Governador negocia cancelamento de pedágio de terceiro eixo suspenso dos caminhões

/ Bahia

Rui Costa discute cobrança de pedágio. Foto: Mateus Pereira

Após anunciar que acabaria com a cobrança de pedágio do terceiro eixo suspenso dos caminhões, quando os veículos de carga trafegam vazios, nas estradas baianas, o governador Rui Costa (PT) afirmou nesta segunda-feira (4) que ainda iniciará negociações com as concessionárias das rodovias para colocar em prática a promessa aos caminhoneiros realizada no dia 27, quando a categoria estava em greve. A medida também foi anunciada pelo presidente Michel Temer (MDB) horas depois, em pronunciamento, mas também não saiu do papel em âmbito nacional. Na semana passada, o ex-governador César Borges, atualmente presidente da Associação Brasileira de Concessionárias de Rodovias (ABCR), criticou a decisão, destacando um prejuízo anual de R$ 600 milhões para as companhias. Nesta segunda-feira, em Salvador, o governador evitou comentar a posição de César Borges e garantiu que não haverá prejuízo: ”Temos que fazer isso legalmente e respeitando o contrato”, disse, segundo o site bahia.ba. Rui prevê que ainda esta semana convocará reuniões com as concessionárias para solicitar o cálculo dos custos da medida e depois, por meio de um aditivo contratual, estabelecer as regras de cobrança e o meio de reembolsar as companhias.

Os comentários estão fechados.