Secretária de Saúde prega cautela e diz que Carnaval pode criar ”incubadora” de novas cepas

/ Saúde

Secretária estadual da Saúde, Tereza Paim. Foto: Sesab

À frente da pasta estadual da Saúde desde a saída de Fabio Vilas-Boas, Tereza Paim, em entrevista ao Bahia Notícias, traçou um panorama das ações governamentais diante da crise sanitária, classificando como exitosas. A Bahia vive atualmente um momento de redução dos índices epidemiológicos, assim como na ocupação de leitos de UTI Covid-19, utilizados em manifestações graves da doença, e leitos clínicos.

A secretária interina reconhece o momento atual como resultado, sobretudo, do avanço da vacinação. Ela, no entanto, prega cautela quando o assunto são grandes aglomerações, a exemplo do tradicional Carnaval de Salvador. “As pessoas estão começando a ter uma certa comodidade e achar que o vírus não está circulando. Não é isso”, diz. Segundo Tereza Paim, uma festa desse porte, aberta a visitantes de outros estados e países, pode criar uma ambiente de ”incubadora” de novas variantes.

Ao Bahia Notícias, Tereza Paim comenta ainda a relação com o Ministério da Saúde na compensação de vacinas e no repasse de medicamentos, o legado da pandemia, entre outros assuntos.

Os comentários estão fechados.