Justiça manda soltar ex-presidente da Câmara de Ilhéus, Lukas Paiva, acusado de corrupção

/ Justiça

Lukas Paiva foi preso no último dia (28). Foto: Divulgação

Tribunal de Justiça da Bahia apreciou o pedido de habeas corpus do ex-presidente da Câmara de Vereadores de Ilhéus, Lukas Paiva (PSB) e mandou soltar o político. Ele foi preso em 28 de maio após passar dias sendo procurado por participar de um esquema de corrupção na Câmara.

Por unanimidade, os desembargadores seguiram o voto do relator, desembargador Abelardo Paulo e deferiram o HC determinando que Lukas Paiva e o empresário Leandro Silva respondam o processo em liberdade. A defesa dos dois foi feita pelos advogados Tales Habib e Sérgio Habib.

Coordenada pelo Ministério Público da Bahia, a ação que prendeu os políticos teve como objetivo desarticular uma organização criminosa que atuava na Câmara de Ilhéus. Além dos mandados de prisão, os agentes também cumpriram dez de busca e apreensão, todos expedidos pela 1ª Vara Criminal de Ilhéus. Além dos presos, um vereador e sete servidores da casa legislativa foram afastados.

Segundo o MP-BA, os investigados estão envolvidos em organizações criminosas instaladas na Câmara e responsáveis por operacionalizar múltiplos esquemas de corrupção ao longo de sucessivas gestões na Casa Legislativa. Os nomes dos outros investigados não foram divulgados.

Os comentários estão fechados.