Presidente eleito, Lula entrará na negociação com partidos para aprovar PEC do Bolsa Família

/ Política

O presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT) viajará até a Brasília na próxima segunda-feira (28) para discutir com o Congresso o formato da proposta de emenda à Constituição da Transição (PEC) visando, sobretudo, espaço no teto de gastos para bancar despesas como o Bolsa Família.

Segundo a presidente do PT, Gleisi Hoffmann, após reunião com Lula em sua casa em São Paulo, Lula irá insistir na PEC, cujo desenho  vai depender das conversas com os líderes do Congresso, já que a resistência do Legislativo à proposta vem pressionando o partido a detalhar um plano B.

“Ele [Lula] vai estar lá a partir de segunda-feira, quer fazer várias reuniões com os partidos e as bancadas, quer conversar novamente com os presidentes da Câmara e do Senado. Ele deve ficar em Brasília de segunda a sexta para fazer essas conversas e para a gente também encaminhar a PEC”, afirmou a presidente do PT.

Ela disse ainda que a viagem a Brasília ficará concentrada nas discussões sobre a PEC e não na definição de nomes para o ministério. Para isso, haverá discussões com os partidos e também com alguns economistas. Questionada sobre a possibilidade de outra solução para viabilizar o Bolsa Família de R$ 600 que não seja via PEC, Gleisi afirmou que o presidente quer insistir no caminho da política e que o Congresso Nacional terá sensibilidade para levar adiante a proposta.

No encontro desta sexta-feira (25), o senador Jaques Wagner, escalado pelo partido para a articulação política da proposta com o Legislativo, também esteve presente. Com informações da Folha de São Paulo

Os comentários estão fechados.