Após acidente com ônibus na BR-242, cantor kevi Jonny cancela agenda de shows do fim de semana

/ Trânsito

Acidente envolveu Kevi Jonny e influenciadora. Foto: Reprodução

A assessoria do cantor Kevi Jonny informou na noite desta sexta-feira (11) que a agenda do artista deste fim de semana foi cancelada por causa do acidente de ônibus com a equipe do artista, na BR-242, na altura da cidade de Barreiras, na Bahia (relembre aqui). O anúncio foi feito através de nota publicada nas redes sociais.

”Certos de contarmos com a compreensão de todos, agradecemos o carinho e as orações. Em breve, estaremos em cada cidade levando o melhor do repertório”, diz a nota.

O namorado da influenciadora Sthe Matos, que também estava no ônibus (veja), se apresentaria nesta sexta-feira (11) em Luís Eduardo Magalhães, no Oeste do estado; no sábado (12), em Riachão do Jacuípe, na Bacia do Jacuípe; e no domingo (13), Teixeira de Freitas, no Extremo Sul baiano. A apresentação da segunda-feira (14), que seria em Itaobim, em Minas Gerais, também foi cancelada. As informações são do Bahia Notícias

”Não houve entendimento prévio”, diz prefeito de Amargosa sobre candidatura de Quinho à UPB

/ Bahia

Júlio Pinheiro é um dos candidatos à UPB. Foto: BMFrahm

O prefeito de Amargosa, Júlio Pinheiro (PT), confirmou, na noite desta sexta-feira (11), que foi escolhido pelo PT como pré-candidato à presidência da União dos Municípios da Bahia (UPB). Segundo ele, a candidatura ainda não teve o martelo batido, porque ainda haverá uma reunião com todos os partidos da base governista na próxima semana, para a escolha de um candidato único.

”Nós [lideranças do PT baiano] tivemos um encontro ontem e, nesta conversa, nós decidimos que o PT teria uma candidatura à UPB. Havia outros nomes postos à mesa, mas eles abriram mão e fecharam questão para me apoiar”, afirmou Júlio, em entrevista ao Bahia Notícias.

Júlio Pinheiro fez questão de ressaltar que só confirmará sua candidatura após uma reunião com todos os partidos da base, que deve ocorrer na próxima quinta-feira (17), conforme antecipado pelo BN (saiba mais aqui).

”A minha candidatura ainda não está confirmada. A escolha do PT foi apenas a primeira parte. Ainda teremos um novo encontro, com os demais partidos integrantes da base do governo, incluindo o prefeito Quinho, para decidirmos por um só candidato do grupo”, contou Pinheiro.

De acordo com Júlio Pinheiro, o prefeito de Belo Campo, Quinho (PSD), se precipitou ao lançar sua candidatura à presidência da UPB. Entretanto, o prefeito de Amargosa negou que tenha havido um desentendimento na base governista.

”Não houve desentendimento, porque não houve um entendimento prévio. Todo mundo tem legitimidade de colocar seu nome à disputa, mas isso precisa ser dialogado com todos os partidos que nos relacionamos, nesse guarda-chuva do governo”, declarou o prefeito.

”Não houve manifestação nem do governador Rui nem do governador Jerônimo. Houve um atropelo do debate. Mas nós vamos fazer um diálogo com todos os integrantes da base, para construir uma candidatura forte para a UPB”, continuou Pinheiro.

O gestor de Amargosa ainda analisou as atribuições de um presidente da UPB, mas se negou a fazer críticas diretas ao atual gestor municipalista Zé Cocá (PP), prefeito de Jequié.

”Uma entidade representativa, uma associação de municípios, deve ter duas dimensões de atuação muito forte: de colaboração com um trabalho em favor dos municípios que compõem a UPB; e de relacionamento entre os prefeitos, com o estado e com a União, de luta pelos interesses municipalistas”, avaliou.

”Cada presidente que chega tem seu jeito de tocar a gestão, mas a gente está querendo potencializar e fazer um aprofundamento do que já está sendo feito”, concluiu.

Itagimirim: Três pessoas morrem em acidente que envolveu 3 veículos na BR-101

/ Trânsito

Acidente aconteceu na Costa do Descobrimento. Foto: Radar 64

Três pessoas morreram e uma ficou ferida em um acidente na manhã desta sexta-feira (11) em um trecho da BR-101 de Itagimirim, na Costa do Descobrimento. Segundo o Radar 64, parceiro do Bahia Notícias, as vítimas estavam em um Fiat Uno que colidiu com um caminhão e outro veículo. Devido ao acidente, o trecho da pista ficou interditado, sendo liberado por volta das 11h20.

No impacto, as vítimas ficaram presas às ferragens e foram retiradas por bombeiros. Os agentes também precisaram retirar o óleo que se espalhou pela via. Ainda segundo informações preliminares, o carro onde estavam as vítimas tinha placas do município de Elói Mendes, em Minas Gerais.

A pessoa que ficou ferida, que também estava no Uno, foi levada para o Hospital Municipal de Eunápolis, na mesma região. Não há mais informações sobre o estado de saúde dela. Ainda não se sabe o que motivou o acidente. Durante a madrugada choveu na região, o que deixou a pista escorregadia.

Morador vai ao chão ao ter carro de mão atingido por veículo em centro da cidade de Jequié

/ Jequié

Um morador foi parar no chão de uma avenida de Jequié, no Médio Rio de Contas, Sudoeste baiano, quando um veículo atingiu o carro de mão da vítima. O fato ocorreu na manhã desta sexta-feira (11) na Avenida Franz Gedeon, no Centro da cidade, por volta das 11h.

Um vídeo registrou o fato. No impacto, a mercadoria também caiu no chão. Não se sabe o estado de saúde do homem atingido nem se ele precisou ser levado para uma unidade médica. Também não há informações sobre o que ocorreu com o motorista do carro.

Preço da gasolina volta a subir nos postos; litro passa de R$ 5 pela quinta semana consecutiva

/ Economia

O preço médio do litro da gasolina subiu pela quinta semana consecutiva, avançando de R$ 4,98 para R$ 5,02 na semana de 7 a 12 de novembro, alta de 0,8%, segundo dados da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) divulgados nesta sexta-feira (11).

De acordo com a ANP, o valor máximo do combustível encontrado nos postos na semana passada foi de R$ 7,54. O litro do etanol hidratado também subiu: passou de R$ 3,70 para R$ 3,79, um avanço de 2,43% na semana. Essa é a sexta alta seguida no preço do combustível, após cinco meses de queda. O valor mais alto encontrado pela agência nesta semana foi de R$ 6,10

Lacen e Vigilância Epidemiológica recebem menção honrosa por combate à pandemia

/ NOTÍCIAS

O Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen/BA) e a Vigilância Epidemiológica da Bahia, receberam na quarta-feira (9), menção honrosa pelo combate à pandemia da Covid-19. A homenagem foi feita pelo Ministério da Saúde e considerou como ”exitoso trabalho e esforço dependidos durante a pandemia da Covid-19, maior emergência em saúde pública deste século”.

A titular da Secretária Estadual da Saúde (Sesab), Adélia Pinheiro, comemorou a conquista. ”Este reconhecimento do trabalho da Sesab pelo governo federal indica que agimos corretamente ao centrar esforços e recursos no combate à pandemia de Covid-19. Um trabalho contínuo que se mostrou muito profícuo e eficaz […], a Bahia ficou com a segunda menor taxa de mortalidade do Brasil, 207,1 por 100 mil habitantes, enquanto a taxa média do país está em 327,6 por 100 mil habitantes”, destacou.

Já a diretora da Vigilância Epidemiologia, Márcia Andrade ressaltou que ”a equipe foi treinada em serviço e, dentro de um trabalho com muita responsabilidade, competência e integração da equipe de vigilância epidemiológica, nós conseguimos minimizar os efeitos pandemia, sem deixar de dar resposta aos outros agravos de interesse de saúde pública que aconteceram em paralelo, como a doença de Haff, as arboviroses, surto de malária e surto de Doenças de Transmissão Hídrica e Alimentar (DTHA)”.

A diretora do Lacen, Arabela Leal também celebrou o reconhecimento e destacou a importância da instituição no combate à Covid-19.

”A homenagem se estende a cada um que integra a equipe do Lacen/BA. O comprometimento de todos eleva o nome da instituição e permite que ela seja reconhecida como uma unidade de excelência na prestação de serviços de saúde pública à população da Bahia”, destacou Arabela Leal, diretora do Lacen.

Prefeito Bolsonarista que defendeu separar Nordeste tem R$ 480 milhões em contratos com governo

/ Brasil

Vittorio Medioli, prefeito de Betim (MG). Foto: Reprodução

A empresa de Vittorio Medioli, prefeito de Betim (MG) que defendeu a separação do Nordeste do Brasil após a derrota de seu aliado Jair Bolsonaro (PL) nas eleições, já assinou contratos com o atual governo federal que somam mais de R$ 480 milhões.

Medioli, que após a repercussão de suas afirmações separatistas disse na verdade ser contra a divisão territorial, é sócio da concessionária Deva Veículos, que desde o início da gestão Bolsonaro em 2019 já recebeu pagamentos de R$ 230 milhões referentes aos contratos com a administração federal.

Grande parte do valor já reservado no Orçamento da União (empenho, na linguagem técnica) para repasse à Deva, R$ 123 milhões, tem como origem as chamadas emendas do relator. As emendas individuais do presidente da Câmara dos deputados, Arthur Lira (PP-AL), renderam empenhos de R$ 7,9 milhões à Deva. Trata-se do parlamentar que mais direcionou emendas a contratos com a empresa.

Quase a totalidade dos pagamentos resulta de licitações ganhas pela concessionária para entrega de caminhões de vários tipos à estatal Codevasf (Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba). Só em 2021 a Deva ganhou licitações para fechar contratos com a estatal que somam R$ 354 milhões. Em 2020, os valores com a Codevasf chegaram a R$ 98 milhões, e em 2019, cerca de R$ 15 milhões.

As concorrências públicas ganhas pela Deva ocorreram por meio de uma forma simplificada de licitação que é realizada de maneira online, chamada pregão eletrônico. Os 34 lotes de pregões que a concessionária disputou e venceu em 2021 tiveram, em média, apenas a Deva e um outro participante, o que revela uma baixíssima competitividade nessas licitações.

Em 9 dos 34 lotes de pregões que venceu, só a concessionária se apresentou para dar lances. Em alguns desses pregões a Deva não deu desconto ou deu desconto menor que 1% em relação aos preços de referência das licitações. O caso que mais chama a atenção é o do maior lote vencido pela Deva, para entrega de 110 caminhões de lixo para a superintendência da Codevasf em Alagoas, no valor de R$ 52 milhões.

Nessa disputa o preço máximo aceitável indicado pela Codevasf era de R$ 474.498,18 por veículo. Nesse pregão apenas a concessionária se apresentou, como informou o jornal O Estado de S. Paulo em maio, e acabou levando o contrato pelo montante de R$ 474 mil, ou seja, deu um desconto de apenas 0,1% em relação ao valor máximo.

Contratos da Deva com outros órgão federais na atual administração, como o Dnocs (Departamento Nacional de Obras Contra as Secas), chegaram ao total de R$ 14 milhões. Ainda na gestão Bolsonaro, a empresa soma empenhos de R$ 330 milhões. Depois das emendas de relator, a principal origem dessa verba são as indicações feitas pela bancada do Tocantins (R$ 65 milhões em emendas), seguida pela de Alagoas (R$ 42 milhões).

Mais de R$ 210 milhões dos contratos da Deva com a Codevasf em 2021 referem-se a pregões para entregas a estados nordestinos (Alagoas, Ceará, Paraíba e Rio Grande do Norte).

Em texto publicado no jornal O Tempo no último dia 6, Medioli comparou a região Nordeste com aquelas em que Bolsonaro venceu, e arrematou: ”O separatismo, presente em outros momentos da história brasileira, não seria, à primeira vista, a solução mais adequada, mas, nesse caso, a vontade popular, por meio de plebiscitos, seria talvez a única solução para resgatar a legitimidade ameaçada”.

No dia seguinte, escreveu outro artigo dizendo que não havia sido claro sobre o tema. ”Mostro, com os números das urnas, os motivos dessas divergências, porém reforço meu pensamento de condenar toda e qualquer possibilidade de separações”, escreveu Medioli no último dia 7.

MEDIOLI SE RETRATOU E LICITAÇÕES SEGUIRAM A LEI, DIZ GRUPO SADA
A Folha procurou Vittorio Medioli e a Deva Veículos por meio das assessorias de imprensa da Prefeitura de Betim e do grupo Sada, do qual a Deva é integrante e Medioli é fundador presidente.

Quanto ao primeiro texto de Medioli sobre a separação do Nordeste, o grupo Sada afirmou por meio de nota que “respeitosamente, entendemos que se tratou de um artigo infeliz, devidamente retratado, que não expressa, de forma alguma, o pensamento real de Vittorio Medioli”.

Segundo a nota, ”a Deva venceu alguns desses pregões (não todos) porque ofereceu as melhores condições, o melhor preço e, também, a concordância com todos os termos dos contratos”.

De acordo com a nota, a Deva participou como concessionária exclusiva da marca Iveco e modelos de outras marcas também estavam habilitados. ”Está longe de qualquer realidade todo o apontamento que ao menos sugira direcionamento ou distorção”, disse.

Em relação ao pregão em que deu desconto de apenas 0,1%, a Deva afirmou que o preço referencial era muito baixo em relação ao mercado, o que afugentou outros concorrentes. ”Arrematamos tendo a clareza de que estávamos sacrificando parcialmente nossa margem de lucratividade”, completou.

A Codevasf afirmou que suas licitações cumprem a lei e ”a competitividade dos pregões é determinada por circunstâncias de mercado, sobre as quais a Codevasf não exerce influência”.

Flávio Ferreira e Mateus Vargas/Folhapress

Entorno de Jerônimo Rodrigues vê possível ”rodízio” de secretários para o próximo governo; entenda

/ Bahia

Jerônimo coordena equipe de transição. Foto: Divulgação

A palavra que deve nortear a formação do novo secretariado estadual na Bahia é mesmo ”renovação”. O governador eleito Jerônimo Rodrigues já disse algumas vezes que deve realizar mudanças e que ”quem fica muito tempo no mesmo lugar cria limo” (relembre aqui). Porém, o entorno do futuro gestor considera fortemente a possibilidade de alguns nomes permanecerem no governo, só que ocupando outra função.

”A conversa gira muito em torno de renovação, de dar uma sacudida, de balançar a poeira. Mas não é nem tirar a pessoa do governo. É colocar em outra área, fazer rodízio. Não é necessariamente que todos os secretários sairão, mas é dar uma mexida geral. Tem esse ímpeto”, revelou um interlocutor ligado à transição, sob condição de anonimato.

A liderança governista afirma que, apesar da transição estar mais focada, neste momento, na estrutura de governo do que na definição de nomes para o secretariado, algumas pistas já foram dadas por Jerônimo.

”Estamos pensando em redesenhar as secretarias e entender o que o governo Lula vai fazer. Ainda estamos no organograma, não chegamos no personograma”, disse.

Um dos nomes que deve seguir, mas ocupando um outro lugar é o atual secretário da Infraestrutura, Marcus Cavalcanti. Ligado ao PSD, do senador Otto Alencar, ele é um nome que agrada tanto ao governador eleito quanto ao atual governador Rui Costa (PT) e ao senador Jaques Wagner (PT).

”Tem um personagem que já é antigo no governo, que provavelmente vai ter papel destacado, que é Marcus Cavalcanti. Ele é secretário há muito tempo, mas é um cara que Jerônimo gosta e confia. Tem a confiança de Wagner, de Rui e de Otto. Os quatro caciques gostam dele. Então eu acho que ele fica, mas não necessariamente na Seinfra”, avaliou outra fonte ao BN.

Outro que tem grande chance de ficar é o secretário das Relações Institucionais, Luiz Caetano (PT). Um dos integrantes do “núcleo duro” de Jerônimo desde o período de campanha, o ex-deputado federal é dado como praticamente certo no novo secretariado, sendo um dos poucos com possibilidade de seguir na mesma pasta.

Quem também é dado como certo é o atual assistente especial da Casa Civil da Bahia, Adolpho Loyola (PT). Assim como Caetano, ele integra o ‘núcleo duro” de Jerônimo desde a campanha e é um dos líderes da equipe de transição montada pelo governador eleito.

Na quinta-feira da última semana (3), a primeira reunião convocada por Jerônimo para discutir a transição teve como convidados, além de Caetano e Adolpho, o secretário da Comunicação, André Curvello; e o presidente estadual do PT-BA, Éden Valadares. Os quatro – que integrariam o ”núcleo duro” do governador eleito – foram coordenadores da campanha petista neste ano, ao lado ainda de Lucas Reis, assessor de Jaques Wagner; e Diogo Medrado, diretor superintendente da Bahiatursa.

Dentro do governo, especula-se que Carlos Mello, atual chefe da Casa Civil, pode seguir para a Secretaria da Fazenda (Sefaz). Ele teria a preferência da maioria dos petistas para o posto. Quem também é ventilado para a pasta econômica é Marcus Cavalcanti.

Já Vitório, inicialmente especulado para continuar na Sefaz, já tentou se viabilizar para o Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) e agora busca, junto a Rui e Wagner, um espaço no segundo escalão do próximo governo federal: ou no Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) ou no Banco do Nordeste do Brasil (BNB).

Outros nomes cogitados para assumir secretarias no próximo governo são os dos demais integrantes da equipe de transição nomeada por Jerônimo, como a secretária de Promoção da Igualdade Racial, Fábia Reys; e o criminalista Felipe Freitas. Entretanto, nenhum convite foi feito pelo governador eleito, que ainda discute mudanças na estrutura das secretarias. Com informações do site Bahia Notícias

Estado da Bahia recebe primeiro lote da vacinas da Pfizer para crianças a partir de seis meses

/ NOTÍCIAS

A Bahia recebeu, nesta quinta-feira (10), a primeira remessa de vacinas contra a Covid-19, da Pfizer BioNTech, para crianças de seis meses a menores de três anos. O avião trazendo a carga com as 70 mil doses pousou no aeroporto de Salvador por volta das 12h30. De acordo com a Sesab, este é o primeiro envio deste tipo de imunizante destinado ao estado. Até o momento, o Ministério da Saúde indicava a vacinação somente para crianças acima de três anos.

A secretária da Saúde do Estado, Adélia Pinheiro destacou que as doses serão distribuídas nos próximos dias, conforme definição da Comissão Intergestores Bipartite (CIB), instância deliberativa que reúne gestores de saúde dos 417 municípios e do Estado. As  vacinas serão destinadas, prioritariamente, para crianças com comorbidades, mas não exclusivamente. Elas serão distribuídas a partir da próxima quarta-feira (16), após o início das atividades de capacitação das equipes de saúde responsáveis pela aplicação das doses.

Prazo de inscrição do concurso da PM e bombeiros é prorrogado até 16 de novembro

/ Bahia

O Governo da Bahia prorrogou o prazo de inscrição do concurso público para preenchimento de duas mil vagas de soldado da Polícia Militar e outras 500 para soldado do Corpo de Bombeiros. Com o novo prazo, as inscrições podem ser feitas até o dia 16 deste mês, no site da Fundação Carlos Chagas, organizadora do certame. Os interessados devem ficar atentos ao horário limite para o pagamento da taxa de inscrição, que só poderá ser feito até às 16 horas do dia 16 de novembro. O aviso da prorrogação foi publicado no Portal do Servidor (www.portaldoservidor.ba.gov.br) e no site da Fundação Carlos Chagas.

Para concorrer as vagas, o candidato tem que possuir 2º grau completo ou formação técnico profissionalizante (nível médio) em uma instituição reconhecida pela Ministério da Educação, além de outros pré-requisitos descritos no Edital do certame.  O concurso público para seleção de candidatos ao Curso de Formação de Soldado da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros será em duas etapas relacionadas (provas objetivas e discursivas).

Os candidatos receberão o cartão informativo por e-mail, no endereço eletrônico informado no ato da inscrição, contendo ao local, data e horário para realização das provas. Caso o candidato não receba o cartão informativo até o terceiro dia que antecede a aplicação das provas ou existindo dúvidas deverá entrar em contato com o Serviço de Atendimento ao Candidato (SAC) da Fundação Carlos Chagas.

Polícia Militar de Santa Inês detém suspeito de efetuar disparos e apreende munições e drogas

/ Polícia

Drogas foram apreendidas pela PM. Foto: Divulgação/3ª Cia

A Polícia Militar de Santa Inês apreendeu, nesta quinta-feira (10), munições, drogas e dinheiro em operação contra o tráfico de entorpecente na cidade. De acordo com informações da PM, afim de localizar o autor de disparos de arma de fogo no Estádio Municipal a guarnição efetuou a prisão do suspeito, que estava na companhia de uma mulher e ambos foram encaminhados à Delegacia Territorial.

 Material Apreendido:

▪️06 munições de cal .32 intactas;

▪️Aproximadamente 200g de substância análoga à maconha prensada;

▪️02 trouxas de substância análoga à cocaína;

▪️R$ 418,00 em espécie;

▪️02 aparelhos celulares; e

▪️06 pedras de substância análoga à crack;

Jequié: Demandas do Mandacaru foram abordadas em Audiência Pública proposta por Moana e Tinho

/ Jequié

Audiência foi proposta por Tinho e Moana Meira. Foto: Emanuel Jr.

A continuidade de obras de pavimentação; o aperfeiçoamento dos serviços de limpeza e iluminação em algumas áreas; situações relacionadas à segurança, saúde, transporte público, mobilidade e trânsito foram abordadas no decorrer da Audiência Pública promovida pela Câmara Municipal de Jequié, nesta quinta-feira (10), com a finalidade de discutir demandas do bairro Mandacaru.

O evento, proposto pelos vereadores Moana Meira e Emanuel Campos (Tinho) contou com a participação do prefeito Zé Cocá, do vereador Bui Bulhões, além de representações do 19º BPM, Guarda Municipal, Sumtran, de secretarias municipais e de dezenas de moradores que fizeram questionamentos, sugestões e cobranças.

Entre os temas um deles dominou as discussões: a necessidade de intervenção da Prefeitura no sentido de garantir a reabertura do acesso a Rua Beira Rio, fechada pela Conder, a partir das obras de duplicação da Ponte Teodoro Sampaio.

Moradores relataram que as atividades comerciais na área estão sendo duramente afetadas e solicitaram providências ao prefeito da cidade.

”Enquanto todos esperavam do Governo do Estado a requalificação da Beira Rio, o que fizeram? simplesmente fecharam o acesso, fato que tem trazido transtornos e prejuízos a comunidade em geral”.

Os vereadores Tinho, Moana Meira e Bui Bulhões, assim como vários moradores que tiveram oportunidade de se pronunciarem apontaram carências importantes que precisam ser sanadas, mas também foi falado o quanto tem sido feito em investimentos que tem transformado a realidade do Mandacaru e adjacências.

O prefeito Zé Cocá, por sua vez, além de destacar as melhorias já concretizadas, reassumiu o compromisso de sua gestão de fazer a correção do projeto que garantirá, novamente, o acesso a Rua Beira Rio, além de citar intervenções imprescindíveis nas áreas de pavimentação, incluindo as entradas dos Residenciais Mandacaru I e II, construção de creche, requalificação das unidades de saúde, de escolas, serviços de drenagem, sinalização de trânsito entre outras providências.

Jaguaquara: Apoiador do mesmo governador, Raimundo descarta aliança com a prefeita

/ Jaguaquara

Raimundo também apoiou Jerônimo ao Governo. Foto: Rede social

O ex-vereador Raimundo Louzado, líder do PSD de Jaguaquara e segundo colocado nas eleições municipais de 2020 negou, peremptoriamente, que estaria se articulando para apoiar a candidatura da prefeita Edione Agostinone (PP) à reeleição em 2024 sob anuência do senador Otto Alencar, cacique do seu partido na Bahia.

Raimundo dividiu o mesmo palanque com Agostinone nas eleições 2022, quando ambos apoiaram a candidatura do governador eleito, Jerônimo Rodrigues (PT) ao Palácio de Ondina. Entretanto, Louzado nega aproximação com a mandatária e garante que a presença no palanque foi em razão da conjuntura estadual.

”Estive no palanque apoiando Jerônimo e Otto por entender que era o melhor projeto para a Bahia e isso não significa que formamos uma aliança para as próximas eleições. Otto foi importante para nós, da oposição, quando nos garantiu o partido para disputarmos a prefeitura e nós não poderíamos ser ingratos. Nós temos planos para o futuro e o primeiro deles é a união de forças por uma cidade que possa ser governada sem perseguição. A chance de aliança com o projeto que aí está é zero”, disse Raimundo, por telefone, na noite desta quinta-feira (10). Na disputa pelo voto de deputados, ele também foi o segundo colocado ao transferir votos para Alex da Piatã (PSD) e Antonio Brito (PSD).