O progressista do governo sou eu, diz presidente eleito Lula sobre escolha de ministro da Fazenda

/ Política

Em encontro com líderes sindicais nesta quinta-feira (1º), o presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT) falou em tom de brincadeira sobre o perfil do futuro ministro da Fazenda de seu governo.

Presidente da CUT, Sergio Nobre disse que o ministro deveria ser alguém ”progressista”. O petista então respondeu que o progressista do governo será ele mesmo.

Lula tem sido pressionado a nomear o ministro da Fazenda para que ele possa participar da articulação política e dos debates para formatação da PEC da Transição. O ex-prefeito Fernando Haddad (PT) é o nome mais cotado hoje.

“O que entendi da piada foi que será um ministro com capacidade técnica, mas que ele, Lula, vai impregnar um olhar social”, diz Ricardo Patah, presidente da UGT.

Nobre diz que defendeu para Lula uma visão sistêmica em que ministérios de Indústria, Trabalho e Fazenda estejam articulados para fortalecer a indústria nacional e gerar empregos que não sejam precarizados, com proteção social.

“Ele brincou, disse para não se preocupar com o ministro da Fazenda, que o progressista é ele. Eu então falei para não colocar outra pessoa que diga que transatlântico não dá cavalo-de-pau, porque senão acaba o mandato e não tem emprego”, afirma o presidente da CUT, em referência a Antonio Palocci, que foi ministro da Fazenda de Lula entre 2003 e 2006. por *Guilherme Seto/Folhapress

Os comentários estão fechados.