”Não podemos depender apenas de um fornecedor”, diz Rui ao criticar demora da Anvisa

/ Saúde

Rui Costa volta a critica demora da Anvisa. Foto: Camila Souza

O governador Rui Costa (PT) voltou a criticar a demora da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) em conceder a liberação para o uso emergencial da vacina russa Sputnik V. Em declaração dada nesta sexta-feira (22), Rui afirmou que o país não pode ficar dependente de apenas um fornecedor da vacina contra covid-19, doença causada pelo novo coronavírus.

”Nós não podemos depender apenas de um fornecedor, temos que ter duas ou três vacinas disponíveis para acelerar esse processo. Eu tenho criticado duramente a Anvisa, era uma instituição muito respeitada […] A postura da Anvisa só se explica nesse ambiente que o Brasil vive, onde a prioridade não é a vida das pessoas, é a disputa política e partidária”, afirmou Rui.

Atualmente, a Anvisa aprovou o uso emergencial da CoronaVac, produzida pelo laboratório chinês Sinovac em parceria com o instituto Butantã, e do imunizante que é desenvolvido pela farmacêutica britânica AstraZeneca, em parceria com a Universidade de Oxford. A demora na aprovação emergencial da vacina russa fez com que a Bahia impetrasse uma ação no Supremo Tribunal Federal (STF) cobrando a liberação para que o estado possa importar e distribuir a vacina, desde que já estejam ”registradas perante uma Agência Reguladora Regional de Referência”. O ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF) e relator da ação, determinou, nesta quarta-feira (20), que a agência tem até 72 horas para informar o estágio de aprovação do imunizante.

Rui já estimou que com a aprovação da Anvisa, o Brasil ganharia 10 milhões de doses para reforçar o Plano Nacional de Imunização (PNI), o país iniciou a vacinação apenas com doses da CoronaVac e ainda aguarda a chegada do imunizante de Oxford vindo da Índia. ”Eu não consigo entender, o Brasil tem a condição de ter mais 10 milhões de doses de vacina, num curto período, e está com burocracia e má vontade […] Eu espero que a Anvisa possa analisar a Sputnik V e diga se é boa ou não, se é segura ou não. A Hungria já utilizou, hoje eu vi as fotos do presidente da Argentina”, declarou a imprensa em evento nesta quinta-feira (21).

O petista agradeceu a colaboração dos baianos e dos prefeitos no combate ao coronavírus e pediu que as pessoas continuem usando máscara e mantendo as normas sanitárias de combate ao vírus. ”Eu não sou idiota, não é bom usar máscara, eu não vou falar que é bom, mas tem que usar […] Faltam poucos meses para estarmos livres dessa doença, vamos usar máscara”, complementou.

O governador ressaltou que a reinfecção pela covid-19 pode ocorrer e ser mais perigosa do que o primeiro contágio. Para exemplificar, ele contou do seu chefe de gabinete, Cícero de Carvalho, que foi diagnosticado duas vezes e na segunda, teve comprometimento dos pulmões.

Os comentários estão fechados.