Justiça indefere pedido do Ministério Público e ”Pedrão” de Eunápolis está confirmado

/ Bahia

Prefeita Cordélia Torres comemora decisão. Foto: Rede social

O juiz da 1ª Vara da Fazenda Pública de Eunápolis, Roberto Freitas, indeferiu nesta segunda-feira (27) o pedido de liminar do Ministério Público estadual pelo cancelamento das festas juninas em Eunápolis.

Com a decisão, a prefeitura municipal confirmou a realização do ”Pedrão”, entre os dias 29 de junho e 03 de julho (veja aqui).

Na sua decisão, o juiz alegou que a suspensão da festa ”causará um grande problema econômico e social”. De acordo com a gestão municipal, a estimativa é que este evento vai injetar cerca de RS 50 milhões na economia do município com o aquecimento do comércio local e a circulação de turistas.

De acordo com a gestão, a expectativa é de haja uma arrecadação municipal de cerca de RS 5 milhões com os festejos juninos, além da geração de 5 ml empregos temporários.

O comércio, os barraqueiros e o setor hoteleiro local já estão preparados para os festejos e investiram para terem a geração de renda no evento. Os hotéis já estão com reservas feitas. Além disso, a maioria dos grandes artistas já tiveram 70% do cachê dos shows pagos. Com informações do site Bahia Notícias

Os comentários estão fechados.