal (PP).

*Por Mari Leal