Jitaúna: Ministério Público pede condenação do prefeito Edísio

/ NOTÍCIAS

Foto: Portal Sul da Bahia

Contratações irregulares e propaganda eleitoral antecipada, atos que configuram improbidade administrativa, fizeram o Ministério Público estadual, por intermédio do promotor de Justiça Francisco Melo Mascarenhas, pedir a condenação do prefeito de Jitaúna. Os pedidos compõem duas ações civis públicas. Uma das ações acionou apenas o prefeito de Jitaúna, Edísio Cerqueira Alves. O MP pede, em caráter liminar, que a Justiça determine a realização de concurso público para substituir todas as pessoas contratadas ilegalmente para ocupar cargos públicos na cidade, seja por meio de contratação provisória ou nomeação para cargos em comissão inexistentes, que deverão ser demitidas. O órgão solicitou ainda a realização de concurso, sob pena de multa de R$ 10 mil para cada dia de descumprimento da decisão judicial requerida pelo MP. Já a segunda ação, além do prefeito, o vice-prefeito do município, Edionio Alves Souza, também liminarmente, o MP ordena que os réus removam peças da administração pública que contenham suas imagens pessoais, nomes destacados e inclusive cores relacionadas a partido político, coligação ou campanha eleitoral e que não estejam diretamente vinculadas aos símbolos oficiais do município. – Bocão News

Os comentários estão fechados.