Justiça proíbe propaganda que associa Irmão Lázaro a impeachment de Dilma Rousseff

/ Política

Irmão Lázaro ganha ação na Justiça. Foto: Angelo Pontes

Decisão da Justiça Eleitoral desta segunda-feira (17) proíbe a exibição de uma propaganda do governador Rui Costa (PT) que relaciona o deputado federal e candidato ao Senado Irmão Lázaro (PSC) ao impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT). A sentença foi da juíza auxiliar Carmem Lúcia Santos Pinheiro. A peça publicitária , que também relacionava o impeachment ao desemprego, deve deixar de ser exibida em até 24 horas, sob pena de multa diária de R$ 5 mil. Na decisão, a magistrada considerou que a ”atitude ofensiva extrapola o limite permitido pela legislação eleitoral”. Em nota, o candidato ao governo do estado Zé Ronaldo (DEM) saiu em defesa do aliado. ”O PT já percebeu que seus candidatos ao Senado não decolam, por isso passou a difundir mentiras e agressões covardes contra nós em seu programa eleitoral”, disse ele.

 

Os comentários estão fechados.