Juíza filha de jaguaquarense é escolhida para o colegiado do Conselho Nacional de Justiça

/ Justiça

Juíza Candice Lavocat [de amarelo] com familiares. Foto: Divulgação

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) escolheu para o colegiado do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) a juíza Candice Lavocat Galvão Jobim, filha do ex-ministro Ilmar Nascimento Galvão, natural de Jaguaquara/Ba, que atuou como presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Candice teve o apoio do presidente do STJ, João Olavo de Noronha e obteve 21 votos entre 31 ministros que participaram da escolha. Também foi indicado o  juiz Rubens de Mendonça Canuto Neto, apoiado pelo corregedor nacional de Justiça, ministro Humberto Martins.

A filha do jaguaquarense obteve 21 votos entre 31 ministros que participaram da escolha. Canuto Neto recebeu 26 votos entre 31 votantes. O juiz federal Antônio Cesar Bochenek, ex-presidente da Ajufe (Associação dos Juízes Federais do Brasil), que também concorreu ao cargo de juiz no CNJ, recebeu 10 votos. Candice Jobim é juíza auxiliar da presidência do STJ. Foi juíza auxiliar da Corregedoria Nacional de Justiça na gestão de Noronha.

Não havia restrições pessoais à juíza, que além de filha de Ilmar Galvão, é nora do ministro Nelson Jobim, ex-presidente do Supremo Tribunal Federal. Outra filha de Ilmar Galvão, Ludmila Lavocat Galvão Vieira de Carvalho, foi conduzida ao cargo de procuradora-geral do Distrito Federal pelo governador Ibaneis Rocha. Na foto acima, aparecem o casal Terezinha Lavocat e Ilmar Galvão com os filhos Candice Galvão Jobim, Ludmila Galvão Vieira, Jorge Lavocat Galvão e Marcelo Galvão.

Deixar uma Resposta