Itaquara: Chuva leva lama para a Rodovia BR-420 e situação na estrada exige atenção redobrada

/ Trânsito

Lama invade a BR-420 após chuva. Foto: Blog Marcos Frahm

Quem trafega pela Rodovia BR-420 no Vale do Jiquiriçá precisa redobrar a atenção ao passar pelo trecho do município de Itaquara. As Fortes chuvas que atingiram a região no último sábado (3) levaram muita lama para a estrada, exigindo que o motorista que transite pelo local tenha cuidado redobrado durante a viagem. Itaquara foi um dos municípios afetados pela tempestade, e a cidade ficou alagada na tarde de sábado.

Prefeitura de Jaguaquara terá muito trabalho para recuperar cidade após fortes chuvas

/ Jaguaquara

Chuvas abriram crateras no Cruzeiro. Fotos: Blog Marcos Frahm

As fortes chuvas registradas em Jaguaquara na tarde de sábado (3), e que ganharam intensidade à noite avolumou antigos e recorrentes problemas da cidade. Galerias de esgotos entupidas e extravasando, ruas alagadas e acumulando sujeira, trânsito complicado em vários locais e diversos bairros com transtornos provocados pela força das enxurradas.

Enxurrada levou muita lama e entulho para vias do Centro da cidade

A Prefeitura, que teria realizado um faxinaço na última quinta-feira (1), para retirar a sujeira da área central da cidade após a chuva do dia (28) de janeiro terá pela frente muito mais trabalho. A administração pública municipal deverá intensificar a partir desta segunda-feira (5) ações com foco na recuperação de ruas e na limpeza da cidade.

Principal via do Centro, a Gomes Pita, ficou com os reflexos da chuva

Se os munícipes já reclamavam de buracos e outros transtornos ao transitar por vários trechos, agora, com os reflexos das chuvas os problemas se avolumaram e exigem da Prefeitura serviços emergenciais, como limpeza, desobstrução de bueiros, além de uma operação tapa-buracos nas vias mais prejudicadas. O bairro Cruzeiro foi um dos mais afetados, com pavimentação deteriorada.

Educação: Estudantes têm até quarta-feira para pedir vaga em lista de espera do Sisu

/ Educação

Termina na próxima quarta-feira (7), o prazo para os candidatos ao Sistema de Seleção Unificada (Sisu) que pretendem concorrer a uma vaga em instituições de educação superior na lista de espera manifestarem seu interesse. A convocação desses candidatos pelas instituições será feita a partir de 9 de fevereiro. Para manifestar o interesse na lista de espera, o estudante deve consultar o boletim do candidato na página do Sisu. Os candidatos também podem acompanhar sua inscrição pelo aplicativo para celulares, onde podem ser acessadas as classificações parciais e notas de corte, além do resultado final e a lista de aprovados. Também termina na quarta-feira o prazo para matrículas na chamada regular do Sisu. Este ano são ofertadas 239.716 vagas em 130 instituições, sendo 30 instituições públicas estaduais e 100 públicas federais. O Sisu é o ambiente virtual criado pelo Ministério da Educação para selecionar estudantes para vagas em instituições de educação superior com base nas notas registradas no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Podem concorrer todos os que fizeram as provas do Enem em 2017 e obtiveram nota acima de zero na redação.

Jovem de Jaguaquara morre atropelado na BR-116; motorista fugiu do local sem prestar socorro

/ Jaguaquara

João Felipe Gonçalves da Silva morreu. Foto: Blog Marcos Frahm

Um jovem de 21 anos, natural de Jaguaquara, morreu após ser atropelado na Rodovia Santos Dumont – BR-116. O acidente aconteceu na noite de sábado (3), nas proximidades da base da Concessionária Via Bahia, no trecho do município de Jequié. As informações preliminares apontam que João Felipe Gonçalves da Silva foi atropelado por um veículo e que o motorista fugiu sem prestar socorro. João chegou a receber os primeiros socorros por populares e prepostos da Via Bahia, mas não resistiu aos ferimentos e foi a óbito no local. O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal de Jequié. As características do veículo atropelador não foram identificadas.

Batida entre carro e caminhão deixa três pessoas gravemente feridas no sul da Bahia

/ Trânsito

Acidente aconteceu na BA-263. Foto: Reprodução/Itororó Já

Uma batida envolvendo um carro e um caminhão deixou três pessoas gravemente feridas na BA-263, entre o município de Itororó e o distrito de Rio do Meio, no sul da Bahia. O acidente ocorreu na tarde de sábado (3). Informações preliminares apontam que o condutor do carro de passeio perdeu o controle da direção durante uma ultrapassagem, acabou rodando na pista e batendo na lateral do caminhão. Os três feridos estavam no carro de passeio. Eles foram socorridos pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e encaminhados, inicialmente, para um um hospital em Itapetinga. Depois, foram transferidos para uma unidade médica em Vitória da Conquista. O estado de saúde das vítimas não foi divulgado.

Brasil pode ter este ano 600 mil casos de câncer, afirma o Instituto Nacional de Câncer

/ Saúde

O Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (Inca) prevê que 600 mil novos casos de câncer devem ser diagnosticados no Brasil este ano, e mais 600 mil no ano que vem. No entanto, hábitos saudáveis, a solução de problemas de saneamento e a adoção de medidas preventivas poderiam evitar um terço dos casos, disse a diretora-geral do Inca, Ana Cristina Pinho Mendes. Dos casos de câncer, cerca de 30% são considerados evitáveis”, diz ela, que exemplifica. “A redução do tabagismo diminuiu de maneira estatisticamente significativa a incidência de câncer de pulmão e de outros tipos de câncer. O tabagismo está relacionado a 16 tipos”, afirmou. Outro fator de risco, destaca, é a obesidade, que está relacionada ao câncer de intestino, o terceiro mais frequente entre as mulheres e o quarto mais frequente entre os homens. O consumo excessivo de álcool é outro comportamento que deve ser evitado. O câncer de pele não melanoma, considerado um tumor menos letal que a média, é o mais frequente no país, com 165 mil dos 600 mil casos estimados de câncer. A prevenção a esse tipo de tumor é se proteger do sol, especialmente nos horários próximos de 12h, quando há mais calor, além do uso de protetor solar. Além dos tipos de câncer que podem ter sua incidência reduzida por hábitos saudáveis, há também aqueles que dependem do avanço de políticas públicas, como a ampliação do saneamento básico nas regiões Norte e Nordeste, onde o câncer de estômago ainda tem uma incidência destacada.

Por eleição, aliados tentam reunir Alckmin e Temer; adesão incluiria o PSDB e o DEM na Bahia

/ Política

Amigos em comum tentam unir Temer e Alckmin. Foto: Estadão

Amigos em comum do presidente Michel Temer e do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, querem promover um encontro entre os dois para verificar se é possível algum tipo de acerto do MDB com o PSDB na campanha eleitoral. Aliados do Palácio do Planalto estão preocupados com o mau desempenho das candidaturas de centro e têm cada vez mais receio do lançamento de outsiders na política, como o apresentador de TV Luciano Huck. O Planalto se surpreendeu com a estagnação de Alckmin na pesquisa do Datafolha, feita após a condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) pelo Tribunal Regional Eleitoral da 4.ª Região a 12 anos e 1 mês de prisão. Pré-candidato do PSDB à Presidência, Alckmin tem de 6% a 11% das preferências nas pesquisas de intenção de voto. O problema é que a expectativa de crescimento de outros postulantes de partidos da base aliada, como o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles (PSD), e o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), continua muito baixa. Além disso, a persistente impopularidade de Temer dificulta o seu desejo de concorrer a um novo mandato. Pesquisas que chegaram ao Planalto associam a fragilidade de Alckmin até mesmo aos escândalos protagonizados pelo senador Aécio Neves (MG), ex-presidente do PSDB. Na mira da Lava Jato, Aécio chegou a ser afastado do mandato, no ano passado, mas o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu que o Judiciário pode afastar parlamentar, mas a decisão passa pelo crivo do Legislativo. O Senado acabou devolvendo o mandato para Aécio. O governador paulista também é alvo de investigações. No Palácio dos Bandeirantes, porém, auxiliares de Alckmin dizem que a aliança do PSDB com o MDB de Temer foi tóxica para o tucano e está contaminando sua campanha. Alckmin tenta agora fisgar partidos que hoje estão na coalizão governista, como o DEM. Seu plano é ter um vice do partido, como o atual ministro da Educação, Mendonça Filho, e apoiar a reeleição de Maia ao comando da Câmara, em 2019. O pacote também incluiria a adesão do PSDB a palanques do DEM em outros Estados, como Rio e Bahia. As informações são do Estadão