Jaguaquara: Às vésperas do São João, Câmara encerra período Legislativo e aprova contas do ex-prefeito

/ Jaguaquara

Casa seguiu parecer do Tribunal de Contas. Foto: Rede social/CMJ

Na sessão que encerrou o primeiro semestre de 2022 na Câmara Municipal de Jaguaquara, a Mesa-Diretora da Casa decidiu colocar em pauta as contas da Prefeitura referentes à administração do ex-prefeito Giuliano Martinelli (PP), do exercício financeiro de 2020, seguindo a decisão do Tribunal de Contas dos Municípios, que teria opinado pela aprovação, com ressalvas, ao analisar o último parecer da gestão de Martinelli.

Apenas um edil contrariou o parecer. Foi o parlamentar integrante da bancada da minoria, Rodrigo Dias (PSD), este declarado opositor do ex-prefeito e do atual grupo governista. O vereador Élio Boa Sorte (PP) foi o único que não compareceu a sessão, sob a justificativa de que se recupera de procedimento cirúrgico.

Confira a lista da aprovação

Os outros parlamentares: Nildo Pirôpo (PP), Bode da Saúde (PP), Julival do Breguesso (PCdoB), Nei Filho (PP), Gilmar Fonseca (PCdoB), Dermeval Gama (Republicano), Alex Moraes (PL), Tia Nalva (PP), Cristiane Pinheiro (PP), Júnior da Kombi (PSD), Caneço (PP), Uelson (PP), Antonio Barbosa (PP).

3 aprovações e 5 reprovações no TCM

Das oito contas julgadas, relativas aos dois mandatos consecutivos exercidos por Giuliano Martinelli em Jaguaquara o Tribunal reprovou 5: 2014, 2015, 2016, 2018, 2019. Entretanto, o ex-mandatário contou com a bênção do Legislativo, que contrariou o TCM e aprovou o que foi reprovado.

A corte aprovou 3: 2013, 2017, 2020. Entre os pareces do Tribunal, um deles teve representação ao Ministério Público/BA, pelo pagamento indevido de R$84.814,55 em juros e multas, decorrentes do atraso no cumprimento de obrigações previdenciárias no exercício de 2019. Com todas as contas aprovadas, Martinelli segue elegível, até então.

Os comentários estão fechados.